Pesquisa Nacional de Vitimização Sumário Executivo senasp



Baixar 4.32 Mb.
Página13/16
Encontro29.10.2017
Tamanho4.32 Mb.
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16

5.2 Polícia Civil


A Polícia Civil tem a confiança de 79,1% da população, que se dividem entre aqueles que confiam muito (16,6%) e os que confiam um pouco (62,5%). Há ainda 20,7% que desconfiam da corporação. No Distrito Federal, 24,2% confiam muito na Polícia Civil, a maior taxa do país. Com um nível de muita confiança acima de 20% aparecem ainda os Estados de Minas Gerais (23%) e Paraíba (20,2%). Estados da região Norte têm o menor nível de muita confiança na corporação: com índices abaixo de 10% aparecem Roraima (6,5%), Amazonas (7,4%) e Pará (9%).

Gráfico 10 – Confiança na Polícia Civil (taxa de confia muito), em %



Mapa 6 – Grau de confiança na Polícia Civil por UF e capital

Uma análise sobre a imagem e a condução do trabalho da Polícia Civil aponta que a investigação de crimes feita pela corporação – uma de suas principais finalidades – é aprovada por 38,2% (32,4% consideram esse serviço bom, e 5,8%, ótimo). Para 33,6%, o trabalho de investigação é regular, e 14,7% o consideram ruim ou péssimo. A rapidez e qualidade no atendimento tem índices similares de avaliação: 32% consideram esse aspecto é ótimo ou bom, 32,8% dizem que é regular, e 20,3%, que é ruim ou péssimo. A proteção dos direitos das pessoas feita por policiais civis é tida como ótima ou boa por 33,2%, como regular por 36,1%, e como ruim ou péssimo por outros 17,1%. A punição de policiais com mau comportamento pela Polícia Civil é avaliada como ótima ou boa 23,2%, índice abaixo dos que consideram esse aspecto ruim ou péssimo (27,9%) ou regular (31,2%). A apresentação pessoal dos policiais foi, entre os tópicos analisados nesta bateria de questões, o de melhor avaliação: 43,2% aprovam a forma como é feita, 31,6% sinalizam que é regular, e 13,3% desaprovam, ou seja, consideram-na ruim ou péssima.

A presença da Polícia Civil é menor do que da Polícia Militar no cotidiano da população. Dois em cada três (66%) brasileiros adultos não veem policiais civis na vizinhança ou proximidades de onde moram.

De forma geral, a taxa de vitimização pela Polícia Civil é baixa: apenas 1,1% sofreram violência física de policiais civis, 2,1% declaram ter sofrido agressão verbal ou insulto, e 0,8% sofreu extorsão ou teve que pagar propina para policiais civis. No Amazonas, a taxa dos que sofreram violência física vai a 2,3%, e fica em 1,7% no Acre e no Amazonas. Em relação a insultos e agressões verbais, os índices mais altos foram registrados no Pará (3.3%), no Acre (3,2%) e em São Paulo (3%). O Pará também lidera na incidência de vítimas de extorsão e pagamento de propina a policiais civis, com 2,8%. Em seguida aparecem Amazonas e Rio de Janeiro (1,2% cada).





Baixar 4.32 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar