Plano de desenvolvimento institucional pdi


Projeto Pedagógico Institucional – PPI



Baixar 6.69 Mb.
Página3/15
Encontro09.04.2017
Tamanho6.69 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15



  1. Projeto Pedagógico Institucional – PPI

O Projeto Pedagógico Institucional (PPI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO) é o conjunto de princípios que deverá nortear as ações da instituição com vistas a realizar a articulação entre ensino, pesquisa e extensão. Ele é o diálogo aberto com a comunidade institucional, a fim de que sejam percebidas as necessidades de melhoria, intenções e objetivos a serem atingidos pela instituição.

O PPI traçará os princípios que fundamentem estas ações a fim de que tais finalidades sejam atingidas. Ele não é, portanto, um manual de ações, mas, sim, um documento que sintetiza os princípios filosóficos e políticos que devem ser utilizados como parâmetros para planejar, executar e avaliar as ações individuais e coletivas dentro da instituição. A outras instâncias/documentos caberá especificar as particularidades das ações a serem desenvolvidas no âmbito da instituição.

Conforme a Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008, que cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, o IFTO é uma instituição de educação superior, básica e profissional, pluricurricular e multicampi, especializada na oferta de educação profissional e tecnológica, em diferentes modalidades de ensino.


    1. Dimensão PolíticO-Pedagógica

      1. Princípios orientadores do ensino, pesquisa e extensão

Uma diretriz primordial para o IFTO é o aprimoramento da relação indissociável entre ensino, pesquisa e extensão, o que se apresenta de forma imperativa para que a prática pedagógica viabilize a compreensão crítica da realidade, tão necessária à promoção do desenvolvimento tecnológico, cultural e científico de forma sustentável e da transformação da sociedade.

A indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão deve promover a articulação das diferentes áreas de conhecimento e a inovação científica, tecnológica, artística e cultural. Dessa forma, o IFTO busca acompanhar políticas e diretrizes, como também promover ações de intercâmbio com instituições e empresas nas áreas de pesquisa, ciência, tecnologia e inovação tecnológica. Por isso, propomos além da verticalização do ensino, a sua integração com a pesquisa e a extensão.

As Pró-reitorias de Ensino, de Pesquisa e Inovação e de Extensão têm o papel de mediar, planejar, coordenar, fomentar e acompanhar as atividades e políticas de ensino, pesquisa e extensão.

No atual contexto mundial, em que a evolução humana e as inovações tecnológicas norteiam o direcionamento do mundo do trabalho e excluem os “inertes”, fica cada vez mais claro que nossos estudantes necessitam de uma educação empreendedora, de uma educação com incentivo à busca da “autônoma atualização”. Novas alternativas e estratégias didático-pedagógicas devem ser implementadas e constantemente atualizadas para fazer frente às novas demandas.

Os procedimentos didático-pedagógico-administrativos relativos ao processo educacional no IFTO estão regulamentados nas Organizações Didático-Pedagógicas (ODPs) do IFTO e demais documentos expedidos pela Reitoria, observadas as disposições legais.

Os projetos pedagógicos dos cursos do IFTO são estruturados com base no Projeto Pedagógico Institucional, Organizações Didático-Pedagógicas (ODPs) e Instruções Normativas do IFTO, observando-se a legislação vigente.

No desenvolvimento da ação acadêmica, cada campus do Instituto Federal do Tocantins, em cada exercício, deverá garantir os percentuais mínimos de oferta de suas vagas, conforme definido no art. 8º da Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008.

Tal orientação considera que a junção entre ensino, pesquisa e extensão permite ao estudante ampliar sua criatividade, empregando, na prática, os conhecimentos adquiridos por meio desse tripé educacional, levando à comunidade local o benefício advindo do contato com novas tecnologias.



      1. Fundamentos legais

Trazendo à memória alguns dos documentos que foram elementares para a produção das Políticas Educacionais do nosso país, faz-se presente e ainda atual, quando nos reportamos às dificuldades educacionais do Brasil, o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova de 1932, marco na definição de prioridades e metas educacionais que necessitavam ser efetivadas. O documento, como o próprio título faz referência, foi pioneiro e notável instrumento de regulamentação da situação educacional brasileira, não funcionando apenas como um alerta à sociedade, mas, também, como inspiração ao surgimento das leis que regem a nossa educação. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), principal fonte de implementação da educação nacional e das políticas que a definem, foi reformulada, de acordo com os governos, até o modelo atual, vigente desde 1996.

Considerando o exposto, as Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961, fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. A Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971, fixa as Diretrizes e Bases para o Ensino de 1º e 2º graus, e outras providências, e a mais recente Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, com os respectivos pareceres e resoluções emanados pelo Conselho Nacional de Educação em suas câmaras e Conselho Pleno balizaram as ações institucionais.

Para que possamos compreender melhor o significado dessas políticas, faz-se necessário saber o que é Política Pública. Essa Política é de responsabilidade do Estado. Com base em organismos políticos e entidades da sociedade civil, ele estabelece um processo de tomada de decisões que derivam nas normatizações do país, ou seja, nossa Legislação.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), no Título IV, "Da Organização da Educação Nacional", no seu art. 12, registra que os “estabelecimentos de ensino (...) terão a incumbência de elaborar e executar sua proposta pedagógica”. Assim, a Educação Profissional se alicerça e se sustenta a partir dos seguintes textos legais e outros instrumentos que venham substituí-los:



    • Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional;

    • Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008 – Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e dá outras providências;

    • Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999, que dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências;

    • Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – Sinaes e dá outras providências;

    • Resolução CNE/CEB nº 4, de 06 de junho de 2012, que dispõe sobre alteração na Resolução CNE/CEB nº3/2008, definindo a nova versão do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos de Nível Médio;

    • Resolução CNE/CEB nº 6, de 20 de junho de 2012, que Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio;

    • Resolução CNE/CP nº 1, de 17 de junho de 2004, que Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana;

    • Portaria Normativa n° 40, de 12 de dezembro de 2007, alterada pela Portaria Normativa MEC n° 23, de 01 de dezembro de 2010, publicada em 29 de dezembro de 2010.

    • Portaria MEC nº 870, de 16 de julho de 2008, aprova, em extrato, o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos de Nível Médio, elaborado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação;

    • Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005, que regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000;

    • Decreto nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004, que regulamenta a Lei nº 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e a Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências;

    • Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004, que regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, e dá outras providências;

    • Decreto nº 4.281, de 25 de junho de 2002, que regulamenta a Lei 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências;

    • Instrumento de avaliação de cursos de graduação presencial e a distância, de maio de 2012 - MEC/ Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira-Inep;

    • Regulamento da Organização Didático-Pedagógica do IFTO, aprovado pela Resolução nº 38/2013/CONSUP/IFTO, de 20 de agosto de 2013, que dispõe sobre Organização Didático-Pedagógica dos Cursos da Educação Básica (Fundamental e Médio) articulados com a Educação Profissional: Técnicos de Nível Médio e Profissionalizantes; Formas de articulação: integrada, concomitante e subsequente; Modalidade Educação de Jovens e Adultos (PROEJA); presenciais, no âmbito do IFTO e dá outras providências;

    • Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio a Distância do IFTO, aprovado pela Resolução nº 23/2011/CONSUP/IFTO, de 16 de dezembro de 2011 e alterado pela Resolução nº 34/2013/CONSUP/IFTO, de 20 de junho de 2013;

    • Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Graduação Presenciais do IFTO, aprovado pela Resolução nº 24/2011/CONSUP/IFTO, de 16 de dezembro de 2011 e alterado pela Resolução nº 45/2012/CONSUP/IFTO, de 19 de novembro de 2012;

      1. Currículo

O IFTO trata o currículo como um processo que privilegia a formação do homem na sua totalidade. Tal documento deverá ser pautado pela razoabilidade, proporcionalidade, equidade, permeando as áreas de conhecimento e os componentes curriculares, independente das modalidades ou formas de articulação.

A concepção curricular da educação profissional deverá integrar-se às diferentes formas de educação, ao trabalho, à ciência e à tecnologia, conduzindo ao permanente desenvolvimento para a atuação profissional e o pleno exercício da cidadania, devendo contemplar:



  • Interdisciplinaridade;

  • Transdisciplinaridade;

  • Flexibilização curricular;

  • Contextualização;

  • Atualização;

  • Competência;

  • Habilidade profissional;

  • Bases tecnológicas.

Dessa forma, ele será estruturado integrando-se os objetos de estudo de cada componente curricular a partir de uma visão transdisciplinar na qual teoria e prática deverão de forma imparcial e equilibrada fazer parte do itinerário formativo, evitando-se sua dicotomização.

Na composição dos currículos dos cursos levar-se-ão em conta, além das exigências sociais, culturais, econômicas, políticas e do mundo do trabalho, as determinações legais fixadas em legislação específica pelos órgãos competentes designados pelo Ministério da Educação (MEC), e adequando-se às temáticas regulamentadas por lei, a saber: as questões étnico-raciais; envelhecimento da população; meio ambiente e desenvolvimento sustentável; educação para inclusão de pessoas com necessidades específicas; combate à homofobia; educação para o trânsito; educação alimentar; combate ao uso indevido de drogas; e outras que surgirem.



      1. Avaliação

O Instituto Federal do Tocantins (IFTO) é uma instituição de educação superior, básica e profissional, pluricurricular e multicampi, especializada na oferta de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino, com base na conjugação de conhecimentos técnicos e tecnológicos com as suas práticas pedagógicas/andragógicas.

Como forma de garantir uma educação pública e de qualidade, o IFTO constituirá comissões internas para avaliar de forma contínua e paralela os cursos ofertados, tomando por base o disposto na legislação vigente, ouvindo a comunidade educativa.

Quanto ao Rendimento Escolar/Avaliação e ao processo de ensino/aprendizagem/avaliação, o IFTO sinalizará como sendo amplo, contínuo, gradual, cumulativo e cooperativo, com prevalência dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos.

No IFTO, a avaliação deverá ser desenvolvida numa perspectiva processual, diagnóstica, contínua, cumulativa, formativa e somativa, voltada para a (re)construção do conhecimento coerente com a formação integral dos sujeitos, por meio de um processo interativo, considerando o estudante como ser criativo, autônomo, participativo e reflexivo.

Na operacionalização do aspecto qualitativo, levar-se-á em conta: presença em sala de aula; realização das atividades propostas pelos professores; envolvimento do estudante em eventos prioritariamente internos: atividades de ensino, pesquisa e extensão; olimpíadas educativas; eventos culturais e artísticos; atividades esportivas; pontualidade, assiduidade e responsabilidade; autoavaliação do estudante e outros definidos em Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPCs) ou em outros projetos e programas institucionais.

Desta forma, o processo de ensino/aprendizagem/avaliação deverá ser amplo, contínuo, gradual, cumulativo e cooperativo, com prevalência dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos.

Cabe ressaltar que as atividades avaliativas são tratadas como uma diversidade de instrumentos de avaliação teórico-práticos construídos individualmente ou em grupo cuja finalidade é o diagnóstico, a orientação e a reorientação do processo de ensino-aprendizagem, visando ao aprofundamento dos conhecimentos e ao desenvolvimento de habilidades e competências pelos estudantes: provas, debates, portfólios, seminários, trabalhos, individuais ou em grupo, pesquisas, debates, produções textuais, compromisso, responsabilidade, frequência, entre outros.

Os docentes deverão utilizar instrumentos avaliativos diversificados que lhe possibilitem observar e registrar o desempenho do estudante nas atividades desenvolvidas e que permitam contribuir com seu desenvolvimento cognitivo, reorientando-o diante das dificuldades de aprendizagem apresentadas, reconhecendo as formas diferenciadas de aprendizagem, em seus diferentes processos, ritmos, lógicas, exercendo, assim, o seu papel de orientador e mediador no processo educacional.

A avaliação abrangerá todos os momentos e recursos que o professor utiliza no processo de ensino-aprendizagem, tendo como objetivo principal o acompanhamento do processo formativo dos estudantes, verificando como a proposta pedagógica é desenvolvida, na tentativa de sua melhoria, ao longo do percurso educacional.


    1. Oferta de cursos

Os cursos ofertados pelo IFTO devem estar em consonância com os objetivos definidos nos seguintes regulamentos e outros instrumentos que venham substituí-los:

  • Instrução Normativa que institui normas para o trâmite processual de elaboração, oferta, extinção, suspensão e alteração de Projetos Pedagógicos de Cursos e autorização de novos cursos que não sejam Formação Inicial e Continuada (FIC) ou de qualificação profissional, que não são integrados à formação geral e aos cursos de pós-graduação, pois estes têm regulamentos próprios;

  • Regulamento Geral da Pós-graduação lato sensu, que dispõe sobre a criação de cursos de Pós-graduação lato sensu no IFTO;

  • Regulamento dos Cursos de Extensão, que dispõe sobre a criação de cursos de Extensão no IFTO;

  • Regulamentos da Organização Didático-Pedagógica do IFTO, que dispõem da oferta de cursos de educação profissional, científica e tecnológica, nos diferentes níveis, modalidades e formas de articulação do ensino.

Além de cumprir com os objetivos estabelecidos na Legislação, o IFTO compromete-se com a oferta de Educação Profissional em seus vários níveis, modalidades, e formas de articulação de ensino.

Os Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPCs) devem apresentar mecanismos efetivos de interdisciplinaridade, contextualização e integração para a construção de conhecimentos e competências desejados e adaptabilidade curricular às mudanças socioeconômicas e ambientais. Os cursos devem ser representados por uma sequência lógica e compostos por componentes curriculares, com objetivos e carga horária previamente estabelecidos, destinados a conferir certificado ou diploma.

Na preparação geral para o trabalho, cada habilitação profissional desenvolvida nos campi do IFTO, ou em cooperação com outras instituições de ensino, mediante termos de cooperação e convênios, poderá de forma flexível realizar estágios obrigatórios ou não obrigatórios.

Nos processos mediáticos e formas de abordagem no processo de ensino aprendizagem, o IFTO, como instituição pluricurricular especializada na oferta de educação profissional, científica e tecnológica, nas diferentes modalidades de ensino e formas de articulação (Educação Básica/EJA e Educação Profissional), com base na conjugação de conhecimentos técnicos, científicos e tecnológicos, garantirá, em suas práticas pedagógicas, os seguintes tipos de abordagem: tradicional, comportamentalista, humanista, cognitivista, e sócio-humanista, conforme explicitado nos respectivos Projetos Pedagógicos de Cursos.

Ainda sobre o processo mediático, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, gradativamente, utilizará, nos cursos presenciais, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) da Educação a Distância, observando-se a legislação vigente.


      1. CURSOS DE EDUCAÇÃO BÁSICA (FUNDAMENTAL E MÉDIO) ARTICULADOS COM A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E PROFISSIONALIZANTES; FORMAS DE ARTICULAÇÃO: INTEGRADA, CONCOMITANTE E SUBSEQUENTE; MODALIDADE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (PROEJA)

A Educação Profissional articulada à Educação Básica (Fundamental e Médio/regular e EJA/Proeja), bem como subsequente ao Ensino Médio, pautar-se-á:

  • Pela consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos em níveis anteriores e suas implicações quanto às relações humanas existentes neste espaço, atinentes à diversidade, etnicidade, condição e vulneralidade social bem como garantindo o respeito à dignidade da pessoa humana;

  • Pela preparação básica para o trabalho e a cidadania do estudante, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento/estudos posteriores, ou seja, garantir que o estudante posso aprender a aprender, aprender a ser, aprender a conviver e aprender a fazer;

  • Pelo aprimoramento do estudante como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico-reflexivo e fenomenológico, rompendo gradativamente com a visão positivista e desarticulada entre os saberes;

  • Pela compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada componente curricular, sua interdisciplinaridade, transdisciplinaridade e transversalidade.

Além disso, a oferta da Educação Profissional Técnica de Nível Médio prepará-lo-á para o exercício de profissões técnicas, atendidas a formação geral do estudante.

No que diz respeito à Educação Profissional Técnica de Nível Médio e os cursos de Formação Inicial Continuada e articulada com a Educação Básica e a Educação de Jovens e Adultos no âmbito do IFTO, as formas Integrada, Concomitante e Subsequente farão parte da oferta, obedecendo aos percentuais mínimos previstos para a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.

Especificamente na forma integrada de Nível Médio (regular e EJA), o IFTO possibilitará cursos a quem já tenha concluído o ensino fundamental, sendo o curso planejado de modo a conduzir o estudante à habilitação profissional técnica de nível médio ou à qualificação, na mesma instituição de ensino, contando com matrícula única para cada estudante.

Quanto à forma de articulação Concomitante, o IFTO oportunizará, em suas unidades, conforme disponibilidade logística, a formação profissional técnica de nível médio àqueles que tenham concluído o ensino fundamental e estejam cursando o ensino médio regular em outra instituição. Nesta forma de articulação, pressupõe-se a existência de matrículas distintas para cada curso.

Os cursos Concomitantes podem ainda ocorrer na mesma instituição de ensino, aproveitando-se as oportunidades educacionais disponíveis; em instituições de ensino distintas, aproveitando-se as oportunidades educacionais disponíveis; ou em instituições de ensino distintas, mediante convênios de intercomplementaridade publicados no Diário Oficial da União (DOU), visando ao planejamento e ao desenvolvimento de projetos pedagógicos/andragógicos unificados e com calendários explícitos e atualizados quanto aos eventos que acontecerão ao longo do ano letivo para que haja efetividade no processo de ensino-aprendizagem.

Na forma de articulação Subsequente, oferecida somente a quem já tenha concluído o ensino médio, é obrigatório, no ato da matrícula, apresentação de documentação que ateste a conclusão do ensino médio e assinatura em declaração de que não possui vínculo com outra instituição pública de ensino.

Na oferta de cursos FIC Integrados ou Concomitantes à modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) que incidam em elevação da escolaridade em Nível Médio e/ou fundamental, observar-se-á os mínimos previstos em lei, devendo os cursos estar de acordo com a Classificação Brasileira das Ocupações e/ou Guia Pronatec ou outro que venha substituí-lo ou alterá-lo.

Esses cursos, ofertados aos jovens e aos adultos que não puderam efetuar os estudos na idade regular, são oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características dos estudantes, seus interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos e exames.



      1. CURSOS DE GRADUAÇÃO

Estamos enfrentando mudanças e devemos constantemente nos adaptar. O que se requer hoje é a formação de um profissional que consiga de forma autônoma se situar neste novo paradigma mundial e, por isso, busque constantemente formação complementar e continuada.

As políticas públicas governamentais têm demonstrado essa preocupação, com lançamento de propostas de projetos e financiamentos para a educação profissionalizante, para que nossos futuros profissionais consigam perpassar os conhecimentos da academia, alcançando níveis mais elevados de desenvolvimento acadêmico-científico-cultural.

A atual dinâmica da economia mundial tem promovido rápidas transformações sociais, exigindo do ser humano a busca pela adaptação, qualificação e obtenção de novos conhecimentos. Disto surge a necessidade de processos educativos dinâmicos, atuantes em consonância com o mercado, sendo flexíveis, oferecendo alternativas aos estudantes e egressos na busca por uma melhor qualificação profissional.

A oferta da educação superior em termos de cursos de graduação vem abarcando a proposta da lei de criação dos Institutos Federais, com a oferta de Cursos Superiores de Tecnologia, Cursos de Bacharelado e Licenciaturas.

Os Cursos Superiores de Tecnologia visam à formação de profissionais para os diferentes setores da economia. São cursos que objetivam formar profissionais focados na inovação, no desenvolvimento e na aplicação da tecnologia, incentivando os estudantes a aprenderem e desenvolverem tecnologias necessárias à sociedade, principalmente considerando as demandas das regiões em que são ofertados.

Os cursos de Licenciatura são cursos que habilitam o futuro profissional a atuar como professor na Educação Infantil, no Ensino Fundamental e no Ensino Médio. São cursos de graduação que formam profissionais licenciados em Química, Física, Letras, Matemática, Geografia, Ciências Biológicas, Pedagogia, entre muitos outros, como as Licenciaturas em Computação, Ciências da Computação etc., visando especificamente à formação de profissionais para atuarem na Educação Básica.

Os cursos de Bacharelado visam à formação de profissionais para os diferentes setores da economia e áreas do conhecimento, e não habilitam o profissional para lecionar. Preparam o profissional para os setores industrial, comercial e de serviços, nos quais ele vai aplicar conhecimento em atividades específicas às áreas como Exatas e Tecnológicas, Humanas, Artes e Biológicas.

Por força de lei, o IFTO, no desenvolvimento da sua ação acadêmica, deve garantir o mínimo de 50% (cinquenta por cento) de suas vagas para atender à educação profissional técnica de nível médio, prioritariamente na forma de cursos integrados, para os concluintes do ensino fundamental e para o público da educação de jovens e adultos; e o mínimo de 20% (vinte por cento) de suas vagas para atender a cursos de licenciatura, bem como programas especiais de formação pedagógica, com vistas na formação de professores para a educação básica, sobretudo nas áreas de ciências e matemática, e para a educação profissional.

O percentual restante de suas vagas deverá atender aos cursos superiores de tecnologia, cursos de bacharelado e engenharia, visando à formação de profissionais para os diferentes setores da economia e áreas do conhecimento, cursos de pós-graduação lato sensu visando à formação de especialistas nas diferentes áreas do conhecimento e cursos de pós-graduação stricto sensu de mestrado e doutorado, que contribuam para promover o estabelecimento de bases sólidas em educação, ciência e tecnologia, com vistas no processo de geração e inovação tecnológica.

Por meio da oferta de cursos superiores, busca-se a excelência em termos de competência profissional do egresso, estimulando-se a capacidade de mobilizar, articular e acionar conhecimentos, habilidades, atitudes e valores necessários para o desempenho eficiente e eficaz de atividades requeridas pela natureza do trabalho e pelo desenvolvimento tecnológico. Tais cursos envolvem ação em dado momento e determinada circunstância, implicam um fazer intencional, sabendo por que se faz de uma maneira e não de outra, implicam, ainda, saber que existem múltiplas formas ou modos de fazer.

Ao tratar da competência, o Parecer do Conselho Nacional de Educação expõe que:

A competência inclui, também, além do conhecer, o julgar, o decidir e o agir em situações previstas e imprevistas, rotineiras e inusitadas. Inclui, também, intuir, pressentir e arriscar, com base em experiências anteriores e conhecimentos, habilidades e valores articulados e mobilizados para resolver os desafios da vida profissional, que exigem respostas sempre novas, originais, criativas e empreendedoras. (Parecer CNE/CP nº 29/2002).

A instituição de ensino também tem de se preparar. Os órgãos governamentais também têm de proporcionar aos seus docentes projetos de formação continuada para que se aprendam e se conheçam novas tecnologias a serem adotadas em sintonia com os atuais paradigmas do mundo do trabalho. Neste viés, os projetos pedagógicos dos cursos passam a ser feitos com estratégias que levem os estudantes a pensar, criticar e estimular a busca autônoma e competente por caminhos que levem à resolução de problemas.

Os cursos de graduação oferecidos pelo IFTO devem ter por objetivos:



  • Estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo;

  • Formar e qualificar profissionais nas diferentes áreas do conhecimento para a participação no desenvolvimento da sociedade, colaborando na sua formação contínua;

  • Oferecer atualização, aperfeiçoamento e especialização de profissionais na área tecnológica;

  • Estimular o conhecimento dos problemas do mundo presente, globais, nacionais e, especialmente, os de abrangência local e regional, estabelecendo relação de reciprocidade entre os serviços prestados pela instituição e as demandas e necessidades oriundas da sociedade;

  • Incentivar o trabalho de pesquisa e a investigação científica, contribuindo para a promoção da ciência, da tecnologia e da cultura, bem como para o entendimento do homem e do meio em que vive;

  • Promover a divulgação de conhecimentos culturais, científicos e técnicos que constituem patrimônio da humanidade;

  • Suscitar o desejo permanente de aperfeiçoamento cultural e profissional;

  • Realizar pesquisa aplicada, estimulando o desenvolvimento da tecnologia de forma criativa e estendendo seus benefícios à comunidade;

  • Desenvolver programas de extensão junto à comunidade, de modo a conhecer a realidade local e regional e interagir com ela por meio da realização de projetos, oferta de cursos, prestação de serviços, entre outras formas;

  • Promover a extensão visando à difusão das conquistas e benefícios resultantes da criação cultural e da pesquisa científica e tecnológica geradas no curso.

Os PPCs são elaborados a partir de regulamentos norteadores, os quais tratam das atividades acadêmicas e conferem uma identidade institucional ao ensino de graduação. São revistos periodicamente, com demandas e necessidades que partem de reuniões pedagógicas periódicas e durante o transcorrer dos períodos letivos.

Eis os regulamentos norteadores:



  • Regulamento de Atividades Complementares dos Cursos de Graduação Presenciais do IFTO;

  • Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos Cursos de Graduação Presenciais do IFTO;

  • Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado dos Cursos de Graduação Presenciais do IFTO.

A matriz curricular dos cursos de graduação deve ser organizada de forma que todos os requisitos necessários à sua integralização possam ser cumpridos dentro do período letivo estabelecido pelo Projeto Pedagógico do Curso, incluindo o Trabalho de Conclusão de Curso, o Estágio Curricular Supervisionado e as Atividades Complementares (para os cursos que dispõem dessas atividades). Havendo possibilidade, cursos devem compartilhar das mesmas componentes curriculares, conferindo flexibilidade à formação, bem como favorecendo os trabalhos interdisciplinares e facilitando a transferência do aluno entre cursos.

Os currículos dos Cursos de Graduação do IFTO deverão ter a matrícula por sistema de crédito, desenvolvidos segundo componentes curriculares estruturados por Competências, Habilidades e Bases Tecnológicas, com periodicidade letiva semestral e, no mínimo, 100 dias letivos por semestre, desde que atendido o mínimo da carga horária exigida pelo curso em seu respectivo PPC. O regime de oferta será semestral ou anual. O número de períodos deverá ser compatível com a carga horária estabelecida pelas Diretrizes Curriculares Nacionais, pelas legislações vigentes do Ministério da Educação, pelos Pareceres e Resoluções emanados do CNE e Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia.

Os planos de ensino dos componentes curriculares deverão ser atualizados em consonância com as necessidades e exigências do mercado de trabalho e com a formação da cidadania. Tais planos deverão ser elaborados e revisados semestralmente pelo docente com a supervisão do coordenador do curso.

Os PPCs devem ainda prever a possibilidade de se requerer: Aproveitamento de Estudos – inclusão, no histórico escolar do estudante, de créditos já cumpridos em outro curso de graduação do IFTO ou de outra instituição de ensino superior legalmente reconhecida –; Proficiência – aplicação de, no mínimo, uma avaliação teórico-prática ao estudante que comprove domínio dos conhecimentos de determinada componente curricular, sendo dispensado de cursar a componente curricular prevista na matriz curricular, se aprovado.



      1. CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

O IFTO enfrenta o desafio de oferecer o ensino médio, superior e também a pós-graduação. Dessa forma, tem a possibilidade de oferecer ao aluno um itinerário formativo, que permite ingressar no ensino médio e cursar até o mestrado ou doutorado, conforme prerrogativa legal, art. 7º da Lei nº 11.892/2008.

O ensino de pós-graduação é aquele destinado aos indivíduos que possuem diploma de graduação, os quais buscam aperfeiçoamento acadêmico voltado para autonomia intelectual e investigativa e para produção científica, cultural ou de outra ordem, dependendo da área do conhecimento em questão.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, traz no art.44, inciso III, que a pós-graduação abrange “programas de mestrado e doutorado, cursos de especialização, aperfeiçoamento e outros, abertos a candidatos diplomados em cursos de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino”.

A Resolução CES-CNE nº 1, de 3 abril de 2001, estabeleceu normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação. No seu art. 1º, define que os cursos de pós-graduação stricto sensu:

“...compreendendo programas de mestrado e doutorado, são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento previstas na legislação. A autorização, o reconhecimento e a renovação de reconhecimento de cursos de pós-graduação stricto sensu são concedidos por prazo determinado, dependendo de parecer favorável da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, fundamentado nos resultados da avaliação realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes e homologado pelo Ministro da Educação...”

A construção de um programa de pós-graduação stricto sensu deve seguir também os parâmetros estabelecidos pelas comissões de área da Capes que preveem em seus documentos recomendações gerais, tanto para a elaboração de propostas novas quanto para a correção de rumos e avanços de qualidade e atuação dos programas em andamento. Além disso, é necessário que o grupo de docentes envolvidos esteja inserido em grupos de pesquisa com produção científica relevante.

Segundo o art. 6º da mesma resolução, os cursos de pós-graduação lato sensu oferecidos por instituições de ensino superior ou por instituições especialmente credenciadas para atuarem nesse nível educacional independem de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento e devem atender ao disposto na referida resolução.

Como a titulação dos docentes é um fator preponderante para a oferta de cursos superiores e de pós-graduação, nos últimos anos, foram estabelecidas parcerias com instituições de ensino no país para a realização de cursos de mestrado e doutorado.

Além disso, a instituição incentiva a capacitação garantindo aos docentes afastarem-se de suas atividades para a realização de cursos de pós-graduação, conforme o artigo 22 do Regulamento para Programa de Capacitação dos Servidores do IFTO:

“Os afastamentos para cursos de Pós-Graduação,[...], serão concedidos ao corpo docente do IFTO, desde que haja remanejamento que possibilite a continuidade dos trabalhos pedagógicos, ou quando houver a existência de recursos orçamentários disponíveis para a contratação de substituto, fixando em no máximo 10% do quadro de cada unidade o limite para contratação de substituto para esta modalidade de afastamento.”

Outra maneira de estimular a capacitação é concedendo bolsas de estudo e reembolso de mensalidades, o que é regulamentado no IFTO pelo programa Pró-Qualificar, Resolução nº42/2012 CONSUP/IFTO.

Não se pode esquecer, também, que toda essa formação deve estar direcionada para a atividade fim da Instituição. Os servidores devem, portanto, ter a consciência de que, são agentes modificadores na promoção de uma educação de qualidade.



Compete à Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação, por meio da Diretoria de Pós-graduação, planejar, coordenar e supervisionar as atividades relacionadas à criação, funcionamento, acompanhamento e avaliação dos cursos de pós-graduação lato sensu e stricto sensu.

      1. CURSOS DE EXTENSÃO E/OU APERFEIÇOAMENTO

O IFTO também regulamenta os cursos de extensão conforme regulamento específico que os define como uma ação pedagógica de caráter teórico ou prático, presencial ou a distância, planejada e organizada de modo sistemático, com critérios de avaliação definidos e oferta eventual ou permanente, e assim classificados:

  1. Curso de Formação Inicial ou de Formação Continuada ou de Qualificação de profissionais – formação que visa à aquisição de capacidades indispensáveis para início do exercício de uma atividade profissional;

  2. Curso de Formação Continuada, de Aperfeiçoamento ou de Atualização – objetiva aprimorar, atualizar ou aprofundar habilidades técnicas em uma área específica do conhecimento na Educação Básica e/ou Superior;

  3. Curso de Idiomas – objetiva a iniciação ou o aprofundamento em língua estrangeira, materna ou libras. Poderá ser ofertado de forma isolada ou organizado em Centro de Línguas.

Os cursos de extensão poderão ser ofertados em parceria com outras instituições públicas ou privadas. Os cursos de extensão objetivam:

  1. Proporcionar aos trabalhadores o desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva e social;

  2. Promover a capacitação, o aperfeiçoamento, a especialização e a atualização de profissionais nas áreas da educação profissional e tecnológica;

  3. Qualificar e requalificar trabalhadores, preparando-os para que se dediquem a um tipo de atividade profissional a fim de promover seu ingresso e/ou reingresso no mercado de trabalho;

  4. Ampliar as competências profissionais de trabalhadores;

  5. Despertar nos cidadãos o interesse para o reingresso na escola, em cursos e programas que promovam a elevação de escolaridade e o aumento da consciência socioambiental.

    1. POLÍTICAS PEDAGÓGICAS INSTITUCIONAIS

Aos estudantes do IFTO, nos campi que compõem o instituto, são oferecidas diversas oportunidades de desenvolvimento profissional, por meio da oferta de bolsas de iniciação científica, monitorias e outros programas que visem assegurar sua permanência e êxito, como atendimento médico-odontológico, psicossocial, bolsas-permanência, restaurante próprio com subsídio na alimentação, etc.

      1. POLÍTICAS DE ENSINO DO IFTO

Compete à Pró-reitoria de Ensino planejar, desenvolver, controlar e avaliar a execução das políticas de ensino homologadas pelo Conselho Superior e, a partir de orientações do Reitor e em consonância com as diretrizes emanadas do Ministério da Educação, promover ações que garantam a articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão em todos os campi.

As políticas educacionais, no âmbito do IFTO, são compreendidas como direito constitucional subjetivo e inalienável constante no rol das políticas públicas biopsicossociais e pedagógicas/andragógicas justamente pelo fato de se terem ações institucionais que impactam no que ora denominamos como educação do sujeito em sua integralidade.

Para que essas políticas e ações institucionais tenham efetividade, instrumentos de implementação dos movimentos e referenciais educacionais se fazem presentes por meio do ordenamento jurídico educacional brasileiro e legislação correlata.

As políticas públicas envolvem todos os grupos de necessidades da sociedade civil, razão por que são consideradas políticas biopsicossociais e pedagógicas/andragógicas que determinam o padrão de proteção social implementado pelo Estado, voltadas, em princípio, à redistribuição dos benefícios sociais (Inep, 2006), entre eles o direito à educação.

Para que este direito seja garantido com qualidade e de forma universal, é implementada a política educacional. No decorrer dos anos, no Brasil, a política educacional foi definida de formas diferentes. Por ser um elemento de normatização do Estado e que envolve interesses políticos diversos, a política educacional de um país deve ser guiada pelo povo, respeitando o direito de cada indivíduo e assegurando o bem comum. Com base nisso, o IFTO pauta suas ações institucionais como construções de fato e de direito coletivas com espaços de interlocução tais como conselhos de natureza consultiva e deliberativa.

O IFTO compreende que, de fato, o exercício de construir uma política não se trata de um trabalho fácil de ser realizado, pois de forma holística pressupõe que em suas regulamentações internas sejam observados e harmonizados os anseios de toda a comunidade educativa, associando-os aos objetivos e valores institucionais.

Ainda no campo curricular, o IFTO tem como política e ação institucional a indução de outros elementos curriculares para enriquecer o itinerário formativo dos estudantes como, por exemplo, as atividades complementares que têm como objetivo aprofundar a inter-transdisciplinaridade e transversalidade do currículo.

Na política de acesso e permanência, cada campus do IFTO, conforme disponibilidade logística, promoverá, em colaboração com agências de fomento à cultura e de assistência aos povos indígenas, quilombolas e demais categorias, o desenvolvimento de programas integrados de ensino, pesquisa e extensão com o objetivo de proporcionar aos povos indígenas e quilombolas, demais categorias e suas comunidades, a recuperação de suas memórias históricas; a reafirmação de suas identidades étnicas; a valorização de suas línguas e ciências; garantir aos povos indígenas e quilombolas, e demais categorias, suas comunidades e povos, o acesso às informações, conhecimentos técnicos e científicos da sociedade nacional e demais sociedades pertencentes ou não à categoria.

Dessa forma, o IFTO está sempre atento aos lançamentos de editais de programas de fomento à graduação, estimulando, instruindo e assistindo o desenvolvimento de propostas a serem submetidas a editais que surgem anualmente.

Nesta linha de trabalho, com o intuito de assegurar a qualidade da ação educativa, o IFTO incentivou o envolvimento da comunidade acadêmica em programas e projetos oferecidos por órgãos de fomento, alguns dos quais destacamos a seguir:



  • Programa de Consolidação das Licenciaturas (Prodocência) – esse programa tem por finalidade o fomento à inovação e à elevação da qualidade dos cursos de formação para o magistério da educação básica, na perspectiva de valorização da carreira docente;

  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) – esse programa é uma iniciativa para o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores para a educação básica. Ele concede bolsas a estudantes de licenciatura participantes de projetos de iniciação à docência desenvolvidos por Instituições de Educação Superior (IES) em parceria com escolas de educação básica da rede pública de ensino.

  • Programa de Apoio a Laboratórios Interdisciplinares de Formação de Educadores (Life) – esse programa visa selecionar propostas que tenham por objetivo a criação de laboratórios interdisciplinares de formação de educadores.

  • Programa de Educação Tutorial (PET) – esse programa é desenvolvido por grupos de estudantes, com tutoria de um docente, organizados a partir de formações em nível de graduação nas instituições de ensino superior do país, orientados pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e da educação tutorial.

Cabe aos docentes e à área pedagógica dos campi do IFTO (Direção/Gerência de Ensino, Coordenações de Cursos e a Coordenação técnico-pedagógica), no decorrer do processo educativo, promover meios para a reconstrução das competências não desenvolvidas pelos estudantes, com vistas a dirimir a evasão e a retenção, devendo isso ser pormenorizado nos PPCs de cada curso.

Quanto à inclusão, permanência e sucesso escolar/acadêmico, o IFTO assegurará ao público-alvo da educação especial - as pessoas com deficiência, com transtornos globais do desenvolvimento e com altas habilidades ou superdotação, da Educação de Jovens e Adultos, povos indígenas, quilombolas, negros, assentados da reforma agrária, oriundos de escolas públicas e com fragilidade socioeconômica - as condições para adquirir as competências e habilidades técnico-científicas e sociais necessárias, de modo a possibilitar a sua plena e igual participação no sistema de ensino e na vida em comunidade.

Para isso, o IFTO tomará medidas de apoio individualizadas, criação de grupos de trabalho ou discussão (GTs e GDs), em núcleos de multiprofissionais, para que, a partir de diagnósticos, sejam adotadas medidas efetivas para a construção de ambientes que maximizem o desenvolvimento acadêmico e social, de acordo com a meta de inclusão plena destes estudantes, combatendo a retenção e a evasão escolar.


      1. POLÍTICAS DE PESQUISA DO IFTO

Compete à Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação planejar, coordenar, fomentar e acompanhar as atividades e políticas de pesquisa, inovação e pós-graduação, integradas ao ensino e à extensão, bem como promover ações de intercâmbio com instituições e empresas na área de fomento à pesquisa, ciência, tecnologia e inovação tecnológica. Além disso, a Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação deve desenvolver ações de estímulo à inovação tecnológica e à produção científica entre alunos e professores da instituição, com o objetivo de ampliar os indicadores de qualificação do corpo docente e induzir a formação de grupos de pesquisa no IFTO.

O fazer pedagógico no IFTO tem como foco trabalhar na superação da separação ciência/tecnologia e teoria/prática, tendo na pesquisa um princípio educativo e científico e nas ações de extensão uma forma de diálogo permanente com a sociedade.

As atividades de pesquisa têm como objetivo formar recursos humanos para a investigação, a produção, o empreendedorismo e a difusão de conhecimentos culturais, artísticos, científicos e tecnológicos.

Para alcançar os objetivos propostos na área da pesquisa, o Instituto Federal do Tocantins organiza seus pesquisadores a partir de grupos de pesquisa, cadastrados no Diretório de Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Esses pesquisadores articulam suas atividades de ensino, pesquisa, iniciação científica e pós-graduação de forma intra e interinstitucional.

As linhas e grupos de pesquisa estão relacionados prioritariamente aos Arranjos Produtivos Locais - APLs. Novos grupos de pesquisa deverão ser criados, certificados e acompanhados pelo IFTO nos próximos anos, atendendo aos princípios gerais para a pesquisa e inovação tecnológica da Instituição, que são:


  • Integração entre ensino, pesquisa e extensão;

  • Fortalecimento de ações para minimização da retenção e evasão;

  • Atendimento a todos os níveis, modalidades e formas de articulação de ensino;

  • Sintonia com o contexto externo e com os APLs;

  • Desenvolvimento de criações inovadoras e produtos, processos e/ou serviços atrelados às demandas mercadológicas atuais;

  • Cooperação com as políticas institucionais de proteção da propriedade intelectual.

Visando consolidar a produção científica, o IFTO possui programas para servidores e acadêmicos:

Programa de Apoio à Pesquisa – PAP/IFTO

Tem a finalidade de estabelecer critérios e procedimentos para o fomento de projetos de pesquisa pelo Programa de Apoio à Pesquisa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (PAP/IFTO).

Incentivos implantados:


  • Bolsas Produtividade em Pesquisa e Inovação (PQ);

  • Bolsas de Pesquisa em Arranjos Produtivos Locais (APL);

  • Consolidação de grupos de pesquisa – material de custeio e permanente;

  • Taxa de Bancada;

  • Auxílio-publicação e tradução;

  • Auxílio para participação em eventos.

Programa de Iniciação Científica do IFTO - PIC

Regulamenta as atividades de Iniciação Científica do IFTO, regendo a concessão de bolsas de Iniciação Científica disponibilizadas pelo IFTO e por outras instituições de apoio à pesquisa. O programa oportuniza o engajamento do acadêmico na comunidade científica, permitindo-o aprender, na prática, o desenvolvimento de pesquisas de maneira criteriosa e sob permanente avaliação.

O IFTO conta com os seguintes programas de bolsa:


  • Pibiti - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação: visa estimular estudantes de cursos superiores de tecnologia ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação. O produto final da pesquisa deve gerar um processo ou produto de qualquer área de conhecimento. Agências de financiamento: IFTO e CNPq.

  • ICJ – Iniciação Científica Júnior: visa despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio Integrado à Educação Profissional e do Ensino Técnico Subsequente, mediante sua participação em atividades de pesquisa científica ou tecnológica orientadas por pesquisador qualificado. Agência de financiamento: IFTO

  • Pibic-EM - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - Ensino Médio: visa despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio Integrado à Educação Profissional, mediante sua participação em atividades de pesquisa científica ou tecnológica, e fortalecer o processo de disseminação das informações e conhecimentos científicos e tecnológicos básicos, bem como desenvolver as atitudes, habilidades e valores necessários à educação científica e tecnológica dos estudantes do ensino médio. Agência de financiamento: CNPq.

      1. POLÍTICAS DE EXTENSÃO DO IFTO

Compete à Pró-reitoria de Extensão planejar, superintender, coordenar, fomentar e acompanhar as atividades e políticas de extensão e relações com a sociedade, articuladas ao ensino e à pesquisa, junto aos diversos segmentos sociais.

As políticas de extensão do IFTO acontecerão por meio de projetos e programas de extensão, sendo estes entendidos como um conjunto de atividades transformadoras, as quais são desenvolvidas e/ou aplicadas na interação com comunidades, e que representem soluções para inclusão social, geração de oportunidades e melhorias das condições de vida.

Serão implantados serviços e desenvolvidas ações sociais, artísticas, culturais e econômicas, por meio de programas e projetos de extensão, com vistas a garantir melhorias no desempenho escolar/acadêmico dos estudantes, assim como reduzir os índices de retenção e evasão.

Entre as ações fomentadas pela Pró-reitoria de Extensão podemos destacar:



  • Programas de bolsa de extensão - seleciona propostas para apoio financeiro a programas ou projetos de extensão, em especial, aos que visem contribuir para o desenvolvimento e disseminação de ações que favoreçam a comunidade externa. Esses projetos são gerenciados por servidores que obrigatoriamente fazem parte dessa equipe.

  • Ciência sem Fronteiras (CsF) – é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

  • Programa Bolsa Permanência – é uma ação do Governo Federal de concessão de auxílio financeiro a estudantes matriculados em instituições federais de ensino superior em situação de vulnerabilidade socioeconômica e para estudantes indígenas e quilombolas. O recurso é pago diretamente ao estudante de graduação por meio de um cartão de benefício.

  • Programa de Assistência Estudantil – é um conjunto de ações voltadas ao atendimento a estudantes regularmente matriculados em cursos oferecidos pelo IFTO nas modalidades: ensino médio (Proeja, médio integrado, concomitante e subsequente) e superior (bacharelado, tecnólogo e licenciatura), visando à permanência e êxito na perspectiva de inclusão social, produção de conhecimento, melhoria do desempenho escolar e da qualidade de vida.

    1. REFERÊNCIAS

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial União, Seção 1, Edição nº 248, 23 dez. 1996. Disponível em: [http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=1&data=23/12/1996]. Acesso em: março/2014.

______, Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação/Câmara Plena. Parecer nº 29 de 03/12/2002 que estabelece Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Tecnológico. Disponível em: [http://portal.mec.gov.br/cne]. Acesso em: abril/2014.

______, Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação/Câmara do Ensino Superior. Resolução n° 1 de 8/6/2007 que estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização. Disponível em: [http://portal.mec.gov.br/cne]. Acesso em: abril/2014.


  1. Cronograma de implantação e desenvolvimento da instituição e dos cursos (presenciaIS e a distância).

    1. Oferta de Cursos

      1. Campus Araguaína

Quadro 1 - Oferta de cursos do CAMPUS ARAGUAÍNA

Nome do Curso

Situação

Modalidade

Carga Horária

Tempo para conclusão

Início da Oferta

Alunos por Turma

Turno(s) de Funcionamento

Gerência em Saúde




Quadro 2 - Oferta de Vagas planejada pelo CAMPUS ARAGUAÍNA para o período de 2015 - 2019

Curso

15/01

15/02

16/01

16/02

17/01

17/02

18/01

18/02

19/01

19/02

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Curso Superior Tecnológico



40

-

40

-

40

-

40

-

40

-

Análises Clínicas

Técnico Subsequente



30

30

40

40

40

40

40

40

40

40

Biotecnologia

Técnico Integrado



41

-

36

-

36

-

36

-

36

-

Ciências Naturais

Licenciatura



51

-

46

-

46

-

46

-

46

-

Enfermagem

Técnico Subsequente



30

-

-

-

-

-

-

-

-

-

Enfermagem

Bacharelado



-

40

-

40

-

40

-

40

-

40

Auxiliar Laboratório de Saúde

FIC EJA


-

-

30

-

30

-

30

-

30

-

Gestão Pública

Curso Superior Tecnológico



-

40

-

40

-

40

-

40

-

40

Informática

Técnico Integrado



80

-

72

-

72

-

72

-

72

-

Operador de Computador

FIC EJA


30

-

-

-

-

-

-

-

-

-

Informática

Licenciatura



-

40

-

40

-

40

-

40

-

40

Totais

452

424

424

424

424


Quadro 3- DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PLANEJADAS PELO CAMPUS ARAGUAÍNA POR MODALIDADE DE OFERTA

Modalidade



2015

2016

2017

2018

2019
Quant.

%

Quant.



%

Quant.


%

Quant.


%

Quant.


%

Epiem (Ensino profissional integrado ao ensino médio)




Quadro 4 - OFERTA DE VAGAS PLANEJADA PELO CAMPUS DIANÓPOLIS PARA O PERÍODO DE 2015 - 2019

Curso

15/01

15/02

16/01

16/02

17/01

17/02

18/01

18/02

19/01

19/02

Administração

Técnico Integrado



-

-

-

-

30

-

30

-

30

-

Agropecuária

Técnico Integrado



60

-

60

-

60

-

60

-

60

-

Computação

Licenciatura



40

40

40

40

40

40

40

40

40

40

Docência para Educação Profissional

Especialização



30

-

-

-

-

-

-

-

-

-

Engenharia Agronômica

Bacharelado



40

40

40

40

40

40

40

40

40

40

Informática

Técnico Subsequente



60

-

-

-

-

-

-

-

-

-

Informática

Técnico Integrado



60

-

60

-

60

-

60

-

60

-

Operador de Computador

FIC EJA


40

-

40

-

40

-

40

-

40

-

Total

410

320

350

350

350

Quadro 5 - DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PLANEJADAS PELO CAMPUS DIANÓPOLIS POR MODALIDADE DE OFERTA

Modalidade

2015

2016

2017

2018

2019
Quant.

%

Quant.



%

Quant.


%

Quant.


%

Quant.


%

Epiem (Ensino profissional integrado ao ensino médio)

12

3456




Quadro 6 - OFERTA DE VAGAS PLANEJADA PELO CAMPUS PORTO NACIONAL PARA O PERÍODO DE 2015-2019

Curso

15/01

15/02

16/01

16/02

17/01

17/02

18/01

18/02

19/01

19/02

Administração

Técnico Integrado



40

-

40

-

40

-

40

-

40

-

Assistente de Planejamento e Controle de Produção / Auxiliar de Recursos Humanos / Auxiliar Administrativo

FIC EJA


30

-

30

-

30

-

30

-

30

-

Computação

Licenciatura



48

48

48

48

48

48

48

48

48

48

Informática para Internet

Técnico Integrado



40

-

40

-

40

-

40

-

40

-

Logística

Curso Superior Tecnológico



40

40

40

40

40

40

40

40

40

40

Logística

Técnico Subsequente



30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

Manutenção e Suporte em Informática

Técnico Subsequente



-

-

30

30

30

30

30

30

30

30

Meio Ambiente

Técnico Integrado



40

-

40

-

40

-

40

-

40

-

Vendas

Técnico Subsequente



30

-

30

-

-

30

-

-

30

-

Total

416

476

476

446

476



Quadro 7 - DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PLANEJADA PELO CAMPUS PORTO NACIONAL POR MODALIDADE DE OFERTA

Modalidade

2015

2016

2017

2018

2019

Quant.

%

Quant.

%

Quant.

%

Quant.

%

Quant.

%

Epiem (Ensino profissional integrado ao ensino médio)

Técnico Integrado

120

28,9

120

25,2

120

25,2

120

27,0

120

25,2

Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos

FIC EJA

30

7,2

30

6,3

30

6,3

30

6,7

30

6,3

Outras modalidades de ensino profissional de nível médio

Técnico Subsequente

90

21,6

150

31,5

150

31,5

120

26,9

150

31,5

Apoio às licenciaturas

Licenciatura

96

23,1

96

20,2

96

20,2

96

21,5

96

20,2

Outras ofertas

Curso Superior Tecnológico

80

19,2

80

16,8

80

16,8

80

17,9

80

16,8

Total

416

476

476

446

476



    1. Oferta de cursos – modalidade EaD (ensino a distância)

Quadro 8 – DISTRIBUIÇÃO DE CURSOS EAD

CURSO

Previsão de Oferta

Número de Vagas1

Quantidade de Polos1

Campus ao qual o curso é vinculado

Modalidade

Carga Horária

Tempo previsto para conclusão

Administração

2/2015

1/2017


2/2018

250

5

Palmas

Técnico Subsequente

825 h

3 Semestres

Agroecologia

1/2016

1/2018


250

5

Palmas

Técnico Subsequente

1.410 h

4 Semestres

Vendas

1/2016

1/2017


1/2018

1/2019


90

3

Dianó-polis

Técnico

Subsequente



800 h

2 Semestres

Controle Ambiental

2/2015

1/2017


2/2018

250

5

Palmas

Técnico Subsequente

1.065 h

3 Semestres

Logística

2/2015

1/2017


2/2018

225

5

Porto Nacional

Técnico Subsequente

1.095 h

3 Semestres

Manutenção e Suporte em Informática

2/2015

1/2017


2/2018

275

6

Palmas

Técnico Subsequente

1.035 h

3

Semestres



Meio Ambiente

2/2015

1/2017


2/2018

200

4

Paraíso do Tocantins

Técnico Subsequente

855 h

3

Semestres



Secretariado

2/2015

1/2017


2/2018

250

5

Palmas

Técnico Subsequente

960 h

3

Semestres



Serviços Públicos

2/2015

1/2017


2/2018

250

5

Paraíso do Tocantins

Técnico Subsequente

915 h

3

Semestres



Pós-graduação Lato Sensu em Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio

1/2015

1/2016


1/2017

1/2018


1/2019

30

1

Gurupi

Especialização

360 h

2 Semestres

Gestão de Pessoas

2018/01

30

1

Gurupi

Especialização

360 h

2 Semestres

Técnico em Redes de Computadores

2016/01

2017/01


2018/01

2019/01


30

1

Gurupi

Técnico Subsequente

1.125 h

5 Semestres

Pós-graduação Lato Sensu na área pedagógica

1/2016

1/2017

1/2018

1/2019

120

4

Araguatins

Especialização

360 h

2 Semestres

1 dados de 2014/01

  1. Perfil do Corpo Docente

    1. Composição atual

O quadro de docentes do Instituto Federal do Tocantins conta hoje com 525 professores, distribuídos entre os oito campi em funcionamento e os três campi avançados, segundo a distribuição apresentada nos quadros abaixo:

Quadro 9 - docentes do CAMPUS ARAGUAÍNA

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

1

1

1

-

40 horas

-

-

5

1

40 horas com Dedicação Exclusiva

3

12

23

-



Quadro 10 - docentes do CAMPUS ARAGUATINS

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

-

-

2

-

40 horas

-

1

1

-

40 horas com Dedicação Exclusiva

5

25

30

9



Quadro 11 - docentes do CAMPUS COLINAS do Tocantins

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

-

1

-

-

40 horas

-

-

-

-

40 horas com Dedicação Exclusiva

-

3

2

-



Quadro 12 - docentes do CAMPUS DIANÓPOLIS

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

-

-

2

-

40 horas

-

1

-

-

40 horas com Dedicação Exclusiva

-

12

10

5



Quadro 13 - docentes do CAMPUS GURUPI

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

-

1

3

-

40 horas

-

-

1

-

40 horas com Dedicação Exclusiva

4

9

17

5



Quadro 14 - docentes do CAMPUS PALMAS

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

4

8

11

3

40 horas

1

7

11

2

40 horas com Dedicação Exclusiva

20

71

60

16



Quadro 15 - docentes do CAMPUS PARAÍSO do Tocantins

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

2

4

5

-

40 horas

-

2

2

-

40 horas com Dedicação Exclusiva

5

24

17

6



Quadro 16 - docentes do CAMPUS PORTO NACIONAL

Jornada de Trabalho

Graduados

Especialista

Mestres

Doutores

20 horas

1

2

1

1

40 horas

-

-

2

-

40 horas com Dedicação Exclusiva

5

17

17

2





    1. Titulação

Quadro 17 - Distribuição do Corpo docente do IFTO por titulação



Campus Araguaína

Campus Araguatins

Campus Colinas do Tocantins

Campus Dianópolis

Campus Gurupi

Campus Palmas

Campus Paraíso do Tocantins

Campus Porto Nacional

Total

Doutores

1

9

-

5

5

21

6

3

50

Mestres

29

33

2

12

21

82

24

20

223

Especialistas

13

26

4

13

10

86

30

19

201

Graduados

4

5

-

-

4

25

7

6

51

Total

47

73

6

30

40

214

67

48

525



    1. Regime de trabalho

Quadro 18 - DISTRIBUIÇÃO DO CORPO DOCENTE DO IFTO POR REGIME DE TRABALHO



Campus Araguaína

Campus Araguatins

Campus Colinas do Tocantins

Campus Dianópolis

Campus Gurupi

Campus Palmas

Campus Paraíso do Tocantins

Campus Porto Nacional

Total

40 horas com Dedicação Exclusiva

38

69

5

27

35

167

52

41

434

40 Horas

6

2

0

1

1

21

4

2

37

20 Horas

3

2

1

2

4

26

11

5

54

Total

47

73

6

30

40

214

67

48

525



    1. Experiência acadêmica e Profissional

Quadro 19 - Experiência acadêmica e Profissional do corpo docente do ifto

NOME

Carga Horária

Titulação

Currículo na Plataforma Lattes



ADAIL PEREIRA CARVALHO

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ADAO PINTO DOS SANTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9881607194840841

ADEILSON MARQUES DA SILVA CARDOSO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/2196000043019588

ADELMA FERREIRA DE SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6953203094308617

ADEMAR PAULO JUNIOR

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4107094489289650

ADEMIL DOMINGOS DO NASCIMENTO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0500756420407725

ADRIANA BRITO AGUIAR MARQUES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0399290478815423

ADRIANA DE OLIVEIRA GOMES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5079174845324852

ADRIANA LOPES LEAL

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/0303783728759750

ADRIANA SORAYA ALEXANDRIA MONTEIRO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6139058239197094

ADRIANO DE SOUZA FREITAS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3709980801728097

ADRIANO DOS GUIMARAES DE CARVALHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9378587625604741

AECIO ALVES ANDRADE

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

AFONSO DUARTE VIEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3191860200877572

ALBANO DIAS PEREIRA FILHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0621884204919606

ALESSANDRA VESPUCIO VAZ

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5796073468092493

ALESSANDRO LEMOS DE OLIVEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9956827080283023

ALESSANDRO NASCIMENTO SOUSA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0686130910203285

ALESSANDRO PINTO FREITAS

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ALESSANDRO TREVISAN MONTEIRO

40

Graduação

http://lattes.cnpq.br/9070948100296898

ALEX GOMES CARRASCO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9085901148173059

ALEXANDRE MODESTO BRAUNE

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2580740568362145

ALEXANDRE NEVES FRANCO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9168394812685255

ALFONSO SIQUEIRA DIMPERIO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8261115135036352

ALICE ROCHA DE SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7600052827626263

ALINE MARIA CONSTANTIN

20

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ALYSSON SOARES DA ROCHA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9452127139187777

ANA CAROLINA BERNARDES DULGHEROFF

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8448139501276231

ANA CAROLINA CAPUZZO DE MELO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3210452932144387

ANA CAROLINA NOGUEIRA FALCÃO

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9875465880433840

ANA CLAUDIA FERREIRA ROSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6856250132399913

ANA FLAVIA DE MORAIS OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4974153727790298

ANA GABRIELA CARVALHO RODRIGUES DO NASCIMENTO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6250329007390415

ANA JAIMILE DA CUNHA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2301980895734535

ANA MARIA DENARDI

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1016002158541891

ANA MARIZA HONORATO DA SILVA

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ANCELMO FRANK COELHO CASTRO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9243117754040261

ANDERSON BRASIL SILVA CAVALCANTE

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6240408320021411

ANDERSON RODRIGO PICCINI

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7987007563387417

ANDRE LUIZ GONCALVES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0554401804301830

ANDRE LUIZ MOURA SIQUEIRA

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2071511171399159

ANDRE MESQUITA RINCON

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8592889761837696

ANDRE VINICIUS LIRA COSTA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8545604057492234

ANDREIA CRISTINA GUIMARAES CANTUARIA LUCINI

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5384713670518587

ANESIO MENDES DE SOUSA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4844353792796458

ANGELO CASSIO BEZERRA NASCIMENTO

40

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5571186050139056

ANNA PAULA SOARES RODRIGUES ARAUJO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3176854436741548

ANNE RAELLY PEREIRA DE FIGUEIREDO

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6127891995172029

ANTONELLI SANTOS SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0179347183628737

ANTONIA MARIA DA SILVA

20

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ANTONIO ALVES PEREIRA JUNIOR

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ANTONIO CARLOS GOMES REGO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6203136253008603

ANTONIO DA LAPA ROCHA PASSOS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3248561967299849

ANTONIO DA LUZ JUNIOR

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3378693205175995

ANTONIO MARCOS ARAUJO FERREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6955373658548204

ANTONIO RAFAEL DE SOUZA ALVES BOSSO

20

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/0965547414059401

ANTONIO SILVANO GONCALVES SANTOS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7429212649666299

ARGEMIRO LIMA PEDROSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3531672010611628

ARTUR FERREIRA LIMA NETO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/6178158272195008

AUGUSTO CESAR DOS SANTOS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/0501386473605497

AUREAN DE PAULA CARVALHO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3810404981834430

AURICELIA ALENCAR DA SILVA FERNANDES

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

AUTENIR CARVALHO DE REZENDE

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9994708784948688

BRENNDA MUNIQUI CAVALCANTE PASSOS SOARES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8934001892146665

BRENNO JADVAS SOARES FERREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7003466674855678

BRUNO MACHADO CARNEIRO

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3137354597298215

BRUNO VIANA COUTINHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1803133476461214

CAMILO CARMO DOS SANTOS

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5941533115317051

CANDICE CRISTIANE BARROS SANTANA NOVAES

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6537564864117553

CARINA APARECIDA LIMA DE SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9757859206618588

CARLA DETTENBORN DE COL

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0719515250952128

CARLA SIMONE BURDZINSKI

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0733732611141339

CARLOS EDUARDO DA SILVA SANTOS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7070368752541973

CARLOS EDUARDO PANOSSO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6274656766271632

CARLOS EDUARDO SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9344815534464983

CARLOS HENRIQUE CORREA TOLENTINO

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1907057330069635

CARLOS MAGNO DA MATA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6472237996496851

CAROLINA BERGER

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3369738493862188

CAROLINA PEREIRA PORTO DE MELO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4096705312019768

CASSIA CRISTINA SANTOS DA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8772819150896243

CASSIA MARIA DE SOUSA PEREIRA

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0478762111292862

CASSIANO HENRIQUE MONTEIRO CORREA RAMOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6586768687592993

CESAR DE OLIVEIRA ZICA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3665121449542103

CHAENNE MILENE DOURADO ALVES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4280043733640923

CHARLES JEFFERSON RODRIGUES ALVES E ALVES

20

Graduação

http://lattes.cnpq.br/8894843702358171

CHARLES MIRANDA SANTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1767482074363598

CHEILA CRISTINA NAVES BARBIERO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5815707716439139

CINELLI TARDIOLI MESQUITA

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7230060673076670

CINTIA SOUZA DANTAS DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2166135207163629

CIRLENE CUSTODIO CARVALHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3260900021695890

CLARICE GUILHERME BARRETO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7207792352678043

CLAUBER ROSANOVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2068115461456926

CLAUDEMIR FIGUEIREDO PESSOA

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

CLAUDIA DA SILVA AGUIAR REZENDE

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2815370159748138

CLAUDIA MARIA ALVES PEGADO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3456757292885216

CLAUDIO DE CASTRO MONTEIRO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4186991309162650

CLAUDIO DE SOUSA GALVAO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9028716740653435

CLAUDIO RODRIGUES DE OLIVEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4930222449297975

CLAUDIR VIVAN

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3163550727974560

CLEBER DECARLI DE ASSIS

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1306183736937319

CLEOFAN CARDOSO GUIMARAES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7972192734326864

CLERSON DALVANI REIS

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6687666311434450

CLEVERSON DA SILVA MARTINS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5806162714342164

CLOVIS BIANCHINI JUNIOR

40

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

CRISTIANE MIRANDA MARTINS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4430583067580777

CRISTINA DE SOUSA FONSECA ALMEIDA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5710697952269743

CRISTINA SOUSA DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6955268034875213

DAIANE APARECIDA TONACO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1081122677251461

DANIEL MARRA DA SILVA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/1902419527530956

DANIELLA CARDOSO SARDINHA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1876078696481702

DANIELLA INACIO BARROS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/8597112652242329

DANILLO LUSTOSA WANDERLEY

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6680023876062516

DANILO GOMES MARTINS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9658490933883124

DAVID SIQUEIRA FONTES NETO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/6558489714985621

DEBORA MARIA DOS SANTOS CASTRO

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

DECIO DIAS DOS REIS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1991096185549601

DEMIS CARLOS FONSECA GOMES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2399194201112435

DENISE LIMA DE OLIVEIRA

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1292820627125742

DENISE OLIVEIRA GONCALVES

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

DEUSINE CRISTIANNE BORGES AGUIAR MENDES

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/7810099523014944

DIEGO COELHO ABREU

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/9134898878854196

DIEGO DE CASTRO RODRIGUES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9582612733423890

DIEGO RENE SENS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3649937025850560

DOMENICO STURIALE

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1362289792246597

EBER EURIPEDES DE SOUZA

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6074253632651141

EDILSON LEITE DE SOUSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5212907178925655

EDIVALDO ALVES DOS SANTOS

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1078317573158600

EDNA MARIA CRUZ PINHO

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1618919058112484

EDSON LUIZ KRAEMER

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4370402822172974

EDUARDO CARVALHO DIAS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/5309365976190012

EDUARDO DE MAGALHAES BARBOSA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3448912806813852

EDUARDO LIMA SANTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5219660411558432

EDVALDO VIEIRA PACHECO SANTANA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4819102503634039

EDWARDES AMARO GALHARDO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/6814011380131434

ELAINE DA CUNHA SILVA PAZ

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6518033073193962

ELAINY CRISTINA DA SILVA COELHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3770903554085383

ELCIO PRECIOSO DE PAIVA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/6143470988495000

ELEN OLIVEIRA VIANNA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1516330224725261

ELIAKIM DA SILVA PINTO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/1886352798878095

ELIANA KIARA VIANA LIMA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2550592317327191

ELIANA SATIE SATO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5195413984773822

ELIAS VIDAL BEZERRA JUNIOR

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4733515352201115

ELINEUSA MACARIO DOS SANTOS LIMA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8910077772198208

ELION SARMENTO SILVA

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ELISMAR DIAS BATISTA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8015425935065463

ELKERLANE MARTINS DE ARAUJO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1574793921207494

ELOISA MARQUES ROSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1992906399246687

ELVIS NASCIMENTO DA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5802960477874588

EMERSON MONTENEGRO LIMA

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3976275619963670

ERALDO MACIEL CANDIDO MARQUES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9201069521494194

ERIC FERREIRA SOUZA

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5665882790965525

ERICA RIBEIRO DE SOUSA SIMONETTI

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4180557144213764

ERIELDON BEZERRA LEAO

20

Graduação

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ERIKA DE PAULA FERREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9416569188268959

ERIKA DE SOUZA LUZ

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0924790894673060

ERIKA GONCALVES PIRES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4343386854339733

ERNA AUGUSTA DENZIN SCHULTZ

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3487295521952044

EUCLIDES MONTEIRO BOTELHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3648588387524579

EULER RUI BARBOSA TAVARES

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9987421491451912

EVA PEREIRA COSTA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4456595520862229

FABIA SILVA DE OLIVEIRA LIMA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/7374553716892113

FABIO BATISTA DA SILVA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0092131408418553

FABIO LIMA DE ALBUQUERQUE

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/9647134488480684

FABIO SILVEIRA VIDAL

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3319705602825650

FAGNO ALVES FONSECA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6884913012266578

FELIPE TOZZI BITTENCOURT

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9814218086040607

FERNANDA DI SILVA OLIVEIRA GLORIA

20

Graduação

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

FERNANDA GODINHO DE SOUZA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0451485920902144

FERNANDA SILVA NEVES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9764385640336141

FERNANDO JORGE EBRAHIM LIMA E SILVA

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0305226462660633

FERNANDO MORAIS RODRIGUES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6893724534576179

FLAVIO ANTONIO NOLETO FERNANDES

40

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0413092038720395

FLAVIO DA SILVA ORNELAS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3368885284807222

FLAVIO ROLDAO DE CARVALHO LELIS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3133233587550004

FLAVIO ROONY EVANGELISTA BARBOSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3524174279345202

FLORISVALDO GAMA DE SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5457169156572232

FRANCINETE COSTA SOARES BARROSO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4954012297055083

FRANCISCO CLAUDIO LIMA GOMES

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/8532841391301556

FRANCISCO DAS CHAGAS DE SOUSA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6600080472968547

FRANCISCO DE ASSIS BALBINO UCHOA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8294416815018315

FRANCISCO NAIRTON DO NASCIMENTO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8172360348584719

FRANCISCO NILSON GONCALVES BALBE

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5685351206812424

FRANCISCO ROMERO ARAUJO NOGUEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7287069183620494

FRANCISCO VIANA CRUZ

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9097103809239745

FRANCISCO VIEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0845252578513375

FRANCISCO WILLIANS MAKOTO PLACIDO HIRANO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0015350116850672

FRANK TOSHIMI TAMBA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4535856864587886

FRANSERGIO BUCAR AFONSO PEREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8660255280491440

GABRIELA DE MEDEIROS CABRAL

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9338042775726467

GERSON ALVES DE OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2092534520320454

GERSON PESENTE FOCKING

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2631669601953597

GERUZA ALINE ERIG

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3867777095206607

GILDEMBERG DA CUNHA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1539613982156449

GILSON MARAFIGA PEDROSO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2947889678286765

GILSON TAVARES DE LIMA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/4168554870516938

GILVAN VIEIRA MOURA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2699214045810360

GILVANIO ALVES PEREIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4191212209199679

GISLAINE PEREIRA SALES

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4959271117499925

GISLANE FERREIRA BARBOSA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8814776071371479

GISLENE MAGALI DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8463430054362983

GIULLIANO GUIMARAES SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7255745251514223

GLEISY NASCIMENTO DE ALENCAR

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0658541011856268

GRACIENE REIS UEDA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5039754218913436

GRASIELE SILVA AMORIM

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6081123487998206

GRAZIANI FRANCA CLAUDINO DE ANICEZIO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7512622829591232

GUILHERME BIZARRO SALVE

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/8706944310534943

HARRY SOUSA PAIVA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/7455893353761385

HEBERT LIMA BATISTA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7678140702832180

HEIDI LUZ BONIFACIO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7070212670150505

HELBER VERAS NUNES

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/2512288072390388

HELDER CLEBER ALMEIDA PEREIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5653954466527230

HELEN FERNANDES MOREIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4078120886354321

HELENO MANDUCA AYRES LEAL

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2269387295620478

HELIO MARCIO NUNES LACERDA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5262380256848582

HELOISA RODRIGUES NASCIMENTO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0470770672839769

HENRIQUE ALMEIDA LIMA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7110121791284952

HUDSON UMBELINO DOS ANJOS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7886493193751018

HUMBERTO JOSE GAMA DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4954619906007053

HUMBERTO RODRIGUES MACEDO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5443168973078313

IDELFONSO COLARES DE FREITAS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/8169706576105849

IDELVANIA GOMES DE SOUSA RIBEIRO

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4927397253385371

IGOR BARBOSA MELO

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7804944393557956

IGOR OLIVEIRA LARA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5508413992374066

INOCENCIA ASSUMPCAO NUNES CRUZ

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9090253587193634

IONE CRISTINA VIEIRA NUNES

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9808173605889381

IRAIR AMORIM

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2650529143713163

IRAN DA SILVA GUIMARAES

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1752477653087413

ISIS PRADO MEIRELLES DE CASTRO

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7803566433736766

ISRAEL DE PAULA MAIA

20

Graduação

http://lattes.cnpq.br/4263395565113520

ITALO CORDEIRO SILVA LIMA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0251861575082615

ITAMARA MILHOMEM DOS SANTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2795363298472337

IVO SOCRATES MORAES DE OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6436736415053685

IVONE NUNES DA CRUZ

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2860065001846284

JACI CAMARA DE ALBUQUERQUE

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3686185433364679

JACQUELINE ARAUJO CASTRO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6284560700082406

JADER LUIZ GAMA DAS NEVES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9547930624287480

JAIME DO ESPIRITO SANTO VIEIRA JUNIOR

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2212352820541063

JAIR JOSE MALDANER

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2509708555037204

JAMERSON MONTENEGRO LIMA

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9517576595483941

JANAINA COSTA E SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6346873461007076

JANAINA MARIA ANDRADE AIRES FONSECA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3126852913360614

JANIO CARLOS NASCIMENTO SILVA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0952441126853899

JARLES OLIVEIRA SILVA NOLETO

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3066633587871182

JHONATAM DE OLIVEIRA CARVALHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0492258307823434

JOAO AUGUSTO POTENCIANO LANDI DE LIMA E SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2591788270671519

JOAO COELHO DE SOUSA FILHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3942151441935777

JOAO EVANGELISTA MARQUES SOARES

20

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/0206382720789307

JOAO HENRIQUE FERNANDES PEDROSO

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4821350249146025

JOAQUIM JOSE DE CARVALHO

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6432289075200127

JONAS DE MACEDO SOUSA JUNIOR

40

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5518080487172628

JONAS REGINALDO DE BRITTO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3369918688208728

JONATAS APARECIDO GUIMARAES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3814757682537121

JONATHON VIANA SILVA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5861469151311775

JONIERSON DE ARAUJO DA CRUZ

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8928930852998862

JORGE LUIZ PASSOS ABDUCH DIAS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3346086032260728

JOSAFA CARVALHO AGUIAR

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8689074015953702

JOSE AILTON RODRIGUES SOARES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9512813222942781

JOSE ALBERTO DAIBERT

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0266792882870843

JOSE ALUISIO MENDES DE SOUSA JUNIOR

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1303983490903390

JOSE CARLOS SILVA

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

JOSE DE RIBAMAR LEONEL DIAS NETO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3319931570823576

JOSE ELIEZI ALVES VIEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6852584306123832

JOSE EUSTAQUIO CANGUCU LEAL

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4800851831765756

JOSE JEREMIAS FERNANDES DE OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5114066253567285

JOSE JORGE VALE RODRIGUES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4034702382176902

JOSE LOPES SOARES NETO

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6215402851434980

JOSE LUIZ PEREIRA JUNIOR

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9661992092461006

JOSE MENDES GAMA JUNIOR

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3581667548519299

JOSE ROBERTO CRUZ E SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1071655680608630

JOSE WELLINGTON ABREU PEREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0494142435983246

JOSEANE RIBEIRO DE MENEZES GRANJA JUNIOR

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4086954045714294

JUCELINO CARDOSO MARCIANO DOS SANTOS

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

JUCI JOSE DE PAULA

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

JULIANA ABRAO DA SILVA CASTILHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5729022236452777

JULIANA BARROS CARVALHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8293643011881394

JULIO AIRES AZEVEDO LEITE

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9623975287121695

JULIO CESAR DE LUCENA ARAUJO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8967495686346917

KAISSON TEODORO DE SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2167615897832405

KALLYANA MORAES CARVALHO DOMINICES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5023022681508107

KARINE BERALDO MAGALHAES OLIVEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4675827929448432

KATIA PAULINO DE SOUSA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1913981016212446

KATIANE PEREIRA BRAGA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/3178383774586996

KEILA MARIA DE FARIA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3325626688425729

KEILY CRISTINY AZEVEDO LEITE

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1886097845357733

KELLY RIBEIRO LAMONICA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4696414015953746

KENYA MARIA VIEIRA LOPES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0575635586387178

KERLEY FERNANDES DUARTE DE OLIVEIRA

20

Graduação

http://lattes.cnpq.br/2299344118489194

KERLLY KARINE PEREIRA HERENIO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6021251263203294

KESIA KELLY VIEIRA DE CASTRO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/9332874034590849

KHELLEN CRISTINA PIRES CORREIA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7980334620873642

KLAUS RENE TREIN

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6032859237880982

LAISSE SILVA LEMOS SOBRAL

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3778607513271306

LEANDRO MALUF

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/3923055829614979

LEANDRO TEOFILO PINTO DOS REIS

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0345913302185897

LENY MEIRE CORREA MOLINARI CARRASCO

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4194573007839691

LEONARDO JOSE DE SALES

40

Graduação

http://lattes.cnpq.br/9570779890303542

LIDIANE BATISTA DE MORAIS

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8510425534480223

LIGIA ARAUJO RAMOS CORREIA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7345636118985954

LILIANE CARVALHO FELIX CAVALCANTE

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9866373804881429

LILIANE FLAVIA GUIMARAES DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5642303009200996

LILIANE GARCIA DA SILVA MORAIS RODRIGUES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3382134322388934

LILISSANNE MARCELLY DE SOUSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8773378896831240

LOURIVAL GONCALVES DA GLORIA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3953826764063297

LUANA DE SOUSA OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3491493986895934

LUANA QUADROS DOS SANTOS

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5205961243034154

LUCAS MENDES OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2135350587020465

LUCELIA APARECIDA DE AVILA CARVALHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2110871234431027

LUCIANE DE PAULA MACHADO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8720068521196148

LUCIANO CORREIA FRANCO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6622641961681815

LUCIANO GOMES GONCALVES

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0194450562319030

LUCINALVA FERREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1709493936049266

LUCINEA MARQUES MARINHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5093957484886819

LUCIVANIA PEREIRA GLORIA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4154560592344374

LUIS AUGUSTO DA SILVA FLEXA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4350411010313422

LUIZ ANTONIO DA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2766939729344054

LUIZ ANTONIO LOPES TOLEDO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6177657179948720

LUIZ BRITO DE SOUZA FILHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9109754192358267

LUIZ GUSTAVO RAMOS DE ARRUDA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/3771674324666291

LUIZ NORBERTO LACERDA MAGALHAES FILHO

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2108889543462019

LUZIANO LOPES DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8460270464010691

MADSON TELES DE SOUZA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3299601457063094

MAGALY LILIANE CHAVES CAMPOS

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9721884140015570

MAGNO MARCIO DE AZEVEDO

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

MANOEL CAMPOS DA SILVA FILHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2680818835177873

MANUEL TOMAZ ATAIDE JUNIOR

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6765860705427937

MARCELO ALVES TERRA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/9530227760041084

MARCELO MENDES PEDROZA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3366749233716596

MARCELO RYTHOWEM

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7014353686399350

MARCIA AMARAL BERTAO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0153864707778577

MARCIA CRISTINA GONCALVES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7642089496951422

MARCIA DALL AGNOL

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8817711554486322

MARCIA ROGERIA PEREIRA LEITE

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0273128777127158

MARCIA SEPULVIDA DO VALE

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8042921937556434

MARCIO ALVES DE AGUIAR

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9273150224818268

MARCIO AUGUSTO TAMASHIRO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2972446785387264

MARCIO ECKARDT

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0370516758794154

MARCIO PALACIOS DE CARVALHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5888536871449365

MARCIO ROGERIO PEREIRA LEITE

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3610183816333332

MARCOS BALDUINO DE ALVARENGA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4401608528438096

MARCOS DIAS DA CONCEICAO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/1274428350565145

MARCOS PEDRO DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8408831333279047

MARCUS ANDRE PEREIRA OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5061712494939723

MARCUS ANDRE RIBEIRO CORREIA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/0933821129002480

MARIA ANUNCIADA NERY RODRIGUES DE PAULA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/7455520996441366

MARIA BETANIA RODRIGUES DE MENEZES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5280316666346093

MARIA LUCIMAR DE OLIVEIRA SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4992787549669478

MARIA MADALENA RODRIGUES TELES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3788819647752331

MARIA RILDA ALVES DA SILVA MARTINS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3223484342819610

MARIANA BRITO DE LIMA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1071960958937344

MARIANA SARAGIOTTO DA SILVA ALVES

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/2388526330485762

MARIANE FREIESLEBEN

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3919623226705698

MARINALDO DE OLIVEIRA SANTOS

20

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

MARIO DE SOUZA LIMA E SILVA

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6331293176860854

MARIO SERGIO DE OLIVEIRA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/7062797979937046

MARLIO KLEBER VENANCIO GOMES

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/6860243461601041

MARTA HELOISA MAIRESSE

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5916997356381433

MARY LUCIA GOMES SILVEIRA DE SENNA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2614120809167597

MATEUS DALL AGNOL

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/6473109795100996

MATEUS LIMA PEDUZZI

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2624830246823655

MAUKERS ALEM LIMA DIAS

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8066538107138347

MAURO GOMES DOS SANTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5722533324200301

MAURO HENRIQUE LIMA DE BONI

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4100149454940382

MAURO LUIZ ERPEN

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6942349659669282

MAX PORTUGUEZ OBESO

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

MAXWELL MOURA COSTA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0733902836627660

MAYARA KAYNNE FRAGOSO CABRAL

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2258823617100753

MICHELE CRISTIANE DIEL RAMBO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1745769805611202

MICHELLE LUDMILA GUEDES DOS SANTOS

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/8130821913051547

MIGUEL CAMARGO DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1390646014685191

MILENE LOPES DOS SANTOS QUETA

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5548502026210222

MILLENA ADRIANNA FORMIGA DIAS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9788934419425335

MIRELLE DA SILVA FREITAS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8562032086042101

MIRIAN NICHIDA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7329927485701691

MOACYR SALLES NETO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/0607732663911023

MOISES LAURENCE DE FREITAS LIMA JUNIOR

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/1585031325412318

MONICA TELES DE MOURA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0739428363982644

NADIA VILELA PEREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7018967660955461

NAHETE DE ALCANTARA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9995461414291019

NAPOLEAO POVOA RIBEIRO FILHO

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3384664312366751

NELSON RAFAEL DA SILVA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/2705172126454769

NUBIA ADRIANE DA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2229151426594189

OCTAVIANO SIDNEI FURTADO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5336541959141675

ODELIO JOAQUIM DA COSTA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/7387554073445152

ORDALIA DIAS DA SILVA GUILHERME

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1405427625723974

OVIDIO RICARDO DANTAS JUNIOR

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/7675267562178623

PABLO MARQUINHO PESSOA PINHEIRO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4743768500617383

PATRICIA AZEVEDO DOS SANTOS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4029695698981804

PATRICIA LUCIANO DE FARIAS TEIXEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1019928633086411

PAULA JUCA DE SOUSA SANTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9910545629702115

PAULA KARINI DIAS FERREIRA AMORIM

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3060921919551366

PAULO CESAR DE SOUSA PATRICIO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9463236277056923

PAULO DA SILVA PAZ NETO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8539436206853547

PAULO DOS SANTOS BATISTA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/5693063215106225

PAULO HERNANDES GONCALVES DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1072689419401932

PAULO REIS NUNES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2901640426484813

PAULO RODRIGUES DA COSTA JUNIOR

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3297666216486394

PAULO SERGIO ROCHA LIMA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/7728473046848024

PAULO TIZONI PARANA

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4631266002882026

PAULO VICTOR GOMES SALES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9788130168767454

PAULO VITORIANO DANTAS PEREIRA

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7566643489578112

PERI EMERSON SILVA CUNHA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1054796381462640

PHILLIPE FARIAS FERREIRA

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3018242687193013

PIETRO LOPES REGO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3060561160947107

POLIANA ALVES BRITO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3739666917676132

POLIANA MENDES AVELINO DE CARVALHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6887775735626728

QUITERIA COSTA DE ALCANTARA OLIVEIRA

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3968292602361863

RAFAEL GALVAN BARBOSA FERRAZ

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0136855258713745

RAFAEL MIRANDA CORREIA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0917118798518490

RAFAEL TAGORI DE MELO CUTRIM MARTINS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5844065873232751

RAIMUNDO EXPEDITO PIRES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7137935511959726

RAIMUNDO LAERTON DE LIMA LEITE

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/3165647792943190

RAMASIO FERREIRA DE MELO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1825623012539818

RAPHAEL GOMES DE ARAUJO PALAZZO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4200325367154514

RAPHAEL PAVESI ARAUJO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/6195561022284025

RAQUEL APARECIDA MENDES LIMA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1980852758147025

REGIANE CRISTINA NETO OKOCHI

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6399363576517444

REGIANE LOPES DOS SANTOS

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

REGINALDO NAVES DOS REIS

20

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4415986624760246

REIJANE ROCHA CASTRO OLIVEIRA

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2760886475748413

REJANE FREITAS BENEVIDES ALMEIDA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1521897159853510

REJANE XAVIER LIMA

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3305434541054865

RENATO DE OLIVEIRA BASTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9590282991185732

RENATO LUIZ DE ARAUJO JUNIOR

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0353674999996195

REUVIA DE OLIVEIRA RIBEIRO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9976901113589284

RICARDO ALENCAR LIBORIO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9834579017236457

RICARDO FRANGIOSI DE MOURA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/5294384686735077

RICARDO PESSONI

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4994039393516469

RIVADAVIA PORTO CAVALCANTE

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0134922373471682

RIVER SOUZA MAGALHAES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8553524749148661

ROBERT MADY NUNES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9872575389320985

ROBERTA ALEHANDRA PRADOS NOBRE

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2058921139993395

ROBERTA DE FREITAS SOUZA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/9423630823488060

ROBERTO LIMA SALES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6261435311932626

ROBERTO PERES DA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/6435394443370894

ROBLEIK BARBOSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2166895080861622

ROBSON JOSE DA SILVA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/2544056050868537

ROBSON JOSE ESTEVES PELUZIO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/0253765727453200

RODRIGO ANTONIO MAGALHAES TEIXEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9373366227131160

RODRIGO ARAUJO FORTES

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/5331379227520298

RODRIGO CARVALHO DIAS

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2675392093166346

RODRIGO FONSECA DE ARAUJO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/6026750591938861

RODRIGO LUIZ DOS SANTOS

40

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0398502088501254

RODRIGO SOARES LELIS GORI

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4386866450042084

ROGERIO CHAVES DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3016280679543042

ROGERIO OLAVO MARCON

40

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

ROGERIO PEREIRA DE SOUSA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4727902665047605

RONANO PEREIRA OLIVEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8410220975937586

RONIGLESE PEREIRA DE CARVALHO TITO

20

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/8613566547595125

ROSA MARIA MACHADO DE SENA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3438256930029264

ROSANGELA MARTINS DE OLIVEIRA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/8459731364463306

ROSINETE LIBANIO DOS SANTOS COSTA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4439769244583408

ROSSINI SOFFA DA CRUZ

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4307689399050292

RUY BORGES DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0700490810027527

SABINO PEREIRA DA SILVA NETO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6127934604516477

SABRINA GUIMARAES PAIVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0420486562055304

SALDANHA ALVES BRAGA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/1946998358297428

SAMIRA COSTA BRAGA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2904801558795827

SAMUEL DA SILVA COSTA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8027193528690563

SAMUEL DE DEUS DA SILVA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/5465550836265633

SANDRA REGINA DE SOUSA CARDOSO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/5711477771784509

SERGIO ALVES DE SOUSA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8318943664180010

SERGIO HENRIQUE MOURA ESTEVAO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6681131030908347

SERGIO JOSE DA COSTA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2904801558795827

SERGIO LUIS MELO VIROLI

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5491201043365818

SERGIO ROBERTO DOS SANTOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/8026006930619880

SERGIO ROBERTO JORGE ALVES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3645873847131958

SERGIO ROSA VIEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3930210342070538

SERGIO TULIO PEREIRA MACHADO

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5494595958954746

SILAS JOSE DE LIMA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2329980084547843

SILVIA JACINTA RITTER

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9124577609765620

SIMONE DUTRA MARTINS GUARDA

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/4200250271908000

SIMONE MATOS DOS SANTOS TEIXEIRA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/8290320104184503

SOLANGE CAVALCANTE DE MATOS

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/1173111797991098

SORAIA CRISTINA BLANK

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9289929027222364

SOSTENES FERNANDES DOS SANTOS

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/7280878059029449

STEFAN DE OLIVEIRA ROSA

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

SUELLEN NOBREGA DE ANDRADE

DE

Especialização

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

SUZANNE MYCHELLY ROSA SILVA MAGALHAES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5835287760751172

SUZY BARBOSA MELO MORENO

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6768875389299548

SYLMARA BARREIRA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/2774705785638791

SYLVIA SALLA SETUBAL

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3972323972087183

TAMARA OLIVEIRA MACHADO

DE

Mestrado

Nenhum resultado foi encontrado na base do Currículo Lattes

TARCISIO DA SILVA VIEIRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/8660294986115489

TATIANA GRASSER

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6008578762272569

TATIANA SILVA DUNAJEW LEMOS AFONSO

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5306600870609813

TEOMAR MANDUCA AIRES LEAL

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/3841044836385405

THAIS ARAUJO LOUZADA

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/7742973259592214

THARLES LOPES DE OLIVEIRA GUEDES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2707954141446275

THATIANE DE OLIVEIRA ROSA

40

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2756281431817320

THELMA VALENTINA DE OLIVEIRA FREDRYCH

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3310321165070116

THIAGO CASTILHO CLEMENTE

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5173641962845171

THIAGO DE LOIOLA ARAUJO E SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2357116253123072

THIAGO DIAS DE ARAUJO E SILVA

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3389229950051770

THIAGO GUIMARAES TAVARES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2287300962535789

TIAGO BANDEIRA CASTRO

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/3222346193411607

VAILTON ALVES DE FARIA

20

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2642802208346201

VALBER SARDI LOPES

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9054253489101582

VALCI FERREIRA VICTOR

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/6682516951902701

VALDIR RIBEIRO CORREIA

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4856825083058392

VANESSA DAVID DOMINGOS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/7106815422634632

VANESSA VIEBRANTZ OSTER

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2513674770729718

VERUSKA CHEMET DUTRA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2177238665597749

VILSON SOARES DE SIQUEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/9327094522832871

VINICIUS ISTOFEL OLIVEIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4587101916896168

VINICIUS OLIVEIRA COSTA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0915355177254477

VINICIUS SOUZA RIBEIRO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5737135795484314

VIRGILIO LOURENCO DA SILVA NETO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5388726026450444

VIRLEY LEMOS DE SOUZA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/0610186934356725

VONINIO BRITO DE CASTRO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/2894974941316375

WALENA DE ALMEIDA MARCAL MAGALHAES

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2849515817633396

WALTER XANTHOPULO

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/7963636016511842

WEIMAR SILVA CASTILHO

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/6052361652370558

WELITON DE FARIAS NASCIMENTO

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/3043820195417966

WELLINGTON DIAS DA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2641057153675659

WELLINGTON SAMPAIO DA SILVA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5872697333480377

WENDELL EDUARDO MOURA COSTA

DE

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/5371172552350817

WILLIAM BRASIL RODRIGUES SOBRINHO

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/0653277765333483

WILLY DEIVSON LEANDRO DA SILVA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/5372266674804125

WILMAR BORGES LEAL JUNIOR

DE

Graduação

http://lattes.cnpq.br/7697279316251362

WILSON WOLF COSTA

20

Especialização

http://lattes.cnpq.br/4641095971291235

WISLAYNE AIRES MOREIRA

20

Graduação

http://lattes.cnpq.br/0479414388528388

WYRATAN DA SILVA SANTOS

DE

Doutorado

http://lattes.cnpq.br/4451589924398533

YARA GOMES CORREA

40

Mestrado

http://lattes.cnpq.br/9103611680157107

ZULEIDE ALVES FERREIRA

DE

Especialização

http://lattes.cnpq.br/2975648988036742



    1. Plano de Carreira

A carreira docente passou a ser estruturada a partir de 1° de março de 2013, sob forma da Lei nº 12.772, de 28 de dezembro de 2012.

    1. Critérios de seleção e contratação

A seleção para ocupação no cargo de Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico se dá mediante concurso público, na forma do Decreto n° 6.944, de 21 de agosto de 2009, com critérios dispostos em edital com exigência de escolaridade em nível de graduação na área de conhecimento da vaga ofertada, considerando-se, ainda, a pontuação por titulação, disposta em edital. A contratação de professor CDT (Substituto e Temporário) é objeto de processo seletivo simplificado na forma da Lei nº 8.745/2003.

    1. Políticas de Qualificação

As Políticas de qualificação dos servidores do Instituto Federal do Tocantins estão previstas e normatizadas no seu Regulamento para o Programa de Capacitação dos Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, aprovado pela Resolução n° 28/2011/CONSUP/IFTO, de 16 de dezembro de 2011, alterado pela Resolução n° 37/2012/CONSUP/IFTO, de 12 de novembro de 2012 e pela Resolução n° 44/2013/CONSUP/IFTO, de 11 de setembro de 2013.

DAS DIRETRIZES DA POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO

Com enfoque na qualificação profissional, na motivação para o trabalho e na melhoria da qualidade de vida dos servidores, devem ser adotadas algumas diretrizes básicas para definir a política de capacitação e qualificação da Instituição e, consequentemente, delinear um programa de desenvolvimento dos seus recursos humanos, que além do previsto no Decreto nº. 5.707/06, possibilite:


          • Criar e/ou estabelecer procedimentos sistemáticos de capacitação e qualificação.

          • Elaborar os programas de capacitação e qualificação de forma transparente, com ampla divulgação junto à comunidade e com ênfase no planejamento participativo, incluindo as entidades representativas das categorias (CPPD - Comissão Permanente de Pessoal Docente e CIS - Comissão Interna de Supervisão).

          • Criar e/ou estabelecer normas que regulamentem a destinação de percentual dos recursos destinados para capacitação e qualificação.

          • Promover ações visando motivar os servidores a buscar níveis mais elevados de educação formal como meio de atingir a cidadania plena.

        • Incentivar os servidores à procura constante de melhor qualificação e capacitação profissional.

        • Estabelecer oportunidades iguais para todos os profissionais que atuam nos diversos campi do IFTO.

        • Capacitar os servidores para o desempenho de cargos e funções, por meio da implementação de programa de desenvolvimento gerencial e de capacidade técnica de equipes.

        • Manter quadro atualizado da situação de capacitação e qualificação dos servidores.

        • Realizar seminários de ingresso para os novos servidores.

        • Promover ações de valorização dos servidores situadas em programas de melhoria da qualidade de vida.”



    1. Procedimentos para substituição

Os procedimentos para substituição definitiva dos professores do quadro do IFTO são efetuados por meio de nomeações, após a devida realização de concurso público. Havendo urgência na ocupação de vaga e não havendo concurso público em vigência, é facultado o preenchimento da vaga através de redistribuição e aproveitamento de concurso de outras instituições federais de ensino, quando o concurso público atender à demanda e aos requisitos exigidos pelo IFTO.

A substituição de professor do IFTO, quando afastado mediante previsão legal, como afastamento para curso de pós-graduação, licença médica superior a 60 (sessenta) dias, licença para tratar de assuntos particulares, ocupação em cargo de direção em nível CD-2 ou CD-1, entre outras na forma da lei, é realizada mediante processo seletivo para professor substituto na forma da Lei nº 8.745/2003 e suas alterações posteriores.



    1. Cronograma e plano de expansão do corpo docente

Para viabilizar a expansão prevista neste PDI, prevê-se a necessidade de ampliação do quadro de professores conforme a tabela a seguir.

Quadro 20 – CRONOGRAMA E PLANO DE EXPANSÃO DO CORPO DOCENTE DO IFTO

Campus

Situação de criação

Situação Atual

Limite previsto durante a vigência do PDI

Número de docentes

Cálculo do banco de professor equivalente

Número de docentes

Cálculo do banco de professor equivalente

Araguaína

Criados em 2003

50

83,2

60

95,4

Araguatins

Preexistentes

73

117,82

90

143,1

Colinas do Tocantins

Novos 2013/2014

8

36,67

60

95,4

Dianópolis

Novos 2013/2014

33

70,96

60

95,4

Gurupi

Criados em 2003

43

72,7

60

95,4

Palmas

Preexistentes

216

345,56

150

238,50

Paraíso do Tocantins

Criados em 2003

66

106,78

60

95,4

Porto Nacional

Criados em 2003

48

80,14

60

95,4

Avançado Formoso do Araguaia

Novos 2013/2014

0

0

20

31,8

Avançado Lagoa da Confusão

Novos 2013/2014

6

9,54

20

31,8

Avançado Pedro Afonso

Novos 2013/2014

2

3,18

20

31,8





  1. Organização Administrativa dO IFTO

    1. Estrutura Organizacional

A administração-geral do IFTO é exercida pelos seus órgãos colegiados superiores, pela Reitoria e pela Direção-geral de cada campus, apoiada por uma estrutura organizacional que define a integração e a articulação dos diversos órgãos situados em cada nível.

A estrutura organizacional do IFTO é definida da seguinte forma:



  1. Conselho Superior (CONSUP);


    1. Baixar 6.69 Mb.

      Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar