EducaçÃO É a base



Baixar 2.92 Mb.
Pdf preview
Página8/60
Encontro10.04.2020
Tamanho2.92 Mb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   60
pceb011-10&category_slug=agosto-2010-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 23 mar. 2017.

ENSINO FUNDAMENTAL

Áreas do conhecimento

Linguagens

Matemática

Matemática

Ciências da 

Natureza

Ciências  

Humanas

Componentes 



curriculares

Língua Portuguesa

Ciências

Ensino 


Religioso

Ensino 


Religioso

Geografia

Arte

Educação Física



Anos Iniciais 

(1º ao 5º ano)



Anos Finais 

(6º ao 9º ano)



COMPETÊNCIAS GERAIS

DA EDUCAÇÃO BÁSICA

EDUCAÇÃO BÁSICA

História


Língua 

Inglesa


BASE NACIONAL  

COMUM CURRICULAR

28

Cada área do conhecimento estabelece 



competências específicas de área

, cujo 


desenvolvimento deve ser promovido ao 

longo dos nove anos. Essas competências 

explicitam como as dez competências 

gerais se expressam nessas áreas.  



ENSINO

FUNDAMENTAL

Competências 

específicas de 

componente

Áreas do conhecimento

Componentes 

curriculares

Competências  

específicas de área

Unidades

temáticas

Objetos de

conhecimento

Habilidades

Nas áreas que abrigam mais de um 

componente curricular (Linguagens e 

Ciências Humanas), também são definidas 



competências específicas do componente

 

(Língua Portuguesa, Arte, Educação Física, 



Língua Inglesa, Geografia e História) a ser 

desenvolvidas pelos alunos ao longo dessa 

etapa de escolarização. 

 

As competências específicas possibilitam 





articulação horizontal entre as áreas, 

perpassando todos os componentes 

curriculares, e também a 

articulação

vertical, ou seja, a progressão entre o  

Ensino Fundamental – Anos Iniciais

 e  




Ensino Fundamental – Anos Finais

 e a 


continuidade das experiências dos alunos, 

considerando suas especificidades.

Para garantir o desenvolvimento das competências específicas, cada componente curricular 

apresenta  um  conjunto  de 



habilidades

.  Essas  habilidades  estão  relacionadas  a  diferentes 



objetos de conhecimento

 – aqui entendidos como conteúdos, conceitos e processos –, que, 

por sua vez, são organizados em 

unidades temáticas



COMPETÊNCIAS GERAIS



DA EDUCAÇÃO BÁSICA

EDUCAÇÃO BÁSICA

Anos  


Iniciais

Anos  


Finais

29

ESTRUTURA

Respeitando  as  muitas  possibilidades  de  organização  do  conhe-

cimento  escolar,  as 

unidades  temáticas  definem  um  arranjo  dos 

objetos  de  conhecimento  ao  longo  do  Ensino  Fundamental  ade-

quado às especificidades dos diferentes componentes curriculares. 

Cada  unidade  temática  contempla  uma  gama  maior  ou  menor  de 

objetos  de  conhecimento,  assim  como  cada  objeto  de  conheci-

mento se relaciona a um número variável de habilidades, conforme 

ilustrado a seguir.

As 


habilidades  expressam  as  aprendizagens  essenciais  que  devem 

ser asseguradas aos alunos nos diferentes contextos escolares. Para 

tanto, elas são descritas de acordo com uma determinada estrutura, 

conforme ilustrado no exemplo a seguir, de História 

(EF06HI14).

CIÊNCIAS – 1º ANO

UNIDADES 

TEMÁTICAS 

OBJETOS DE 

CONHECIMENTO 

HABILIDADES 

Vida e evolução

Corpo humano

Respeito à 

diversidade

(EF01CI02) Localizar, nomear e representar 

graficamente (por meio de desenhos) partes 

do corpo humano e explicar suas funções.

(EF01CI03) Discutir as razões pelas quais os 

hábitos de higiene do corpo (lavar as mãos 

antes de comer, escovar os dentes, limpar os 

olhos, o nariz e as orelhas etc.) são necessários 

para a manutenção da saúde.

(EF01CI04) Comparar características físicas 

entre os colegas, reconhecendo a diversidade e 

a importância da valorização, do acolhimento e 

do respeito às diferenças.

Diferenciar escravidão, servidão e trabalho livre no mundo antigo.

Verbo(s) que 

explicita(m)  

o(s) 


processo(s) 

cognitivo(s) 

envolvido(s)  

na habilidade.

Complemento do(s) 

verbo(s), que  

explicita o(s) 

objeto(s) 

de conhecimento  

mobilizado(s)  

na habilidade.

Modificadores do(s) 

verbo(s) ou do 

complemento do(s) 

verbo(s), que explicitam 

contexto e/ou uma 



maior 

especificação da 

aprendizagem esperada.


BASE NACIONAL  

COMUM CURRICULAR

30

Os 


modificadores  devem  ser  entendidos  como  a  explicitação  da 

situação  ou  condição  em  que  a  habilidade  deve  ser  desenvolvida, 

considerando  a  faixa  etária  dos  alunos.  Ainda  assim,  as  habilidades 

não  descrevem  ações  ou  condutas  esperadas  do  professor,  nem 

induzem à opção por abordagens ou metodologias. Essas escolhas 

estão no âmbito dos currículos e dos projetos pedagógicos, que, como 

já mencionado, devem ser adequados à realidade de cada sistema ou 

rede de ensino e a cada instituição escolar, considerando o contexto 

e as características dos seus alunos.

Nos quadros que apresentam as unidades temáticas, os objetos de 

conhecimento e as habilidades definidas para cada ano (ou bloco de 

anos),  cada  habilidade  é  identificada  por  um 

código  alfanumérico 

cuja composição é a seguinte:

EF67EF01

O primeiro par de letras indica  

a etapa de 

Ensino Fundamental.

O último par de números 

indica a posição da habilidade 

na 

numeração sequencial do 



ano ou do bloco de anos.

O primeiro par de números  

indica o 

ano (01 a 09) a que  

se refere a habilidade, ou, no caso  

de Língua Portuguesa, Arte e 

Educação Física, o 

bloco de anos, 

como segue:

 

Língua Portuguesa/Arte



15 = 1º ao 5º ano

69 = 6º ao 9º ano

 

Língua Portuguesa/Educação Física



12 = 1º e 2º anos

35 = 3º ao 5º ano

67 = 6º e 7º anos

89 = 8º e 9º anos

O segundo par de letras indica  

componente curricular: 



AR = Arte

CI = Ciências

EF = Educação Física

ER = Ensino Religioso

GE = Geografia

HI = História

LI = Língua Inglesa

LP = Língua Portuguesa

MA = Matemática

Segundo esse critério, o código 

EF67EF01, por exemplo, refere-se à 

primeira habilidade proposta em Educação Física no bloco relativo 

ao  6º  e  7º  anos,  enquanto  o  código 

EF04MA10  indica  a  décima 

habilidade do 4º ano de Matemática.


31

ESTRUTURA

Vale destacar que o uso de 

numeração sequencial para identificar 

as habilidades de cada ano ou bloco de anos 

não representa uma 

ordem  ou  hierarquia  esperada  das  aprendizagens.  A  progressão 

das aprendizagens, que se explicita na comparação entre os quadros 

relativos a cada ano (ou bloco de anos), pode tanto estar relacionada 

aos 


processos cognitivos em jogo – sendo expressa por verbos que 

indicam processos cada vez mais ativos ou exigentes – quanto aos 

objetos de conhecimento – que podem apresentar crescente sofis-

ticação ou complexidade –, ou, ainda, aos 

modificadores – que, por 

exemplo,  podem  fazer  referência  a  contextos  mais  familiares  aos 

alunos e, aos poucos, expandir-se para contextos mais amplos.

Também  é  preciso  enfatizar  que  os 



critérios  de  organização  das

habilidades

  do  Ensino  Fundamental  na  BNCC  (com  a  explicitação 

dos objetos de conhecimento aos quais se relacionam e do agrupa-

mento desses objetos em unidades temáticas) expressam um arranjo 

possível  (dentre  outros).  Portanto,  os  agrupamentos  propostos 

não 


devem ser tomados como modelo obrigatório para o desenho dos 

currículos. Essa forma de apresentação adotada na BNCC tem por 

objetivo  assegurar  a 

clareza,  a  precisão  e  a  explicitação  do  que 

se espera que todos os alunos aprendam no Ensino Fundamental, 

fornecendo orientações para a elaboração de currículos em todo o 

País, adequados aos diferentes contextos.


BASE NACIONAL  

COMUM CURRICULAR

32

Na BNCC, o Ensino Médio está 



organizado em 

quatro áreas

do conhecimento

, conforme 

determina a LDB.

A organização por áreas, como 

bem aponta o Parecer CNE/CP  

nº 11/2009

25

, “não exclui 



necessariamente as disciplinas, 

com suas especificidades e 

saberes próprios historicamente 

construídos, mas, sim, implica  



fortalecimento das relações

 

entre elas e a sua 



contextualização

para apreensão e intervenção

na realidade

, requerendo trabalho 

conjugado e cooperativo dos 

seus professores no planejamento 

e na execução dos planos de 

ensino” (BRASIL, 2009; ênfases 

adicionadas).

Em função das determinações 

da Lei nº 13.415/2017, são 

detalhadas as habilidades de 

Língua Portuguesa e Matemática, 

considerando que esses 

componentes curriculares devem 

ser oferecidos nos três anos 

do Ensino Médio. Ainda assim, 

para garantir aos sistemas de 

ensino e às escolas a construção 

de currículos e propostas 

pedagógicas flexíveis e adequados 

à sua realidade, essas habilidades 

são apresentadas sem indicação  

de seriação.



ENSINO MÉDIO

Áreas do conhecimento

Linguagens e 

suas Tecnologias

Matemática e 

suas Tecnologias

Matemática

Ciências da  

Natureza e  

suas Tecnologias

Ciências Humanas  

e Sociais Aplicadas

Componentes 

curriculares

(1ª à 3ª série)

Língua 


Portuguesa

25  BRASIL.  Conselho  Nacional  de  Educação;  Conselho  Pleno. 

Parecer  nº  11,  de  30  de  junho  de  2009.  Proposta  de 

experiência curricular inovadora do Ensino Médio. Diário Oficial da União, Brasília, 25 de agosto de 2009, Seção 1, p. 11. 

Disponível  em:  


Baixar 2.92 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   60




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar