Plano de desenvolvimento institucional pdi


§ 1° Entende-se por período noturno aquele que ultrapassar às vinte e uma horas. (Redação dada pelo Decreto nº 4.836, de 9.9.2003) § 2°



Baixar 6.69 Mb.
Página15/15
Encontro09.04.2017
Tamanho6.69 Mb.
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15
§ 1° Entende-se por período noturno aquele que ultrapassar às vinte e uma horas. (Redação dada pelo Decreto nº 4.836, de 9.9.2003)

§ 2° Os dirigentes máximos dos órgãos ou entidades que autorizarem a flexibilização da jornada de trabalho a que se refere o caput deste artigo deverão determinar a afixação, nas suas dependências, em local visível e de grande circulação de usuários dos serviços, de quadro, permanentemente atualizado, com a escala nominal dos servidores que trabalharem neste regime, constando dias e horários dos seus expedientes. (Redação dada pelo Decreto nº 4.836, de 9.9.2003).”

    1. Plano de Carreira

O plano de carreira dos técnicos administrativos do Instituto Federal do Tocantins é definido pelo PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO – PCCTAE, instituído e regulamentado pelos seguintes documentos:

Lei n°. 11.091/2005 (Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, no âmbito das Instituições Federais de Ensino vinculadas ao Ministério da Educação, e dá outras providências),

Lei n°. 11.233/2005 (Institui o Plano Especial de Cargos da Cultura e a Gratificação Específica de Atividade Cultural - GEAC; cria cargos de provimento efetivo; altera dispositivos das Leis nos 10.862, de 20 de abril de 2004, 11.046, de 27 de dezembro de 2004, 11.094, de 13 de janeiro de 2005, 11.095, de 13 de janeiro de 2005, e 11.091, de 12 de janeiro de 2005; revoga dispositivos da Lei no 10.862, de 20 de abril de 2004; e dá outras providências).

Decreto n°. 5.824/2006 (Estabelece os procedimentos para a concessão do Incentivo à Qualificação e para a efetivação do enquadramento por nível de capacitação dos servidores integrantes do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, instituído pela Lei no 11.091, de 12 de janeiro de 2005).

Decreto n°. 5.825/2006 (Estabelece as diretrizes para elaboração do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, instituído pela Lei no 11.091, de 12 de janeiro de 2005).

Lei n°. 11.784/2008 (Dispõe sobre a reestruturação do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, de que trata a Lei no 11.091, de 12 de janeiro de 2005, da Carreira de Magistério Superior, de que trata a Lei no 7.596, de 10 de abril de 1987 e do Plano de Carreira do Ensino Básico Federal; altera a Lei no 8.745, de 9 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, a Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais, e dá outras providências).

Lei n°. 12.772/2013 (altera remuneração do Plano de Cargos Técnico-Administrativos em Educação e as Leis números 11.784/2008 e 11.091/2005).

    1. Políticas de qualificação

As Políticas de qualificação dos técnicos administrativos do Instituto Federal do Tocantins estão previstas e normatizadas no seu Regulamento para o programa de capacitação dos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, aprovado pela resolução n° 28/2011/CONSUP/IFTO, de 16 de dezembro de 2011, alterado pela Resolução n° 37/2012/CONSUP/IFTO, de 12 de novembro de 2012 e pela Resolução n° 44/2013/CONSUP/IFTO, de 11 de setembro de 2013.

DAS DIRETRIZES DA POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO

Com enfoque na qualificação profissional, na motivação para o trabalho e na melhoria da qualidade de vida dos servidores, devem ser adotadas algumas diretrizes básicas para definir a política de capacitação e qualificação da Instituição e, consequentemente, delinear um programa de desenvolvimento dos seus recursos humanos, que além do previsto no Decreto nº. 5.707/06, possibilite:


          • Criar e/ou estabelecer procedimentos sistemáticos de capacitação e qualificação.

          • Elaborar os programas de capacitação e qualificação de forma transparente, com ampla divulgação à comunidade e com ênfase no planejamento participativo, incluindo as entidades representativas das categorias (CPPD - Comissão Permanente de Pessoal Docente – CPPD – e Comissão Interna de Supervisão - CIS).

          • Criar e/ou estabelecer normas que regulamentem a destinação de percentual dos recursos destinados para capacitação e qualificação.

          • Promover ações visando motivar os servidores a buscar níveis mais elevados de educação formal como meio de atingir a cidadania plena.

        • Incentivar os servidores à procura constante de melhor qualificação e capacitação profissional.

        • Estabelecer oportunidades iguais para todos os profissionais que atuam nos diversos campi do IFTO.

        • Capacitar os servidores para o desempenho de cargos e funções, por meio da implementação de programa de desenvolvimento gerencial e de capacidade técnica de equipes.

        • Manter quadro atualizado da situação de capacitação e qualificação dos servidores.

        • Realizar seminários de ingresso para os novos servidores.

        • Promover ações de valorização dos servidores situadas em programas de melhoria da qualidade de vida.”



    1. Previsão de Contratação de técnicos administrativos para o período do PDI.

Quadro 171 – CRONOGRAMA E PLANO DE CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS PARA O PERÍODO DO PDI

Unidade

Situação de Criação

Situação Atual

Situação prevista durante o período de vigência do PDI

TAE

C


TAE

D


TAE

E


TAE

C


TAE

D


TAE

E


Araguaína

Criados em 2003

8

22

16

8

22

15

Araguatins

Preexistentes

19

57

23

12

30

28

Campus Avançado Formoso do Araguaia

Novos 2013/2014

0

1

2

3

5

5

Campus Avançado Lagoa da Confusão

Novos 2013/2014

0

0

3

3

5

5

Campus Avançado Pedro Afonso

Novos 2013/2014

0

1

2

3

5

5

Colinas do Tocantins

Novos 2013/2014

9

9

16

11

26

23

Dianópolis

Novos 2013/2014

10

14

18

11

26

23

Gurupi

Criados em 2003

9

22

13

8

22

15

Palmas

Preexistentes

14

60

37

14

51

35

Paraíso do Tocantins

Criados em 2003

7

22

17

8

22

15

Porto Nacional

Criados em 2003

8

22

15

8

22

15

Reitoria




4

28

41

0

50

50



    1. PESQUISA DE REVISÃO DA MISSÃO, VISÃO E OBJETIVOS DO IFTO.

CONSTRUTOS

Missão, Visão e Objetivos Atuais



QUESTÕES

Pesquisa com a Comunidade Interna



ACHADOS

Apontamento das opiniões da comunidade Interna



Missão Atual
Proporcionar desenvolvimento educacional, científico e tecnológico no Estado do Tocantins por meio da formação pessoal e qualificação profissional.

  1. Em sua opinião, qual a razão que justifica a existência do IFTO?



Entregar benefícios diretos e indiretos à sociedade.

Ofertar um produto/serviço de qualidade para seu cliente final.

Promover a educação profissional e tecnológica, pública, de qualidade, através do ensino, pesquisa e extensão, no Estado do Tocantins, a fim de obter a formação de cidadãos com desenvolvimento crítico, para a construção de uma sociedade que, além de empreendedora, se comprometa com a sustentabilidade.

Desenvolvimento profissional e pessoal dos seus colaboradores.

Desenvolvimento da pessoa humana.

Contribuir para o desenvolvimento educacional, social, econômico e sustentável do Estado, da região e do país.

Ofertar educação profissional e tecnológica de excelência.

Ser reconhecida como instituição formadora de mão de obra de excelente qualidade.

Preparar o indivíduo para se inserir no mundo em que vive, interpretando e pensando de forma complexa a realidade como um todo, de forma autônoma, tornando-o capaz de criticar e desenvolver expectativas e projetos em relação ao conjunto da sociedade.

Formar cidadãos conscientes e produtivos.

Ofertar serviços educacionais diferenciados para a sociedade; incentivar a pesquisa tecnológica; priorizar a disciplina educacional dos estudantes, a fim de manter a boa formação da pessoa, com ética, moral, e o bom-caráter; estabelecer método de ensino rigoroso e disciplinar, com foco para o aprendizado.

Pautar-se em referenciais de qualidade; utilizar-se de princípios éticos e morais, valorizar seus colaboradores.



Visão Atual
Ser referência no ensino, pesquisa e extensão, com ênfase na inovação tecnológica de produtos e serviços, proporcionando o desenvolvimento regional sustentável.

  1. Como você imagina o IFTO no futuro?

Referência em formação profissional e em todos os níveis e modalidades de ensino.

Promovendo melhorias na qualidade de vida da população.

Imagino uma instituição forte e desenvolvedora do Estado do Tocantins.

Centro de excelência na educação profissional, científica e tecnológica no Estado do Tocantins, como instituição promotora do desenvolvimento regional sustentável.

IFTO com uma infraestrutura de ponta e com cursos stricto sensu.

Uma instituição pluralista e democrática, referência na educação profissional e tecnológica da região Norte do país. Espaço de produção de saberes e conhecimentos.

Como um espaço de aprendizagem coletiva de formação cidadã.

Como uma Instituição capaz de desenvolver novas tecnologias de ponta, e com ótimas instalações.

Com ensino estabilizado em um nível de excelência nacional e até internacional, com o foco principal na formação profissional, cultural, intelectual e social de adolescentes.

Como entidade que colabora para o desenvolvimento socioeconômico do Estado do Tocantins, da região e do Brasil.

Uma instituição de ensino e pesquisa bem alavancada, atendendo às necessidades da sociedade em alto nível educacional.

Imagino-o sendo uma instituição plena em sua estrutura física com condições de ofertar cursos estruturados, possuindo todos os servidores capacitados, reconhecidos pela gestão e sociedade e desenvolvendo com responsabilidade os seus afazeres profissionais.

Referência em ensino gratuito de qualidade.

Com infraestrutura adequada.

Enorme, com diversos cursos e com uma quantidade expressiva de produção científica de qualidade.

Reconhecida como a melhor opção por estudantes e comunidade pela qualidade de ensino.

Sendo referência na aplicação de ciência e tecnologia na sociedade tocantinense, contribuindo decisivamente para a transformação de uma realidade econômica baseada em atividades primárias e terciárias, em um pulsante mercado industrial.

Como uma instituição de excelência no ensino, pesquisa e extensão.



Objetivos Institucionais Atuais

1) Atuar como agentes colaboradores na estruturação das políticas públicas para a região que polarizam, estabelecendo uma interação mais direta com o poder público e com as comunidades e representações locais e regionais, significando maior articulação com os arranjos produtivos, sociais e culturais.

2) Buscar a verticalização do ensino e sua integração com a pesquisa e a extensão sempre em benefício da sociedade; buscar a eficácia nas respostas de formação profissional; buscar a construção, a difusão e a democratização do conhecimento científico e tecnológico; buscar suporte e interação com os arranjos produtivos, sociais e culturais locais, fundamentos estruturantes dos Institutos Federais.

3) Reduzir as barreiras educativas com a inclusão de pessoas com necessidades educacionais especiais e deficiências específicas.

4) Democratizar o acesso e a permanência nos processos formativos.

5) Implantar regimes curriculares e sistemas de títulos que possibilitem a construção de itinerários formativos, mediante o aproveitamento de estudos e a circulação de estudantes entre instituições, cursos e programas de educação profissional, na formação inicial e continuada, na formação técnica de nível médio e no nível superior.

6) Implantar programa de reconhecimento de saberes não formal para fins de certificação e acreditação profissional.

7) Revisar a estrutura educacional, com a reorganização dos cursos e atualização de métodos e metodologias de ensino, buscando elevação da qualidade dos processos formativos.

8) Articular a educação profissional científica e tecnológica e a educação superior com a educação básica e da graduação com a pós-graduação, com ênfase na inovação e ciência aplicada.

9) Oferecer em média pelo menos um curso a distância por campus, preferencialmente vinculado à UAB ou à Rede e-Tec Brasil.

10) Adotar forma de acesso aos cursos de educação profissional técnica de nível médio com base em critério que considere como determinantes: a origem dos candidatos como egressos do ensino fundamental em escola pública, cor, etnia e renda.

11) Implantar programas e sistemas de gestão comprometidos com a racionalização, a eficiência, a eficácia, a economicidade e a efetividade dos recursos investidos.

12) Desenvolver a educação profissional e tecnológica como processo educativo e investigativo de geração e adaptação de soluções técnicas e tecnológicas às demandas sociais e peculiaridades regionais.

13) Qualificar e requalificar profissionais jovens, adultos e trabalhadores em geral nos vários níveis e modalidades de ensino por meio do aprimoramento e construção de novos conhecimentos.

14) Ministrar educação profissional técnica de nível médio, prioritariamente na forma de cursos integrados, para os concluintes do ensino fundamental e para o público da educação de jovens e adultos.

15) Ministrar cursos de formação inicial e continuada aos trabalhadores, objetivando a capacitação, o aperfeiçoamento, a especialização e a atualização profissional.

16) Habilitar profissionais com competências cognitivas, psicomotoras e afetivas para executar ações fundamentadas nos conhecimentos técnico-científicos, éticos e políticos, disponibilizando para a sociedade um profissional apto ao exercício de suas funções e consciente de suas responsabilidades.

17) Possibilitar o desenvolvimento de competências que permitam ao aluno exercer a sua cidadania ativa, de forma solidária, no exercício das funções de um profissional qualificado.

18) Orientar o futuro profissional a colocar em suas ações a ciência, a tecnologia e a ética a serviço da vida e para a vida.

19) Integrar os futuros profissionais com o mundo do trabalho por meio da convivência com o meio profissional.

20) Atender à demanda dos serviços dos profissionais na área da Saúde, assim como também em outras áreas, favorecendo especificamente a Região Norte.

21) Contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços oferecidos, beneficiando a população do Estado do Tocantins.

22) Atuar de maneira integrada com outras instituições, firmando parcerias, colaborando e participando de estudos, desenvolvendo projetos com interesse de melhorar a qualidade dos serviços mediante qualificação, como também buscando inserir novos cursos.

23) Criar, fomentar e incentivar o apoio de alunos com deficiência cognitiva, procurando melhorar sua capacidade de construção.

24) Construir uma política de comunicação eficiente.

25) Identificar áreas carentes e potenciais para abertura de novos cursos por meio de consultas às entidades representativas dos setores produtivos e pesquisa de mercado.

26) Promover ações cidadãs e ensinar valores democráticos.

27) Buscar a integração vertical dos cursos dos diferentes níveis.

28) Possibilitar a educação inclusiva nos diferentes níveis, respeitando as diferenças.


  1. Quais os resultados que o IFTO deve entregar para a sociedade?

Acréscimos ou alterações dos objetivos institucionais já definidos:

Formar cidadãos com capacidades múltiplas, polivalente, capazes de se adaptar as necessidades de mercado, bem como, dá continuidade aos estudos.

A consolidação dos serviços pertinentes à Educação Profissional, Científica e Tecnológica de excelência, conforme preconizado na sua missão.

Pessoas que possam contribuir com a sociedade, não apenas pela qualidade do conhecimento científico e tecnológico, mas por uma prática profissional e vivência pessoal cidadã, ética, verdadeira, justa, inclusiva, que privilegie o bem comum, contribuindo para que o uso dos bens e benefícios sociais seja mais equitativo.

Ser eficiente, eficaz e efetivo em todos os seus objetivos.

Educação de qualidade; Formação cidadã; Educação inclusiva;

Melhoria na qualidade de vida da sociedade, proporcionando aos cidadãos um ensino de qualidade para um melhor engajamento no mercado de trabalho, o que consequentemente acarretará na diminuição da desigualdade social.

Melhorias para a qualidade de vida através do ensino, pesquisa e extensão; sem isto, não adianta ter todos estes objetivos.

Ensino profissional de qualidade, formação integral dos estudantes, preparação prática para o trabalho, bom atendimento a estudantes com necessidades específicas, contribuir com a educação no estado do Tocantins.

Jovens e adultos qualificados para o mercado de trabalho.

Formação educacional de alto nível, formar profissionais e cidadãos aptos para desenvolver trabalhos em um mercado cada vez mais competitivo.

Construir uma política de comunicação eficiente.

Habilitar profissionais com competências cognitivas, psicomotoras e afetivas para executar ações fundamentadas nos conhecimentos técnico-científicos, éticos e políticos, disponibilizando para a sociedade um profissional apto ao exercício de suas funções e consciente de suas responsabilidades.

Deve entregar profissionais formados e capazes de transformarem a realidade que vivem. Capazes de resolverem problemas relacionados às suas profissões de forma criativa e inovadoras.

Educação e Integração com a Sociedade

Alunos satisfeitos e realizados com sua profissão

Oferecer uma educação profissional e tecnológica de qualidade, construindo pessoas idôneas e democratas elevando o nível social da comunidade presente com inovação e ciência aplicada.

Profissionais com excelência e geração de emprego direto e indireto.

Atender com excelência às demandas dos estudantes e comunidade, pelo desenvolvimento e oferta de serviços que contribuam para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, gerando conhecimento e visão crítica.

Profissionais altamente qualificados.

Atender à demanda de educação profissional do Estado,

Contribuir em oferecer soluções técnicas e tecnológicas à sociedade,

Contribuir em formar profissionais que atendam de forma eficaz à demanda técnica e tecnológica do Estado.

Todos, com a exceção 20°, que considere uma prerrogativa de outras Instituições de Ensino, não apenas do IFTO.



Formar profissionais qualificados de acordo com a necessidade do arranjo produtivo local.



    1. Programas implantados

Quadro 172 - PROGRAMAS IMPLANTADOS NO CAMPUS ARAGUAÍNA

Programas de melhoria da qualidade da educação básica

  • Não possui projetos e/ou programas

Programas de formação inicial e continuada

  • Curso de Formação Inicial e Continuada em Operador de Computador Integrado ao Ensino Médio, com carga horária de 1.400 horas, duração de 2 anos, regime de oferta e matrícula anual, ofertado no período noturno.

Programas de pesquisa e inovação

  • Avaliação de adesão ao tratamento antirretroviral em pacientes com infecção pelo HIV (Aids) no norte do Estado do Tocantins através de software via web (CNPQ).

  • Análise quantitativa de movimentos em uma e duas dimensões utilizando software tracker (ICJ).

  • A influência da cor na determinação da temperatura interior de um recipiente fechado (ICJ).

  • Gênero textual redação do vestibular.

  • Retratos do nível de escolarização dos moradores do bairro cimba (ICJ).

  • História, demografia e saúde de remanescentes quilombolas no norte do Estado do Tocantins.

  • Produção de sabão a partir de óleo de frituras – uma questão de responsabilidade ambiental na cidade de Araguaína – TO (ICJ).

  • A função afim e exponencial e as transações financeiras (ICJ)

  • Projeto Erica (Estudos de risco cardiovascular em adolescente).

Programas de ação Social

O Campus Araguaína, do IFTO, possui pelo menos 16 projetos de ação social cujo objetivo é a integração e mobilização da comunidade acadêmica com a comunidade externa, por meio dos quais são disponibilizados debates e discussões nas diferentes áreas dos conhecimentos científicos. São eles:


  • Inclusão Digital e o Mercado de Trabalho

  • Ensino de Língua Francesa como Mecanismo de Inserção Social

  • Arteterapia: Saúde Mental e Inclusão Social

  • Oficina de Criação Artística

  • Projeto Resolução

  • Curso de Excelência em Gerenciamento

  • Encontro Tecnológico

  • Amostra Técnica do IFTO

  • Semana Matemática com Arte

  • Intervalo Cultural do IFTO

  • Curso de Capacitação Básica de Auxiliar de Biblioteca

  • Curso de Atualização em Política de Humanização e Biossegurança

  • Jogos Brasileiros nas Instituições Federais

  • IFTO Cultural

  • Concessão de Bolsas de Pesquisa em Iniciação Cientifica

Tais atividades têm contribuído de maneira relevante na afirmação do IFTO como polo na educação profissional e tecnológica na cidade e região. Trazendo formação profissional e técnica no norte do Estado do Tocantins.





Quadro 173 - PROGRAMAS IMPLANTADOS NO CAMPUS ARAGUATINS

Programas de melhoria da qualidade da educação básica

  • Programa de monitoria remunerada, para os componentes curriculares de Língua Portuguesa, Literatura, Redação, Matemática, Química, Física e Biologia.

Programas de formação inicial e continuada

  • Na modalidade PRONATEC tem os cursos FIC nas áreas de vendedor, analista de crédito e cobrança, panificação, auxiliar agropecuária, auxiliar administrativo, montador de computadores e piscicultor.

Programas de pesquisa e inovação

  • PIBIC (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica);

  • PIBITI (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação);

  • ICJ (Iniciação Científica Júnior);

  • PIBIC-EM (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio);

Programas de ação Social

  • O campus é participante do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), com ações voltadas para a concessão de bolsas a seguir:

    • Auxílio-transporte urbano e interurbano;

    • Auxílio-moradia;

    • Auxílio-estudante colaborador;

    • Auxílio creche;

    • Auxílio-alimentação;

    • Auxílio-uniforme;

    • Auxílio-material didático;

    • Auxílio para atividades esportistas e culturais.



Quadro 174 - Programas implantados no CAMPUS DIANÓPOLIS

Programas de melhoria da qualidade da educação básica

  • Aprimorando para vencer (preparação dos estudantes para participarem da Olimpíada Brasileira de Agropecuária).

  • Olimpíada interna e externa de Matemática.

  • Olimpíada de Xadrez.

  • Curso de Nivelamento em Leitura e Interpretação de Texto.

  • Curso de Nivelamento em Matemática Básico.

Programas de formação inicial e continuada

  • Mulheres Mil:

    • Montador e Reparador de Computadores.

  • PRONATEC

    • Avicultor.

    • Piscicultor.

    • Criador de Peixes em Tanque Rede.

    • Produtor de Olerícolas.

Programas de pesquisa e inovação

  • Projetos de pesquisa: Produtividade de cenoura (Daucus carota) em função de diferentes fontes de nutrientes.

  • Projetos de Pesquisa / Extensão: Núcleo de Estudos em Agroecologia e Agricultura Familiar.

  • Projetos de pesquisa: Proposta de cobrança pelo uso de Água para produtores Agrícolas no entorno do Projeto de Irrigação Manoel Alves – TO.

Programas de ação Social

  • Programa de Assistência Estudantil

  • Programa Qualidade de Vida dos Servidores (PQV)



Quadro 175 - PROGRAMAS IMPLANTADOS NO CAMPUS GURUPI

Programas de melhoria da qualidade da educação básica

  • Projeto em fase de elaboração que tem como objetivo levantar dados referentes à situação acadêmica dos estudantes do Campus Gurupi, tais como frequência, rendimento, evasão escolar etc;

  • Projeto em fase de conclusão com o objetivo de identificar as principais dificuldades de leitura e interpretação de textos dos estudantes do Campus Gurupi;

  • Projeto em fase de elaboração para manutenção e recomposição de turmas do PROEJA;

  • Encontros e formações pedagógicas aos docentes do Campus (duas Semanas Pedagógicas por ano e quatro Encontros de Formação Pedagógica por anos);

  • Incentivo à Estruturação e Implantação da Associação de Pais;

  • Acompanhamento sistemático dos alunos com baixo rendimento ou baixa frequência;

  • Incentivo à participação dos docentes e demais servidores em capacitações, congressos e outros eventos ligados a Educação Básica.

Programas de formação inicial e continuada



Programas de pesquisa e inovação



Programas de ação Social





Quadro 176 – PROGRAMAS IMPLANTADOS NO CAMPUS PALMAS

Programas de melhoria da qualidade da educação básica

  • Anjo da Guarda” (PSID)

    • Cursos ofertados no 1° semestre de 2013: AutoCAD / Corel Draw / FTOOL / Informática LINUX / Informática WINDOWS / Instalações Elétricas Residências / GIMP – Edição de Imagens / Photoshop / Culinária a base de peixe / Introdução a Extensão Rural;

    • Cursos ofertados no 2° semestre de 2013: AutoCAD / Photoshop / Informática LINUX / Instalação Elétricas / JAVA / Linguagem C / REDES (Computadores) / Espanhol Básico / Inglês Básico / Auxiliar Administrativo / Matemática Fundamental / Matemática Médio / Física I

Programas de formação inicial e continuada

  • Curso de iniciação à Docência – CID – Matemática I

  • Curso de iniciação à Docência – CID – Matemática II

  • Curso de iniciação à Docência – CID – Matemática III

  • Curso de iniciação à Docência – CID – Física I: Ensino Superior

  • Curso de iniciação à Docência – CID – P.é Cálculo

  • Curso de Matemática - PAPMEM

Programas de pesquisa e inovação

  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC

  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBITI

  • Iniciação Científica Júnior – ICJ

Programas de ação Social

  • Anjo da Guarda” (PSID)

    • Cursos ofertados no 1° semestre de 2013: AutoCAD / Corel Draw / FTOOL / Informática LINUX / Informática WINDOWS / Instalações Elétricas Residências / GIMP – Edição de Imagens / Photoshop / Culinária a base de peixe / Introdução a Extensão Ruraç;

    • Cursos ofertados no 2° semestre de 2013: AutoCAD / Photoshop / Informática LINUX / Instalação Elétricas / JAVA / Linguagem C / REDES (Computadores) / Espanhol Básico / Inglês Básico / Auxiliar Administrativo / Matemática Fundamental / Matemática Médio / Física I

Durante o ano de 2013, o PSID teve no total de 2.805 inscritos para diferentes cursos ofertados, sendo, 1.100 foram no primeiro semestre e 985 no segundo semestre, a cada inscrição foram arrecadados 2 quilos de alimentos não perecíveis no total aproximadamente 4.170 Kg, entregue a seis instituições filantrópicas, o restante dos alimentos foram distribuídos para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais Palmas/TO-(APAE), e para servidores terceirizados do IFTO Campus Palmas.



Quadro 177 - PROGRAMAS IMPLANTADOS NO CAMPUS PARAÍSO DO TOCANTINS

Programas de melhoria da qualidade da educação básica

  • Centro de Idiomas;

  • Cursos Básicos de Produção de Texto, Matemática e Química;

  • Feira de Física;

  • Feira de Língua Inglesa e Espanhola;

  • Semana Cultural.




Programas de formação inicial e continuada

  • PRONATEC;

  • FIC – Inclusão Digital de Alunos do EJA.

Programas de pesquisa e inovação

  • Detecção de ações não colaborativas em redes sociais para compartilhamento de vídeo;

  • O teorema Cauchy-Goursat e aplicações;

  • Cesta Básica da Cidade de Paraíso do Tocantins – TO;

  • Estudo e Importância das aplicações do calculo diferencial e integral no ensino de química a nível superior;

  • Análise de Parâmetros do classificador SVM;

  • Processos de Sínteses de esteres alquílicos utilizando óleo vegetal através da aplicação de alcóxidos;

  • Qualidade da água consumida pela população do distrito de Santana e Santa Luzia em Paraíso do Tocantins;

  • Material Concreto para o ensino médio no ensino de matemática com a utilização do laboratório de matemática;

  • Analise multimodal (Técnicas textuais);

  • Analise multimodal (Técnicas visuais);

  • Monitoramento e avaliação do efluente das empresas de lavagem de veículos da cidade de Paraíso do Tocantins;

  • Otimização de uma metodologia de análise de formol em amostras de alisantes capilar;

  • Agua para consumo humano: Qualidade da água consumida nas escolas públicas municipais na cidade de Paraíso do Tocantins.

Programas de ação Social

  • Cessão de espaço físico para atendimento médico à comunidade de Santana, utilizando equipe da prefeitura.

  • Atendimento médico à comunidade de Santana, com equipe de profissionais do Campus;

  • Doação de gêneros alimentícios arrecadados em gincanas e processos de seleção;

  • Doação de aves produzidas no Campus;

  • Realização de bazar para comercialização de roupas e demais produtos a baixo custo;

  • Abertura para utilização da academia de ginástica, com acompanhamento profissional;

  • Reinvindicação de políticas públicas que contemplam a comunidade de Santana junto aos órgãos responsáveis, tais como: transporte, pavimentação e iluminação.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS ENVIADAS PELO CAMPUS

PESQUISA E EXTENSÃO

Ensino, Pesquisa e Extensão formam uma tríade integrada e indissociável na formação de técnicos, tecnólogos, graduados e profissionais pós-graduados voltados para o desenvolvimento científico, tecnológico e cultural do país e para a transformação da sociedade. Assim, o Campus Paraíso do Tocantins vem promovendo a articulação das diferentes áreas do conhecimento e a inovação científica, tecnológica, artística e cultural reafirmando a sua inserção nos planos local, regional, nacional e internacional, construindo uma base sólida de conhecimentos e espírito investigativo e contribuindo para a inserção dos alunos aqui formados de forma eficiente em várias áreas profissionais.



Mesmo que as condições de infraestrutura ainda requeiram investimentos e adequações para este fim, há uma crescente procura por atividades de pesquisa e extensão (Tabela 1 e 2). Também podemos perceber essa realidade na regularidade da organização das Semanas Acadêmicas, da Semana Cultural, Semana de Língua Estrangeira “Espanglish”, nas Jornadas de Iniciação Científica e Extensão e em atividades variadas como Feiras de Ciências, Química e Física que oferecem estímulo contínuo aos alunos e à comunidade adjacente.

Tabela 1. Projetos de Pesquisa desenvolvidos no Campus Paraíso do Tocantins, do IFTO.

2010

Título

Modalidade

Minissistema Hidropônico construído com materiais de baixo custo

ICJ/IFTO

Pesquisa-ação na reestruturação e implementação de políticas e ferramentas de segurança de sistemas do Campus Paraíso do Tocantins, do IFTO.

ICJ/IFTO

Efeitos do uso e ocupação do solo sobre a qualidade da água: o caso do Córrego Pernada, Paraíso do Tocantins, Brasil.

ICJ/IFTO

Diagnóstico ambiental das atividades de lava-jato na cidade de Paraíso do Tocantins - TO

ICJ/IFTO

Previsão de problemas no processo ensino-aprendizagem a partir do perfil socioeconômico dos alunos

ICJ/IFTO

Ambiente virtual de aprendizado como suporte didático ao ensino de geografia - AVAG

ICJ/IFTO

Verificando e introduzindo práticas de gerenciamento de serviços de TI, na sociedade empresarial e comercial de Paraíso do Tocantins

PIBITI/CNPq

Rumo à disseminação das tecnologias da informação e comunicação na sociedade empresarial e comercial de Paraíso do Tocantins

PIBITI/CNPq

Pesquisa-ação no desenvolvimento de um data warehouse para análise de perfil socioeconômico e acadêmico dos alunos do Campus Paraíso do Tocantins, do IFTO, para otimização no processo de tomada de decisão da equipe gestora

PIBITI/CNPq

INFOCAPS - Sistema integrado de prontuários

PIBITI/CNPq

Rumo à disseminação das tecnologias da informação e comunicação na sociedade empresarial e comercial de Paraíso do Tocantins

PIBITI/CNPq

Análise do perfil curricular dos professores das séries iniciais do ensino fundamental de Paraíso do Tocantins

PIBIC/IFTO

2011

Título

Modalidade

Avaliação da qualidade da água para consumo humano nas escolas públicas municipais da cidade de Paraíso do Tocantins

ICJ/IFTO

O desvendar do processo urbano de Paraíso do Tocantins

ICJ/IFTO

Processamento e avaliação da qualidade de quatro cultivares de banana (Musa ssp.) desidratadas osmoticamente

ICJ/IFTO

Produção de mudas de espécies de maracujazeiro em diferentes substratos

ICJ/IFTO

Representações sociais de alunos e professores de matemática do Campus Paraíso do Tocantins e Palmas sobre o ensino contextualizado do cálculo diferencial e integral

PIBID/CNPq

Roteiro para mapeamento de processos utilizando o Business Process Managemente - BPM

PIBITI/CNPq

Diagnóstico da administração do sistema de informação do Instituto Federal do Tocantins: um estudo de caso

PIBITI/CNPq

Pesquisa-ação no Desenvolvimento de um Data Warehouse para Análise de Perfil Socioeconômico e Acadêmico dos Alunos do Campus Paraíso do Tocantins para Otimização no Processo de tomada de Decisão da Equipe Gestora

PIBITI/CNPq

Resoluções de EDOS por séries

PIBIC/IFTO

Processamento e avaliação da qualidade de quatro cultivares de banana (Musa ssp.) desidratadas osmoticamente

PIBICEM/CNPq

Desempenho agronômico de olerícolas submetidas à adubação orgânica e sombreamento no cerrado tocantinense

PIBICEM/CNPq

2012

Título

Modalidade

Desenvolvimento de metodologias de ensino do cálculo diferencial e integral para alunos deficientes visuais utilizando o Multiplano como ferramenta de ensino

PIBITI/ IFTO

Análise e Melhoria da Infraestrutura de TI no processo de atendimento ao cliente de um supermercado

PIBITI/ IFTO

Análise e projeto de sistema para apoiar no diagnóstico do grau de inovação em APLs

PIBITI/CNPq

Levantamento de Informações sobre Inovação no APL de confecções de Paraíso do Tocantins

PIBIC/IFTO

2013

Título

Modalidade

Detecção de ações não colaborativas em redes sociais para compartilhamento de vídeo - Análise Multimodal (Técnicas Visuais)

ICJ/ IFTO

Otimização de uma metodologia de análise de formol em amostras de alisantes capilar

Voluntário ICJ

Material concreto para o ensino médio no ensino de matemática, com a utilização do laboratório de matemática

PIBITI/IFTO

Estudo e importância das aplicações do Cálculo Diferencial e Integral no Ensino de Química a Nível Superior

PIBITI/IFTO

Detecção de ações não colaborativas em redes sociais para compartilhamento de vídeo - Análise Multimodal (Técnicas Textuais)

PIBITI/IFTO

Detecção de ações não colaborativas em redes sociais para compartilhamento de vídeo - Análise Multimodal (Técnicas Visuais)

PIBITI/IFTO

Monitoramento e avaliação do efluente das empresas de lavagem de veículos da cidade de Paraíso do Tocantins - TO

Voluntário PIBITI

O Teorema de Cauchy-Goursat e aplicações

PIBIC/IFTO

Cesta Básica da Cidade de Paraíso do Tocantins - TO

PIBIC/IFTO

Cesta Básica da Cidade de Paraíso do Tocantins - TO

PIBIC/IFTO

Estudo e importância das aplicações do Cálculo Diferencial e Integral no Ensino de Química a Nível Superior

PIBIC/IFTO

Detecção de ações não colaborativas em redes sociais para compartilhamento de vídeo - Análise de parâmetros do classificador SVM

PIBIC/IFTO

Processo de síntese de ésteres alquílicos utilizando óleo vegetal através da aplicação de um alcóxidos

Voluntário PIBIC

Qualidade da água consumida pela população do Distrito de Santana e Santa Luzia em Paraíso do Tocantins - TO

Voluntário PIBIC













Tabela 2. Projetos de Extensão desenvolvidos no IFTO – Campus Paraíso do Tocantins




2011




Título




Geogebra e o Ensino Fundamental




SuperLogo no Ensino de Geometria




Ciclo de Palestras - “Mundos Próprios”




CINE – IFTO




Campanhas Socioambientais como ferramenta na gestão dos resíduos sólidos gerados no Campus Paraíso do Tocantins




Olimpíadas de Informática – Campus Paraíso do Tocantins




ENGLISH CLUB




Ciclo de Cursos de Introdução ao Desenvolvimento em Java e Android




Iniciação à Análise




Projeto Rádio na Escola




Proposta de Curso de Capacitação para alunos do Curso Técnico em Meio Ambiente: Técnicas da Analíticas na área de Saneamento




Projeto Ação Voluntária Estimulando o Desenvolvimento Intelectual




Concurso: Escolha do Nome da Biblioteca




APL FRUTICULTURA – aproveitamento de abacaxi (Ananas comosus l.merril.) não absorvidos pelo mercado frutícola (refugo)




2012




Título




Projeto Ação Voluntária Estimulando o Desenvolvimento Intelectual




Projeto Operador de Rádio e Vídeo




Centro de Arte, Ciência e Cultura




Uso de Animação Gráfica no Desenvolvimento da Leitura




Consultoria Empresarial




Criação de Programa para controle de Estoque pelo método da Curva ABC




SEMAD – Semana do Administrador e Primeira Semana Acadêmica de Administração




Reduzir, reutilizar e reciclar – uma proposta de educação ambiental para comunidade terapêutica jovens de valor




Implantação do Centro de Idiomas




Funcionamento do Centro de Idiomas




Ação Técnica Especial: Estruturando para realização de sonhos




Capacitação em Manejo de Abelhas mellíferas para Agricultores Familiares




Projeto Ação Voluntária Lendo e Escrevendo (PAVLE)




Assessoria a Abacaxicultores Familiares na gestão Financeira do Negócio




Material concreto no ensino de matemática, possibilidades e desafios




Projeto Anjinhos do Saber: Educando e Aprendendo com Amor




Educação Ambiental para o Arranjo Produtivo Local Sustentável: Produtores locais de hortaliças que atuam na feira livre de Paraíso do Tocantins




2013




Título




Consultoria Empresarial




SATECA – Semana Acadêmica de Tecnologia de Alimentos




2º Encontro Literário




Campanha para incentivar o uso do portal de periódicos da Capes no IFTO – Campus Paraíso do Tocantins




Caracterização Físico-química e Desidratação Osmótica da Carambola (AVERRHOA CARAMBOLA L.)




A Produção Orgânica Gerando Desenvolvimento Sustentável




Semana do Livro e da Biblioteca




Café Literário: uma boa leitura, com um bom café!




Voluntiring Awereness Through a Foreing Langruage ( O despertar ao voluntariado através da Língua Estrangeira)




Adequação Higiênico – Sanitária




Higiene, Limpeza e Sanitização




MINIOUNU – 2013




Programa de atividade física para os servidores do IFTO – Campus Paraíso do Tocantins




2ª Feira de Física




Aulas de Reforço em Matemática




Coletânea: minhas primeiras histórias




Abrindo Caminho para o Software Livre no IFTO – Campus Paraíso do Tocantins




Espanglish 2013




Descomplicando a Inovação – Capacitação em Inovação para empresários do APL de confecções de Paraíso do Tocantins




Abastecimento Local de Hortifruti na Comunidade Vila Santana – Paraíso do Tocantins




2014




Título




Leitura e Produção de Texto: proposta presencial e online de nivelamento




SATECA – Semana Acadêmica de Tecnologia de Alimentos




CINEMATECA




FIC – Inclusão Digital de Alunos do EJA




Capacitação em Manejo de Abelhas mellíferas para Agricultores Familiares

Há a preocupação constante na articulação do Instituto com empresas, sindicatos, movimentos sociais, organizações não governamentais, outras instituições de ensino e pesquisa na busca de otimizar esforços, espaços e tempo na promoção de objetivos comuns. Além disso, os princípios da ética e da responsabilidade social balizam as ações do ensino, da pesquisa e da extensão, sendo imprescindíveis na busca de novos significados de valores e na busca da redução das desigualdades sociais.

EXTENSÃO

O Campus Paraíso do Tocantins, do IFTO, entende que o papel da Extensão é desenvolver atividades, cursos, projetos junto à comunidade interna e externa à instituição, oportunizando o acesso ao conhecimento desenvolvido em pesquisa e ensino. Assim sendo, o compromisso comunitário, missão primordial da prática extensionista, passa a ser um princípio orientador das ações articuladas no campus, ampliando a relação com seu entorno e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da comunidade na qual se encontra inserido.

Para isso, os profissionais envolvidos na prática extensionista, sejam eles professores, alunos ou servidores, necessitam conhecer e entender o perfil da comunidade do entorno do campus, suas expectativas, sua cultura, sua forma de ver o mundo com o intuito de ampliar e fortalecer uma relação de confiança entre instituição e comunidade, propiciando a participação em ações sociais que priorizem a superação das condições de desigualdade e exclusão social ainda existentes em nossa região.

A Coordenação de Extensão do Campus Paraíso do Tocantins possui como meta a ampliação dos projetos e ações ligadas diretamente à comunidade, principalmente vinculados às questões econômicas, políticas e social. Massificar a socialização do conhecimento produzido no ensino e na pesquisa, exercendo assim a responsabilidade social que lhe compete, assumindo, através dessa ação, a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos por meio da educação.

A Extensão possui um valor adicional à comunidade interna que é a da promoção da interlocução das diferentes áreas de conhecimento, que tradicionalmente ocorrem de forma isolada, ou seja, a transdisciplinaridade, integrando atividades que envolvem diferentes conhecimentos científicos.

Portanto, a Extensão em no Campus Paraíso do Tocantins visa não apenas à formação dos alunos matriculados, mas também à formação da população em geral, intervindo em sua formação profissional e humana, despertando vocações, incentivando a busca pelo aumento da escolaridade, transformando a realidade social, tornando-se uma ferramenta de inclusão.



PESQUISA

As ações de pesquisa constituem um processo educativo para a investigação e o empreendedorismo, visando à inovação e à solução de problemas científicos e tecnológicos, envolvendo todos os níveis e modalidades de ensino, com vistas ao desenvolvimento social.

A atuação do Campus Paraíso do Tocantins, no âmbito das pesquisas, envolve aquelas ligadas ao desenvolvimento de conhecimento, ideias e técnicas, proporcionando aos professores realizar outras atividades além da docência, atuando na elaboração de projetos e relatórios, no desenvolvimento e orientação de práticas laboratoriais, de busca de informações, entre outras.

Os projetos de pesquisa desenvolvidos na instituição buscam sintonia com as necessidades e demandas da sociedade e dos campos de pesquisa específicos, buscando contribuir significativamente, tanto em termos de recursos humanos como de produtos, para o desenvolvimento local e regional.

Ressalta-se que a pesquisa sempre esteve relacionada com base nos projetos discentes apresentados e institucionalizados, e também em editais de seleção de propostas tanto do IFTO como de outras agências de fomento. Em geral são desenvolvidos por alunos sob a orientação de um ou mais professores.

O envolvimento da comunidade com a pesquisa proporcionou uma forte expressão nos Programas de Bolsas de Iniciação Científica, editados anualmente, e na formação de Grupos de Pesquisa formalizados junto ao CNPq.



A Coordenação de Pesquisa do Campus Paraíso do Tocantins buscará priorizar projetos de pesquisa vinculados aos objetivos do ensino e inspirados em proposições e demandas locais e nacionais.



Quadro 178 - PROGRAMAS IMPLANTADOS NO CAMPUS PORTO NACIONAL

Programas de melhoria da qualidade da educação básica

  • Cursinho Preparatório para Cursos/Concursos/Seleções.

Programas de formação inicial e continuada

  • Projeto em APL na modalidade M1 intitulado: “Proposta de um Plano de Ação Comercial para os Produtores do Arranjo Produtivo Local de Hortaliças no Município de Porto Nacional”.

  • PRONATEC

  • Mulheres Mil

Programas de pesquisa e inovação

  • PIBIC-EM/CNPQ

  • PIBIC/IFTO

  • PIBIT/IFTO

  • APL/IFTO

  • PIBID/CAPES

Programas de ação Social

  • Programa de Assistência Estudantil – PNAES (Governo Federal)

  • Programa Qualidade de Vida – PQV (Reitoria IFTO)




1


2


3


4


5


6


7 De acordo com a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, consideram-se alunos com deficiência aqueles que têm impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, que em interação com diversas barreiras podem ter restringida sua participação plena e efetiva na escola e na sociedade. Os alunos com transtornos globais do desenvolvimento são aqueles que apresentam alterações qualitativas das interações sociais recíprocas e na comunicação, um repertório de interesses e atividades restrito, estereotipado e repetitivo. Incluem-se nesse grupo alunos com autismo, síndromes do espectro do autismo e psicose infantil. Alunos com altas habilidades/superdotação demonstram potencial elevado em qualquer das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes. Também apresentam elevada criatividade, grande envolvimento da aprendizagem e realização de tarefas em áreas de seu interesse. Dentre os transtornos funcionais específicos estão: dislexia, disortografia, disgrafia, discalculia, transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, entre outros.


8 Todos os subitens contidos nos quadros 131 a 138, referentes a cada campo do item 7.7 deste documento, deverão estar de acordo com as normas da ABNT 9050/2004, que estabelece normas e critérios da acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Como por exemplo: rampas e escadas, hall de entrada, corrimão, salas de aula, banheiros adaptados, etc.


Av. Joaquim Teotônio Segurado

Quadra 202 Sul, ACSU-SE 20, Conjunto 01, Lote 08, Plano Diretor Sul.

77020-450 Palmas - TO

(63) 3229-2200



www.ifto.edu.br - reitoria@ifto.edu.br


Página de





Página de





Baixar 6.69 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   15




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar