Manual de Procedimentos da Operação Módulo 10 Submódulo 10. 21



Baixar 177.12 Kb.
Página2/2
Encontro03.11.2017
Tamanho177.12 Kb.
1   2

OBJETIVO


Modificar os Documentos supracitados para contemplar a terceira lógica de atuação, bem como a alteração do nome do esquema de Controle de Emergência no Sul do Rio Grande do Sul para Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo.
  1. ALTERAÇÕES

    1. Na IO-ON.S.5SU


Considerar o item e subitens abaixo:

5.2.2. Limites de Importação de Energia do Uruguai para o Brasil por meio da Conversora Melo

Ocorrendo importação de energia do Uruguai para o Brasil, de modo a evitar a ocorrência de subtensão e subsequente corte de carga na região Sul do Rio Grande do Sul quando da contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, notadamente em cenário de elevada geração nas usinas eólicas do Sul do Rio Grande do Sul, deve-se respeitar o limite de fluxo de potência ativa da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, conforme apresentado abaixo:


Limite de Fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo

(no sentido da SE Povo Novo para a SE Nova Santa Rita)

(MW)

750



    1. Na IO-EE.S.5SU


Considerar o item e subitens abaixo:

4.6. Controle de Emergência no Sul do Rio Grande do Sul para Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo

4.6.1. Finalidade

O esquema de Controle de Emergência no Sul do Rio Grande do Sul para Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo tem a finalidade de evitar subtensão inadmissível e corte de carga no sul do Rio Grande do Sul. O esquema é composto por três lógicas de atuação, que observam as seguintes condições:



  • Lógica 1 – Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, acionada pela chave 1;

  • Lógica 2 – Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, associada à indisponibilidade de outros equipamentos na Rede de Operação, acionada pela chave 2;

  • Lógica 3 – Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, associada à importação de energia via Conversora Melo, acionada pela chave 3.

4.6.2. Descrição

O Esquema de Controle de Emergência no Sul do Rio Grande do Sul para Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo é composto por relés direcionais de potência que monitoram o fluxo pré-contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, na SE Povo Novo para as lógicas 1 e 2, e na SE Nova Santa Rita para a lógica 3. O Esquema também monitora o estado dos disjuntores dessa linha de transmissão em ambos os terminais, sendo que a abertura dos disjuntores no terminal da SE Nova Santa Rita causa a transferência direta de disparo para os disjuntores do terminal da linha na SE Povo Novo e vice-versa.



4.6.3. Atuação

4.6.3.1. Lógica 1 – Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo

A lógica 1 do Esquema é ligada/desligada pela ELETROSUL na SE Povo Novo, e monitora o fluxo pré-contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, no sentido da SE Povo Novo para a SE Nova Santa Rita, no terminal da SE Povo Novo, e é habilitada se o fluxo na linha for superior a 560 MW por 10 (dez) segundos.

Ocorrendo a abertura dos disjuntores da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, o Esquema atua abrindo o disjuntor de 138 kV da LT 138 kV Mangueira 1 / Marmeleiro 2, na SE Marmeleiro 2, levando ao corte de toda a geração do Conjunto Eólico Marmeleiro 2.

A lógica 1 do esquema é desabilitada se o fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo permanecer inferior a 530 MW por 30 (trinta) segundos.



4.6.3.2. Lógica 2 – Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo e Equipamentos Fora de Operação

A lógica 2 do Esquema é ligada/desligada pela ELETROSUL na SE Povo Novo, e monitora o fluxo pré-contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, no sentido da SE Povo Novo para a SE Nova Santa Rita, no terminal da SE Povo Novo. Essa lógica leva em consideração outros equipamentos fora de operação, e possui dois esquemas internos que levam ao corte da geração das usinas eólicas conectadas às subestações Chuí e/ou Hermenegildo. A lógica 2 do Esquema é habilitada se o fluxo pré-contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo for superior a 330 MW por 10 (dez) segundos.

Ocorrendo a abertura dos disjuntores da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, o Esquema atua abrindo os disjuntores de 138 kV das seguintes linhas de transmissão:


  • LT 138 kV Mangueira 1 / Marmeleiro 2, na SE Marmeleiro 2; e

  • LT 138 kV Chuí / Santa Vitória do Palmar 2 e/ou LT 138 kV Hermenegildo / Santa Vitória do Palmar 2, na SE Santa Vitória do Palmar 2, dependendo da configuração de chaves conforme a tabela abaixo.

A lógica 2 do Esquema é desabilitada se o fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo permanecer inferior a 300 MW por 30 (trinta) segundos.

4.6.3.3. Lógica 3 – Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo e Importação de Energia via Conversora Melo

A lógica 3 do Esquema é ligada/desligada pela ELETROSUL na SE Presidente Médici, quando de importação de energia do Uruguai para o Brasil por meio da Conversora Melo, e monitora o fluxo pré-contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, no sentido da SE Povo Novo para a SE Nova Santa Rita, no terminal da SE Nova Santa Rita. A lógica 3 do esquema é habilitada se o fluxo pré-contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo for superior a 502 MW por 10 (dez) segundos.

Ocorrendo a abertura dos disjuntores da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, a lógica 3 do Esquema atua abrindo a LT 230 kV Candiota / Presidente Médici, no terminal da SE Presidente Médici.

A lógica 3 do Esquema é desabilitada se o fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo permanecer inferior a 469,2 MW por 30 (trinta) segundos.



4.6.4. Procedimentos

4.6.4.1. Procedimentos para a Operação do Esquema

Em condições normais de operação, a lógica 1 deve permanecer ligada, e a lógica 2 e a lógica 3 desligadas. A seleção dos esquemas individuais de corte de geração das usinas eólicas conectadas às subestações Chuí e Hermenegildo é feita manualmente por chaves na SE Santa Vitória do Palmar 2, e devem permanecer desligadas.

Quando qualquer um dos equipamentos relacionados na tabela 2 estiver fora de operação, o COSR-S deve solicitar à ELETROSUL para ligar a lógica 2, podendo permanecer ligada a lógica 1. A lógica 3 deve permanecer desligada. A importação de energia, do Uruguai para o Brasil, via Conversora Melo, deve ser interrompida.

Quando houver de importação de energia, do Uruguai para o Brasil, via Conversora Melo, a lógica 3 deve ser ligada, devendo permanecer ligada a lógica 1. Adicionalmente, o COSR-S deverá informar ao CNOS da habilitação da lógica 3 do Esquema. Um resumo do estado operativo das lógicas do Esquema é apresentado a seguir na tabela 1:



Tabela 1 – Estado Operativo das Lógicas do Esquema de Controle de Emergência no Sul do Rio Grande do Sul para Contingência da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo

Condição do Sistema

Lógica 1

Lógica 2 (2)

Lógica 3

Operação Normal sem Importação de Energia via Conversora Melo (1)

Ligada

Desligada

Desligada

Operação Normal com Importação de Energia via Conversora Melo

Ligada

Desligada

Ligada

Equipamentos Indisponíveis

(ver Tabela 2)

Ligada

Ligada

Desligada

Operação Normal considerando:

  1. Transferência nula de energia entre Brasil e Uruguai, via conversoras Melo e Rivera; ou

  2. Exportação de energia, do Brasil para o Uruguai, via conversoras Melo e Rivera; ou

  3. Importação de energia, do Uruguai para o Brasil, via Conversora Rivera.

A importação de energia, do Uruguai para o Brasil, via Conversora Melo deve ser interrompida.

Adicionalmente, o COSR-S deve solicitar à ELETROSUL que ligue/desligue o esquema individual de corte de geração das usinas eólicas conectadas às subestações Chuí e Hermenegildo, a depender do equipamento que esteja fora de operação, conforme abaixo:



Tabela 2 – Relação de Equipamentos Indisponíveis

Equipamento Indisponível

Esquema de Corte de Geração da SE Chuí

Esquema de Corte de Geração da SE Hermenegildo

LT 230 kV Povo Novo / Quinta

Ligado

Ligado

Transformador TF 1 525/15/13,8 kV da SE Marmeleiro 2

Compensadores Síncronos CO 1 e CO 2 15 kV da SE Marmeleiro 2

LT 230 kV Alegrete 2 / Livramento 2

Ligado

Desligado

LT 230 kV Camaquã 3 / Guaíba 2

LT 230 kV Camaquã 3 / Nova Santa Rita

LT 230 kV Camaquã 3 / Pelotas 3

LT 230 kV Camaquã 3 / Povo Novo

LT 230 kV Pelotas 3 / Quinta

LT 230 kV Presidente Médici / Quinta

LT 230 kV Presidente Médici / Santa Cruz 1

LT 230 kV Bagé 2 / Livramento 2

Desligado

Desligado

LT 230 kV Bagé 2 / Presidente Médici

LT 230 kV Pelotas 3 / Presidente Médici

4.6.4.2. Procedimentos para a Indisponibilidade das Lógicas 1 e 2 do Esquema

Em caso de indisponibilidade das lógicas 1 e 2 do Esquema, devem ser respeitados os limites de fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, no sentido de Povo Novo para Nova Santa Rita, conforme abaixo:



  • 560 MW em condição normal de operação;

  • 330 MW caso algum dos equipamentos listados na tabela esteja fora de operação;

Caso o fluxo na linha seja superior aos limites estabelecidos por cada lógica de atuação do Esquema, adotar os procedimentos a seguir:

Passo

Coordenação

Controle

Comando e Execução

Procedimento

Objetivo/Item de Controle

1

Na ocorrência de violação do limite na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, proceder conforme segue:




1.1

CNOS

COSR-S

DCU

Reduzir ou interromper a importação de energia (transferência do Uruguai para o Brasil), pela Conversora Rivera e pela Conversora Melo.

A redução de 100 MW na Conversora Melo reduz em 32 MW o Fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo.

A redução de 50 MW na Conversora Rivera reduz em 8 MW o Fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo.






2

O COSR-S deve solicitar à COTESA a redução da geração de potência ativa das usinas eólicas do Conjunto Eólico Marmeleiro 2, prioritariamente, antes dos demais conjuntos eólicos.




3

O COSR-S deve solicitar:

  • à ELETROSUL para o Conjunto Santa Vitória do Palmar e para o Conjunto Eólico Livramento 2,

  • à VISUS para o Conjunto Quinta 138 kV,

  • à MS ENERGIA para o Conjunto Quinta 69 kV,

a redução da geração de potência ativa, observando a proporcionalidade em relação à capacidade de geração e à sensibilidade de cada conjunto, apresentada nas Notas (1) e (2).

Nota:

  1. A redução da geração nos conjuntos eólicos apresentados deve ser, sempre que possível, proporcional às suas capacidades instaladas. A tabela abaixo apresenta estes valores proporcionais.

    Conjunto Eólico

    Capacidade Instalada

    %

    Livramento 2

    217

    22,3

    Santa Vitória do Palmar

    583

    60,0

    Quinta 138 kV

    108

    11,1

    Quinta 69 kV

    64

    6,6

    TOTAL

    972

    100,0

  2. Usar como referência de sensibilidade a tabela abaixo:

Usina

(Elevação de geração em 100 MW)

Redução do Fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo (MW)

EOL conectadas à SE Santa Vitória do Palmar 2

70

EOL conectadas à SE Marmeleiro 2

70

EOL conectadas ao 138 kV da SE Quinta

60

EOL conectadas ao 69 kV da SE Quinta

58

EOL conectadas à SE Livramento 2

21

4.6.4.3. Procedimentos para a Indisponibilidade da Lógica 3 do Esquema

Em caso de indisponibilidade da lógica 3 do Esquema, havendo importação de energia, do Uruguai para o Brasil, via Conversora Melo, deve ser respeitado o limite de fluxo da LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, no sentido de Povo Novo para Nova Santa Rita, e devem ser seguidos os procedimentos abaixo:



Transferência de Energia via Conversora Melo

(do Uruguai para o Brasil)

(MW)

Limite de Fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo

(no sentido da SE Povo Novo para a SE Nova Santa Rita)

(MW)

do mínimo operativo até 350

540

superior a 350

510



Passo

Coordenação

Controle

Comando e Execução

Procedimento

Objetivo/Item de Controle

1

Na ocorrência de violação do limite na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo, proceder conforme segue:




1.1

CNOS

COSR-S

DCU

Reduzir ou interromper a importação de energia (transferência do Uruguai para o Brasil), pela Conversora Rivera e pela Conversora Melo.

A redução de 100 MW na Conversora Melo reduz em 32 MW o Fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo.

A redução de 50 MW na Conversora Rivera reduz em 8 MW o Fluxo na LT 525 kV Nova Santa Rita / Povo Novo.



4.6.4.4. Procedimentos Após a Atuação do Esquema

A COTESA, por meio do Centro de Operação SE Mangueira I, deve informar imediatamente ao COSR-S quando houver abertura da LT 138 kV Mangueira I / Marmeleiro 2, decorrente da atuação do Esquema.

A ELETROSUL, por meio do COSE ELETROSUL, deve informar imediatamente ao COSR-S quando houver abertura da LT 138 kV Chuí / Santa Vitória do Palmar 2 e/ou LT 138 kV Hermenegildo / Santa Vitória do Palmar 2, decorrente da atuação do Esquema.

A ELETROSUL, por meio do COSE ELETROSUL, deve informar imediatamente ao COSR-S quando houver abertura da LT 230 kV Candiota / Presidente Médici, decorrente da atuação da lógica 3 do Esquema.



O retorno da geração do Conjunto Eólico Marmeleiro 2 e das usinas eólicas conectadas às subestações Chuí e Hermenegildo só pode ser realizado com autorização do COSR-S, conforme AO-CE.S.CMRO e AO‑CE.S.CSPA. O retorno do intercâmbio de energia via Conversora Melo só pode ser realizado após autorização do CNOS.

4.6.5. Diagrama


  1. DISTRIBUIÇÃO


Destinatários dos Documentos modificados por esta Mensagem Operativa.

Emissão: COSR-S

Elaborada por: Felipe Fajardo Venturim

Referência:

/





Baixar 177.12 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar