Raphael gomes favero



Baixar 0.73 Mb.
Página3/3
Encontro03.11.2017
Tamanho0.73 Mb.
1   2   3

LAVOURA MAIS PRODUTIVA

A lavoura 35 aparece sendo a mais produtiva e identificada, segundo a teores gerados através das 127 lavouras, pelo método de Kenworthy e PRA-M, para P e Mg, como abaixo do normal e positiva a nula; positiva para Cu pelo PRA-M e Zn acima do normal por KW e DRIS e nula para PRA-M alcançando uma produtividade de 188 sacas/ha.






LAVOURAS PERFEITAS NUTRICIONALMENTE
As lavouras 31 e 46 merecem destaque por apresentarem todos os valores dentro dos níveis ideais, avaliados pelos diferentes métodos e tendo como base os teores gerados com as 127 lavouras, obtendo produtividades de 113 e 109 sacas/ha respectivamente.


NORMA GERADA COM AS LAVOURAS ACIMA DA MÉDIA
A norma gerada com as lavouras que apresentaram produtividade acima da média geral de 90,87 sc/ha, avaliada à teores médios com todas as 127 lavouras, apresentou valores de N, P K, S, Cu e Zn levementes acima; o valor de Ca se mostrou exatamente o mesmo e os valores de Mg, Fe, Mn e B levemente abaixo (tabela 14).
Tabela 14: Norma café conilon gerada com 59 lavouras acima da média.

Parâmetros

N

P

K

Ca

Mg

S

Cu

Fe

Zn

Mn

B

g/Kg

mg/Kg

Média

29,59

1,31

15,23

16

2,76

1,56

10,7

122,1

10,3

104,7

77,3

Desvio Padrão

3,24

0,20

2,63

3,95

0,81

0,44

10,05

66,83

6,74

74,97

22,35

C.V.

10,9

15,3

17,3

24,7

29,5

28,6

93,5

54,7

65,2

71,6

28,9

Analisando as lavouras com produtividade acima da média com a norma gerada por elas, quanto ao balanço nutricional, 9 se mostraram desbalanceadas e 50 balanceadas, destacando os nutrientes S, Mg, Fe e B para o desbalanceamento por estarem abaixo do normal e Ca, S e B acima do normal (figura 3).


Figura 3: Balanço nutricional relatório NUTRI-UFV 59 com 59

Quanto ao equilibrio, constatou-se que 25 estavam equilibradas, 33 moderadamente desequilibradas e 1 desequilibrado. Os nutrientes K, S, Fe e Zn destacam-se para o desequilíbrio com respostas positiva a nula e positiva e N, Ca, Mg, S e Fe com respostas nula a negativa e negativa (figura 4).


Figura 4: Equilíbrio nutricional relatório NUTRI-UFV 59 com 59.



LAVOURA MAIS PRODUTIVA
A lavoura 35, mais produtiva, atingindo 188 sacas/ha, avaliada com a norma gerada pelas 59 lavouras acima da média para produtividade continuou sendo identificada com disturbios para P, Mg, Cu e Zn.



LAVOURAS PERFEITAS NUTRICIONALMENTE

As lavouras 112 e 117 com produtividade de 86 e 91 sacas/ha respectivamente, merecem destaque por apresentarem todos os valores dentro dos níveis ideais, avaliados pelos diferentes métodos e tendo como base a norma gerada com as 59 lavouras acima da média para produtividade.





4 CONCLUSÃO

Foi estabelecido normas para a cultura do cafeeiro conilon a serem utilizadas no software NUTRI-UFV: Café Conilon específicas para a região norte e noroeste do estado do Espírito Santo utilizando dados de 127 lavouras com média de produtividade de 90,87 sacas/ha e 59 lavouras acima da média de 90,87 sacas/ha.

As análises apresentadas foram somente descritivas, fazendo-se necessário um comparativo estatístico.

5 REFERÊNCIAS
BEAUFILS, E. R. Diagnosis and recommendation integrated system (DRIS). A general scheme of experimentation and calibration based on principles developed from research in plant nutrition. University of Natal, Pietermaritzburg. South Africa. 1973. 132p.
BRAGANÇA, S. M.; PREZOTTI, L. C.; LANI, J.A. Nutrição do cafeeiro conilon. In: FERRÃO, R. G.; FONSECA, A. F. A.; BRAGANÇA, S. M.; FERRÃO. M. A. G; DE MUNER; L. H. De. Café conilon. Vitória, ES, INCAPER, 2007. p. 299-325.
CETCAF – Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café. Cafeicultura capixaba 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 de novembro de 2016.
CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira. Terceira levantamento Safra Café 2015 novembro/2015. Disponível em: . Acesso em: 23 de novembro de 2016.
CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Séries históricas de área plantada, produtividade e produção, relativas as safras de café 2005/06 a 2016/17. Disponível em: http://www.conab.gov.br/conteudos.php?a=1252&. Acesso em: 27 de novembro de 2016.
DAVIS, A. P.; TOSH, J.; RUCH, N.; FAY, M. F. Growing coffee: Psilanthus (Rubiaceae) subsumed on the basis of molecular and morphological data implications for the size, morphology, distribution and evolutionary history of Coffea. Botanical Journal of the Linnean Society, London v. 167, n. 4, p. 357-377, 2011.
FAQUIM, Valdemar. Diagnose do Estado Nutricional das plantas. Lavras: UFLA/FAEPE, 2002. Curso de Pós Graduação “Lato Sensu” a Distância: Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas no Agronegócio. 77p. 2002.

GOMES, Wander Ramos (2013) Padrões foliares para cafeeiro conilon no norte do Espírito Santo : Pré-florada e granação. Dissertação (Mestrado em Agricultura Tropical). Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo. 60 f.


ICO (2013), International Coffee Organization. Trade statistics. Disponível em:

. Acessado em: 22 novembro de 2016.
JARREL W. M; BEVERLY, R .B. The diluition effect in plant nutrition studies. Advances in Agronmy, New York, v.34, n.5, p. 197-224, Oct 1981.
KENWORTHY, A. L. Interpreting the balance of nutrient-elements in leaves of fruit trees. In: Reuther W. Plant analysis and fertilizers problems. Washington: American Institute of Biological Science, p.23-28. 1961.
PARTELLI, F. L.; VIEIRA, H. D.; MONNERAT, P. H.; VIANA, A. P. V. Comparação de dois métodos DRIS para o diagnóstico de deficiências nutricionais do cafeeiro. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 41, n. 2, p. 301-306, 2006.
REIS JÚNIOR, R. A.; MONNERAT, P. H. Norms establishment of the Diagnosis and Recommendation Integrated System (DRIS) for nutritional diagnosis of sugarcane. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 38, n. 2, p. 277-282, 2003.
SILVA, G. G. C. da; NEVES, J. C. L.; ALVAREZ, V. H.; LEITE, F. P. Avaliação da universalidade das normas DRIS, M-DRIS e CND. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa. v. 29, n. 5, p. 755-761, 2005.




Baixar 0.73 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar