Raphael gomes favero



Baixar 0.73 Mb.
Página1/3
Encontro03.11.2017
Tamanho0.73 Mb.
#37457
  1   2   3
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA

RAPHAEL GOMES FAVERO

ESTABELECIMENTO DE NORMAS PARA DIAGNOSE DO ESTADO NUTRICIONAL DO CAFÉ CONILON NA REGIÃO NORTE E NOROESTE DO ESPÍRITO SANTO PARA USO NO SISTEMA NUTRI-UFV

VIÇOSA – MINAS GERAIS

2016

RAPHAEL GOMES FAVERO

ESTABELECIMENTO DE NORMAS PARA DIAGNOSE DO ESTADO NUTRICIONAL DO CAFÉ CONILON NA REGIÃO NORTE E NOROESTE DO ESPÍRITO SANTO PARA USO NO SISTEMA NUTRI-UFV


Trabalho de conclusão de curso apresentado à Universidade Federal de Viçosa como parte das exigências para a obtenção do título de Engenheiro Agrônomo. Modalidade: trabalho científico.

Orientador: Edson Marcio Mattiello

Coorientador: Roberto de Aquino Leite

VIÇOSA – MINAS GERAIS

2016

RAPHAEL GOMES FAVERO

ESTABELECIMENTO DE NORMAS PARA DIAGNOSE DO ESTADO NUTRICIONAL DO CAFÉ CONILON NA REGIÃO NORTE E NOROESTE DO ESPÍRITO SANTO PARA USO NO SISTEMA NUTRI-UFV
Trabalho de conclusão de curso apresentado à Universidade Federal de Viçosa como parte das exigências para a obtenção do título de Engenheiro Agrônomo. Modalidade: trabalho científico.

APROVADO: ..... de ........................ de 2016.



Prof. Edson Marcio Mattiello

(Orientador)

(UFV)


AGRADECIMENTOS

À Deus, sempre de braços abertos e derramando bençãos.

À minha avó Rosa Ramos Gomes que demonstra todo o seu amor com grande beijo e abraço sempre que nos vemos.

Aos meus pais, João Favero e Marinete Gomes Favero que apesar da distância inundavam de amor incondicional.

À minha irmã Franciely e cunhado Evismar sempre motivando e incentivando a continuar lutando.

A todos os tio, primos e amigos sempre presentes.

A segunda família, formada pela república Bixo Solto desde o ensino médio, com todas as conversas e jogos madrugada a dentro.

Ao orientador Edson Marcio Mattiello por todo o suporte e dedicação.

À COOABRIEL que abriu as portas para a coleta das informações.

À UFV pela oportunidade de fazer parte como estudante de graduação.



RESUMO
O Brasil, referindo-se a café, ocupa o posto de maior produtor e exportador mundial dessa comódite. O Estado do Espírito Santo destaca-se com a variedade conilon, atingindo números de 309,6 mil hectares com a cultura e produção de 7.761 sacas na safra 2014/2015. Diante desses números, a nutrição mineral possui grande influência no aumento de produtividade, na qualidade, nos custos e na sustentabilidade, merecendo atenção especial. Para avaliação do estado nutricional existem vários métodos, onde a análise foliar é um dos mais adotados, por a planta ser o principal extrator de nutrientes, gerando informações de maneira mais direta e precisa. Na realização do diagnóstico nutricional das plantas se faz necessário o uso de padrões e/ou normas de referência, que devem ser o mais regionalizadas possível, sendo esse o objetivo do presente estudo, para a cultura de café conilon, na região norte e noroeste do Espírito Santo para uso no software “NUTRI-UFV: café conilon”, que consistiu em: coletar dados de produtividade e teores de nutrientes presentes em tecido foliar de 127 lavouras de café conilon nos anos/safra de 2012, 2013, 2014 e 2015 gerando a norma composta de 59 lavouras com produtividades acima de 90,87 sc/ha que deve ser melhor avaliada estatisticamente.

Palavras-chave: Coffea Canephora, conilon, diagnóstico nutricional, norma, NUTRI-UFV



ABSTRACT

Brazil, referring to coffee, ranks as the world's largest producer and exporter of this comodite. The State of Espírito Santo stands out with the conilon variety, reaching 309.6 thousand hectares with the cultivation and production of 7,761 sacks in the 2014/2015 harvest. Given these numbers, mineral nutrition has a great influence on increasing productivity, quality, costs and sustainability, deserving special attention. To evaluate the nutritional status, there are several methods, where foliar analysis is one of the most adopted because the plant is the main nutrient extractor, generating information in a more direct and precise way. In carrying out the nutritional diagnosis of the plants, it is necessary to use standards and/or reference standards, which should be as regionalized as possible, being the objective of the present study, for the conilon coffee crop, in the north and northwestern region of the Espírito Santo for use in the "NUTRI-UFV: conilon coffee" software, which consisted in: collecting productivity data and nutrient contents present in leaf tissue from 127 conilon coffee crops in the years / harvest of 2012, 2013, 2014 and 2015, generating The standard composed of 59 farms with yields above 90.87 sc/ha which should be better evaluated statistically.

Keywords: Coffea Canephora, conilon, nutritional diagnosis, stantad, NUTRI-UFV

SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 8

2 MATERIAL E MÉTODOS 10

3 RESULTADOS E DISCUSSÃO 11

4 CONCLUSÃO 21

5 REFERÊNCIAS 22
1 INTRODUÇÃO
A cultura do café tem grande importância econômica, onde o Brasil aparece como o maior produtor e exportador dessa comódite (Ico, 2013). É representada por mais de 120 espécies do genero Coffea, com destaque comercial para as espécies C. arabica e C. canephora, popularmente conhecidos como cafeeiro arábica e conilon respectivament (Davis et al. 2011). A área plantada com café no país é totalizada em 2.248,9 mil hectares, dos quais 1.766,9 mil hectares são cultivadas com a espécie C.arabica, concentrada no Estado de Minas Gerais e 482 mil hectares com C. canephora, onde o Estado do Espírito Santo destaca-se, correspondendo com 309,6 mil hectares. Área que reflete uma produção de 7.761 mil sacas, de 60 kg, com uma média de 27,41 sc/ha em 2014/2015 (Conab, 2015).

A cafeicultura no Estado do Espírito Santo representa 25% da produção do país, o que lhe confere o título de segundo maior produtor do Brasil (Cetcaf, 2012) e vem recebendo investimentos em tecnologias que avançam em lavouras de café conilon, como o uso correto de fertilizantes, corretivos, irrigação, material genético, controle fitossanitário, poda e adensamento, que levam algumas lavouras a atingirem produtividade acima de 150 sc/ha. Merecendo destaque, a nutrição mineral de plantas que além dos ganhos de produtividade está ligada à qualidade, redução de custos e sustentação da atividade (Gomes, 2013).

Em nutrição, o meio no qual as plantas estão inseridas (solo, substrato ou solução nutritiva) é o responsável pelo suprimento dos nutrientes minerais, de forma que as quantidades adequadas às exigências nutricionais da cultura sejam atendidas. A deficiência nutricional, limitada por algum nutriente essencial, acarretará a redução de crescimento e produção. Assim, a avaliação do estado nutricional das plantas, como ferramenta para identificar os nutrientes limitantes e evitar essas reduções, utiliza da técnica que consiste basicamente em comparar uma planta, população de plantas ou uma amostra dessa população com um padrão da cultura em questão, que seria uma planta sem restrições nutricionais de altas produções (Faquin, 2002).

No processo de avaliação do estado nutrional, estudos utilizando a análise química de tecido vegetal mostraram grande eficiência, por considerar que o próprio extrator dos nutrientes do solo é a planta, o que apresentará um diagnóstico direto e preciso (Beaufils, 1973).

Quanto aos métodos de diagnose nutricional para a cultura do cafeeiro conilon, existem a faixa de suficiência (FS) e nível crítico (NC) como os mais realizados na interpretação da análise química foliar e avaliação do estado nutricional das plantas. Essas técnicas se justificam pela facilidade de interpretação dos resultados analíticos e disponibilidade de padrões nutricionais em literatura especializada (Bragança et al,. 2007). O NC consiste em avaliar o limite mínimo e máximo dos nutrientes onde, abaixo desse valor, a planta apresentaria deficiência, acima entraria em consumo de luxo ou até mesmo toxidez e a os valores dentro desse intervalo estariam em níveis adequados. A FS apresenta não só um valor único , mas um estreito intervalo de teores, melhorando a flexibilidade da diagnose, embora perdendo em exatidão, principalmente quando as faixas são muito amplas (Faquin, 2002).

O Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação (DRIS) que também vem sendo proposto por minimizar efeitos atribuídos por fatores não nutricionais e abranger o conceito de balanço nutricional nas interpretações do estado nutricional das plantas. (Beaufils, 1973; Jarrel & Beverly, 1981). O DRIS avalia o equilíbrio nutricional bivariado, o que consiste em comparar os nutrientes pareados e a constância na frequência das relações duais com o nível que cada um atinge isoladamente na população (Silva et al., 2005).

Existe também o método de Índices Balanceados de Kenworthy, que utiliza dos coeficientes de variação observados em cada um dos nutrientes nas amostras da população de referência para cálculos dos índices da proporção entre o teor de nutrientes de uma amostra e o valor padrão (Kenworthy, 1961).

Buscando a melhora em eficiência desses métodos, os valores de referências, estabelecidos para relacionar as informações, devem ser muitas vezes regionalizados (Reis Jr & Monerati, 2003; Partelli et al., 2006; Partelli et al., 2007).

Diante deste cenário, o presente estudo objetivou determinar normas para a diagnose nutricional do café conilon na região Norte e Noroeste do Estado do Espírito Santo para serem utilizadas no sistema Nutri-UFV.

2 MATERIAL E MÉTODOS
As informações de produtividade e teores de nutrientes presentes em tecido foliar de lavouras de café conilon foram coletadas do banco de dados cedido pela Cooperativa Agropecuária de Cafeiculturoes de São Gabriel da Palha – COOABRIEL que consistem de lavouras de cooperados que participavam de algum dos programas de assitência técnica e acompanhamento, prestados pela cooperativa.

Foram selecionadas 127 lavouras de café conilon que situam-se na região Norte e Noroeste do Estado do Espírito Santo nos municípios de: Águia Branca, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Ecoporanga, Jaguaré, Montanha, Nova Venécia, Pinheiros, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Mateus, Vila Pavão e Vila Valério.

As lavouras apresentavam predomínio de adoção de tecnologias como irrigação, adubações, calagem, controle fitossanitário e sistema de plantio em linha predominantemente da variedade Vitória Incaper 8142.

Foram coletadas informações de produtividade apurados pelo corpo técnico da COOABRIEL e de análises químicas de tecido vegetal geradas pelo laboratório também da própria COOABRIEL, em um período que compreende o anos/safra de 2012 à 2015.

As amostras foram coletadas em ambos os lados das plantas entre as carreiras, no terço médio dos ramos ortotrópicos, em folhas na terceira ou quarta posição a partir do ápice dos ramos plagiotrópicos. Foram identificadas, acondicionadas em sacos de papel e encaminhadas para o laboratório.

As extrações e quantificações ocorreram da seguinte forma: O teor de N foi obtido pelo método de Nessler, após o material seco ser digerido com ácido sulfúrico e água oxigineda. O teor de P foi obtido por colorimetria pelo método do molibdato. Teores de K por fotometria de chama e os teores de Ca, Mg, Mn, Zn, Fe e Cu, por espectrofotometria de absorção atômica. O teor de S obteve-se por turbidimetria após digestão do material seco com ácido nítrico e ácido perclórico e o teor de B por colorimetria com azometina-H, após incineração do material vegetal em mufla a 550 ºC (Malavolta et al., 1997).

Os resultados foram agrupados em planilha eletrônica, processados utilizando o software “Nutri-UFV: Café Conilon” e analisado com dados publicados por Pattelli (2006) e Gomes (2013) sobre o Café Conilon no Espírito Santo.

3 RESULTADOS E DISCUSSÃO
Os dados colhidos contentedo análises de 127 lavouras distribuídos em 4 anos representa um espaço amostral bom, onde é importante buscar sempre um maior número de dados para minimizar erros e interferências causadas por razões não nutricionais.

As médias de produtividades obtidas em cada ano foram elevadas (tabela 1), constando segundo Conab (2016), para o Estado do Espiríto Santo, obteve-se 34,98 sc/ha em 2012, 29,00 sc/ha em 2013, 35,14 em 2014 e 27,41 em 2015. Tal fato pode ser atribuído as lavouras selecionadas apresentarem predomínio de alto nível tecnológico.


Tabela 1: Produtividade média, mínimo, máximo, desvio padrão e número de lavouras estudadas nos anos 2012, 2013, 2014 e 2015.

ANO SAFRA

PRODUTIVIDADE (sc/ha)

 

MÉDIA

MÍNIMO

MÁXIMO

DESVIO PADRÃO

Lavouras

2012

122,90

68

160

26,66

10

2013

83,15

21

188

34,36

33

2014

93,57

20

176

29,23

46

2015

85,89

50

149

18,63

38

MÉDIA

90,87

20

188

29,41

127

 

 

 

 

 

 

Conforme tabelas os teores de N, K, B (tabelas 3,5 e 9) foram superiores e P, S, Cu (tabelas 4, 8 e 10) inferiores aos apresentados por Partelli (2006) e próximos aos apresentados por Gomes (2013), o que explica-se pela proximidade também dos valores de produtividade das lavouras estudadas com as apresentadas por Gomes (2013).

O Magnésio (tabela 7) foi o único que apresentou teor abaixo, em relação a Partelli (2006) e Gomes (2013) indicando uma possível redução para os valores de referência.

Ferro e Manganês (tabelas 11 e 12) foram os que apresentaram os teores com as maiores diferenças, em relação à valores apresentados pelos mesmos autores, o que pode ocorrer por serem também, os nutrientes com os maiores desvios das médias.

Cálcio (tabela 6) foi o único encontrado com teor entre os valores apresentados por Partelli (2006) e Gomes (2013) e o teor de Zn (tabela 13) foi o único que seguiu as mesmas tendências apresentadas pelos autores.

A grande quantidade de valores que diferem dos apresentados por Partelli (2006) indicam grande influência do manejo das lavouras e produtividades nos estudos de gerações de normas de referência para cafeeiro conilon.



Os teores dos nutrientes que se aproximaram dos valores apresentados por Gomes (2013) mostraram ainda diferenças que acredita-se serem ocasionadas pelo período da coleta de amostras do tecido foliar, inverno (pré-florada) e verão (granação), o que neste trabalho não foi diferenciado.


Tabela 2: Média aritmética dos teores de nutrientes considerando todas as 127 lavouras.

Parâmetros

N

P

K

Ca

Mg

S

Cu

Fe

Zn

Mn

B

g/Kg

mg/Kg

Média

29,34

1,28

15,16

16

2,86

1,53

10,4

124,4

9,6

131

79

Desvio Padrão

3,19

0,2

2,58

3,82

0,9

0,48

8,04

81,7

5,04

101

22,3

C.V.

10,9

15,8

17

23,9

31,4

31,4

77,2

65,7

52,5

77,3

29,5


Baixar 0.73 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3




©bemvin.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino médio
ensino fundamental
concurso público
catarina município
Serviço público
Dispõe sobre
reunião ordinária
câmara municipal
público federal
processo licitatório
Processo seletivo
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
técnico científico
Conselho municipal
direitos humanos
espírito santo
científico período
Curriculum vitae
língua portuguesa
pregão eletrônico
Sequência didática
distrito federal
Quarta feira
prefeito municipal
conselho municipal
educaçÃo secretaria
nossa senhora
educaçÃO ciência
segunda feira
Pregão presencial
Escola estadual
Terça feira
agricultura familiar