Tabelas há vários modos de colocar tabelas. Guia inserir- tabela Clicar em desenhar tabelas Neste caso eu desenhei 6 colunas- para colocar as fórmulas. Colocar o cursor do mouse na célula onde vai ser feita a fórmula



Baixar 73.92 Kb.
Encontro24.08.2018
Tamanho73.92 Kb.
#108688
TABELAS

Há vários modos de colocar tabelas.

Guia inserir- tabela Clicar em tabela



Clicar em desenhar tabelas

Neste caso eu desenhei 6 colunas- Para colocar as fórmulas.

Colocar o cursor do mouse na célula onde vai ser feita a fórmula,

e digitar a fórmula desejada.

Células


A1

B1

C1

=SUM(LEFT) soma os valores da esquerda




6

5

4

3

2

20



6

5

4

3

2

20
=SUM(A1;B1;C1;D1;E1) Soma os valores

=AND(SUM(LEFT)<10;SUM(ABOVE)>=5) Um, se a soma a esquerda for menor que 10 e que a




6

5

4

3

2

20

6



0

0

0

0

1

soma dos valores acima for maior ou igual a 5 , caso nenhuma

dessas alternativas for verdadeira , então o resultado é zero




6

5

4

3

2

20

6

5

4

3

2

0

=AVERAGE(LEFT) A média da soma dos valores




6

5

4

3

2

4

=COUNT(LEFT) Número de valores a esquerda




6

5

4

3

2

5

=COUNT(RIGHT) Número de valores a direita


5

2

3

4

5

6

=DEFINED()




6

5

4

3

1



Avalia se o argumento dentro dos parênteses é definido. Retorna 1, se o argumento foi definido e avaliado sem erro, e 0 se o argumento não foi definido ou retornou um erro.

=DEFINED(rendimento_bruto) 1, se o rendimento_bruto foi definido e avaliado sem erros; caso contrário, 0.

1, se o 

=DEFINED()




6

5

4

3

2



=ABS(A1) Calcula o valor absoluto




-65

65

=INT(A1) Arredonda o valor dentro dos parênteses para baixo até o número inteiro mais




5,85

5
próximo.

Para conhecer a tabela



A1= Coluna 1, na linha 1

B1 = Coluna 2, na linha 1

C1= Coluna 3, na linha 1

A2 = Coluna 1, na linha 2

B2 = Coluna 2, na linha 2

C2 = Coluna 3, na linha 2

A3 = Coluna 1, na linha 3

B3 = Coluna 2, na linha 3

C3 = Coluna 3, na linha 3

A célula na primeira coluna e na segunda linha A2




As duas primeiras células na primeira linha A1;B1




Todas as células na primeira coluna e as duas primeiras células na segunda coluna A1:B2




FALSE – Não requer argumentos. Sempre retorna 0 = False

=SUM(LEFT)-5 soma os valores da esquerda e diminui 5




6

5

4

3

2

15

=SUM(A1;B1;C1;D1;E1)-5 Soma os valores e diminui 5




6

5

4




3

2

15

Veja abaixo mais fórmulas

Usar uma fórmula em uma tabela do Word ou Outlook

Aplicável a: Word para Office 365 Word 2016 Outlook 2016 Word 2013 Outlook 2013 Mais...

Você pode usar fórmulas para realizar cálculos e comparações lógicas em tabelas. O comando Fórmula está localizado na guia Layout das Ferramentas de Tabela, no grupo Dados.



Uma fórmula do Word é atualizada automaticamente quando você abre o documento que contém a fórmula. Também é possível atualizar um resultado de fórmula manualmente. Para obter mais informações, consulte a seção Atualizar os resultados das fórmulas.



Observação:  As fórmulas das tabelas do Word e do Outlook são um tipo de código de campo. Para obter mais informações sobre códigos de campo, confira a seção confira também.

Neste artigo

Inserir uma fórmula em uma célula da tabela

Atualizar os resultados das fórmulas

Atualizar o resultado de fórmulas específicas

Atualizar o resultado de todas as fórmulas em uma tabela

Atualizar todas as fórmulas em um documento

Exemplos: somar números em uma tabela usando argumentos posicionais

Funções disponíveis

Usar nomes de indicador ou referências de célula em uma fórmula

Referências LnCn

Referências A1

Inserir uma fórmula em uma célula da tabela



  1. Selecione a célula da tabela onde deseja ver o resultado. Se a célula não estiver vazia, exclua seu conteúdo.

  2. Na guia Layout das Ferramentas de Tabela, no grupo Dados, clique em Fórmula.

  3. Use a caixa de diálogo Fórmula para criar sua fórmula. Você pode digitar na caixa Fórmula, selecionar um formato de número na lista Formato do Número e colar funções e indicadores usando as listas Colar Função e Colar Indicador.

Atualizar os resultados das fórmulas

No Word, o resultado de uma fórmula é calculado quando ela é inserida e quando o documento que contém a fórmula é aberto. No Outlook, o resultado de uma fórmula é calculado apenas quando ele é inserido, e o destinatário do email não tem permissão para editá-lo.

Também é possível atualizar manualmente:


  • O resultado de uma ou mais fórmulas específicas

  • Os resultados de todas as fórmulas em uma tabela específica

  • Todos os códigos de campo em um documento, incluindo fórmulas

Atualizar o resultado de fórmulas específicas

  1. Selecione as fórmulas que você deseja atualizar. Você pode selecionar várias fórmulas pressionando a tecla CTRL enquanto faz as seleções.

  2. Siga um destes procedimentos:

    • Clique com o botão direito do mouse na fórmula e, em seguida, clique em Atualizar campo.

    • Pressione F9.

Atualizar o resultado de todas as fórmulas em uma tabela

  • Selecione a tabela que contém os resultados da fórmula que você deseja atualizar e pressione F9.

Atualizar todas as fórmulas em um documento

Importante:  Este procedimento atualiza todos os códigos de campo em um documento, e não apenas as fórmulas.

  1. Pressione CTRL+A.

  2. Pressione F9.

Exemplos: somar números em uma tabela usando argumentos posicionais

Você pode usar argumentos de posição (LEFT, RIGHT, ABOVE, BELOW) com estas funções:



  • AVERAGE

  • COUNT

  • MAX

  • MIN

  • PRODUCT

  • SUM

Por exemplo, considere o seguinte procedimento para adicionar números usando a função SUM e argumentos de posição.

Importante:  Para evitar um erro ao somar em uma tabela usando argumentos posicionais, digite um zero (0) em qualquer célula vazia que será incluída no cálculo.

  1. Selecione a célula da tabela onde deseja ver o resultado. Se a célula não estiver vazia, exclua seu conteúdo.

  2. Na guia Layout das Ferramentas de Tabela, no grupo Dados, clique em Fórmula.

  3. Na caixa de diálogo Fórmula, execute uma das seguintes ações:

Para adicionar números…

Digite isto na caixa Fórmula

Acima da célula

=SUM(ABOVE)

Abaixo da célula

=SUM(BELOW)

Acima e abaixo da célula

=SUM(ABOVE;BELOW)

À esquerda da célula

=SUM(LEFT)

À direita da célula

=SUM(RIGHT)

À esquerda e à direita da célula

=SUM(LEFT;RIGHT)

À esquerda e acima da célula

=SUM(LEFT;ABOVE)

À direita e acima da célula

=SUM(RIGHT;ABOVE)

À esquerda e abaixo da célula

=SUM(LEFT;BELOW)

À direita e abaixo da célula

=SOMA(DIREITA, ABAIXO)

  1. Clique em OK.

Funções disponíveis

Observação:  As fórmulas que usam argumentos posicionais (por exemplo, ESQUERDA) não incluem valores nas linhas do cabeçalho.

As funções a seguir estão disponíveis para uso nas fórmulas da tabela do Word e Outlook:



Função

Para que serve

Exemplo

Retorna

ABS()

Calcula o valor absoluto do valor dentro dos parênteses

=ABS(-22)

22

AND()

Avalia se os argumentos dentro dos parênteses são TRUE.

=AND(SUM(LEFT)<10;SUM(ABOVE)>=5)

1, se a soma dos valores à esquerda da fórmula (na mesma linha) for menor que 10 e a soma dos valores acima da fórmula (na mesma coluna, excluindo qualquer célula de cabeçalho) for maior ou igual a 5; caso contrário, 0.

AVERAGE()

Calcula a média dos itens identificados dentro dos parênteses.

=AVERAGE(RIGHT)

A média de todos os valores à direita da célula da fórmula, na mesma linha.

COUNT()

Calcula a contagem de itens identificados dentro dos parênteses.

=COUNT(LEFT)

É o número de valores à esquerda da célula da fórmula, na mesma linha.

DEFINED()

Avalia se o argumento dentro dos parênteses é definido. Retorna 1, se o argumento foi definido e avaliado sem erro, e 0 se o argumento não foi definido ou retornou um erro.

=DEFINED(rendimento_bruto)

1, se o rendimento_bruto foi definido e avaliado sem erros; caso contrário, 0.

FALSE

Não requer argumentos. Sempre retorna 0.

=FALSE

0

IF()

Avalia o primeiro argumento. Retorna o segundo argumento, se o primeiro argumento for verdadeiro; retorna o terceiro argumento se o primeiro argumento for falso.

Observação:  Requer exatamente três argumentos.

=IF(SUM(LEFT)>=10;10;0)

10, se a soma dos valores à esquerda da fórmula for pelo menos 10; caso contrário, 0.

INT()

Arredonda o valor dentro dos parênteses para baixo até o número inteiro mais próximo.

=INT(5,67)

5

MAX()

Retorna o valor máximo dos itens identificados dentro dos parênteses.

=MAX(ABOVE)

O valor máximo encontrado nas células acima da fórmula (excluindo as linhas de cabeçalho).

MIN()

Retorna o valor mínimo dos itens identificados dentro dos parênteses.

=MIN(ABOVE)

O valor mínimo encontrado nas células acima da fórmula (excluindo as linhas de cabeçalho).

MOD()

Tem dois argumentos (devem ser números ou são avaliados como números). Retorna o restante depois do segundo argumento ser dividido pelo primeiro. Se o resto for 0 (zero), retornará 0,0

=MOD(4;2)

0,0

NOT()

Tem um argumento. Avalia se o argumento é verdadeiro. Retorna 0 se o argumento for verdadeiro, 1 se o argumento for falso. Usado principalmente em uma fórmula SE.

=NOT(1=1)

0

OR()

Tem dois argumentos. Se forem verdadeiros, retornará 1. Se forem falsos, retornará 0. Usado principalmente em uma fórmula SE.

=OR(1=1;1=5)

1

PRODUCT()

Calcula o produto dos itens identificados dentro dos parênteses.

=PRODUCT(LEFT)

O produto da multiplicação de todos os valores encontrados nas células à esquerda da fórmula.

ROUND()

Tem dois argumentos (o primeiro argumento deve ser um número ou avaliado como um número; o segundo argumento deve ser um número inteiro ou ser avaliado como um número inteiro). Arredonda o primeiro argumento para o número de dígitos especificado pelo segundo argumento. Se o segundo argumento for maior que zero (0), o primeiro argumento é arredondado para baixo para o número de dígitos especificado. Se o segundo argumento é zero (0), o primeiro argumento é arredondado para baixo até o número inteiro mais próximo. Se o segundo argumento for negativo, o primeiro argumento é arredondado para baixo à esquerda da vírgula decimal.

=ROUND(123,456; 2)

=ROUND(123,456; 0)

=ROUND(123,456; -2)


123;46

123


100

SIGN()

Tem um argumento que deve ser um número ou ser avaliado como um número. Avalia se o item identificado dentro dos parênteses é igual a, maior ou menor que zero (0). Retorna 1, se for maior que zero, 0 se for zero, -1 se for menor que zero.

=SIGN(-11)

-1

SUM()

Calcula a soma dos itens identificados dentro dos parênteses.

=SUM(RIGHT)

A soma dos valores das células à direita da fórmula.

TRUE()

Tem um argumento. Avalia se o argumento é verdadeiro. Retorna 1, se o argumento for verdadeiro, 0 se o argumento for falso. Usado principalmente em uma fórmula SE.

=TRUE(1=0)

0

Usar nomes de indicador ou referências de célula em uma fórmula

Você pode consultar uma célula que contém indicador usando o nome do indicador em uma fórmula. Por exemplo, se você usou um indicador em uma célula que contém ou é avaliada como um número com o nome do indicador receita_bruta, a fórmula =ARRED(receita_bruta,0) arredondará o valor dessa célula para baixo para o inteiro mais próximo.

Também é possível usar referências de coluna e linha em uma fórmula. Há dois estilos de referência: LnCn e A1.

Observação:  A célula que contém a fórmula não está incluída em um cálculo que usa uma referência. Se a célula é parte da referência, ela será ignorada.

Referências LnCn

Você pode fazer referência a uma linha, coluna ou célula na tabela em uma fórmula usando a convenção de referência LnCn. Nesta convenção, Ln refere-se à linha n, e Cn refere-se à coluna n. Por exemplo, R1C2 refere-se à célula que está na primeira linha e na segunda coluna. A tabela a seguir contém exemplos deste estilo de referência.

Para se referir a...

... use este estilo de referência

Uma coluna inteira

Cn

Uma linha inteira

Ln

Uma determinada célula

LnCn

A linha que contém a fórmula

L

A coluna que contém a fórmula

C

Todas as células entre duas células especificadas

LnCn:LnCn

Uma célula em uma tabela com indicador

Nome do indicador LnCn

Um intervalo de células em uma tabela com indicador

Nome do indicador LnCn:LnCn

Referências A1

Você pode se referir a uma célula, a um conjunto de células ou a um intervalo de células usando a convenção de referência A1. Nesta convenção, a letra refere-se à coluna da célula e o número refere-se à linha da célula. A primeira coluna em uma tabela é a coluna A; a primeira linha é a 1. A tabela a seguir contém exemplos deste estilo de referência.



Para se referir a...

... use esta referência

A célula na primeira coluna e na segunda linha

A2

As duas primeiras células na primeira linha

A1;B1

Todas as células na primeira coluna e as duas primeiras células na segunda coluna

A1:B2

Última atualização em 29/08/2015

Consulte Também



Códigos de campo no Word e no Outlook

  

Expanda suas habilidades no Office



EXPLORE O TREINAMENTO

 

Obtenha novos recursos primeiro



INGRESSAR NO OFFICE INSIDER

C

EXPLORE O TREINAMENTO

Baixar 73.92 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Serviço público
Dispõe sobre
reunião ordinária
câmara municipal
público federal
processo licitatório
Processo seletivo
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
Universidade estadual
ensino superior
Relatório técnico
técnico científico
Conselho municipal
direitos humanos
científico período
Curriculum vitae
espírito santo
pregão eletrônico
língua portuguesa
Sequência didática
distrito federal
Quarta feira
prefeito municipal
conselho municipal
educaçÃo secretaria
nossa senhora
segunda feira
Pregão presencial
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar
educaçÃo profissional