Procedimento concursal comum com vista ao recrutamento de três Técnicos Superiores para a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa



Baixar 42.34 Kb.
Encontro03.11.2016
Tamanho42.34 Kb.
Procedimento concursal comum com vista ao recrutamento de três Técnicos Superiores para a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa

Nos termos do artigo 33.º da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho (LTFP), conjugado com o artigo 19.º da Portaria n.º 83-A/2009, de 22 de janeiro, alterada e republicada pela Portaria n.º 145-A/2011, de 6 de abril, torna-se público que, por despacho de 23 de outubro de 2015 do Senhor Diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, (no uso da delegação de competências publicada no D.R. n.º 199, II Série de 15 de outubro de 2013), se encontra aberto procedimento concursal na modalidade de relação jurídica de emprego público por tempo determinado – contrato a termo resolutivo certo, tendo em vista o preenchimento de três postos de trabalho, na categoria de técnico superior, com duração de 1 ano, eventualmente renovável por iguais períodos até ao limite previsto no n.º 1 do artigo 60.º da LTFP, nos seguintes termos:

Referência A – 1 Técnico superior (Ciências Documentais variante Arquivo) para a Divisão de Documentação e Cultura;

Referência B – 1 Técnico superior (Ciências da Informação e da Documentação variante Biblioteconomia) para a Divisão de Documentação e Cultura;

Referência C – 1 Técnico superior (Ciências da Informação e da Documentação variante Biblioteconomia) para a Divisão de Documentação e Cultura.

Legislação aplicável: Lei n.º 35/2014, de 20 de junho (LTFP), Portaria n.º 83-A/2009, de 22 de janeiro, alterada e republicada pela Portaria n.º 145-A/2011, de 6 de abril, Lei n.º 62/2007, de 10 de setembro, Decreto Regulamentar n.º 14/2008, de 31 de julho, Portaria n.º 1553-C/2008, de 31 de dezembro, Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro e Código do Procedimento Administrativo.

Para os efeitos previstos no artigo 4.º da Portaria n.º 48/2014, de 26 de fevereiro, conjugado com o artigo 24.º da Lei n.º 80/2013, de 28 de novembro, e após procedimento prévio, registados com o n.ºs 26950, 26953 e 26951, respetivamente, a Direção Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas (INA) emitiu em 02 de novembro de 2015, as declarações de inexistência de trabalhadores em situação de requalificação, cujo perfil se adequasse às características dos postos de trabalho em causa.

Consultada a Entidade Centralizada para Constituição de Reservas de Recrutamento (ECCRC) nos termos do artigo 4.º da Portaria e de acordo com a atribuição que é conferida ao INA pela alínea c) do artigo 2.º do Decreto-Lei n.º 48/2012, foi declarada a inexistência, em reserva de recrutamento, de qualquer candidato com o perfil adequado, dado ainda não ter decorrido qualquer procedimento concursal para constituição de reserva de recrutamento.

O presente aviso será publicitado na Bolsa de Emprego Público (www.bep.gov.pt) no 1.º dia útil seguinte à presente publicação no Diário da República e, por extrato, na página eletrónica da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, no prazo máximo de três dias úteis contados da mesma data e num jornal de expansão nacional.


  1. Local de trabalho – Instalações da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa sita no Campus de Caparica, em Monte de Caparica.

  2. Caracterização do posto de trabalho – carateriza-se pelo desempenho das funções constantes do anexo à LTFP.

  3. Os técnicos superiores desempenharão funções na Divisão de Documentação e Cultura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa nas seguintes áreas de atribuição:

Referência A – Exercício de atividades inerentes à carreira e categoria de Técnico superior, designadamente: Formação de Utilizadores, higienização de coleções, conservação e restauro, planificação e gestão da conservação e preservação da coleção da biblioteca da FCT, e conhecimento do funcionamento de sistemas de expurgo, com recurso a atmosfera modificada e utilização de gases inertes (anoxia);

Referência B – Exercício de atividades inerentes à carreira e categoria de Técnico superior, designadamente: Tratamento documental (indexação, classificação e catalogação), coordenação e gestão do sistema de informação Koha, planeamento, gestão e execução das atividades no âmbito do Programa de Literacia da Informação da FCT (apoio, acompanhamento e manutenção do programa, desenvolvimento de guias de utilizador, desenvolvimento de ações de formação, elaboração de métodos de avaliação e utilização das tecnologias da Web 2.0);

Referência C – Exercício de atividades inerentes à carreira e categoria de Técnico superior, designadamente: Experiência comprovada: no âmbito de repositórios institucionais com base na plataforma DSpace e CRIS (Current Research Information Systems) com base nas plataformas Converis e Pure; na área de direitos de autor em ambiente digital; preservação digital no contexto dos repositórios institucionais; na área de bibliometria e estudos bibliométricos e implementação de novas tecnologias de criação, armazenamento, difusão e comunicação da informação.


  1. Requisitos de admissão

4.1. Requisitos gerais: São requisitos de admissão necessários à constituição da relação jurídica de emprego público os constantes no n.º 1 artigo 17.º da LTFP, sob pena de exclusão do procedimento:

      1. Nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição, convenção internacional ou lei especial;

      2. Ter 18 anos de idade completos;

      3. Não estar inibido do exercício de funções públicas ou não estar interdito para o exercício das funções a que se propõe desempenhar;

      4. Possuir robustez física e o perfil psíquico indispensáveis ao exercício das funções;

      5. Ter cumprido as leis de vacinação obrigatória.

4.2. Requisitos habilitacionais:

Referência A – Licenciatura em História de Arte, Curso de Especialização em Ciências Documentais/Arquivo, Pós-Graduação em Arquivo, Biblioteca e Ciências da Informação e Titularidade do Certificado de Competências Pedagógicas (ex-CAP), não se colocando a possibilidade de substituição do nível habilitacional por formação ou experiência profissional.

Referência B – Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas variante Estudos Portugueses Franceses, especialização em Ramo de Formação Educacional e Pós-Graduação em Ciências da Informação e da Documentação, não se colocando a possibilidade de substituição do nível habilitacional por formação ou experiência profissional.

Referência C – Licenciatura na área da Química e Pós-Graduação em Ciências da Informação e da Documentação variante Biblioteconomia, não se colocando a possibilidade de substituição do nível habilitacional por formação ou experiência profissional.



  1. Requisitos preferenciais:

Referência A – Conhecimento do funcionamento de sistemas de expurgo, com recurso a atmosfera modificada e utilização de gases inertes (anoxia);

Referência B – Coordenação e gestão do Sistema de Informação KOHA;



Referência C – Repositórios institucionais com base na plataforma DSpace e CRIS (Current Research Information Systems) com base nas plataformas Converis e Pure.

  1. Nos termos do disposto na alínea l) do n.º 3 do artigo 19.º da Portaria n.º 83-A/2009, de 22 de janeiro, alterada e republicada pela Portaria n.º 145-A/2011, de 6 de abril, não podem ser admitidos candidatos que, cumulativamente, se encontrem integrados na carreira, sejam titulares da categoria e, não se encontrando em mobilidade especial, ocupem postos de trabalho previstos no mapa de pessoal desta Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL idênticos ao posto de trabalho para cuja ocupação se publicita o presente procedimento.

  2. Nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 30.º da LTFP, o recrutamento faz-se de entre trabalhadores detentores de um vínculo de emprego público por tempo indeterminado.

  3. Por despacho do Reitor da Universidade Nova de Lisboa, de 27 de novembro de 2015, tendo em conta a especificidade e a natureza técnica das tarefas a executar, bem como a urgência de que se reveste o procedimento, em caso de impossibilidade de ocupação dos postos por trabalhadores com relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado, foi concedido parecer favorável para se proceder ao recrutamento de trabalhadores com relação jurídica de emprego público por tempo determinado ou determinável ou sem relação jurídica de emprego público previamente constituída, nos termos do artigo 30.º da LTFP.

  4. O candidato deve reunir os requisitos referidos no número anterior até à data limite de apresentação da candidatura.

  5. Prazo e forma para apresentação da candidatura.

    1. Prazo: 10 dias úteis a contar da data da publicação do presente aviso no Diário da República.

    2. Forma: a candidatura é formalizada obrigatoriamente através do formulário disponível no site da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL em http://www.fct.unl.pt/pessoal/documentos-de-publicacao-obrigatoria/documentos-de-publicacao-obrigatoria-drh, e podendo ser entregue, até ao termo do prazo fixado no presente aviso, pessoalmente durante as horas normais de funcionamento (09h às 17h), na Divisão de Recursos Humanos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL, sita no Campus de Caparica, 2829-516 Caparica, ou remetidas por correio registado, com aviso de receção, para a mesma morada.

    3. O formulário de candidatura, devidamente datado e assinado, deverá ser acompanhado, sob pena de exclusão do candidato ao procedimento, dos seguintes documentos:

    4. Fotocópia legível do certificado de habilitações académicas e profissionais ou outro documento idóneo, legalmente reconhecido para o efeito;

    5. Fotocópia legível do Bilhete de Identidade e do Cartão de Contribuinte ou do Cartão de Cidadão;

    6. Fotocópia legível dos certificados das ações de formação profissional frequentadas e relacionadas com o posto de trabalho com a indicação das respetivas durações;

    7. Curriculum vitae datado e assinado, organizado de acordo com o conteúdo do posto de trabalho;

11. Os candidatos titulares de uma relação jurídica de emprego público, para além dos elementos acima indicados, deverão igualmente, apresentar:

  1. Declaração atualizada (com data reportada ao prazo estabelecido para apresentação das candidaturas) emitida pelo organismo ou serviço onde o candidato exerce funções ou pertence, da qual conste, de forma inequívoca, a modalidade de relação jurídica de emprego público que detém, a carreira/categoria e posição remuneratória detida e a antiguidade na carreira e na função pública, bem como as avaliações de desempenho relativas aos últimos três anos e, na sua ausência, o motivo que determinou tal facto;

  2. Declaração de conteúdo funcional, emitida pelo serviço ou organismo onde o candidato exerce funções ou pertence, devidamente atualizada e autenticada, da qual constem as atividades que se encontra a exercer inerentes ao posto ao posto de trabalho que ocupa e o grau de complexidade das mesmas, em conformidade com o estabelecido no mapa de pessoal aprovado.

12. Não serão aceites candidaturas enviadas por correio eletrónico.

13. Assiste ao júri a faculdade de solicitar aos candidatos, em caso de dúvida, a apresentação de documentos comprovativos dos factos por eles referidos, e que possam relevar para a apreciação do seu mérito.

14. As falsas declarações prestadas pelos candidatos implicam a sua exclusão, independentemente do procedimento criminal, nos termos da lei penal.

15. Métodos de seleção: Avaliação curricular (AC) e entrevista profissional de seleção (EPS).

15.1 Avaliação Curricular - Visa analisar a qualificação dos candidatos, designadamente a habilitação académica de base, percurso profissional, relevância da experiência adquirida e da formação realizada, tipo de funções exercidas e avaliação de desempenho obtida.

Atento o conteúdo do posto de trabalho a ocupar, serão valoradas, a habilitação académica, a formação profissional, a experiência profissional e a avaliação do desempenho.

Este método será valorado numa escala de 0 a 20 valores, considerando-se a valoração até às centésimas.

Na ata da primeira reunião do júri estão definidos os parâmetros de avaliação e a respetiva ponderação bem como a grelha classificativa e o sistema de valoração final deste método de seleção. A ata será facultada aos candidatos sempre que solicitada.

Os candidatos que obtenham uma valoração inferior a 9,5 valores consideram-se excluídos do procedimento, não sendo chamados à aplicação do método seguinte.

15.2 Entrevista Profissional de Seleção (EPS) - Visa avaliar, de forma objetiva e sistemática, a experiência profissional e aspetos comportamentais evidenciados durante a interação estabelecida entre o entrevistador e o entrevistado, bem como a capacidade de comunicação e o relacionamento interpessoal.

Por cada candidato será elaborada uma ficha individual, contendo o resumo dos temas abordados, os parâmetros de avaliação e a classificação obtida em cada um deles.

A Entrevista Profissional de Seleção será valorada, para os candidatos que a tenham completado, através dos níveis classificativos de Elevado, Bom, Suficiente, Reduzido e Insuficiente, aos quais correspondem, respetivamente, as classificações de 20, 16, 12, 8 e a Entrevista Profissional de Seleção valorada com "reduzido" e "insuficiente" é eliminatória do procedimento.

15.3 A valoração final será expressa numa escala de 0 a 20 valores, considera-se a valoração até às centésimas, mediante a aplicação da seguinte fórmula:
VF = 0,70AC + 0,30EPS
em que:
VF = Valoração final

AC = Avaliação curricular

EPS = Entrevista profissional de seleção
16. Os candidatos admitidos serão convocados para a realização dos métodos de seleção, por notificação, nos termos previstos no artigo 32.º da Portaria e por uma das formas previstas nas alíneas a), b), c) ou d) do n.º 3 do artigo 30.º da mesma. A notificação indicará o dia, hora e local da realização dos métodos de seleção.

17. Os candidatos excluídos serão, como estatui o n.º 1 do artigo 30.º da Portaria, notificados por uma das formas previstas nas alíneas a), b) ou d) do n.º 3 do mesmo artigo, para a realização da audiência dos interessados nos termos do Código do Procedimento Administrativo.

18. Em conformidade com o disposto na alínea t) do n.º 3 do artigo 19.º da Portaria, os candidatos têm acesso às atas do Júri, onde constam os parâmetros de avaliação e respetiva ponderação de cada um dos métodos de seleção a utilizar, desde que o solicitem.

19. A publicitação dos resultados obtidos em cada método de seleção é efetuada através de lista, ordenada alfabeticamente e disponibilizada na sua página eletrónica em http://www.fct.unl.pt/pessoal/documentos-de-publicacao-obrigatoria/documentos-de-publicacao-obrigatoria-drh.

20. A lista unitária de ordenação final, após homologação, será publicada na 2.ª Série do Diário da República e disponibilizada na sua página eletrónica, no endereço eletrónico acima referido.

21. Nos termos da alínea d) do n.º 1 do artigo 37.º da LTFP, o recrutamento efetua-se por ordem decrescente da ordenação final dos candidatos colocados em situação de requalificação e, esgotados estes, dos restantes candidatos.

22. Em caso de igualdade de valoração, os critérios de desempate a adotar são os constantes do artigo 35.º da Portaria.

23. Nível remuneratório: O posicionamento remuneratório, obedecerá ao disposto no artigo 38.º da LTFP, conjugado com artigo 42.º da Lei n.º 82-B/2014, correspondente à 2.ª posição remuneratória, nível 15.

24. Em cumprimento da alínea h) do artigo 9.º da Constituição "A Administração Pública, enquanto entidade empregadora, promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres no acesso ao emprego e na progressão profissional, providenciando escrupulosamente no sentido de evitar toda e qualquer discriminação.".

25. O Júri terá a seguinte composição:

Presidente – Doutor José Júlio Alves Alferes – Professor Catedrático e Subdiretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

1.º Vogal efetivo – Licenciada Ana Maria Alves Pereira – Técnica Superior e Coordenadora da Divisão de Documentação e Cultura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, que substitui o presidente nas suas faltas e impedimentos.


2.º Vogal efetivo – Licenciada Luísa Maria Jacinto – Técnica Superior da Divisão de Documentação e Cultura da FCT/UNL da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.
1.º Vogal suplente – Licenciada Anabela da Silva Seita – Técnica Superior da Divisão de Eventos e Projetos Especiais da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.
2.º Vogal suplente – Licenciada Sandra Andresa Gonçalves de Magalhães – Técnica Superior do Gabinete de Apoio à Administração da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

Campus de Caparica, aos 21 de dezembro de 2015, Luís Filipe Gonçalves Gaspar, Administrador.





Baixar 42.34 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar