Hernani Guimarães de Andrade Diretor presidente do Instituto Brasileiro de pesquisas psicobiofísicas (ibpp) Tese oferecida ao IX congresso internacional de Psicosintesis, no período de 5 a 10 de agosto de1971, em Buenos Aires, Argentina


 – Como cientista o que você acha que a descoberta da



Baixar 1.14 Mb.
Pdf preview
Página4/4
Encontro25.06.2020
Tamanho1.14 Mb.
1   2   3   4

14 – Como cientista o que você acha que a descoberta da

anti-matéria pode significar para o espiritismo?

R- A “Anti-matéria”, interessa, praticamente, só à física,

Creio que pouco ou nenhuma implicação poderá ter para o

espiritismo.



15- Qual é a seu ver, a tarefa principal dos espíritas

brasileiros no momento?

R- A tarefa principal dos espíritas brasileiros, no

momento, é prosseguir direito no caminho em que se

encontram. Todavia, é preciso lembrar que o aprimoramento

intelectual, e sobretudo, o moral são imprescindíveis

agora, pois creio que, em breve, o nosso amado Brasil será

convocado para auxiliar a humanidade em seus transes de

dor. Precisamos estar a postos para ajudar o mundo na

preservação dos valores ético-culturais da espécie humana.

Nossa responsabilidade é imensa, quase sobre-humana! –

Certo?

16- Em termos de conceituação científica e em face desse

aspecto: Dimensão-Espaço-Tempo, você acha que um planeta

pode estar se aproximando da Terra, de modo a carrear um

certo tipo psicológico incompatível com as melhores

condições de nosso orbe?

R- Olhe, essa história de intrujões planetários poderá

levar o ridículo e ao descrédito ao espiritismo. O problema

cosmológico é da alçada da cosmologia, nobre e portentosa



ciência, a favor da qual se conta com custosos aparelhos da

mais alta precisão e cérebros humanos e eletrônicos do mais

refinado gabarito. Conhecimento não se conquista de mão-

beijada. Isso, o de querer saber o que se passa no cosmo e

nos planetas á custa de revelações mediúnicas constitui

grande ingenuidade e certo perigo para a boa fama do

espiritismo.

Que possam existir outros orbes habitados nessa

imensidão cósmica, nessa fabulosa poeira de estrelas

formadora de bilhões de galáxias, creio que já não há

dúvidas. Mas vamos com calma. Esperemos que a astrobiologia

forneça as informações certas e razoáveis. Não vá, o

sapateiro, além dos sapatos.

17- Dos cientistas espíritas qual deles você tem maior

estima no passado e no presente?

R - Quando falamos de cientistas espíritas do passado e do

presente, precisamos modificar o nosso conceito a respeito

do objetivo do espiritismo. Atualmente e em particular aqui

no Brasil, alguns especialistas querem atribuir a

qualificação de espírita apenas àqueles que aceitam as

proposições da doutrina codificada por Allan Kardec. Nesse

sentido ficariam eliminados quase todos os cientistas que

estudaram o espírito e procuraram conhecer a sua natureza e

suas relações com os objetos do nosso mundo físico.

Essas sutilezas é preciso que se diga, parecem-me

inúteis e originárias da profunda ignorância atual acerca

do que seja o espírito. Quando se desconhece alguma coisa,

forma-se um grande número de sistemas teóricos provisórios,

até que o método científico, através de seus processos

seguros de investigação, os substitua por conhecimentos

positivos. Na fase de teorização provisória, as

controvérsias são constantes, pois discute-se sobre

opiniões. Não quero, portanto, entrar nesse tipo de arena

onde às vezes, o discutidor visa mais à sua autopromoção do

que ao estabelecimento da verdade científica. Por isso, e

após esse preâmbulo, ao referir-me aos cientistas

espíritas, quero englobar aqueles que sem serem Kardecistas

procuraram ou procuram investigar os fenômenos do espírito,

admitindo “a priori” a possibilidade da sua existência.

Do passado, presto minhas homenagens, a todos os

grandes vultos da metapsíquica, como William Crookes,

Charles Richet, Ernesto Bozzano, Camille Flammarion,

Gabriel Dellane, gustave Geley e outros que não anúncio

para não roubar espaço.

Do presente, sem esquecer os atuais parapsicólogos que

tratam dos fenômenos Psi-Theta, embora não os enumere,

presto minha homenagem póstuma aos nossos grandes e

inesquecíveis patrícios: Carlos Embassahy e Pedro Granja.



18- O que é mais relevante para você no espiritismo?

Por que?

R- No espiritismo o que é mais relevante para mim, é o seu

valor ético, porque no estágio em que se encontra a

humanidade, presentemente, vê-se que somente uma profunda

renovação interior do próprio homem poderá conduzir á paz e

á felicidade. Está opinião poderá parecer contraditória, de

minha parte. Mas, creiam-me, se eu quase só milito na parte

da investigação científica, faço-o visando a aduzir maior

evidência para as afirmativas da doutrina, concernentes à

natureza do homem. É a linguagem melhor entendida pelos

intelectuais do século XX, penso eu.

19- Qual foi o seu maior momento enquanto espírita?

R- Quando li, pela primeira vez, as obras de Kardec. Eu já

era espírita, e descobri isso!

20- Você tem uma mensagem para os espíritas, qual?

R- Tenho sim. Recomendando que leiam com atenção o

parágrafo 13, do capítulo I, do livro “A gênese” de Allan

Kardec, e mãos à obra!



SEGUNDA VIGÍLIA

1 – Você faria alguma distinção entre materialização e

ectoplasmia?

R- Quanto à maneira corrente de entender da maioria das

pessoas não há distinção entre os vocábulos “materialização

e ectoplasmia”.

Pessoalmente faríamos uma distinção entre um e outro

verbete.


2- Qual distinção?

R- A palavra ectoplasmia parece-nos mais certa. Significa

forma modelada exteriormente ao organismo do agente

plasmador. Em particular a substância dócil à modelagem é o

ectoplasma, quando se trata de um fenômeno paranormal.

(2-a)


O fenômeno de ectoplasmia pode-se subdividir-se em três

tipos:


a)= A psicoplastia- quando o ectoplasma assume formas

diversas devida à ação psicocinética do médium. Eusápia

Paladino produziu notáveis psicoplastias. O Dr Albert Van

Schrenk Notzing (12) estudou e relatou inúmeros casos de

psicoplastias em que a médium Eva C. chegou a plasmar

psicocinesicamente uma página do jornal Miroir”.

b)= A duplicação ectoplásmica - Em que o Duplo astral do

médium serve de organizador do ectoplasma, produzindo uma



réplica do médium (agente). O caso da Srta Emília Saget é

uma exemplo clássico desse tipo de ectoplasmia.(1)

c)= A produção de agêneres ectoplásmicos – Na qual o médium

atua apenas como doador de ectoplasma. Sua modelagem opera-

se á custa do perispírito do segundo agente.

Pode ocorrer que o agente modelador já exista



desencarnado

. As ectoplasmias de Kate King, observadas por

William Crooks, servem como exemplo deste caso. (4).

É possível, também, que uma pessoa ainda viva se sirva do

ectoplasma de um doador e se mostre na forma de um agênere

ectoplásmico. Tais ectoplasmias são mais freqüentes por

ocasião de ocorrências dramáticas que envolvem fortes doses

de emoção: desastres, estados pré-agônicos, etc... (5) (7)

(14).

Convém notar que as ectoplasmias se apresentam sob um



número imenso de modalidades e graduações de consistência.

Assim elas podem ser parciais (apenas peças anatômicas) ou

totais. (11).

Quanto à consistência, elas vão desde o fantasma

diáfano,(13) até as corporificações totais, em que o

agênere apresenta todas as características biológicas de um

ser vivo.

O vocábulo materialização pode sugerir a idéia de

transformação da substância espiritual em substância

material. Algumas pessoas chegam a admitir tal

possibilidade. Isso não nos parece certo. Na ectoplasmia

não ocorre ao que se nos afigura, nem materialização nem

desmaterialização. O fenômeno em jogo tem as

características da organização morfológica (modelagem) de

uma determinada substância material (o ectoplasma), o

espírito não chega a materializar-se, pois ele já é uma

forma de matéria, matéria quintessenciada, como ensinaram

os espíritos a Allan Kardec(9). Ou como explica claramente

André Luiz. O que ocorre é uma ação modeladora do espírito

sobre a matéria ectoplasmica. Essa ação é possível devido

ao campo biomagnético, ou ao campo Psi para usarmos um

termo mais ao sabor da parapsicologia.

Generalizando um pouco a questão, poderíamos dizer que

a organização embriogênica, é um ectoplasma de longo prazo.

O modelo organizador biológico (MOB) faz parte do espírito.

É ele que orienta o desenvolvimento do ser em gestação,

dando-lhe os delineamentos gerais na epigênese embrionária,

produzindo então o fenômeno da recapitulação. Tal fenômeno



é uma das mais fortes provas biológicas a favor da

reencarnação (2-b).



3- Em termos de teoria da relatividade de Einstein

transformar energia em matéria é possível, pelo menos

teoricamente?

R- A teoria da relatividade entre muitas outras, fornece

uma equação que mostra a equivalência entre massa e energia

(6).


E= m.c

2

Em que E= energia



m= massa

c= velocidade da luz, (3 x 10

8

m/ sg)


Usando uma linguagem mais popular, é certo dizer que a

matéria pode transformar-se em energia, e vice-versa.



Todavia tal expressão não é muito rigorosa do ponto de

vista da física

. O mais certo é como expressamos

inicialmente: “Há equivalência entre massa e energia”.

4- O professor Carlos Chahfi, do departamento de física da



universidade “Mackenzie”, fez o seguinte cálculo. E= mc2,

ou energia (E) é igual à massa(m) vezes a velocidade da luz

(c2). Assim, a energia será igual à massa(70k),vezes a

velocidade da luz (300.000 quilômetros por segundo) ao

quadrado. Feitas as contas, a energia necessária para

materializar um homem seria de 1,75 x 10

12

KWh; ou o

equivalente, numa hidrelétrica como a de Jupiá, ao trabalho

de 293 anos, dia e noite, sem parar. Transformada em calor,

essa energia seria suficiente para derreter o minério

existente na serra dos Carajás que é a maior jazida de

ferro mundo.

R- Respeitamos o prof. Carlos Chahti como uma autoridade no

campo da física. Não temos elementos para testar suas

afirmações. Todavia, pensamos que o eminente professor deve

estar certo, pelo menos aproximadamente. Quem somos nós

para contestá-lo?



5- Você acha que isso se aplica aos fenômenos que as

ciências psíquicas costumam intitular “materialização”?

R- Somos de opinião que não se aplica a tais fenômenos.

Como já esclarecemos na resposta à pergunta nº2,

“Ectoplasmia” (ou se quiser, “materialização”) não parece

implicar em ações subatômicas. Trata-se de um processo de

organização morfológica do ectoplasma e nada mais.



6- Que tem a dizer a respeito?

R- Como se sabe há pouco conhecimento ainda, acerca desses

fenômenos. A própria parapsicologia ainda se encontra no

inicio da investigação da ectoplasmia. A velha Metapsíquica

aprofundou-se bastante nesses fenômenos, mas restringiu-se

à verificação qualitativa. Sem embargo disso, sua

contribuição foi valiosa e, atualmente estão sendo revistos

seus legados observacionais.



7- como parapsicólogo, o que você tem a dizer sobre o

vocabulário corrente em face da fenomenologia?

R- Atualmente, dentro da parapsicologia (a legítima), está

sendo criada uma nomenclatura rigorosa e funcional. Até

agora não se convocou um congresso internacional para

tratar exclusivamente desse importantíssimo problema, mas

cremos que em breve se cuidará em nível internacional da

terminologia parapsicológica.

Enquanto isso não se der, recomendamos recorrer ao

excelente trabalho de João Teixeira de Paula, Enciclopédia

de Parapsicologia, Metapsíquica e Espiritismo, que, a nosso

ver, é a melhor obra do gênero, em idioma português, umas

das mais completas do mundo.

Queremos ratificar o termo entre parênteses “a

legítima”, quando nos referimos à parapsicologia.

A razão disso está no fato de medrarem, em nosso país,

parapsicologia sob-medida, inflada de siglas e termos

obstrusos e criados arbitrariamente, o que muito tem

contribuído para provocar maior confusão nesse particular.



8- Que tem você a dizer a respeito da teoria de Zöllner

acerca da 4º dimensão?

R – A teoria de J.K.F Zöllner a respeita da 4º dimensão

está, atualmente, sendo seriamente reconsiderada(17).

O pesquisador Pascual Jordan (Alemanhã), considera

indispensável se estenda à conceituação de espaço real um

número de dimensões superior ao que se aceita atualmente.

Citando o prof. Zöllner, ele acha que a teoria deste

ilustre sábio é a que melhor explica certos fenômenos

paranormais, cujas leis, causas eficientes, não se

enquadram no esquema das leis normais (8).

O grande físico alemão Ernest Math teve a mesma opinião ao

examinar os relatos do Dr Hans Bender, MD., PhD,. Acerca do

caso de Poltergeist ocorrido em Nicklheim, Alemanhã (15). O

eminente parapsicólogo brasileiro, eng. Djalma Caselato,

especialista em caso de poltergeist, relatou esse episodia

nas páginas da explêndida revista RIE(3).



O prof. Aloys Wenzl (Alemanhã) diz que: “Podemos

compreender a realidade macrofísica em um contiunuun

tetradimensional”. (sic) (16).

Nossa modesta opinião é favorável à do Prof. Zöllner, isto

é, a da realidade de uma quarta dimensão. Aliás, somos de

parecer que a limitação dimensional atribuída ao nosso

espaço resulta apenas da restrição determinada pelas nossas

possibilidades materiais. Somos seres fisicamente

tridimensionais. Por isso, só podemos perceber

sensorialmente os espaços e objetos de três dimensões.

Todavia existe inúmeros fotos observáveis que fazem

suspeitar da existência de mais outras dimensões espaciais,

além das três comumente assinaladas em nossa experiência

normal. Diante dos fatos parece-nos lógico optar por



conceitos mais amplos, certo?

END...

Baixar 1.14 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar