Relatório diário das atividades


RELATÓRIO DIÁRIO DAS ATIVIDADES



Baixar 0.82 Mb.
Página2/5
Encontro03.11.2016
Tamanho0.82 Mb.
1   2   3   4   5

RELATÓRIO DIÁRIO DAS ATIVIDADES



Data: 02 de março de 2016
O presente relatório visa apresentar as informações relativas a coleta das amostras de espécies da fauna aquática, conforme solicitado no anexo III, item 5 do TCSA, bem como informações relativas a remoção de peixes mortos, identificação, transporte e destinação final.


  1. COLETA DAS AMOSTRAS DE ESPECIES DA FAUNA pluvial (Rio Doce - Baixo Guandu, Colatina e Linhares) e marítimo (Linhares)


Coordenação:

Gladstone Ignácio de Almeida – Biólogo


Equipe de campo:

Equipe 01

- Weliton Pereira de Carvalho – Pescador residente em Baixo Guandu

- Edivaldo Gomes – Pescador residente em Baixo Guandu


Equipe 02

- Eraldo Madeira – Pescador residente em Baixo Guandu

- Silas Evangelista – Pescador residente em Baixo Guandu
Equipe 03

- Fernando de Souza – Pescador residente em Colatina

- Silvio de Souza – Pescador residente em Colatina
Equipe 04

- Ary Gonçalves Zuqueto – Pescador residente em Linhares

- Marta Durão – Pescadora residente em Linhares
Equipe 05

- Márcio Polese – Biólogo

- Ailson Anastacio - Auxiliar de campo

- Hermínio Matos - Pescador/morador de Regência




    1. Atividades realizadas no dia:

A seguir serão apresentados os resultados das atividades realizadas.




      1. Trecho entre a Usina de Aimorés e a Usina de Mascarenhas

A Equipe 01 iniciou as atividades as 07:30h, atuando entre a cidade de Baixo Guandu (Coordenadas 288655 x 7841950 UTM DATUM WGS 84) e o eixo do barramento da UHE Mascarenhas (298666 x 7842697 UTM DATUM WGS 84). Neste trecho não foi avistado peixe morto.





      1. Trecho entre a Usina de Mascarenhas (jusante do eixo do barramento) e o município de Marilândia

A Equipe 02 à partir das 07:30h atuou na calha central do rio Doce entre o eixo do barramento da Usina Hidrelétrica de Mascarenhas (UHE Mascarenhas) e o município de Marilândia (coordenadas 339558 x 7841612 UTM WGS 84). Neste trecho não foi avistado peixe morto.




      1. Trecho entre e o município de Marilândia e a cidade de Linhares

A Equipe 03 à partir das 07:00h atuou na calha central do rio Doce entre o município de Marilândia (coordenadas 339558 x 7841612 UTM WGS 84) e a cidade de Linhares (coordenadas 390041 x 7853643 UTM WGS 84). Neste trecho não foi avistado peixe morto.




      1. Trecho entre a cidade de Linhares e início do estuário do rio Doce

A Equipe 04 à partir das 07:00h atuou na calha central do rio Doce a jusante da cidade de Linhares (coordenadas 390041 x 7853643 UTM WGS 84) até (coordenadas 415543 x 7835084 UTM WGS 84). Neste trecho não foi avistado peixe morto.


      1. Trecho entre o estuário do rio Doce a foz do rio Doce

A Equipe 05 à partir das 07:30h iniciou a vistoria na Vila de Regência, incluindo a Praia de Regência, Praia de Povoação e a calha do rio Doce desde de Regência (coordenadas 414293 x 7826570 UTM WGS 84) até (coordenadas 415543 x 7835084 UTM WGS 84). Nestes locais obtivemos os seguintes resultados:


Praia de Regência:
- 1 exemplar de Pescada

- 1 exemplar de Baiacu-de-chifre


Praia de Povoação:
- 2 exemplares de Guaibira

- 1 exemplar de Mandi-açu


Rio Doce:
Não foi encontrado nenhum exemplar morto.
Os exemplares encontrados mortos foram congelados para posterior destinação em local devidamente licenciado pelo IEMA.
A Tabela 1 apresenta a lista de espécies de peixes encontrados mortos entre a UHE Aimorés no município de Baixo Guandu e a foz do rio Doce na Vila de Regência no município de Linhares no dia 02 de março de 2016.
Tabela 1 – Lista das espécies avistadas mortas na calha do rio Doce entre Baixo Guandu e a Vila de Regência em Linhares no dia 02 de março de 2016.

Espécie

Nome popular

Local de ocorrência

Quantidade

Baixo Guandu

Colatina

Linhares

Pimelodus maculatus

Mandi-açu







X

1

Oliglopites cf. saurus

Guaibira







X

2

Acanthostracion quadricornis

Baiacu-de-chifre







X

1

Cynoscion sp.

Pescada







X

1

TOTAL

5



  1. COLETA DE PEIXES MORTOS, IDENTIFICAÇÃO E DESTINAÇÃO PARA ATERRO LICENCIADO


Localidades: Rio Doce nos Municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares, incluindo o ambiente marinho.
Data de atualização: 02 de março de 2016
A seguir serão apresentadas as informações parciais relacionadas à atividade de coleta de peixes mortos, identificação e destinação final para aterro licenciado, apresentando informações comparativas dos locais de maior concentração das mortandades, compreendendo o período de 16 de novembro à 02 de março de 2016.


    1. Descrição das atividades

No período do dia 16 a 22 de novembro, a maioria dos peixes mortos foi encontrada no município de Baixo Guandu (Gráfico 1), principalmente nos dias 20 e 22 de novembro de 2015, conforme mostra a Tabela 1.


A Tabela 1 apresenta a quantidade de peixes coletados mortos entre 16 de novembro de 2015 e 02 de março de 2016.

Tabela 1 - Lista das espécies avistadas mortas na calha do rio Doce nos municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares entre os dias 16 de novembro de 2015 e 02 de março de 2016.


Local de coleta


Novembro de 2015

16

*

17

*

18

**

19

***

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

Total de Novembro

Baixo Guandu

24

13

70

863

2470

275

1746

38

20

3

1

0

0

0

0

5.523

Colatina

0

0

36

17

61

17

26

4

1

0

0

0

0

0

0

162

Linhares

0

0

0

0

0

0

587

163

12

18

11

12

95

4

10

912

Total

24

13

106

880

2531

292

2359

205

33

21

12

12

95

4

10

6.597




Local de coleta


Dezembro de 2015







01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Total de dezembro

Baixo Guandu

0

0

0

0

1

2

0

0

0

0

0

0

1

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

1

5

Colatina

0

0

0

0

0

0

0

1

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

1

Linhares

26

10

8

20

48

42

7

9

92

21

44

92

1

21

23

1

13

3

12

0

5

3

21

2

0

56

42

26

2

0

1

651

Total

26

10

8

20

49

44

7

10

92

21

44

92

2

21

23

1

13

3

12

0

5

3

21

2

0

56

42

26

2

0

2

657



Local de coleta


Janeiro de 2016




01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Total de Janeiro

Baixo Guandu

0

0

0

1

4

0

1

0

0

0

0

0

0

0

1

0

0

0

0

0

0

0

0

0

5

0

0

0

0

0

0

12

Colatina

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

1

1

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

2

Linhares

5

7

11

10

7

1

3

12

5

1

3

3

4

6

2

6

5

6

7

9

11

16

37

19

15

4

4

8

9

4

51

291

Total

5

7

11

11

11

1

4

12

5

1

3

3

4

6

4

7

5

6

7

9

11

16

37

19

20

4

4

8

9

4

51

305




Local de coleta


Fevereiro de 2016

Total de Fevereiro

Total Geral

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29







Baixo Guandu

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

1

0

0

0

1

2

5542

Colatina

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

2

0

0

0

2

0

0

0

0

0

0

4

0

0

0

0

0

0

0

8

173

Linhares

5

4

14

33

6

4

6

5

4

7

8

5

5

1

3

0

3

4

3

4

3

3

3

3

8

2

4

2

2

154

2008

Total

5

4

14

33

6

4

6

5

4

7

10

5

5

1

5

0

3

4

3

4

3

7

3

3

9

2

4

2

3

164

7723





Local de coleta


Março de 2016

Total de Março

Total Geral

01

02

Baixo Guandu

0

0

0

5542

Colatina

0

0

0

173

Linhares

1

5

6

2014

Total

1

5

6

7729

*Nestes dias os peixes coletados foram guardados para análises de metais pesados.

** Neste dia 30 exemplares foram coletados para análise de metais pesados e necropsia.

*** Neste dia 29 exemplares foram preservados para coleção científica e análise de metais pesados.

Obs.: Todos os peixes mortos no Município de Linhares até o momento foram encontrados na foz do rio Doce e nas praias de Regência e Povoação.

Os gráficos 1,2, 3, 4 e 5 mostram a distribuição dos peixes no período supracitado, sendo possível observar que a partir do dia 23 de novembro de 2015 houve uma redução abrupta número de peixes mortos nos municípios de Baixo Guandu e Colatina, possivelmente indicando que a turbidez reduziu nestes locais, por outro lado, o número de peixes mortos aumentou na foz do rio Doce.


Vale destacar que a morte de 138 exemplares de mandi-açu e 24 espécimes de corvina ocorreu, segundo observado in loco e corroborada pelos relatos dos pescadores locais, muito provavelmente devido à intrusão da cunha salina na foz do rio Doce decorrente da abertura da barra. Estas duas espécies são dulcícolas e não resistiram ao aumento da salinidade.
O Gráfico 6 apresenta o número total de peixes mortos entre 16 de novembro de 2015 e 02 de março de 2016.



Gráfico 1 – Número de peixes mortos nos municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares entre 16 e 30 de novembro de 2015.


Gráfico 2 – Número de peixes mortos nos municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares entre 01 e 31 de dezembro de 2015.




Gráfico 3 – Número de peixes mortos nos municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares entre os dias 01 e 31 de janeiro de 2016.





Baixar 0.82 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar