Faculdade teológica do brasil "Entidade Educacional Com Jurisdição Nacional"



Baixar 1.26 Mb.
Página17/24
Encontro29.10.2017
Tamanho1.26 Mb.
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   24
Tudo começa com fé. E essa felicidade de que estamos gozando tem algo tremendamente emblemático: a própria palavra começa com a sílaba – FÉ -. Diga a Jesus: “Senhor, eu creio no que Tu falas, creio no que Tu pregas, creio na salvação trazida por Ti! Eu creio na Tua cruz, creio e quero receber as bênçãos do Calvário!” O pecado é incompatível com o fato de ser filho de Deus; é incompatível com o propósito da manifestação de Cristo. Mas o querido leitor não precisa esperar pela Segunda Vinda de Jesus Cristo para receber a filiação divina: pela fé, agora, segundo o ensino da Bíblia, você pode se tornar filho de Deus!

EVANGELIZAÇÃO
A AÇÃO DO EVANGELHO

ESTUDO SOBRE A IGREJA
TEOLOGIA GRÁTIS PARA TODOS


WWW.CGADOB.COM.BR

www.fatebra.com.br

O mundo atual no qual vivemos se encontra em um estado terrível pecaminosidade, onde muitas pessoas a cada dia seguem rumo à morte, sem esperança alguma de salvação. Porém há um povo sobre a terra que recebeu uma mensagem de vida, de luz, para ser entregue aos homens. Este povo não pode parar diante das densas trevas que se levantam.
Este povo é diferente, pois serve a um Deus inigualável, possui uma mensagem diferente, faz uma oração distinta e tem um poder único, este povo são os remidos do Senhor Jesus Cristo, comprado pelo sangue, comprados por um alto preço de sangue. Não fomos tomados emprestados da mão do diabo, fomos conquistados por Cristo.
Este povo não pode calar, porque se isto fizer-se até mesmo as pedras clamariam. Não podemos nos deter, com as coisas deste mundo. Temos que avançar, colocando o reino das trevas em retirada. Levantando bem alto a bandeira do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Muito campo ainda falta para ser conquistado, muita terra para ser alcançada, nada pode nos impedir, Deus nos chamou para destruir as obras do diabo, e anunciarmos ao mundo que o Rei está voltando.
O Evangelismo é uma arma poderosa se usada de forma correta, para isso vamos analisar o que a Bíblia nos ensina com respeito a este tema.


Definindo Três Palavras: Evangelho, Evangelização & Evangelismo

Estas três palavras possuem definições fortes e contundentes em nossas vidas, enquanto uma se torna uma tarefa, a outra é a descoberta da salvação e a outra é a ação.
Uma delas é voltada para o mundo em pecado a outra é voltada para a Igreja, ambas dependem uma da outra, e estão nas mãos da Igreja.


EVANGELHO
O termo evangelho vem do grego evanguélion, que significa, literalmente, boas novas. Quando os anjos anunciaram aos pastores o nascimento de Jesus (Lc 2.10,11) foi empregado o verbo correlato evanguelizo, que tem o significado de levo ou trago boas novas, naquele exato momento começa-se a cumprir as promessas de Deus com relação ao Salvador da humanidade.
Evangelho é então o anuncio do cumprimento da providência de Deus para salvação dos pecadores, que se realizou com a vinda de seu filho ao mundo.


EVANGELIZAÇÃO

A palavra evangelização provém do grego evaggelizo, cujo significado é: "Anuncio boas novas". Basicamente, pois, evangelização é levar o evangelho às pessoas, é a apresentação de Jesus Cristo no poder do Espírito Santo, de tal maneira que os homens possam confiar nele como Salvador e servi-lo como Senhor de suas vidas.
Desta forma podemos definir que evangelização é quando levamos as pessoas ao pleno conhecimento da verdade de Deus em relação ao seu filho Jesus Cristo. Aqueles, porém que entendem que a evangelização é uma ação que consiste em levar perdidos a Jesus para serem salvos por Ele, hão de empenhar-se apaixonadamente na propagação do evangelho.


EVANGELISMO

Evangelismo é a ação cujo objetivo é levar os homens a conhecerem sua condição de pecadores perdidos e a conhecerem o plano de Deus para sua salvação; induzi-los à aceitação de Jesus Cristo como Filho de Deus, Salvador e Senhor, e integrá-los na vida cristã.
Nesta definição vamos encontrar três pontos básicos de apoio que devem ser verificados, são eles:


1 - Informação: Evangelismo é uma ação que tem por fim informar. Se faz necessário que o ser humano seja informado de sua condição de pecador e de sua vida distanciada da presença de Deus, da necessidade de arrepender-se de seus pecados e ser informado que Deus o ama (Jo 3.16), que entregou seu filho para salva-lo. Nesta área de informação deve-se utilizar todos os meios de comunicação possível, desde o rádio até a Internet.

2 - Convencer: Evangelizar também é convencer o homem de seu estado pecaminoso, além de anunciar ao homem o seu estado é necessário que o evangelista dê lugar ao Espírito Santo para que este possa usá-lo para convencer o pecador que ele precisa de salvação.

3 - Integração: Consiste no discipulado, durante o qual o novo crente aprende as doutrinas bíblicas, cresce em poder e fé e se desenvolve, aplicando-se cada vez mais ao serviço de Deus. Desta forma a evangelização de uma pessoa não termina quando ele aceita a Jesus mas está apenas começando.

Depois de examinarmos estas definições, chegamos a conclusão, que evangelizar é uma tarefa muito importante e difícil, a qual não pode estar nas mãos de pessoas individualistas que não possuem compromisso com a obra de Deus, é preciso investir, treinar, capacitar e ter métodos avançados e modernos de evangelização.

MOTIVOS QUE NOS LEVAM AO EVANGELISMO

Quando lemos a Bíblia Sagrada, vamos encontrar alguns motivos fortes que nos levam a querer fazer evangelismo, vejamos alguns destes pontos fortes:

1 - O Conhecimento da Vontade de Deus - Quando lemos a Bíblia Sagrada e nela encontramos que a principal vontade de Deus é que todos cheguem ao pleno conhecimento da Salvação (I Tm 2.4), nos colocamos em posição de ordem, pois sendo Deus meu Senhor devo fazer de tudo para que a sua vontade seja cumprida. Essa vontade revela o amor de Deus para com todos os pecadores e ao mesmo tempo a grandiosidade da obra que é a evangelização.

2 - A Ordem de Jesus - Nesta ordem de Jesus podemos ver que se faz necessário a existência de um discipulado obediente, espiritual e dinâmico; implica também, na organização eficiente da evangelização local e missionária. Na ordem de Jesus registrada em Marcos 16.15, distinguem-se os seguintes elementos:
a) O Campo de Atividade para a Evangelização - O mundo inteiro;
b) O Alvo a ser Atingindo - O homem;
c) A Tarefa específica a ser cumprida - A pregação do evangelho.


3 - A Revelação das Sagradas Escrituras - Quando lemos na Bíblia Sagrada, como se encontram as almas sem Cristo ( Rm 3.10-12, 23; 6.23), e começamos a pensar no sofrimento que há no inferno e que este sofrimento é eterno para aqueles que não aceitaram a Jesus Cristo e que eles poderão estar lá porque eu não fiz a minha parte. E nesta mesma revelação vamos encontrar a Bíblia afirmando que uma só alma vale mais que o mundo inteiro ( Mc 8.36,37). Para podermos evangelizar as almas precisamos olhar como Jesus olha para elas; como ovelhas sem pastor, desgarradas e sofrendo, se não tivermos esta visão das almas nunca teremos coragem de evangelizar.

4 - Compreensão de que Somente o Evangelho pode Salvar - É tolice tentar encontrar salvação fora do Evangelho (Rm 10.13-17), e os crentes tem este poder. A grande solução da humanidade não está na política bem feita, ela pode até ajudar na vida material mas, não servirá de nada no lado espiritual, o desenvolvimento econômico também não têm capacidade de oferecer salvação, nem a ciência tem poder para isto, mas o evangelho têm, e este evangelho que está em nós devemos repartir com aqueles que ainda não conhecem a Salvação que está em Cristo Jesus.

5 - A Visão da Extensão da Obra - Jesus disse que o nosso campo seria o mundo (Mc 16.15), haja vista que a cada dia que se passa milhões de pessoas nascem, muitas em países comunistas, que ainda impõem as cortinas de ferro, e estão esperando por nós, será que vamos cruzar os braços diante desta grande tarefa ?

6 - Visão da Responsabilidade Pessoal - Quando Deus chamou a Ezequiel, Ele o colocou como atalaia sobre a casa de Israel, (Ez 3.17) será que é diferente? Deus tem nos constituído como um atalaia não apenas em Israel mas principalmente para o mundo. E como podemos escapar desta responsabilidade? Não podemos, Deus ordenou e temos que cumprir nossa missão.

O EVANGELISMO VISTO NOS QUATRO EVANGELHOS

Dentro dos quatro evangelhos, vamos encontrar um personagem central, voltado inteiramente para a obra de evangelização das almas, Ele é com toda a certeza o maior de todos os evangelistas que o mundo já teve.
Vamos ver algumas características que este grande evangelista possuía, e como ele organizou uma campanha de evangelismo bem preparada e equipada.


JESUS O PRIMEIRO EVANGELISTA

1 - Características Pessoais

a) Esforçado - Jesus era esforçado na obra que realizava, a Bíblia relata que dois dos discípulos de João Batista o seguiam, desejosos de saber onde o mestre morava, Jesus os convidou a acompanhá-lo e permaneceu com eles quase todo aquele dia, ensinado-lhes a palavra de Deus, eles queriam apenas conhecer aonde o Mestre morava porém Jesus aproveitou a oportunidade para convence-los de que Ele era o Messias esperado por Israel.
b) Paciência e Determinação - Neste mesmo episódio revela duas outras características de Jesus a Paciência e Determinação, Ele não tinha pressa em evangelizar, ele podia apenas ter mostrado onde morava e pronto, mas ele viu a oportunidade de ensinar mais a respeito dEle e da sua missão.
c) Compaixão - Em Mateus 14.14, vamos encontrar quando a Bíblia afirma que Jesus por compaixão as almas que ali estavam as curou de suas enfermidades, e nós quantas vezes passamos perto de pessoas que precisam de uma palavra e nada fazemos.
d) Espírito de Sacrifício - Jesus durante toda a sua vida, viveu uma vida de sacrifícios, pois ele mesmo declarou (Mt 20.28). Foi justamente isso que ele fez durante seu ministério terreno, passava noites inteiras orando, passava horas e mais horas curando os enfermos, percorria vilas e cidades pregando a palavra de Deus e jamais despediu uma pessoa sem lhe ajudar, este exemplo é que nós devemos seguir.
e) Preciso - Jesus não gastava tempo com filosofias humanas e especulações Ele ia direto ao ponto sem perda de tempo. ( Lc 5.21-24). Jesus não permitia que qualquer debate que Ele tivesse, tomasse outro rumo a não ser o reino de Deus (Jo 3.1-21; Jo 4.1-30), infelizmente quando muitos vão evangelizar se deixam levar com conversas que os desviam totalmente do objetivo.
f) Espírito Compreensivo e Perdoador - Jesus compreendia as fraquezas humanas, e ao invés de ser um juiz implacável, Ele perdoava aos que se arrependiam, podemos ver isso claramente na mulher adúltera (João 8.1-11). O evangelista precisa aprender com o Mestre a combater o pecado, procurando, contudo, salvar o pecador, a considerar o pecador como um enfermo, que precisa de cuidados e não de açoites.
g) Dinamismo - Jesus era dinâmico não parava um momento a não ser o necessário para descansar e repor as energias perdidas das caminhadas, precisamos aprender com Ele.



MÉTODOS DE EVANGELIZAÇÃO UTILIZADOS POR JESUS CRISTO

Jesus empregou, na evangelização, dois métodos: Ensino Pessoal (Zaqueu, A Mulher Samaritana, Nicodemos) e Proclamação às Massas. Os métodos de evangelismo são imutáveis. As técnicas, estas sim, podem evoluir, serem substituídas, modificadas para se adaptar-se as necessidades.
Atualmente contamos com grande variedade de recursos técnicos, que ajudam a divulgação do evangelho; ampliação sonora, projeção luminosa, gravação em discos, CDs, rádio, televisão, Internet e etc. Contudo seja qual for o recurso empregado como auxiliar na evangelização, forçosamente teremos de usar um dos dois métodos de Jesus - ou ensinar individualmente ou Proclamar às Massas.
A Obra de evangelização necessita de grandes e poderosos pregadores para as massas e de inumerável quantidade de pessoas treinadas para o ensino individual.


A ORGANIZAÇÃO DA CAMPANHA DE EVANGELIZAÇÃO POR JESUS CRISTO

Jesus não podia deixar a evangelização do mundo confiada à iniciativa pessoal e espontânea, resultante das emoções, por isso organizou o movimento de evangelização. A evangelização deve ser um movimento racionalmente organizado, para tal Jesus a organizou da seguinte maneira:

1. Chamada - O primeiro passo na organização do evangelismo foi chamar discípulos (Mc 1.16-20; 2.13-17);
2. Instrução - Tendo escolhido os apóstolos, Jesus passou a instruí-los para o desempenho da missão que lhe daria;
3. Treinamento - Além de instruir, Jesus proporcionou um treinamento eficaz, organizando campanhas de evangelização (Mc 6.6-13; Lc 10.1-29);
4. Definição da Tarefa - Podemos notar que me ambas as tarefas Jesus especificou o local exato para que pudessem desenvolver o trabalho.


Cristo ofereceu-nos o perfeito exemplo de evangelista, cumpre-nos imitá-lo, se quisermos ser testemunhas eficientes, Ele deu ênfase à evangelização pessoal, porém não descartou a evangelização em massa, é necessário que hoje haja um despertamento entre os crentes para ganhara almas para o reino de Jesus Cristo.

CARACTERÍSTICAS DO EVANGELISMO REGISTRADO NO LIVRO DE ATOS

Se quisermos melhorar nossas atividades evangelizadora teremos que analisar os métodos utilizados pela Igreja Primitiva, e buscarmos colocá-los em prática hoje. Eles sem os meios necessários para evangelizar conseguiram levar a mensagem da salvação em todo o mundo habitado de sua época.

1. O Evangelismo Primitivo era Intenso - Os discípulos testemunhavam todos os dias, não cessando de anunciar a Jesus Cristo (At 2.46,47; 5.42). Se estivermos todos empenhados em falar de Cristo todos os dias; se estivermos determinados a abrir novas frentes e organizarmos novas igrejas, os resultados de nosso trabalho serão multiplicados.
2. O Evangelismo Primitivo era Dinâmico - Os discípulos não esperavam que os pecadores lhe viessem ao encontro, pelo contrário, saíam a procura deles, percorrendo ruas, vilas e cidades, ensinando e proclamando incessantemente o evangelho.
3. O Evangelismo Primitivo dava Ênfase ao Ensino - A Evangelização atual com a tendência de supervalorização das concentrações, em detrimento da evangelização pessoal, restando ao ensino quase exclusivamente o campo da educação religiosa para os já crentes. O ensino tendo por objetivo a evangelização pode facilmente ser usado pelas igrejas, organizando classes especiais para interessados e visitantes.
4. O Evangelismo Primitivo era Ousado - Homens iletrados enfrentam sábios; pobres e humildes desafiaram ricos e poderosos, testemunhando de Cristo, mesmo quando a sombra das mais terríveis ameaças.
5. O Evangelismo Primitivo era culto - Assim como Deus usou a Pedro e outros incultos para darem testemunho da Palavra de Deus, também se utilizou de homens como Lucas, Mateus, Paulo e tantos outros, homens formados, que diante da alta sociedade dava grande testemunho e defesa a causa do Mestre.
6. O Evangelismo Primitivo era Impulsionado e Dirigido pelo Espírito Santo - Os primitivos discípulos viviam cheios do Espírito Santo, de alegria e gozo espiritual. Isso explica todas as demais características da evangelização daqueles dias. (At 4.8,31; 5.17-41; 7.55).
Se colocarmos em prática estes métodos utilizado pela Igreja Primitiva, iremos logra êxito, na evangelização do mundo no qual vivemos.


A PESSOA DO EVANGELISTA

A responsabilidade de evangelizar não é somente dos ministros. É de todos os discípulos, há todavia, crentes que se limitam a cooperar com a obra de evangelização freqüentando os cultos contribuindo, pensando que desta forma estão fazendo o suficiente, porém se esquecem que a ordem de ganhar as almas foi para todos e é infinita até a volta de Jesus Cristo, até os confins da terra.

Como Deve ser a Pessoa do Evangelista ?

1. O Evangelista Deve ser um Verdadeiro Crente, Salvo por Jesus - Esse requisito é óbvio, mas é necessário lembrá-lo. Infelizmente existe a possibilidade de pessoas tentarem evangelizar sem que, elas próprias tenham experiência de regeneração;
2. O Evangelista Deve ser Afável e cheio de simpatia - O evangelista deve lembrar-se de que está tratando com enfermos, quando evangeliza, o pecado é enfermidade. Existem evangelistas que ao invés de tratar os pecadores com amor e carinhos os tratam com pedradas e desrespeito, desta forma ao invés de ganharem perdem.


O Que o Evangelista Deve Saber ?

1. O evangelista Deve Conhecer a Bíblia - É necessário que o evangelista possa ajudar o pecador a examinar a Palavra de Deus de modo a compreender o plano da Salvação, é preciso portanto, que os crentes que desejam, ganhar almas para Cristo estudem sistemática, metódica e perseverantemente a Bíblia.
2. O Evangelista Deve Conhecer a Vida dos Homens e suas Desculpas - via de regra, as pessoas que o crente procura evangelizar tenta escapar à responsabilidade de enfrentar o problema do pecado com desculpas, o evangelista não deve ser apanhado de surpresas por essas desculpadas, é preciso saber rebater cada uma delas com a Palavra de Deus.
3. O evangelista Deve Conhecer as Diversas Religiões - O evangelista precisa estar preparado não só para enfrentar as desculpas, mas também os contra-ataques dos que têm convicções em falsas religiões.


O Que o Evangelista Deve Cultivar ?

1. O Evangelista Deve Cultivar a Oração Fervorosa - A Evangelização é um combate espiritual contra as hostes das trevas, cuja vitória depende do poder do Espírito Santo. E a oração, é o meio pelo qual Deus outorga esse poder, não há evangelista bem sucedido que não seja dedicado à oração.
2. O evangelista Deve Cultivar a Leitura - O Evangelista deve estar sempre procurando aumentar seus conhecimentos pela leitura.
3. O Evangelista Deve Cultivar o Desejo de ver as Almas Salvas - O objetivo da evangelização é ganhar almas para Cristo, enquanto o evangelista não estiver dominado pelo desejo de conquistar almas, não poderá ser bem sucedido.
4. O Evangelista Deve Cultivar o Hábito de ir à Casa de Deus - Quem não ama a sua Igreja, não dá valor aos cultos e não tem prazer em tomar parte em suas reuniões jamais estará em condições de ganhar almas, estes são apenas alguns deveres dos evangelistas.


O Que o Evangelista não Deve Fazer ?

1. O Evangelista Nunca Deve dar ênfase a Igreja e sim à Jesus - Entre o diálogo travado entre Jesus e a mulher Samaritana, vemos um exemplo claro de que a ênfase do ganhador de almas deve ser dada ao Senhor Jesus e nunca a Igreja, ou a uma religião, ou a um lugar (Jo 4.20-29; At 4.12).
2. Nunca Discutir - E ao servo do Senhor não convém contender (II Tm 2.24,25).
Existem muitas outras atitudes que não são corretas à um evangelistas porém se ele tem êxito nestes dois pontos estará realizando um bom trabalho.



TRAÇANDO UMA ESTRAGÉGIA DE EVANGELISMO


Todo trabalho para se obter êxito se faz necessário que se tenha uma estratégia de ação. Este tipo de assunto é bastante utilizado pelas grandes empresas que desenvolvem seus planos de trabalho anual ou mensal.
Para que Ter uma estratégia ? Será que isto é bom ? Traçar ou ter uma estratégia nada mais é que realizar o que Jesus realizou , Ele tinha um alvo a alcançar e para chegar a este alvo Ele usou de estratégias de trabalho., Ele próprio nos ensinou a traçar nossos objetivos para se analisar se os recursos são suficientes. (Lc 14.28-33).
A estratégia não anula a direção que recebemos do Espírito Santo, a estratégia apenas põe em prática a ordem que dEle recebemos.
O Apostolo Paulo utilizou de estratégia para ganhar almas para o reino de Cristo, ele mesmo escrevendo disse que quando estava evangelizando os judeus guardava a lei judaica, mas relaxava quando este evangelizava os gentios que não estavam debaixo da lei (I Co 9.22; I Co 9.19).
Ter uma estratégia de trabalho não é coisa da invenção do homem, Ter uma estratégia é até mesmo recomendada pela Bíblia, vejamos o que diz:


Pv 16.9 "Devemos fazer nossos planos, confiando na direção que Deus nos dá"
Pv 18.15 "O homem inteligente sempre está pronto para considerar novas idéias."


Desta forma notamos que a estratégia tem respaldo Bíblico, basta apenas que nós venhamos a aceitar e pratica-la.

VANTAGENS EM SE TER UMA ESTRATÉGIA

Se aceitarmos o padrão Bíblico iremos descobrir que existe uma série de vantagens em se traçar uma estratégia de trabalho:

1. Aumenta a nosso eficiência - em qualquer coisa que fazemos é necessário gastar tempo, energia e dinheiro. A estratégia não apenas no ajuda a decidir o que fazer, mas também nos ajuda a decidir o que não fazer, e isto é igualmente importante. Um grande número de recursos dados por Deus são desperdiçados porque líderes cristãos estão concentrando-se nas coisas menos importantes.
2. Ajuda a medir a eficácia - Uma tarefa é eficaz quando ela atinge seus objetivos. O planejamento estratégico requer que os alvos sejam expressos de forma clara, isto nos capacita a medir o progresso e saber quando o que foi projetado a fazer não esta ocorrendo bem.
3. Permite Correção no meio do Caminho - Se uma estratégia bem planejada irá prever diversos pontos de averiguação onde nós verificamos a metodologia que estamos usando, se o que estamos fazendo não está funcionando bem, quando mais cedo nós descobrimos melhor.
4. Une a Equipe - Muito freqüentemente as estratégia para evangelismo e missão envolve a participação de mais de uma pessoa, se faz necessário a criação de uma equipe, quando a estratégia é adequadamente planejada, cada membro desta equipe entenderá a contribuição que se espera dele, cada membro do grupo saberá sua tarefa e desta forma poderão cumprir com os objetivos de todo o grupo.
5. Permiti uma responsabilidade natural - Muito do que é feito para a obra de Deus é voluntário, quando as pessoas não estão sendo pagas pelo que estão fazendo corrigi-las não é fácil, uma estratégia claramente preparada evita estas dificuldades porque a estratégia é como um contrato que une as pessoas que estarão realizando tal trabalho.
6. Ajuda Outros - Embora as estratégias sempre precisem ser adaptadas a cada situação, quando uma certa estratégia é bem sucedida, ela se torna um modelo, outros que desejem realizar tarefas iguais, podem aprender muito de uma boa estratégia e orientar-se por ela.


Desta forma notamos a importância em se Ter uma estratégia de trabalho bem elaborada e definida, esperamos em Deus, que os queridos irmãos possam usar este método para melhorar o seu desempenho em ganhar almas para o reino de Deus.

CRUZADA EVANGELÍSTICA

A importância da Oração.
Para êxito real numa campanha evangelística, a oração intercessória deve começar meses antes. Grupos de oração, vigílias, jejuns e muita oração, e sem dúvida os resultados aparecerão.
Planejamento e Finanças
Planejar local, pregador, cantor, hospedagem para pregador e equipe, som, iluminação, devem ser providenciados com muita antecedência. Além do mais, há necessidade de uma comissão de finanças para cuidar dos custos e dos gastos da Cruzada.

Publicidade


Os planos de publicidade de uma Cruzada devem ser feitos com muitos meses de antecedência.

Música
A Música tem papel muito importante numa Cruzada. Meses de ensaio para bandas, conjuntos, orquestras e corais, para que se apresentem muito bem.


Literatura e Treinamento de Pessoal
A comissão de literatura é de grande utilidade. O diretor desta comissão, em consulta com o Pastor, deve cuidar da literatura a ser distribuída antes, durante, e depois da Cruzada. O treinamento de cooperadores para trabalhar na Cruzada é de máxima importância. Conselheiros e acomodadores, para ajudar na manutenção de ordem e cuidar dos novos-convertidos, precisam de treinamento especial para que cumpram bem suas responsabilidades.
Começada a Cruzada a Campanha de Oração não pode parar as reuniões de oração devem prosseguir pela manhã, nos templos.
A Publicidade chega ao seu auge durante a Cruzada
Entrevistas ao vivo pela rádio e televisão despertam a atenção da população para a Cruzada. Um testemunho notável de cura ou conversão pode ser publicado no jornal local. Visita de casa em casa deixando um convite impresso para cada família, um telefonema convidando a redondeza, etc.

A Pregação


A pregação deve consistir da mensagem direta e simples da salvação de modo que o pecador possa entendê-la.

O Apelo
Durante o apelo, os obreiros da plataforma devem estar em seus postos. Muitos pecadores vão à frente sem um crente se oferecer para acompanhá-los até ao altar. Por outro lado, esses obreiros da plataforma não devem ser demasiadamente insistentes e indelicados.



O Trabalho após a Cruzada não pára
É aí que precisa entrar em ação uma campanha intensa de visitação e os cuidados necessários para com os novos decididos. Se não houver este acompanhamento todo o trabalho será em vão mesmo que tenha havido uma boa pescaria.




Baixar 1.26 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   24




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar