The Flawless Vision a visão impecável as Exposed by Dadasrhi


When One Does Not See One’s Faults…



Baixar 1.13 Mb.
Página25/31
Encontro03.11.2017
Tamanho1.13 Mb.
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   31

When One Does Not See One’s Faults…

Quando não se vê os proprios defeitos…


Dadashri: The spiritual verse by Krupaludev begins:

‘I am a vessel of infinite faults, O’ compassionate One!’ And ends with:

‘But if I cannot see my faults, then how can I find liberation?’

Even I understand that I am a vessel of infinite faults, and yet I cannot see any, so is there any way out? Why can I not see my faults?

Dadashri: O verso espiritual por Krupaludev começa:

"Eu sou um navio de infinitas falhas, O 'Compassivo!" e termina com:

"Mas se eu não posso ver os meus defeitos, então como posso encontrar a libertação?"

Até eu entender que eu sou um navio de falhas infinitas, e ainda assim eu não consigo ver nenhuma, há alguma saída para isso? Por que eu não consigo ver os meus defeitos?



One can only see one’s own faults when one begins to see the world as totally faultless. As long as he sees the world at fault, he will not see a single fault of his own. It is so easy for one to see the world at fault.

Pode-se ver apenas as próprias falhas quando se começa a ver o mundo como totalmente impecável. Enquanto ele vê as falhas no mundo, ele não vai ver uma única falha de sua autoria. É tão fácil de se ver o mundo em falta.


You Should Not Look At Anyone’s Faults

Você não deveria olhar para a falha de ninguém


Questioner: I tend to see the fault of a person more readily than his virtue. Why is this so?

Questionador: Tenho a tendência de ver a culpa de uma pessoa mais facilmente do que a sua virtude. Por que isso acontece?

Dadashri: It is the case with everyone. Their perception is spoilt. They never see the good in others but are quick to find faults in them. They readily find faults in other people but they cannot find their own faults.

Dadashri: É o caso de todos. Sua percepção está estragada. Eles nunca vêem o bem nos outros, mas são rápidos em encontrar falhas neles. Eles prontamente encontram falhas em outras pessoas, mas eles não podem encontrar suas próprias falhas.

Questioner: Does it mean that whatever fault we see in others, we have that fault in us?

Questionador: Será que isso significa que qualquer que seja a culpa que vemos nos outros, temos essa falha em nós?

Dadashri: There is no such rule, but nevertheless there are such faults. What does the intellect do? It conceals one’s own faults while seeing the faults of others. Such is the industry of the average worldly being. The person whose faults are destroyed will not see faults in others. Such a person will not have this bad habit. Such a human being will instinctively see the entire world as innocent. The Nature of Gnan is such that not even the slightest of fault is seen in others.

Dadashri: Não há nenhuma regra, no entanto, existem tais falhas. O que o intelecto faz? Ele esconde as próprias falhas ao ver os defeitos dos outros. Tal é a indústria media do ser no mundo material. A pessoa cujos defeitos são destruídos não vai ver defeitos nos outros. Tal pessoa não terá esse mau hábito. Tal ser humano instintivamente vê o mundo inteiro como impecável. A Natureza do Gnan é tal que nem a menor culpa do outro é vista.

Questioner: People are always searching the faults of others.

Questionador: As pessoas estão sempre procurando os defeitos dos outros?

Dadashri: One must not see fault in anyone. It is a grave mistake to do so. Who are you to pass judgment? What do you gain by looking at people’s faults? Who do you think you are that you can see faults? If you see faults then you are ignorant. You are deluding yourself. Is there such a thing as a fault? How can you look at other people’s faults? To see faults is a fault in itself. When you cannot see your own faults what business do you have seeing faults in others? The only faults you need to look at are your own and no one else’s.

And if people continue to look at each other’s faults, what would happen? You must not look at anyone’s faults. In reality there are no faults. Anyone looking for fault is a worthless human being. If I were to see even the slightest fault in another human being, it would mean that worthlessness exists within me. Such behavior has negative intentions behind it. Where did these faults arise? Each person is acting according to his or her own prakruti, so where is the fault in this? Is this a judicial process of some kind? Everyone acts according to his prakruti. I too act according to mine. Of course the prakruti will always be there.

Dadashri: Não se deve ver culpa em ninguém. É um grave erro fazer isso. Quem é você para julgar? O que você ganha por olhar para as falhas das pessoas? Quem você acha que você é que você pode ver falhas? Se você vê falhas, então você é ignorante. Você está se iludindo. Existe tal coisa como uma falha? Como você pode olhar para as falhas de outras pessoas? Ver falhas é uma própria falha. Quando você não pode ver seus próprios defeitos que negócio você tem que ver defeitos nos outros? As únicas falhas que você precisa olhar é para as suas próprias e de mais ninguém.

E se as pessoas continuassem a olhar para as falhas de cada um, o que aconteceria? Você não deve olhar para as falhas de ninguém. Na realidade, não existem falhas. Quem estiver procurando por culpa é um ser humano inútil. Se eu fosse ver até mesmo a menor culpa em outro ser humano, isso significaria que existe inutilidade dentro de mim. Tal comportamento tem intenções negativas por trás dele. Onde é que essas falhas surgem? Cada pessoa está agindo de acordo com sua própria prakruti, então onde está a culpa nisso? É este algum tipo de processo judicial? Todo mundo age de acordo com sua prakruti. Eu também agia de acordo com a minha. Claro que a prakruti estará sempre lá.



Questioner: We forget that the other person is not the doer.

Questionador: Nós esquecemos que a outra pessoa não é o fazedor.

Dadashri: Yes, there is no fault as long as you have that awareness that the other is not the doer at all. You create a new world each time each time you look at people’s faults. And until you destroy this fault, you get nowhere; you remain confused.

Even for an instant I have never seen faults in others, and if I do, I would immediately say it to them. I do not hide it from them, but express it to them directly. I tell them that if they have any use for my observation they should accept it or else, just disregard it.

Dadashri: Sim, não há nenhuma falha, contanto que você tem essa consciência de que o outro não é o fazedor. Você cria um novo mundo cada vez que você olha para as falhas das pessoas. E até você destruir essa falha, você chegará a lugar algum; você permanece confuso.

Mesmo por um instante eu nunca vi defeitos nos outros, e se eu fizer isso, eu iria imediatamente dizer isso a eles. Eu não escondo deles, mas expresso diretamente para eles. Digo-lhes que se eles têm qualquer utilidade para a minha observação que deve aceitá-lo ou então, simplesmente ignorá-lo.



Questioner: You say it for their salvation.

Questionador: Você diz isso para a sua salvação ..

Dadashri: If I say anything to them, it is to caution them so they can find a way out of their life after life confusion, but if they choose not to heed my advice, I am not offended. I have no objection whatsoever. If I tell someone to do something and he does not listen, it does not matter.

Dadashri: Se eu digo algo para eles, é para advertí-los para que eles possam encontrar uma maneira de sair de sua vida após a confusão da vida, mas se optar por não dar ouvidos a meu conselho, eu não estou ofendido. Eu não tenho nenhuma objeção. Se eu disser a alguém para fazer alguma coisa e ela não ouve, não importa.

Questioner: It would not affect you at all?

Questionador: Isso não afetaria você?

Dadashri: It is because I understand the reason behind why he says what he says. He speaks that way as a result of the unfolding of his karma. Does anyone disobey my Agna intentionally? He would never do that intentionally, would he? That is why I do not consider it a fault on his part. It is because of his unfolding karma that he speaks the way he does and so I have to accept it. If his prakruti becomes uncontrollable and belligerent, I have to restrain it, because he hurting himself and others. The world is full of prakrutis with infinite mistakes.

Dadashri: É porque eu entendo a razão por trás do que ele diz. Ele fala dessa forma por causa de seu karma que está se desenrolando. Alguém desobedece minha Agna intencionalmente? Ele nunca faria isso intencionalmente, faria? É por isso que eu não considero isso uma falha de sua parte. É por causa de seu karma desdobrando que ele fala dessa maneira e por isso tenho que aceitá-la. Se sua prakruti se torna incontrolável e agressivo, eu tenho que contê-lo, porque ele pode se machucar e machucar os outros. O mundo está cheio de prakrutis com erros infinitos.

Are you able to see your mistakes clearly and completely?

Você é capaz de ver seus erros clara e completamente?



Questioner: Yes, I can see them.

Questionador: Sim, eu posso vê-los.

Dadashri: And I am telling you that you cannot see even a single mistake of yours! You have more faults than you have hair on your head! How can you understand this?

Dadashri: E eu estou lhe dizendo que você não pode ver até mesmo um único erro de vocês! Você tem mais faltas do que você tem cabelo em sua cabeça. Como você pode entender isso?

Questioner: Whether I make mistakes or not, is dependant on my karma is it not?

Questionador: Se eu cometer erros ou não, ele é dependente do meu karma, não é?

Dadashri: Aha! So, you have made a good discovery!

What childishness. Complete ignorance and childishness. When it suits you, you make excuses by saying that your actions are dictated by your karma, so why then are you so attentive when walking close to a well, or why do you quickly cross the railway tracks when a train is approaching? And if need be, you even start running to protect yourself. Why do you not let your karmas dictate here?

How can a person see his own faults when he is smothered by moha (ignorance of his Real Self, deluded world view)? Moha is the dictator here. ‘I am so and so’, ‘I am like this and like that’- delusion about being such and such. Of course people are deluded about their true nature, are they not?

Dadashri: Aha! Então, você fez uma boa descoberta! Esta é a completa ignorância e infantilidade. Quando se combina com você, você dá desculpas, dizendo que suas ações são ditadas por seu karma, então por que você está tão atento ao andar perto de um poço, ou por que você atravessa rapidamente a ferrovia quando um trem está se aproximando? E se for necessário, você mesmo começa a correr para se proteger. Por que você não deixa o seu karma ditar aqui?

Como uma pessoa pode ver seus próprios erros quando ela é sufocado por moha (ignorância do seu Ser, visão ilusória do mundo)? Moha é o ditador aqui. ‘Eu sou assim e assado’, ‘eu sou como isso e como aquilo’- ilusão de ser tal e tal. Claro que as pessoas estão iludidas sobre sua verdadeira natureza, elas não estão?



Questioner: Yes there is a lot of delusion.

Questionador: Sim, há um monte de apego ilusório (moha) ..

Dadashri: That is all there is. There is nothing else. It is not worth denouncing people, but this is how it is everywhere

Dadashri: Isso é tudo que existe. Não há outra coisa. Não vale a pena denunciar as pessoas, mas isso é como está em toda parte.


Baixar 1.13 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   31




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar