Unidade pastoral página dos Leitores



Baixar 36.24 Kb.
Encontro03.11.2017
Tamanho36.24 Kb.
UNIDADE PASTORAL

Página dos Leitores
Domingo II da Quaresma

LEITURA I – Gen 12, 1-4a

Vocação de Abraão, pai do povo de Deus


A primeira afirmação da nossa fé, em relação aos homens, é que Deus nos chamou para sermos o seu Povo. Este chamamento está já nas origens, mas houve depois, ao longo da história da salvação, momentos especialmente significativos, e, destes, o primeiro e bem significativo foi, sem dúvida, o chamamento de Abraão. É a partir de Abraão que aparece, no meio de todos os outros povos, o Povo de Deus. Com ele o Senhor faz Aliança e a ele entrega a grande promessa, de que nele serão abençoados todos os povos da Terra, promessa que se há-de realizar plenamente no Descendente de Abraão, Jesus Cristo.

Como ler
A leitura não é difícil. Entretanto façam-se sentir duas vozes: narrador e Deus. Atenção: não é Abraão, mas Abrão. Pelo facto de ser fácil não se descuidem as regras da arte de dizer: respiração, articulação, pronunciação.

Leitura do Livro do Génesis

Naqueles dias, o Senhor disse a Abrão:

«Deixa a tua terra, a tua família e a casa de teu pai

e vai para a terra que Eu te indicar.

Farei de ti uma grande nação

e te abençoarei engrandecerei o teu nome

e serás uma bênção.
Abençoarei a quem te abençoar,

amaldiçoarei a quem te amaldiçoar;

por ti serão abençoadas todas as nações da terra».
Abrão partiu,

como o Senhor lhe tinha ordenado.



Refrão'>Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL - Salmo 32 (33), 4-5.18-19.20.22 (R. 22)


Refrão: Esperamos, Senhor, na vossa misericórdia.

Repete-se


Ou: Desça sobre nós a vossa misericórdia,

porque em Vós esperamos, Senhor. Repete-se


A palavra do Senhor é recta,

da fidelidade nascem as suas obras.

Ele ama a justiça e a rectidão:

a terra está cheia da bondade do Senhor. Refrão


Os olhos do Senhor estão voltados

para os que O temem,

para os que esperam na sua bondade,

para libertar da morte as suas almas

e os alimentar no tempo da fome. Refrão
A nossa alma espera o Senhor:

Ele é o nosso amparo e protector.

Venha sobre nós a vossa bondade,

porque em Vós esperamos, Senhor. Refrão





LEITURA II – 2 Tim 1, 8b-10
Deus nos chama e ilumina
O chamamento de Deus chega até aos homens por seu Filho, Jesus Cristo, que, na leitura do Evangelho, o próprio Pai nos apresenta para que O escutemos. Por Ele se renova a Aliança entre Deus e os homens, e n’Ele já temos a garantia da vida e da imortalidade. É esta a fé da Igreja desde o princípio, como o Apóstolo o atesta.
Como ler
Não é difícil. Repare-se, no entanto, que uma só frase é meia leitura: «Esta graça, / que nos foi dada em Cristo Jesus, desde toda a eternidade, // manifestou-se agora / pelo aparecimento de Cristo Jesus, nosso Salvador, // que destruiu a morte / e fez brilhar a vida e a imortalidade, por meio do Evangelho». (Marque o seu texto para assimilar a divisão).

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo S. Paulo aos Coríntios
Caríssimo: Sofre comigo pelo Evangelho,

apoiado na força de Deus.

Ele salvou-nos e chamou-nos à santidade,

não em virtude das nossas obras,

mas do seu próprio desígnio e da sua graça.
Esta graça, /

que nos foi dada em Cristo Jesus, desde toda a eternidade, //

manifestou-se agora /

pelo aparecimento de Cristo Jesus, nosso Salvador, //

que destruiu a morte /

e fez brilhar a vida e a imortalidade,

por meio do Evangelho.
Palavra do Senhor.
ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO
Escolher um dos refrães:
Refrão 1: Louvor e glória a Vós, Jesus Cristo, Senhor.

Refrão 2: Glória a Vós, Jesus Cristo, Sabedoria do Pai.

Refrão 3: Glória a Vós, Jesus Cristo, Palavra do Pai.

Refrão 4: Glória a Vós, Senhor, Filho do Deus vivo.

Refrão 5: Louvor a Vós, Jesus Cristo, Rei da eterna glória.

Refrão 6: Grandes e admiráveis são as vossas obras, Senhor.

Refrão 7: A salvação, a glória e o poder a Jesus Cristo, Nosso Senhor.
No meio da nuvem luminosa, ouviu-se a voz do Pai:

«Este é o meu Filho muito amado: escutai-O».



EVANGELHO - Mt 17, 1-9
«O seu rosto ficou resplandecente como o sol»
A Transfiguração é a revelação antecipada de Cristo glorioso, como a sua Ressurreição, no fim da Quaresma, O há-de manifestar. Em Cristo transfigurado se antevê, desde já, a vida e a imortalidade a que somos chamados, reconhecemos a glória do Filho de Deus que se há-de revelar em nós próprios e tomamos coragem para subirmos, ao longo da Quaresma, até à transfiguração pascal, que Deus dará a quem escutar e seguir o seu Filho.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo,

Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João seu irmão

e levou os, em particular, a um alto monte

e transfigurou Se diante deles:

o seu rosto ficou resplandecente como o sol

e as suas vestes tornaram se brancas como a luz.

E apareceram Moisés e Elias a falar com Ele.

Pedro disse a Jesus:

«Senhor, como é bom estarmos aqui!

Se quiseres, farei aqui três tendas:

uma para Ti, outra para Moisés a outra para Elias».

Ainda ele falava,

quando uma nuvem luminosa os cobriu com a sua sombra

e da nuvem uma voz dizia:

«Este é o meu Filho muito amado,

no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O».

Ao ouvirem estas palavras,

os discípulos caíram de rosto por terra e assustaram-se muito.

Então Jesus aproximou-se e, tocando-os, disse:

«Levantai-vos e não temais».

Erguendo os olhos, eles não viram mais ninguém, senão Jesus.

Ao descerem do monte, Jesus deu-lhes esta ordem:

«Não conteis a ninguém esta visão,

até o Filho do homem ressuscitar dos mortos».


Palavra da salvação.

ORAÇÃO DOS FIÉIS

Irmãs e irmãos:

Neste tempo santo da Quaresma,

Cristo anuncia a vitória da vida sobre a morte.

Peçamos a Deus que nos faça escutar a sua voz,

dizendo (ou: cantando), com fé:


R. Ouvi-nos, Senhor.

Ou: Salvai, Senhor, o vosso povo.

Ou: Abençoai, Senhor, a vossa Igreja.
1. Para que o Papa N., os bispos e os presbíteros a ele unidos

recebam a graça de sofrer pelo Evangelho

e ponham a confiança em Deus, como Abraão,

oremos ao Senhor.


2. Para que os governos das várias nações

defendam os cidadãos e os seus direitos,

e tudo façam pelos mais pobres e esquecidos,

oremos ao Senhor.


3. Para que os doentes e todos os que sofrem

vivam unidos à cruz do nosso Salvador

e, um dia, cheguem à contemplação da sua glória,

oremos ao Senhor.


4. Para que os fiéis que se reúnem ao domingo

dêem testemunho de Jesus Cristo, luz do mundo,

aos que lhes pedem a razão da sua esperança,

oremos ao Senhor.


5. Para que esta assembleia de cristãos,

à medida que comunga o Pão do Céu,

se transfigure como Jesus no monte santo,

oremos ao Senhor.


(Intenções da paróquia…)
Senhor, que no monte da transfiguração

nos mandastes escutar o vosso Filho,

atendei a oração que o seu Espírito

fez nascer nesta santa assembleia



pela Igreja, pelo mundo e por nós mesmos.

Por Cristo, nosso Senhor.

Baixar 36.24 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar