Paróquia nossa senhora das graças curso de formaçÃo de adultos



Baixar 32.1 Kb.
Encontro03.11.2017
Tamanho32.1 Kb.
PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS

CURSO DE FORMAÇÃO DE ADULTOS




JESUS
DE
NAZARÉ

TEMA 1:
História

do povo de Jesus

Não se pode conhecer bem a pessoa de Jesus sem procurar as suas “raízes”. Jesus pertence a um povo concreto, o judeu, que teve uma história singular, única. As primeiras luzes desta história aparecem lá pelo ano 1.800 antes de Jesus, com a pessoa de Abraão. Abraão morava longe do país onde Jesus nasceu, na cidade de Ur, atualmente no Iraque, perto do Golfo da Pérsia. O povo vivia do trabalho da agricultura primitiva, da criação de gado, da pesca e um pouco de comércio. Aquelas terras, perto dos grandes rios Tigre e Eufrates, eram muito cobiçadas e Abraão teve que sair... Nessa circunstância ele sentiu que Deus lhe chamava para uma grande missão. Abraão acreditou em Deus e caminhou pelo deserto até a terra de Canaã (Palestina) e lá se estabeleceu. Deus lhe prometeu uma descendência numerosa e a posse daquela terra para os seus filhos. Os inícios da história do povo de Deus estão se iniciando, aproximadamente, 1.800 anos antes de Jesus nascer. Não é próprio deste curso estudar a história do povo de Deus, vamos, porém, lembrar brevemente os pontos mais importantes.




  1. A libertação do Egito e a Aliança.

Numa época de seca na Palestina, os descendentes de Abraão migraram para o Egito, terra boa e fértil . Lá ficaram e se multiplicaram. No princípio foi tudo bem, depois a situação mudou e foram feitos escravos para construir os muros de defesa dos egípcios, num tempo de guerras.


O Deus de Abraão não se esqueceu das suas promessas e tomou a iniciativa de libertar o seu povo da escravidão e levá-lo de volta para Canaã. Moisés, 1.250 anos antes de Cristo, foi o grande líder da marcha para a liberdade. Naquela primeira páscoa (passagem da escravidão para a liberdade) o povo acreditou que foi com a força de Deus que conseguiram sair do Egito para a terra de Canaã. Só que esta terra já estava ocupada e eles tiveram que ficar 40 anos no deserto se preparando para entrar na Terra Prometida. Lá fizeram a Aliança com Deus (o Decálogo) e aprenderam juntos a viver em fraternidade para poder sobreviver naquelas circunstâncias adversas para a vida.


  1. Da libertação do Egito até o Cativeiro da Babilônia

Depois que conseguiram entrar na terra prometida por Deus a Abraão, foram se organizando e trabalhando. Às vezes surgiam problemas: outros povos que queriam conquistar a terra (filisteus), comunidades que esqueciam a Aliança, etc. Deus enviava pessoas (juizes) que lideravam o povo para se defender e para serem fiéis a Deus. O rei Davi, 1.000 anos antes de Jesus, trouxe muita paz e justiça para o povo simples. Será lembrado como o modelo de rei que governa retamente. Por isso veio a promessa de Deus: o Messias será um descendente de Davi.


Depois de Davi e Salomão o povo rachou em dois estados e governos diferentes. Surgiram as injustiças sociais dos ricos contra os pobres, dentro do mesmo povo. Os reis esqueciam de fazer justiça ao povo e favoreciam os poderosos. Muitos esqueciam do Deus verdadeiro, da Aliança e passavam a adorar ídolos e praticar outras religiões. Não souberam aproveitar a oportunidade que Deus lhes dava, surgiram diferenças, egoísmo, acumulação de riquezas, diversas formas de opressão... Aquilo não era o que Deus queria do povo. A Aliança foi quebrada.

Deus suscitou os profetas (Elias, Isaías, Jeremias, etc.) para fazer voltar o povo à Aliança com Deus, para restabelecer o espírito fraterno na comunidade. Os profetas pediam a conversão sincera a Deus, uma mudança de vida, justiça social, solidariedade com os mais pobres. Estas fraquezas do povo facilitaram as agressões dos inimigos que foram tomando conta da terra. Os profetas começaram a sonhar com um Messias que governaria o povo com justiça, um grande profeta que seria o verdadeiro anunciador das palavras de Deus. O povo perdeu a terra e foi cativo para a Babilônia. Isto acontecia 580 anos antes de Jesus Cristo.




  1. Do Cativeiro da Babilônia até os tempos de Jesus

Lá na Babilônia o povo teve oportunidade de refletir os acontecimentos passados. Compreenderam que foi pelas próprias falhas que chegaram àquela situação. Mas com fé em Deus acreditaram que voltariam a se levantar, pois Deus, apesar dos pecados, os amava e estava perto deles. 70 anos depois do Cativeiro da Babilônia as coisas mudaram e chegou um novo rei. Ele deu liberdade para quem quisesse voltar. Um bom grupo de judeus voltou para a terra e de novo se estabeleceram lá. Viveram tempos de guerra e tempos de paz, tempos de alegria e tempos de tristeza... e foram aprendendo a sabedoria de Deus que sempre acompanha o seu povo, seja qual for a circunstância que esteja passando.


Deus queria mesmo ajudar seu povo a encontrar uma vida melhor e criar uma sociedade mais justa e fraterna, sem exploração e sem empobrecidos... Queria ser o único Deus daquele povo, fundamento da sua solidariedade. Apesar das muitas infidelidades de Israel , Deus não renunciava a seus projetos de vida. Por isso, 1.800 anos depois de Abraão, Deus tomou a iniciativa mais surpreendente desta história: enviou seu próprio Filho, Jesus, nascido de Maria, para revelar seus verdadeiros planos de salvação, para tentar criar um mundo de irmãos, baseado no perdão, na misericórdia, na solidariedade... um mundo de filhas e filhos do mesmo Pai do Céu.
Jesus é o ponto mais alto desta história, a grande revelação de Deus. Vem para responder às profundas esperanças dos homens (liberdade, vida plena, felicidade...) e para mostrar como é grande o compromisso de Deus com seus filhos (quer morar no meio deles para oferecer-lhes seu Reino). Isso é Jesus, Deus sempre está presente entre nós, acompanhando nossa caminhada, nossas lutas, vitórias e fracassos, para guiar-nos à liberdade plena e a uma vida fraterna. É um Deus que nos chama à conversão para que hoje, em nosso país, o seu “povo oprimido” alcance também a liberdade, viva melhor e seja mais feliz.
PARA REFLETIR E ORAR


  1. Leituras Bíblicas:

+ Gênesis 12, 1-9 Vocação de Abraão e promessa de Deus

+ Êxodo 14, 15-31 Passagem do Mar Vermelho, Páscoa de Israel

+ Deut. 5, 1- 22 A Aliança de Deus com o povo

+ 1 Reis 19, 9-18 O profeta exige fidelidade à Aliança

+ Jeremias 1,4-10 Vocação do profeta: levar ao povo a Palavra de Deus

+ Isaías 40,1-5 O profeta anuncia o amor de Deus pelo povo



+ Isaías 61, 1-4 O Messias será ungido para libertar os pobres

  1. Oração: Salmo 72 (71) Oração do povo esperando o Messias

  1. Atualizando

Jesus de Nazaré nasceu no meio de um povo, os israelitas, que acreditando nas promessas feitas a Abraão e na Aliança que Deus fez com o povo nos tempos de Moisés, esperava um Salvador. Quais são as esperanças principais que hoje tem o nosso povo? Quais são as coisas que hoje deseja a maioria das pessoas? O que é que Deus oferece hoje para todos nós? O que Deus espera de cada um de nós?
Catálogo: wp-content -> uploads -> 2014
2014 -> Piraquara, 25 de fevereiro de 2016 Informativo: 022/2016
2014 -> Mar Algarve Expo – 9, 10 e 11 de outubro de 2014 Portimão Arena – Portimão Ficha de Inscrição para Visita de Estudo
2014 -> Mar Algarve Expo – 9, 10 e 11 de outubro de 2014 Portimão Arena – Portimão Ficha de Inscrição para Seminários e Workshops
2014 -> Rt features, Camisa Treze, Downtown Filmes e Paris Filmes apresentam
2014 -> Andreia Santana é licenciada em Artes Plásticas Diplomada da esad. Cr/Ipleiria vence Prémio Novo Banco Revelação
2014 -> Anexo I lista dos lotes de veículos do leilão da cagepa
2014 -> Destaques Telecine: 23 de fevereiro a 1º de março: dia 23: rota de fuga (2013)
2014 -> Telecine cult exibe ‘especial bond, james bond’
2014 -> Pavimentadora santo expedito ltda
2014 -> Superior completo

Baixar 32.1 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar