I – identificaçÃO a Nome da Instituição Proponente



Baixar 25.34 Kb.
Encontro06.11.2017
Tamanho25.34 Kb.
#37818
I – IDENTIFICAÇÃO

a) Nome da Instituição Proponente: Associação de Amigos da Biblioteca Pública Municipal Mestra Augusta CNPJ: 17.355.221/0001-85 Endereço: Avenida Lauro Machado, 227 - Centro – Turmalina-MG Telefone: (38) 3527-1906

b) Responsável pela Instituição Proponente: Nome: Maria Neick da Piedade Lopes Endereço: Avenida Lauro Machado, 593 - Cruzeiro Azul - Turmalina-MG Telefone: (38) 3527- 1218 E-mail: lereprecisoturmalina@gmail.com

c) Responsável pelo Projeto: Nome: Maria Neick da Piedade Lopes Endereço: Avenida Lauro Machado, 593 - Cruzeiro Azul - Turmalina-MG Telefone: (38) 3527- 1218 E-mail: lereprecisoturmalina@gmail.com

II – INFORMAÇÃO SOBRE O PROJETO

Nome: BIBLIOTECA CIDADÃ Período de Execução: Fev. a Jul. de 2012 – Out. a Dez de 2013 – Fev. a Nov. de 2014 Linha de atuação do projeto: Educação para a Cidadania e Convivência Harmoniosa no Grupo, na Família e na Sociedade.

III - OBJETIVOS

Geral: Diversificar o atendimento às Crianças e Adolescentes, através de acervo adequado às reais necessidades desses Leitores especiais:

Específicos:

  • Incentivar a leitura literária e a formação cidadã de crianças e adolescentes vulneráveis às ameaças e violações de direitos.

  • Desenvolver uma percepção mais crítica dos temas que a televisão e o cinema colocam para a sociedade, especialmente para a infância e adolescência.

  • Colaborar com os órgãos responsáveis recebendo adolescentes e jovens para o cumprimento de penas alternativas, à razão de 02 ao dia (01 de manhã e 01 à tarde).

  • Estimular a participação do voluntariado, de profissional especializado, subsidiando os debates.

  • Incentivar o desenvolvimento do espírito crítico, a formação de idéia própria e a defesa dessa opinião através de argumentos bem construídos.

IV - JUSTIFICATIVA

O Projeto “Biblioteca Cidadã” nasceu da necessidade de atender, de forma diferenciada, as crianças e jovens inscritos nos Projetos / Programas Sociais do município e outros, em situação de vulnerabilidade, buscando desenvolver neles uma percepção mais crítica, possibilitando – lhes uma formação cidadã e se justifica pelas razões abaixo elencadas:

a) Os altos índices de atos infracionais e/ou vitimização praticados e sofridos por crianças e adolescentes;

b) Desvios de comportamento, indisciplina, baixo rendimento escolar, baixa auto-estima de crianças e jovens em situação de risco;

c) O entendimento de que todas as instituições devem somar forças no sentido de oferecer alternativas de prevenção;

d) Consciência de que ler é um direito fundamental do cidadão e que a leitura é a principal via de acesso ao conhecimento e à cultura.

Além dessas razões a confiança na força da leitura, como ferramenta de uma Cultura de Paz, nos encoraja a propor este Projeto “Biblioteca Cidadã”.

Os Auxiliares de Biblioteca, os Promotores de Leitura, incluindo os voluntários fixos e eventuais, têm larga experiência seja em sala de aula ou na execução de projetos dessa natureza. Participam de oficinas, seminários e outros para se capacitarem, além do preparo através da leitura e do estudo para bem exercerem suas atividades. Quando se fazem necessárias, as parcerias de pessoal técnico especializado são buscadas nas escolas, secretarias e outras instituições governamentais ou da sociedade civil.



V – METODOLOGIA/ESTRATÉGIA DE AÇÃO

O Projeto tem 03 atividades básicas:

  • Roda de Leitura: Leitura da história e Debate, Contextualização, Aprendizados relevantes e Oferta de kits de livros para leitura complementar.

  • Sessão de filmes, debate, análise da diferença entre a linguagem do filme x linguagem do livro/contextualização...

  • Atividade Cultural – Montagem/ensaios/apresentação das atividades.

1º Passo:

  • Seleção prévia e estudo do material (livros e filmes).

  • Visita à sede dos Projetos Sociais (entrevista com os coordenadores para levantar necessidades, expectativas periodicidade, horários, outros).

2º Passo:

  • Contato com o público beneficiário, através de visita programada;

  • Contato com os familiares, através de convite, para conhecimento e liberação da criança/adolescente para participar do Projeto.

3º Passo:

A) Realização do trabalho;

a) Princípios Norteadores:

1) Prazer e disciplina são fundamentais no desenvolvimento do projeto. As regras de convivência são construídas em conjunto.

2)Ler é como respirar: vital, natural, por isso é preciso brincar com a história, divertir-se com ela, comentá-la, compartilhá-la, sem preocupação de estar dizendo certo ou errado.

b) Preparação e Realização das Atividades

1) Escolha da história procurando as que atendam às necessidades psicológicas do desenvolvimento afetivo e social da clientela.

2) Preparo da leitura de forma a fazê-la com graça e emoção: postura certa, entonação correta da voz, os gestos mais adequados e tudo o que facilita o aprender e aperfeiçoar, são importantes, mas, sobretudo é a emoção do mediador de leitura, na sua “leitura” é que vai despertar nos seus ouvintes o gosto de ler e ler.

3) Feita a leitura o momento é para explorar ao máximo o compartilhamento de impressões, de sentimentos, procurando trazer a história para o contexto da própria sociedade, para o universo social e cultural dos participantes: suas condições de saúde, suas preocupações, seus sonhos, suas contradições, sua responsabilidade de mudar o mundo.

4) Quando as situações forem contraditórias, um júri simulado pode ser proposto, possibilitando a defesa das suas opiniões através de argumentos lógicos e consistentes.

5) Ao término da Roda de Leitura os participantes são convidados a preencher (livremente) o seu “Diário do Leitor”. Uma competitividade saudável é estimulada: o “melhor” diário será lido pelo próprio autor, no programa de rádio “Nas ondas da Leitura”.

6) Preferencialmente são trabalhados filmes que tenham seu enredo a partir de 01 livro ou vice versa, indicado previamente para leitura.

7) As palestras são feitas por pessoal especializado quando uma abordagem mais complexa é necessária, com crianças/jovens e com os familiares.

8) A culminância periódica do Projeto se dá com uma atividade cultural escolhida, ensaiada e apresentada pelo grupo, a cada 03 meses findados. (etapa vencida)

9) O trabalho com os familiares dos adolescentes e jovens é semelhante, respeitadas as características e necessidades próprias.



B) Monitoramento e avaliação;

a) Resultados Esperados:

1 ) Capacidade de resolver dificuldades surgidas no grupo, na escola, na família.

2) Melhora do nível de esforço e atenção na realização dos trabalhos.

3) Capacidade de interação com os colegas, mediadores e familiares (gentileza, cordialidade, respeito...)

4) Prazer de ler e o aprimoramento da leitura em voz alta.

5) Formação de ideia própria e defesa da sua idéia, através de argumento convincente.

6) Evolução da capacidade de ser protagonista.

Os resultados, embora difíceis de serem mensurados, são medidos através da Observação/Auto Avaliação do Progresso dos participantes, utilizando-se os conceitos: O- B-R-F. (Ótimo, Bom, Regular, Fraco).

O projeto é acompanhado pelos próprios executores, pela AABC, pelo CMDCA, pelos demais parceiros. As avaliações são registradas, em fichas elaboradas para este fim, para verificar o alcance dos objetivos e a correção de rumos, se necessário.

b) Alguns Resultados Alcançados:

1) Percentual/Média de livros lidos pelos integrantes do Projeto:



  • 35% lêem acima da média proposta de 04 livros mensais.

  • ¼ São campeões de leitura no computo geral de leitores da Biblioteca.

2) Comportamento:



  • 87% respeitam as regras de convivência, definidas pelo grupo;

  • 97% respondem satisfatoriamente às atividades propostas no projeto.

3) Freqüência:



  • 51% tem freqüência satisfatória em todos os encontros e atividades extras.

  • 6,5% têm 100% de presença nas atividades.

  • 3% dos integrantes evadiram.

  • 3% (01 integrante) não melhorou o comportamento.

C) Correção de rumos, ao final de cada etapa.

4º Passo:

a) Prestação de Contas;

b) Elaboração de Relatório;

c) Divulgação dos resultados



Turmalina, 14 de Novembro de 2014

Maria Neick da Piedade Lopes Presidente da AABC

Baixar 25.34 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino médio
ensino fundamental
concurso público
catarina município
Serviço público
Dispõe sobre
reunião ordinária
câmara municipal
público federal
processo licitatório
Processo seletivo
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
Universidade estadual
ensino superior
Relatório técnico
técnico científico
Conselho municipal
direitos humanos
Curriculum vitae
científico período
espírito santo
língua portuguesa
Sequência didática
pregão eletrônico
distrito federal
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
educaçÃo secretaria
nossa senhora
segunda feira
Pregão presencial
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar
educaçÃo profissional