Pesquisa Nacional de Vitimização Sumário Executivo senasp


Tabela 7 – Por quais motivos procurou a polícia? - em %



Baixar 4.32 Mb.
Página6/16
Encontro29.10.2017
Tamanho4.32 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16
Tabela 7 – Por quais motivos procurou a polícia? - em %

 

Entre as vítimas que, no ano que antecedeu a pesquisa, prestaram queixa de pelo menos uma das ofensas que sofreram, 54,6% se dizem satisfeitas com a atuação da polícia no episódio. Entre as unidades da federação, as que deram queixa à polícia da Paraíba são as mais satisfeitas (65,6%), seguidas pelas do Rio Grande do Sul (64,5%), Rio de janeiro (58,5%), Pernambuco (58,3%), Espírito Santo (58,1%) e Distrito Federal (57%).



  Mais próximas à média estão as avaliações das polícias da Bahia (56,5%), de Minas Gerais (56,1%), de São Paulo (55,6%), do Rio Grande do Norte (55,1%), do Mato Grosso do Sul (55%), de Santa Catarina (54,6%) e do Paraná (53,5%).

  A aprovação da polícia nos casos fica abaixo da média entre as vítimas que registraram ocorrências no Piauí (37,2%), em Roraima (41,4%), em Tocantins (41,9%), Alagoas (43,5%), Pará (44,5%), Amazonas (46,7%), Amapá (47,1%), Mato Grosso (47,5%), Sergipe (47,8%), Maranhão (48,3%), Goiás (48,7%), Rondônia (49%), Acre (49,3%) e Ceará (49,9%). 

  Nas capitais, o número de casos é reduzido e insuficiente para leitura segura dos dados estratificados para algumas cidades. Dentre as que têm base suficiente, destacam-se as aprovações à polícia entre as vítimas que notificaram os crimes nos municípios do Rio de Janeiro (69,4%), Natal (65,6%), Recife (62,4%), Belo Horizonte (62,3%) e Salvador (61,4%). As taxas mais baixas vêm de Maceió (38,6%), Porto velho (40,4%) e Teresina (40,4%).

  Por variáveis demográficas, percebe-se que a maior aprovação ao trabalho da polícia no tratamento dos casos que ocorreram no período contemplado pelo estudo está entre os mais velhos, isto é, entre os que têm 60 anos ou mais (61,5%). Entre os mais jovens, entre 16 e 24 anos, esse índice cai para 48,3%.



  A satisfação com a atuação da polícia é maior entre as vítimas que registraram ocorrências de acidentes de trânsito (74,3%), roubo de carro (59,5%), discriminação (58,3%) e fraude (56,4%). Ela divide opiniões nos casos de agressão (52,4%) e furto de carro (49,8%). Fica abaixo do esperado principalmente para os que sofreram roubo de objetos (45,3%), sequestro (44,4%), roubo de motos (47,3%), furto de motos (38,4%) e furto de objetos (41,8%). Nos casos de ofensa sexual, essa taxa é de apenas 41,2%.

Tabela 8 – Ficou satisfeito com o trabalho da polícia - em %



Mapa 4 – Satisfação com a polícia – por UF e capital

Entre as vítimas que avaliam positivamente a atuação da polícia ao notificarem as ofensas que sofreram, os motivos mais frequentes apontados para justificar tal opinião são subjetivos – a cordialidade (23,2%) e a atenção dos policiais (24,2%) no atendimento às ocorrências.

  Em apenas 5,7% das respostas, as vítimas que deram queixa e aprovaram o desempenho da polícia o fizeram porque o bem foi recuperado e em 3,7% porque os agressores ou assaltantes foram presos. A recuperação dos bens é motivo apresentado especialmente pelos que foram vítimas de roubo de motos e carros (23% e 24%, respectivamente).

  Como razões de insatisfação, além do aspecto subjetivo da falta de atenção dos policiais (25,4%), aparecem as afirmações de que a polícia não recuperou o bem (11,7%), não resolveu o caso (10,8%) e não achou o culpado (9,7%). Entre as vítimas de furto de motos estão os que mais reclamam do fato da polícia não ter recuperado o bem (24,6%) e entre as vítimas de sequestro, 18,1% afirmam que os agressores não foram encontrados.





Baixar 4.32 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   16




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar