Série de ficço mais lida no mundo, Deixados Para Trás vendeu mais de 70 milhões de livros e foi traduzida



Baixar 1.16 Mb.
Página1/26
Encontro03.11.2017
Tamanho1.16 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26
Série de ficço mais lida no mundo, Deixados Para Trás vendeu mais de 70 milhões de livros e foi traduzida

para mais de 30 idiomas. A história reúne ficço cristã, ação e suspense com lances de alta tecnologia num

triller de tirar o fôlego. O tema principal é nada menos que o próprio final dos tempos.

2. Comando Tribulaço

1. Deixados para Trás

Num momento cataclísmico, milhões de pessoas em

todo o mundo desaparecem. Em meio à confusão

global, o comandante Rayford Steele terá de

encontrar sua família, suas respostas, e a verdade.

Por mais devastadores que tenham sido os

desaparecimentos, o futuro aida reserva dias mais

sombrios.

Continua o drama dos que foram deixados para

trás... Rayford Steele, Buck Williams, Bruce

Barnes, e Chole Steele ajuntam-se e formam o

Comando Tribulação. Sua tarefa é clara, e seu

objetivo é nada menos que tomar posiço e

enfrentar os inimigos de Deus durante os sete

anos mais caóticos da história do planeta.

0 H


1 H

3. Nicolae - O Anticristo chega ao poder

Aproxima-se o fim do segundo dos sete anos da

Tribulação, quando a profecia indica que a "ira do

Cordeiro" será derramada sobre a terra. Um

dramático resgate noturno em Israel, atravessando

o Sinai manterá você com a respiração suspensa

até o final do volume.

4. A Colheita - A escolha está feita

À medida que o mundo se precipita em direço

aos Juízos das Trombetas e à grande colheita de

vidas profetizados nas Escrituras, Rayford Steele e

Buck Williams começam a buscar aqueles a quem

amam em vários cantos do mundo.

2

H

3 H



5. Apoliom - O destruidor está solto

Nesta aventura, Apoliom, o Destruidor, lidera a

praga de gafanhotos demoníacos que tortura os

perdidos. Enquanto isso, a despeito de crescentes

ameaças do Anticristo, o Comando Tribulação se

reúne em Israel para a Conferência das

Testemunhas.

6. Assassinos - Missão Jerusalém - Alvo: o

Anticristo

Enquanto uma horda de 200 milhões de cavaleiros

demoníacos elimina um terço da população

mundial, o Comando Tribulação se prepara para

enfrentar o futuro como um bando de fugitivos. A

história e a profecia se chocam em Jerusalém.

4

H

5 H



7. O Possuído - A besta toma posse

Chegamos à metade da Tribulaço. Enquanto o

mundo chora a morte de um homem muito

admirado, o Comando Tribulaço enfrenta seu

desafio mais perigoso. O tempo e a eternidade

parecem pairar suspensos, e o destino da

humanidade está em jogo.

8. A Marca - A besta controla o mundo

Nicolae Carpathia, ressurreto e habitado pelo

próprio diabo, puxa ainda mais firme as rédeas de

seu governo mundial. Começa uma batalha pelas

próprias almas de homens e mulheres ao redor do

mundo, enquanto são estabelecidos os locais onde

a marca da besta vai ser administrada.

6

H

7 H



9. Profanaço - O anticristo apodera-se do

trono


Nicolae Carpathia se prepara para dirigir-se ao

templo. Seus seguidores se reúnem para ver o

potentado e receber a marca. Deus envia o primeiro

Julgamento das Taças sobre todos os que aceitaram

a marca, enquanto seu povo escolhido foge para o

deserto, à espera do Armagedom.

10. Remanescente - No limiar do

armagedom

Chegada a hora da vingança do Supremo

Comandante da Comunidade Global. Seus inimigos

aglomeram-se no lugar ideal para uma destruiço

em massa. Ninguém poderá sair vivo dali, a não

ser por um milagre. Todas as máscaras caem por

terra, inclusive a do anticristo.

8

H

9 H



11. Armagedom - A batalha cósmica das eras

12. Glorioso Aparecimento - O fim das eras

Nada mais falta para que a rebelião seja

definitivamente sufocada. Uma única esperança

resta àqueles que, num último fôlego, resistem às

forças da Comunidade Global. Ninguém parece

fazer frente à sua superioridade. A não ser por um

detalhe... O Glorioso Aparecimento apresenta a

batalha final.

As armas do mundo todo se encaminham ao Monte

Megido no Vale do Armagedom. O Anticristo

intensifica como nunca a perseguiço aos que não

aceitaram sua marca e se recusaram a adorá-lo. Há

apenas algumas horas para o Glorioso

Aparecimento.

1

0 H



H

1 1


1

Apoliom: O Destruidor Está Solto

Digitalização: Valéria_Cris

Edição e Revisão: Valéria_Cris

Versão Digital para fins didáticos, proibida qualquer forma de comercialização

Projeto Democratização da Leitura

www.portaldetonando.com.br

2

O DESTRUIDOR ESTÁ SOLTO



APOLIOM

TIM LAHAYE

JERRY B. JENKINS

Traduzido por Maria Emília de Oliveira

UP

UNITED PRESS



3

Apoliom


Esta ediço é publicada sob contrato com Tyndale House Publishers, U.S.A.

Originalmente publicado em inglês como

Apollyom

Copyright • 1999 Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins.

Todos os direitos reservados.

Copyright ® 2000 Editora United Press Ltda.

Tradução: Maria Emília de Oliveira

Revisão: Josemar de Souza Pinto e João Guimarães Supervisão editorial: Vera Villar

Dados Internacionais de Catalogaço na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP,

Brasil)


LaHaye, Tim F.

Apoliom / Tim LaHaye e Jerry Jenkins : traduço Maria Emília de Oliveira. -

Campinas, SP : Editora United Press, 2000.

Títul o origin al : Apoll yon ISBN 85-243-0212-7

1. Ficção norte-americana I. LaHaye, Tim F. II. Título

00-3360__________________ CDD-813.5 ___

índices para catálogo sistemático

1. Ficço : Século 20 : Literatura norte-americana

813.5

2. Século 20 : Ficço : Literatura norte-americana



813.5

Publicado no Brasil com a devida autorizaço,

EDITORA UNITED PRESS LTDA.

Rua Taquaritinga, 118

Jardim Nova Europa

13.036-530, Campinas, São Paulo

Fone/Fax (19) 278-3144

Visite nosso site: www.unitedpress.com

4

A Norman B. Rohrer, Amigo e mentor



5

PRÓLOGO


Extraído do final de A Colheita

RAYFORD acreditava que a única maneira de inocentar Amanda seria decodificar seus

arquivos, mas ele também conhecia o risco. Teria de enfrentar o que lhe fosse revelado.

Será que ele queria conhecer a verdade? Quanto mais orava sobre isso, mais convencido

ficava de que não devia temer a verdade.

Dependendo do que ele descobrisse, sua atitude em relaço ao Comando Tribulaço

mudaria. Se a mulher com a qual ele compartilhara sua vida o enganara, em quem mais

poderia confiar? Se ele não sabia julgar o caráter de uma pessoa, que bem poderia fazer

no trabalho pela causa de Cristo? Dúvidas malucas permeavam sua mente, mas ele

precisava conhecer a verdade. Quer ela tivesse sido uma mulher apaixonada ou

mentirosa, esposa ou feiticeira, ele precisava saber.

Na manhã da véspera do início da mais famosa concentração em massa do mundo,

Rayford aproximou-se de Carpathia em seu escritório.

- Sua Excelência - ele começou a dizer, engolindo qualquer vestígio de orgulho -, estou

entendendo que o senhor vai precisar de Mac e de mim para levá-lo a Israel amanhã.

- Não me venha com essa conversa, capitão Steele. Eles estão se reunindo contra a minha

vontade; portanto, não tenho a intenção de dar um aval com minha presença.

- Mas o senhor prometeu proteger...

- Ah! isso também mexeu com você, não?

- O senhor conhece minha posiço.

- E você também sabe que sou eu quem diz para onde devo ir, e não o contrário. Você

não acha que, se eu quisesse estar em Israel amanhã, já não lhe teria dito isso antes?

- Então, quer dizer que aqueles que imaginam que o senhor está com medo daquele

estudioso que...

- Medo!

- ... o desmascarou via Internet e que o chamou de enganador diante de pessoas do

mundo inteiro...

- Você está tentando me seduzir, capitão Steele – disse Carpathia, sorrindo.

- Francamente, acredito que o senhor sabe que vai ser destituído em Israel pelas duas

testemunhas e pelo Dr. Ben- Judá.

- Pelas duas testemunhas? Se aqueles dois não pararem com aquela história de magia

negra, falta de chuva e sangue, vão ter de se explicar comigo.

- Eles dizem que o senhor não pode fazer nada que os prejudique até o tempo certo.

- Eu vou decidir qual é o tempo certo.

- Apesar disso, a naço de Israel foi protegida do terremoto e dos meteoros...

- Você acredita que as testemunhas são responsáveis por isso?

- Creio que Deus é o responsável.

- Diga-me uma coisa, capitão Steele. Você ainda acredita que um homem com poderes

de ressuscitar uma pessoa possa ser o anticristo?

Rayford hesitou, desejando que Tsion estivesse presente.

- O inimigo é conhecido por imitar milagres - ele disse. - Imagine qual seria a reação do

público em Israel se o senhor fizesse algo parecido. Lá estarão pessoas de fé em busca de

inspiraço. Se o senhor é Deus, se pode ser o Messias, não ficariam emocionadas por

conhecê-lo?

Carpathia encarou Rayford, parecendo esquadrinhar seus olhos. Rayford acreditava em

6

Deus. Acreditava que, apesar de seu poder e de suas intenções, Nicolae estaria de mãos



atadas diante de qualquer uma das 144.000 testemunhas que carregavam na testa o selo

do Deus Todo-Poderoso.

- Se você está sugerindo - disse Carpathia, escolhendo as palavras - que é importante

que o potentado da Comunidade Global conceda a esses convidados uma recepço

suntuosa como eles jamais viram, talvez tenha razão.

Rayford não havia dito nada que se referisse a isso, mas Carpathia ouviu o que queria

ouvir.

- Obrigado - ele disse.



- Capitão Steele, prepare o roteiro do vôo.

7

UM



RAYFORD Steele estava preocupado com o silêncio de Mac McCullum na cabina de comando

do Comunidade Global Um durante o curto vôo de Nova Babilônia a Tel-Aviv.

- Devemos conversar mais tarde? - perguntou Rayford em voz baixa.

Mac pôs o indicador nos lábios pedindo silêncio e fez um sinal afirmativo com a cabeça.

Rayford terminou a comunicaço com o controle de tráfego aéreo e de terra da Nova

Babilônia e estendeu o braço por baixo da poltrona para encontrar o botão secreto que

lhe permitia ouvir a conversa no compartimento dos passageiros do Condor 216 entre o

Potentado da Comunidade Global Nicolae Carpathia, o Supremo Comandante Leon

Fortunato e o Supremo Pontífice Peter Mathews, da Fé Mundial Enigma Babilônia. Mas,

antes de Rayford apertar o botão, sentiu a mão de Mac segurando-lhe o braço. Mac

balançava a cabeça negativamente.

Rayford estremeceu.

- Eles já sabem? - perguntou, fazendo uma careta.

- É melhor nao se arriscar antes de conversarmos - sussurrou Mac.

Rayford recebeu o tratamento esperado quando avisou que ia pousar em Tel-Aviv. A torre

do aeroporto David Ben Gurion afastou os outros aviões da área, mesmo aqueles que já

haviam iniciado as manobras de aterrissagem. Rayford ouviu as vozes iradas dos outros

pilotos enquanto estavam sendo dirigidos para pistas a muitos quilômetros de distância

do Condor. De acordo com o protocolo, nenhuma outra aeronave podia aproximar-se do

Condor, apesar do extraordinário tráfego aéreo esperado em Israel para o Encontro das

Testemunhas.

- Assuma o comando da aterrissagem, Mac – disse Rayford. Mac lançou-lhe um olhar de

espanto, mas obedeceu. Rayford ficou impressionado ao ver que a Terra Santa

havia sido totalmente poupada da destruiço causada pelo terremoto da ira do Cordeiro.

Outras calamidades haviam atingido a nação e o povo, mas, para Rayford, Israel era o

único lugar do mundo que, visto de cima, parecia normal desde o terremoto e os

julgamentos subseqüentes.

O tráfego aéreo era intenso no aeroporto Ben Gurion. As grandes aeronaves tinham de

aterrissar lá, ao passo que as menores fariam o pouso nas cercanias de Jerusalém.

Apesar de preocupado com a apreensão de Mac, Rayford não conseguiu conter um

sorriso. Além de ser forçado a permitir o encontro dos crentes, Carpathia também teve

de comprometer-se a protegê-los. Evidentemente, Carpathia era o oposto de um homem

de palavra, mas estava de mãos atadas por ter assumido um compromisso perante o

público. Teria de proteger até mesmo o rabino Tsion Ben-Judá, o líder espiritual do

Comando Tribulação.

Pouco tempo atrás, o Dr. Ben-Judá foi obrigado a abandonar seu país na calada da noite,

tornando-se um fugitivo procurado no mundo inteiro. Agora ele estava de volta como

inimigo confesso de Carpathia e como líder das 144.000 testemunhas e de seus

respectivos convertidos. Carpathia usara as conseqüências dos mais recentes Julgamentos

das Trombetas como pretexto para adiar por duas vezes a conferência em Israel, porém

não podia mais impedi-la.

Pouco antes da aterrissagem, quando todos a bordo deviam estar com os cintos atados,

Rayford foi surpreendido por uma batida na porta da cabina de comando.

- Leon - ele disse, ao virar-se. - Estamos fazendo as manobras de pouso.

- Não se esqueça do protocolo, capitão! – vociferou Fortunato.

- O que o senhor deseja?

- Além de exigir que você me chame de supremo comandante, tenho ordens de Sua

Excelência para que você permaneça na cabina de comando após a aterrissagem.

8

- Não vamos a Jerusalém? - perguntou Rayford. Mac olhava firme para a frente.



- Claro - respondeu Fortunato. - Todos nós sabemos que você quer estar lá.

Rayford tinha certeza de que o pessoal de Carpathia tentaria segui-lo para encontrar os

demais membros do Comando Tribulação.

Fortunato saiu e fechou a porta.

- Vou assumir o comando, Mac - disse Rayford.

Mac transferiu-lhe o comando da aeronave, e, a seguir, Rayford exagerou no ângulo de

descida enquanto apertava o botão secreto. Ele ouviu Carpathia e Mathews acudindo

Fortunato, que certamente havia levado um tombo. Assim que o avião pousou, Fortunato

irrompeu na cabina de comando.

- O que aconteceu, co-piioto McCullum?

- Minhas desculpas, comandante - disse Mac. - Não foi intencional. Com todo o respeito, o

senhor não deveria estar fora do lugar durante a aterrissagem.

- Prestem atenço, cavalheiros - disse Fortunato, ajoelhando-se entre eles. - Sua

Excelência pede que vocês dois permaneçam em Tel-Aviv, porque não temos certeza de

quando ele vai retornar à Nova Babilônia. Fizemos reservas para vocês em um hotel perto

do aeroporto. O pessoal da Comunidade Global cuidará de transportá-los até lá.

Buck estava sentado no interior do estádio Teddy Kollek, em Jerusalém, tendo ao lado sua

esposa Chloe, que estava grávida. Ele sabia que ela ainda não se restabelecera dos

ferimentos sofridos por ocasião do grande terremoto e que nada justificava sua viagem

aérea a Israel, mas não conseguira dissuadi-la. Naquele momento, ela parecia exausta.

Seus ferimentos e cicatrizes começavam a desaparecer, mas ela ainda mancava, e seu

belo rosto revelava uma estranha graciosidade por causa do novo formato adquirido pelo

osso malar e pela órbita ocular.

- Você precisa ajudar os outros, Buck - ela disse. – Pode ir. Eu vou ficar bem.

- Eu gostaria que você voltasse para o alojamento – ele disse.

- Eu estou bem - ela insistiu. - Só preciso ficar sentada por algum tempo. Estou

preocupada com Hattie. Eu disse que não a deixaria sozinha, a menos que ela melhorasse

ou se convertesse, mas nada disso aconteceu.

Hattie, que estava grávida, permanecia em casa lutando para sobreviver por ter sido

envenenada. O Dr. Floyd Charles

ficou encarregado de cuidar dela enquanto o restante do Comando Tribulaço - inclusive o

novo componente Ken Ritz, outro piloto - viajava para Israel.

- Floyd cuidará bem dela.

- Eu sei. Agora me deixe sozinha por um pouco de tempo.

Rayford e Mac foram instruídos para aguardar dentro do avião enquanto Carpathia,

Fortunato e Mathews eram recebidos com entusiasmo na pista do aeroporto. Fortunato

permanecia em pé e em posiço de sentido um pouco mais atrás enquanto Mathews

transferia a Carpathia o convite recebido para fazer um breve discurso.

- É um prazer muito grande estar de voita a Israel - disse Carpathia com um largo

sorriso. - Estou ansioso por dar as boas-vindas aos seguidores do Dr. Ben-Judá e

demonstrar que as portas da Comunidade Global estão abertas para qualquer opinião e

crença. Tenho a satisfação de reiterar minha garantia de proteço ao rabino e aos

milhares de visitantes do mundo inteiro. Abstenho-me de outros comentários, pois

entendo que serei convidado a falar na mui digna concentraço que se realizará nos

próximos dias.

As autoridades presentes foram conduzidas a um helicóptero para um curto vôo até

Jerusalém, e suas respectivas comitivas seguiram em suntuosas limusines.

Depois que Rayford e Mac concluíram as verificaçes após o vôo e desembarcaram, foram

transportados até o hotel por um jipe da Comunidade Global. Mac fez um sinal a Rayford

para que não falasse nada durante o trajeto nem nos quartos do hotel. Quando entraram

em um bar, Rayford finalmente perguntou o que estava acontecendo.

Buck desejou que Chloe tivesse dormido durante o vôo dos Estados Unidos a Israel. Ken

9

Ritz havia conseguido um jato modelo Gulfstream, e Buck considerou que aquele foi o vôo



internacional mais confortável em que ele viajara. Mas os quatro - Ken, Buck, Chloe e

Tsion - estavam muito eufóricos para descansar. Tsion passou metade do tempo

trabalhando em seu laptop, cujas mensagens eram transmitidas por Ken, via satélite,

mantendo o rabino em contato com seu rebanho composto de milhões de pessoas do

mundo inteiro.

Um grande número de igrejas domésticas havia surgido da noite para o dia - como que

espontaneamente -, organizadas por judeus convertidos, que faziam parte das 144.000

testemunhas e assumiram a posição de líderes. Eles transmitiam ensinamentos diários

com base nos sermões e aulas virtuais do talentoso Ben-Judá. Dezenas de milhares de

igrejas domésticas clandestinas, cuja existência era de conhecimento de todos, inclusive

da Fé Mundial Enigma Babilônia, viam, diariamente, corajosos convertidos sendo

admitidos em seu meio.

Tsion insistira com as congregações locais que enviassem seus líderes ao grande Encontro

das Testemunhas, a despeito das advertências da Comunidade Global. Nicolae Carpathia

mais uma vez tentara cancelar a reunião no último momento, usando como argumento os

milhares de mortes ocorridas por causa da contaminação da água em mais de um terço do

planeta. Emocionando os fiéis por chamar de blefe essa atitude de Carpathia, Tsion reagira

publicamente pela Internet.

"Sr. Carpathia", ele escrevera, "estaremos em Jerusalém conforme programado, com ou

sem sua aprovaço, permissão ou proteço prometida. A glória do Senhor será a nossa

retaguarda."

Buck necessitaria de proteção quase tanto quanto Tsion. Por ter decidido aparecer em

público ao lado de Ben-Judá, Buck estava sacrificando sua posiço de editor-chefe de

Carpathia e seu salário exorbitante. A presença de Buck perto do rabino confirmaria a

alegaço de Carpathia de que ele se tornara um inimigo ferrenho da Comunidade Global.

O rabino Ben-Judá havia estabelecido a estratégia de simplesmente confiar em Deus.

- Permaneça a meu lado quando desembarcarmos do avião - ele disse. - Nada de

disfarces, nada de manobras, nada de esconderijos. Se Deus pode me proteger, Ele

também pode proteger você. Vamos parar de fazer o jogo de Carpathia.

Havia muito tempo que Buck transmitia anonimamente uma revista eletrônica, via

Internet, intitulada A Verdade, que doravante passaria a ser seu único meio de dar vazão

a seu talento de escrever. Ironicamente, a revista atraiu dez vezes mais o número de

leitores que ele possuía. Buck preocupava-se com sua segurança, evidentemente, porém

mais com a de Chloe.

Tsion parecia estar recebendo uma proteço sobrenatural. Mas, após essa concentração, o

Comando Tribulaço inteiro mais as 144.000 testemunhas e seus milhões de convertidos

tornar-se-iam arquiinimigos declarados do anticristo. Eles passariam metade do tempo

pregando e metade do tempo tentando sobreviver. Apesar de tudo o que já haviam

sofrido, parecia que o período de sete anos de tribulação tinha apenas começado. Eles

teriam ainda quase cinco anos pela frente até o Glorioso Aparecimento de Cristo para

estabelecer seu reino de mil anos na terra.

As cartas via Internet de Tsion e a revista eletrônica clandestina de Buck conseguiram

uma façanha estupenda em Israel. Ali chegavam dezenas de milhares de testemunhas

judaicas convertidas, pertencentes às doze tribos de Israel espalhadas no mundo inteiro.

Em vez de pedir a Ken Ritz que encontrasse uma pista alternativa onde o Comando

Tribulação pudesse entrar secretamente no país, Tsion informara seu itinerário a todos os

seus seguidores - inclusive, é claro, Carpathia & Companhia.

Ken havia pousado no pequenino aeroporto de Jerusalém ao norte da cidade, e um grupo

de simpatizantes cercou imediatamente o avião para dar-lhes as boas-vindas. Um

pequeno contingente da CG composto de guardas armados, aparentemente idéia de

Carpathia para proteger Tsion, teria de abrir fogo se quisesse aproximar-se dele. As

testemunhas de todas as partes do mundo aplaudiam, cantavam e tentavam tocar Tsion

10

enquanto o Comando Tribulação abria caminho até chegar a uma van. O motorista



israelense passou cuidadosamente pela multidão e seguiu pela rua principal na direção sul

rumo à Cidade Santa e ao Hotel Rei Davi.

Ao chegarem, tomaram conhecimento de que o supremo comandante Leon Fortunato

havia cancelado sumariamente as suas reservas e as de várias outras pessoas, exigindo,

com autoridade suprema, que o último andar fosse destinado a Nicolae Carpathia e seu

grupo.


- Suponho que você tenha feito reservas alternativas para nós - disse Tsion ao funcionário

da recepção após aguardar mais de meia hora na fila.

- Peço-lhe desculpas - disse o jovem, entregando um envelope a Tsion. O rabino olhou

para Buck e afastou-se com ele para um lugar reservado onde poderia abrir o envelope.



Baixar 1.16 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar