Manual de Primeiros Socorros 2003 Ministério da Saúde



Baixar 8.99 Mb.
Pdf preview
Página12/21
Encontro08.04.2020
Tamanho8.99 Mb.
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   ...   21
nas vísceras, nem tentar colocá-las de volta, para dentro da cavidade ab-
dominal. A primeira coisa a ser feita é providenciar para que seja encontrado
socorro médico ou remoção especializada o mais rápido possível.
Em seguida colocar o acidentado em local confortável, em decúbito
dorsal, colocando uma manta ou cobertor enrolado sob seus joelhos, para
diminuir a pressão sobre o ventre e impedir o afastamento muscular (Figura
32). O ferimento deverá então ser coberto com curativo ou compressa,
ou pano limpo umedecido em solução salina, caso não seja possível, em
água limpa. Estas compressas não devem ser de materiais aderentes.
Envolver o curativo cuidadosamente com bandagens fixadas firmemente,
mas nunca apertada.
Não dar nada para o acidentado beber ou comer, ainda que se queixe
de muita fome ou sede.
Figura 32 - Posição do acidentado
Lesões dos Tecidos Moles
Os tecidos moles são aqueles que não são ossos nem dentes, como
a pele, tecidos gordurosos, músculos e órgãos internos.
Todo o ferimento é uma forma de lesão que afeta os tecidos moles
do corpo, seja externamente ou de maneira não aparente, interna. O objeto
final do tratamento de qualquer lesão ou ferida traumática é fechá-la no
menor tempo possível, sem deformações e sem perda de função.
Tecnicamente, o método de tratamento varia de acordo com o tipo de
ferimento. Para primeiros socorros esta afirmação também vale, mas o
que veremos aqui são as condutas universais para o pronto atendimento
destas alterações.

119
Em qualquer forma de atendimento a ferimentos provocados por
qualquer tipo de acidente, sempre conduzir da seguinte forma:
1. Lavar as mãos com água corrente e sabão antes de manipular o
ferimento
2. Parar ou controlar qualquer tipo de hemorragia
3. Cuidar e prevenir o estado de choque
4. Procurar auxílio especializado com urgência, nos casos de lesões
graves, e encaminhar o acidentado para atendimento especializado.
O diagnóstico do ferimento simples ou complicada não oferece
dificuldades. Do ponto de vista do grau de contaminação, o ferimento
pode ser considerada limpa ou suja. Este problema deve ser deixado para
avaliação por profissional médico. Devemos nos preocupar sempre em
manter o ferimento o mais limpa e protegida possível, para que possa
aguardar o atendimento especializado.
Mesmo não sendo função do primeiro socorro, é útil saber que para
atender ao processo de cicatrização e ao que pode intervir na fisiologia
normal da cicatrização, deve-se conhecer o que acontece com o tecido
lesado e por quais fases passa a cicatrização.
Imediatamente após a lesão, ocorre reação inflamatória (primeira
fase), e alterações vasculares, tais como vasoconstrição, vasodilatação e
exsudação. Ocorrem ainda reações hemostáticas com retração vascular e
formação de coágulo e reações celulares. A inflamação é proporcional ao
agente causador.
Se o ferimento é limpo, com um mínimo de traumatismo celular, a
reação inflamatória é propícia a uma rápida fibroplasia, com conseqüente
cicatrização.
Identificação
De uma maneira prática, os ferimentos podem ser classificados de
acordo com o tipo de agente que as causou e com as complicações que
elas podem apresentar (Figura 33).
Capítulo III Emergências Traumáticas

120
Manual
 
de Primeiros
 Socorros
Figura 33 - Tipos de ferimentos

121
Quadro XV - Limpeza de ferimentos
Contusões
As contusões são lesões provocadas por pancadas, sem a presença
de ferimentos abertos, isto é, sem rompimento da pele. Não há solução de
continuidade da pele e só ocorre derramamento de sangue no tecido
subcutâneo, ou em camadas mais profundas. Quando há apenas o
acometimento superficial, o acidentado apresenta somente dor e inchação
(edema) da área afetada. Quando há sufusão hemorrágica de pequeno
porte, o local adquire uma coloração preta ou azulada, chamamos a
contusão de equimose. Quando vasos maiores são lesados, o sangramento
produz uma tumoração visível sob a pele, ocorre o hematoma formado
pelo sangue extravasado.
Estas lesões quando superficiais não ameaçam a vida, porém podem
alertar a quem estiver fazendo a prestação de primeiros socorros, para a
possibilidade de lesões de órgãos internos.
s
i
a
i
c
if
r
e
p
u
S
s
o
t
n
e
m
ir
e
F
e
d
a
z
e
p
m
i
L
s
i
a
i
c
if
r
e
p
u
S
s
o
t
n
e
m
ir
e
F
e
d
a
z
e
p
m
i
L
s
i
a
i
c
if
r
e
p
u
S
s
o
t
n
e
m
ir
e
F
e
d
a
z
e
p
m
i
L
s
i
a
i
c
if
r
e
p
u
S
s
o
t
n
e
m
ir
e
F
e
d
a
z
e
p
m
i
L
s
i
a
i
c
if
r
e
p
u
S
s
o
t
n
e
m
ir
e
F
e
d
a
z
e
p
m
i
L
.
o
ã
b
a
s
e
a
u
g
á
m
o
c
s
o
ã
m
s
a
m
e
b
r
a
v
a
L
.
1
.
o
ã
b
a
s
e
a
p
m
il
a
u
g
á
m
o
c
a
d
ir
e
f
a
e
t
n
e
m
e
t
n
a
d
n
u
b
a
r
a
v
a
L
.
2
.
a
n
r
o
m
a
u
g
á
m
o
c
r
a
v
a
l
l
e
v
í
s
s
o
p
e
S
.
)
s
o
l
ê
p
e
s
o
l
e
b
a
c
s
o
d
e
t
r
o
c
(
a
i
m
o
t
o
c
ir
t
r
a
z
il
a
e
r
o
s
i
c
e
r
p
e
S
.
3
a
r
a
p
s
o
t
n
e
m
ir
e
f
s
o
r
a
g
e
r
f
s
e
o
ã
N
.
a
ri
e
j
u
s
r
a
ri
t
e
r
o
a
o
d
a
d
i
u
C
.
4
r
e
v
o
m
e
r
o
ã
n
e
,
e
l
e
p
a
d
e
d
a
d
i
u
n
it
n
o
c
e
d
o
ã
ç
u
l
o
s
a
r
a
r
o
i
p
o
ã
n
.
s
e
t
n
e
t
s
i
x
e
s
o
l
u
g
á
o
c
s
i
e
v
í
s
s
o
p
o
n
a
d
ir
e
f
a
o
d
n
a
p
m
il
,r
a
c
e
s
a
r
a
p
li
r
é
t
s
e
e
z
a
g
m
o
c
ri
r
b
o
C
.
5
s
o
m
s
i
n
a
g
r
o
r
c
i
m
r
a
v
e
l
o
ã
n
a
r
a
p
,
a
r
o
f
a
r
a
p
o
r
t
n
e
d
e
d
o
d
it
n
e
s
.
o
r
t
n
e
d
a
r
a
p
r
a
s
u
o
ã
N
.
a
d
ir
e
f
a
e
r
b
o
s
e
z
a
g
e
d
s
a
s
s
e
r
p
m
o
c
r
a
c
o
l
o
C
.
6
.
o
ã
ç
a
z
ir
t
a
c
i
c
a
a
c
i
d
u
j
e
r
p
e
a
h
c
n
a
m
s
e
d
e
s
e
u
q
,
o
ã
d
o
g
l
a
u
o
s
a
p
r
a
f
:
o
m
o
c
s
i
a
t
,
s
o
h
n
a
r
t
s
e
s
o
p
r
o
c
r
a
ri
t
e
r
r
a
t
n
e
t
o
ã
N
.
7
.
e
t
n
e
m
li
c
a
f
m
a
i
a
s
e
u
q
r
e
s
o
ã
n
a
,l
a
t
e
m
u
o
o
r
d
i
v
e
d
s
o
ç
a
d
e
p
m
o
c
o
t
n
e
m
ir
e
f
o
e
r
b
o
s
m
e
g
a
d
n
a
b
u
o
a
r
u
d
a
t
a
a
m
u
r
e
z
a
F
.
8
.
o
v
it
a
r
u
c
Capítulo III Emergências Traumáticas

122
Manual
 
de Primeiros
 Socorros
Esta lesão é das mais freqüentes e pode ocorrer nos ambientes de
trabalho, pelos mais diversos motivos, entre os quais batidas em
ferramentas, escadas, mobiliários, equipamentos, quedas, sendo também
freqüente a sua ocorrência no trajeto residência-trabalho-residência.
A contusão se deve a uma ação local do agente traumatizante,
geralmente, este agente é sólido e a lesão será tanto mais grave, quanto
maior for a velocidade de impacto e o seu peso. O mesmo vale para
contusão que se dá pelo choque do corpo contra um agente parado. A
duração da batida é importante, porque quanto mais prolongada causará
lesões mais profundas e extensas. Outro fator de importância na produção
da contusão é a resistência do tecido atingido, a qual está relacionada à
sua elasticidade. Por exemplo, se a contusão se dá em local onde a pele
está sobre o osso, a lesão é maior; já, se há músculos entre a pele e o osso,
a lesão será mais amena para uma contusão de mesma intensidade.
Logo após a contusão, o acidentado sente dor, será mais ou menos
intensa conforme a inervação da região. Se a batida for muito intensa, a
parte central da área afetada pode apresentar-se indolor pela destruição
de filetes nervosos. A mancha, inicialmente arroxeada, no local contundido,
chamada de equimose, vai se transformando em azulada ou esverdeada,
para, em alguns dias, torna-se amarelada. Isto se dá pela alteração do
sangue que extravasou na hemorragia e que vai sendo reabsorvido
lentamente. Pode se formar, também, líquido entre a pele e o tecido mais
profundo, dando um aspecto de ondulação, com mobilidade da pele no
local atingido. O sangue extravasado, por ser um bom meio de cultura,
pode infectar a lesão, sendo, portanto, muito importante a observação da
evolução da hemorragia.
Primeiros Socorros
As lesões contusas podem ser tratadas de maneira simples, desde
que não apresentem gravidade. Normalmente, bolsa de gelo ou compressa
de água gelada nas primeiras 24 horas e repouso da parte lesada são
suficientes.
Se persistirem sintomas de dor, edema, hiperemia, pode-se aplicar
compressas de calor úmido. Deve ser procurado auxílio especializado.
As contusões simples, de um modo geral, não apresentam
complicações, nem necessitam de cuidados especiais. Todavia, deve-se
ficar alerta para contusões abdominais, mesmo que não apresentem
nenhum sintoma ou sinal, pois poderá ter havido complicações internas
mais graves. Mais adiante trataremos de ferimentos abdominais.

123
Capítulo III Emergências Traumáticas
Escoriações
São lesões simples da camada superficial da pele ou mucosas,
apresentando solução de continuidade do tecido, sem perda ou destruição
do mesmo, com sangramento discreto, mas costumam ser extremamente
dolorosas. Não representam risco à vítima quando isoladas. Geralmente
são causadas por instrumento cortante ou contundente.
Estes tipos de ferimentos também são chamados de escoriações,
esfoliaduras ou arranhões, podem complicar se não forem tratados
adequadamente.
Para atender a estes tipos de ferimentos deve-se fazer uma assepsia
pessoal, lavando as mãos com água e sabão, que é a medida profilática
mais simples e que pode ser executada praticamente em qualquer ambiente.
O ideal para estes casos é lavar o ferimento com bastante água
limpa e sabão.
Se a área atingida for grande, cobrir com gaze ou curativo
improvisado, deixando sempre espaço para ventilação. Se for necessário,
enquanto não se entrega o acidentado a cuidados especializados, é
conveniente trocar este curativo uma vez por dia, pelo menos. O objetivo
é mantê-lo sempre limpo e seco.
Qualquer manipulação de ferimento deve ser sempre
precedida de antissepsia (Quadro XV) de quem estiver
socorrendo. Não se aplicam medicamentos sobre os
ferimentos. O uso de medicamentos tópicos é restrito ao
pessoal médico ou sob sua prescrição autorizada. A mesma
observação é válida para o uso de antibióticos ou de
qualquer outra substância por via oral.
Esmagamentos
Trata-se de lesão comum em acidentes automobilísticos,
desabamentos, e acidentes de trabalho. Pode resultar em ferimentos abertos
e fechados.
Existe dano tecidual extenso das estruturas subjacentes. Os
esmagamentos de tórax e abdome causam graves distúrbios circulatórios
e respiratórios.
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

124
Manual
 
de Primeiros
 Socorros
Primeiros socorros
1. Procurar assistência especializada.
2. Executar o ABC da vida.
3. Transporte rápido, pois o estado do acidentado é potencialmente grave.
Amputações Traumáticas
As amputações são definidas como lesões em que há a separação
de um membro ou de uma estrutura protuberante do corpo. Podem ser
causadas por objetos cortantes, por esmagamentos ou por forças de tração.
Estão freqüentemente relacionadas a acidentes de trabalho e
automobilísticos, tendo maior prevalência em homens jovens.
Seu tratamento inicial deve ser rápido pela gravidade da lesão, que
pode causar a morte por hemorragia, e pela possibilidade de reimplante
do membro amputado.
O controle da hemorragia é crucial na primeira fase do atendimento
de primeiros socorros. O membro amputado deve ser preservado sempre
que possível, porém a maior prioridade é a manutenção da vida.
São três os tipos de amputação:
1. Amputação completa ou total: o segmento é totalmente separado
do corpo.
2. Amputação parcial: o segmento tem 50% ou mais de área de
solução de continuidade com o corpo.
3. Desenluvamento: quando a pele e o tecido adiposo são arrancados
sem lesão do tecido subjacente.
Primeiros socorros:
1. Abrir vias aéreas e prestar assistência ventilatória, caso necessário.
2. Controlar a hemorragia.
3. Tratar o estado de choque, caso este esteja presente.
4. Cuidados com o segmento amputado (Figura 34):
a.Limpeza com solução salina, sem imersão em líquido.
b.Envolvê-lo em gaze estéril, seca ou compressa limpa.
c.Cobrir a área ferida com compressa úmida em solução salina.
d.Proteger o membro amputado com dois sacos plásticos.
e.Colocar o saco plástico em recipiente de isopor com gelo ou
água gelada.
f.Jamais colocar a extremidade em contato direto com o gelo.
Lesão por objetos perfurantes, a pele e tecidos mais profundos ficam
parcialmente exteriorizados. Proceder da seguinte forma:

125
Capítulo III Emergências Traumáticas
1.Expor a lesão.
2.Nunca remover objetos encravados. Existe o risco significativo de
precipitar hemorragia, devido ao destamponamento de vasos sangüíneos.
3.Estabilizar o objeto com curativo apropriado.
4.Não tentar partir ou mobilizar o objeto, exceto nos casos em que
isto seja essencial para possibilitar o transporte.
Figura 34 - Amputação

126
Manual
 
de Primeiros
 Socorros
Queimaduras
Introdução
A temperatura, calor ou frio, e os contatos com gases, eletricidade,
radiação e produtos químicos, podem causar lesões diferenciadas no corpo
humano.
A temperatura do corpo humano, em um determinado momento, é
o resultado de vários agentes que atuam como fatores internos ou externos,
aumentando ou reduzindo a temperatura. Mecanismos homeostáticos
internos atuam para manter a vida com a constância da temperatura cor-
poral dentro de valores ideais para a atividade celular. Estes valores oscilam
entre 34,4 e 40
0
C.
O equilíbrio entre ganho e perda de calor do corpo humano tem
suas oscilações corrigidas sob controle do centro termorregulador do
cérebro. Este controle é bastante limitado. Quando a temperatura corpo-
ral atinge, por exemplo, valores entre 41,7 e 43,3
0
C, não existe qualquer
possibilidade de regulação da perda de calor pois, neste caso, já ocorreu
lesão no próprio aparelho termorregulador.
O controle da temperatura pode ocorrer de maneira súbita, devido
a reações inesperadas, ou gradativamente, através de aclimatação.
Quando a temperatura corporal tende a subir, devido a fatores
climáticos, ou devido ao aumento da atividade metabólica, as temperaturas
superficiais do corpo e da pele aumentam. O hipotálamo é automaticamente
estimulado por sensores periféricos e pela ação direta do sangue aquecido.
O Sistema Nervoso Autônomo é ativado e se processam inúmeras alterações
fisiológicas. O ritmo cardíaco aumenta; a freqüência respiratória aumenta
par aumentar a perda de calor; ocorrem a vasodilatação periférica e a
vasoconstrição esplênica (do baço); a produção de suor aumenta.
A perda de fluidos através do suor pode chegar, por exemplo, até a
4 litros por hora, numa pessoa submetida a trabalhos pesados em
temperaturas elevadas. O conteúdo de sal do suor aumenta de 0,2 a 0,5%
com temperaturas elevadas.
O controle da temperatura é feito de maneira gradativa quando
ocorre a aclimatação. Normalmente um indivíduo leva de 8 a 10 dias exposto
a temperaturas elevadas para se aclimatar, Mesmo assim, pode sofrer
transtornos funcionais e clínicos se ocorrer fadiga; infecção grave;
intoxicação alcoólica ou por drogas alucinógenas; má hidratação; ingestão
de sal ou de calorias. Pessoas com idades avançadas ou obesas, e os
indivíduos que sofrem de doenças debilitadoras crônicas são mais
suscetíveis a transtornos provocados pelo calor. Os problemas podem
ocorrer devido à falência do mecanismo de sudorese.

127
As quatro principais desordens devidas a stress de calor ambiental,
que estudaremos neste item em ordem decrescente de gravidade, são:
· queimaduras,
·  insolação ou golpe de calor;
· exaustão pelo calor; e
· cãibras de calor.
O suor é um líquido incolor, de odor particular, secretado
pelas glândulas sudoríparas. É uma solução hipotônica de
sódio. A normalização da perda de sal e volume circulante
do organismo é feita principalmente através do estímulo à
produção de hormônio antidiurético e aldosterona, a
produção de suor pode ser aumentada para duas vezes e
meia, assim como pode ser diminuída a perda de sódio.
Queimaduras
Queimaduras são lesões provocadas pela temperatura, geralmente
calor, que podem atingir graves proporções de perigo para a vida ou para
a integridade da pessoa, dependendo de sua localização, extensão e grau
de profundidade.
O efeito inicial e local, comum em todas as queimaduras é a
desnaturação de proteínas, com conseqüente lesão ou morte celular, por
este motivo elas têm o potencial de desfigurar, causar incapacitações
temporárias ou permanentes ou mesmo a morte.
A pele é o maior órgão do corpo humano e a barreira contra a perda
de água e calor pelo corpo, tendo também um papel importante na
proteção contra infecções. Acidentados com lesões extensas de pele tendem
a perder temperatura e líquidos corporais tornando-se mais propensos a
infecções.
Todo tipo de queimadura é uma lesão que requer atendimento médico
especializado imediatamente após a prestação de primeiros socorros, seja
qual for a extensão e profundidade.
Afastar o acidentado da origem da queimadura é o passo inicial e
tem prioridade sobre todos os outros tratamentos. Observar sua segurança
pessoal, com máximo cuidado, durante o atendimento a queimados.
Gravidade da Queimadura
Depende da causa, profundidade, percentual de superfície corporal
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Capítulo III Emergências Traumáticas

128
Manual
 
de Primeiros
 Socorros
queimada, localização, associação com outras lesões, comprometimento
de vias aéreas e estado prévio do acidentado.
Como efeitos gerais (sistêmicos) das queimaduras podem ter:
a) Choque primário (neurogênico) - vasodilatação
b) Choque secundário - hipovolemia
c) Infecção bacteriana secundária a lesão
d) Paralisia respiratória e fibrilação - choque elétrico
Classificação das Queimaduras:
Profundidade ou Grau das Queimaduras
O agente causador das queimaduras produz uma série de alterações

Baixar 8.99 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   ...   21




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
Curriculum vitae
pregão eletrônico
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
distrito federal
prefeito municipal
língua portuguesa
nossa senhora
segunda feira
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
agricultura familiar
educaçÃO ciência