Disciplina: pgl 510100 Questões de poesia em



Baixar 44.03 Kb.
Encontro28.10.2017
Tamanho44.03 Kb.
#36874
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LITERATURA


DISCIPLINA: PGL 510100 - Questões de poesia

“Questões de poesia em revista: questões de/para a poesia no século XXI”.


Professor responsável: Maria Lucia de Barros Camargo

Período: 2017 /2.



Horário: segundas-feiras, às 14:00hs.
Ementa: O que é a poesia? A noção e a tarefa da poesia. O poeta e o mito, o mito do poeta. O poeta e o leitor: enunciação e interação. Poesia e as artes. Teoria, poesia e crítica: relações. Poesia e pensamento. Teorias e técnicas do verso. O verso, a prosa e a poesia.

Objetivo: mapear e rediscutir o estado atual da teoria e da crítica de poesia, tomando como ponto de partida o material veiculado em revistas de poesia, impressas e publicadas no Brasil na passagem do século XX para o século XXI, especialmente: Inimigo rumor, Sibila, Cacto e Coyote.


Cronograma:


  1. 07/08 – Introdução às questões suscitadas pela leitura das revistas de poesia: arquivo, comunidade, antologia; questões de análise e interpretação. Jacques Derrida na Inimigo rumor: “Che cos´è la poesia? “.

  2. 14/08 - Questões acerca da poesia, na série “o que é a poesia” (IR 10) – com a palavra, dentre outros: Costa Lima, Derrida, Roubaud, (IR, 10), João Barrento (IR 11) – e mais, Badiou.

  3. 21/08 – Ainda, o que é a poesia: nas revistas, Debord (Coyote, 4) Berardinelli (IR,14), Agamben (Cacto, 1), Gerald Hopkins (IR, 5), Zukofsky (Sibila, 8-9), Bernstein (Sibila, 12) – e mais: “Itinerário de Pasárgada”, de Manuel Bandeira.

  4. 28/8 – O estado das coisas I: panoramas e diagnósticos, a poesia no Brasil. Cf. Sibila (n. 10, 11), Ronald Polito (Cacto, 2), Dolhnikoff (Sibila, 1), Carlos Ávila, Romulo Salvino (Sibila 3 e 4), Haroldo de Campos (Sibila 5), Rodrigo Garcia Lopes (Coyote, 12), Claudio Daniel ( Coyote 13), Raúl Antelo ( IR, 4), Domeneck (IR, 18); O estado das coisas II: a crítica. Cacto, 2 (Tarso de Melo, Mallarmé), Sibila 8-9 (Franchetti, Milán, Siscar), Pécora (Sibila 7).

  5. 04/09 – A poesia moderna e o poeta. Baudelaire (O cisne e os pequenos poemas em prosa, dentre outros); Derrida e a moeda falsa.

  6. 11/09 –Mallarmé e “crise do verso” (IR,20), Rancière, leitor de Mallarmé (Aisthesis e A política das sereias)

  7. 18/9 – A poesia moderna: algumas leituras e conceituações – Friedrich, Paul de Man, Berardinelli, Hamburguer, Jameson.

  8. 25/09 – Agamben e a poesia moderna (Categorias italianas)

  9. 02/10 – Derrida lê Paul Celan (“Carneiros”);

  10. 09/10 – Como ler poesia? Algumas leituras. Ver: Auerbach (IR, 8), Walter Benjamin (IR, 11).

  11. 16/10 – Como ler poesia? Spitzer (IR, 12).

  12. 23/10 – Como ler poesia? Mais algumas leituras, nas revistas: Osvaldo Silvestre (IR, 10), Manuel Gusmão ( IR, 14), Gustavo Rubim, Pedro Serra (IR, 15).

  13. 30/10 – Seminário Drummond

  14. 06/11 – Série de análises de poemas de Drummond (IR, 13 e 14); as leituras de Davi Arrigucci Jr.

  15. 13/11 – A permanência da tradição moderna brasileira: Mario, Drummond, Cabral, Faustino, Murilo, Henriquetta, Haroldo , Gullar.

AVALIAÇÃO: produção de um ensaio envolvendo as questões abordadas e desenvolvendo a análise de (ao menos) um poema, a ser entregue até 18 de dezembro de 2017.


BIBLIOGRAFIA (além das revistas que constituem o ponto de partida deste curso) ; outros títulos serão acrescidos ao longo do semestre.
ABRAMS, M. H. O espelho e a lâmpada: teoria romântica e tradição crítica. Trad. Alzira Vieira Allegro. São Paulo: Editora Unesp, 2010.

ADORNO, T. Palestra sobre lírica e sociedade, em Notas de literatura I, tradução Jorge B. Almeida. São Paulo: duas Cidades; Editora 34, 2012.


AGAMBEN, Giorgio. A linguagem e a morte: um seminário sobre o lugar da negatividade. Trad. Henrique Burigo. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 2006.

___________. Categorias italianas: estudos de poética e literatura. Trad. Carlos Eduardo Schmidt Capela e Vinícius Nicastro Honesko. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.

___________. Signatura rerum: sobre el método. Trad. Flavia Costa y Mercedes Ruvituso. Barcelona: Anagrama, 2010.

ANTELO, Raúl. Archifilologías latino-americanas. Lecturas trás el agotamiento. Córdoba-AR: Eduvim, 2015.

___________ , CAMARGO, M.L.B. (eds.) Boletim de Pesquisa NELIC, v. 14, n.22, ago-dez. 2014. [Dossiê Furio Jesi)

AUERBACH, Erich. Introdução aos estudos literários. Trad. José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1972.

____________. Figura. Trad. Duda Machado. São Paulo: Ática, 1997.

___________. Ensaios de literatura ocidental. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2007.

BADIOU, Alain. Pequeno manual de inestética. Trad. Marina Appenzeller. São Paulo: Estação Liberdade, 2002.

__________. El siglo. Buenos Aires: Manatial, 2005.

__________. Condiciones. Trad. Eduardo Lucio Molina y Vedia. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 2012.

BANDEIRA, Manuel. “Itinerário de Pasárgada”, em Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1983, p. 33-102.

BARTHES, Roland. Inéditos, vol.1 – teoria. Trad. Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

____________ O rumor da língua. Trad. de António Gonçalves. Lisboa: Edições 70, 1987.

BENJAMIN, Walter. Baudelaire e a modernidade. Edição e tradução de João Barrento. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

BERARDINELLI, Alfonso. Da Poesia à prosa.Org. Maria Betânia Amoroso. Trad. Maurício Santana Dias. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

BLANCHOT, Maurice. A parte do fogo. Trad. Ana Maria Scherer. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

________. O espaço literário. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.

________. O livro por vir. Trad. Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Martins fontes, 2005.

________. La comunidade inconfesable. Postfacio de Jean-Luc Nancy, La comunidad afrontada. Madrid: Arena Libros, 2002.

BONNEFOY, Ives. Lugares y destinos de la imagen. Un curso de poética en el Collège de France (1981-1993). Trad. Silvio Mattoni. Buenos Aires: El Cuenco de Plata, 2007.

___________. L’Alliance de la poésie et de la musique. Paris: Galilée, 2007.

CAMARGO, Maria Lucia de Barros. Dos poetas e/em suas revistas. In: Subjetividades em devir: estudos da poesia moderna e contemporânea. Org. Célia Pedrosa e Ida Alves. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

________ e PEDROSA, Célia. Poesia e contemporaneidade. Leituras do presente. Chapecó: Argos, 2001.

CAMPOS, Haroldo. “Poesia e modernidade: da morte do verso à constelação. O poema pós-utópico”. O arco-íris branco: ensaios de literatura e cultura. Rio de Janeiro: Imago, 1997.

COMPAGNON, Antoine. Os cinco paradoxos da modernidade. Trad. Cleonice P. B. Mourão, Consuelo F. Santiago e Eunice D. Galéry. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1996.

DEGUY, Michel. Reabertura após obras. Trad. Marcos Siscar e Paula Glenadel. Campinas-SP: Editora da UNICAMP, 2010.

DELEUZE, Gilles. Crítica e Clínica, tradução Peter Pál Pelbart. São Paulo: ed. 34, 1997.

____________. A dobra: Leibniz e o barroco. Trad. Luiz B. L. Orlandi. Campinas, SP: Papirus, 1991.

DERRIDA, Jacques. Carneiros. O diálogo ininterrupto: entre dois finitos, o poema. Trad. Notas e posfácio, Fernanda Bernardo. Coimbra: Palimage-Terra Ocre Edições, 2008.

___________. Dar (el) tiempo. 1. La moneda falsa. Trad. esp. Cristina de Peretti. Barcelona: Paidós, 1995.

____________. Pensar em não ver: escritos sobre as artes do visível (1979-2004). Trad. Marcelo Jacques de Moraes. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2012.

___________. “Che cos´è la poesia?”, tradução Marcos Siscar, em Inimigo Rumor, n. 10, Rio de Janeiro, 2001.

___________. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Rio de Janeiro: Relume- Dumará, 2001.

DIDI-HUBERMAN. A sobrevivência dos vaga-lumes, tradução Vera Casa Nova. Belo Horizonte; Ed.UFMG, 2011.

ESPOSITO, Roberto. El dispositivo de la persona. Buenos Aires: Amorrortu, 2011.

________. Communitas: origen y destino de la comunidad. . Buenos Aires: Amorrortu, 2007.

FONTANIER, Pierre. Les figures du discours. Paris: Flammarion, 1977.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

__________. As palavras e as coisas. Trad. Salma T. Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

__________. Estética: literatura, pintura, música e cinema. Org. Manoel Barros da Motta; trad. Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2001.

FRIEDRICH, Hugo. Estrutura da lírica moderna. Tradução Marise Curioni; tradução dos poemas, Dora Ferreira da Silva. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

GADAMER, Hans-Georg. Poema y diálogo. Trad. Daniel Najmías y Juan Navarro. Barcelona: Editorial Gedisa, 2004.

___________. La actualidad de lo bello. El arte como juego, símbolo y fiesta. Trad. António gomes Ramos. Barcelona: Paidós, 2002. [ Ed. alemã, 1977].

HAMBURGER, Michael. A verdade da poesia: tensões na poesía modernista desde Baudelaire. Trad. Alípio Correia de Franca Neto. São Paulo: Cosac Nacify, 2007.

HEIDEGGER, Martin. Explicações da poesia de Hölderlin. Trad. Claudia Pellegrini Drucker. Brasília: Editora UnB, 2013.

JAMESON, Fredric. Modernidade singular. Ensaio sobre a ontologia do presente. Trad. Roberto Franco Valente. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

JESI, Furio. O mito. Trad. Lemos de Azevedo. Lisboa/Rio de Janeiro: Editora Presença/Livraria Martins Fontes, 1977.

________. Lettura del "Bateau Ivre" di Rimbaud. Macerata: Quodlibet, 1996.

_________. Literatura y mito. Trad. Antonio Pigrau Rodríguez. Barcelona: Barral, 1972.

Kandisnki, Wassily. Do Espiritual na Arte. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

KRISTEVA, Julia. La révolution du langage poétique. Paris: Seuil, 1974.

LACOUE-LABARTHE, Philippe. A imitação dos modernos. Ensaios sobre arte e filosofia. Org. Virginia de Araujo Figueiredo e João Camillo Penna. Trad. João Camillo Penna [et al.]. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

__________; NANCY, Jean-Luc. L'Absolu littéraire: Théorie de la littérature du romantisme allemande. Paris: Seuil, 1978.

MAN, Paul de. O ponto de vista da cegueira: ensaios sobre a retórica da crítica contemporânea. Trad. Miguel Tamen. Lisboa: Angelus Novus & Cotovia, 1999.

_________. La retórica del romanticismo. Trad. Julián Jiménez Heffernan. Madrid: Akal, 2007.

_________. Alegorias da leitura: linguagem figurativa em Rousseau, Nietzsche, Rilke e Proust. Trad. Lenita R. Esteves. Rio de Janeiro: Imago, 1996.

MILLER, J. Hillis. A ética da leitura: ensaios 1979 – 1989. Trad. Eliane Fittipaldi e Kátia Maria Orberg. Rio de Janeiro: Imago, 1995.

MOLDER, Maria Filomena. Símbolo, analogia e afinidade. Lisboa: Vendaval, 2009.

NANCY, Jean-Luc. Las musas. Buenos Aires, Amorrortu, 2008.

________. La comunidad desobrada. Buenos Aires: Arena Libros, 2001.

________. Resistência da poesia. Lisboa: Vendaval, 2005.

PAZ, Octavio. Os filhos do barro: do romantismo à vanguarda. Trad. Olga Savary. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

PERLOFF, Marjorie. O gênio não original: poesia por outros meios no novo século. Trad. Adriano Scandolara. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2013.

________. Poetic license: essays on modernist and postmodernist lyric. Evanston: Northwestern University Press, 1990.

_______. Radical artifice. Writing poetry in the age of media. Chicago: The University Chicago Press, 1991.

PERNIOLA, Mario. Enigmas: egípcio, barroco e neo-barroco na sociedade e na arte. Trad. Carolina Pizzolo Torquato. Chapecó: Argos. 2009.

RABATÉ, Dominique. Énonciation poétique, énonciation lyrique. In: Figures du sujet lyrique. 2ª ed. Paris: Presses Universitaires, 2001.

RANCIÈRE, Jacques. Politique de la littérature. Paris: Galilée, 2007.

__________. Mallarmé. La política de la sirena. Trad. Cristóbal Durán et al. Adrogué: Lom, 2015.

RANCIÉRE, Jacques.(Mallarmé. La politique de la sirène. Paris: Hachette, 1996).

________. La palavra muda: ensayo sobre las contradicciones de la literatura. Trad. Cecilia González. Buenos Aires: Cadencia; 2009.

________. Políticas da escrita. Trad. Raquel Ramalhete. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1995.

_______. Malaise dans l’esthétique. Paris: Galilée, 2004.

_______. Aisthesis: escenas del regimen estético del arte. Trad. Horácio Pons. Buenos Aires: Manancial, 2013.

SISCAR, Marcos. Poesia e crise: ensaios sobre a crise da poesia como topos da modernidade. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2010.

_________. Da soberba da poesia: distinção, elitismo, democracia. São Paulo: Lumme Editor, 2012.

SPITZER, Leo. Ideas clásica y cristiana de la armonía del mundo: prolegómenos a una interpretación de la palavra “stimmung”. Trad. Alfredo Brotons Muñoz. Madri: Abada, 2008.

___________. Linguística e historia literaria.Madrid: Gredos, 1955.

___________. A Ode sobre uma urna grega ou conteúdo versus metagramática. In: LIMA, Luiz Costa (org.) Teoria da literatura em suas fontes. 2ª ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1983, vol. 1, p. 319-351.

__________. Três poemas sobre o êxtase. Trad. Samuel Titan Jr. Poemas traduzidos por Augusto de Campos, Carlito Azevedo e Haroldo de Campos. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

STAROBINSKI, Jean. La relation critique. Édition revue et augmentée. Paris : Gallimard, 2001.

STERZI, Eduardo. A prova dos nove: alguma poesia moderna e a tarefa da alegria. São Paulo: Lumme Editor, 2008.

TODOROV, Tzvetan et al. O discurso da poesia – Poétique 28, trad. Leocádia Reis e Carlos Reis. Coimbra: Almedina, 1982.
TORREMOCHA, Maria Victoria Utrera. Historia y teoria del verso libre. Sevilla: Padilla Libros Editores & Libreros, 2001.

__________. Teoría del poema en prosa. Sevilla: Universidad de Sevilla, 1999.

VATTIMO, Gianni. Etica de la interpretación. Trad. Teresa Oñate. Barcelona: Paidós, 1991.

WARBURG, Aby. A renovação da Antiguidade pagã: contribuições científico-culturais para a história do Renascimento europeu. Trad. Markus Hediger. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013.



.


  1. REVISTAS:

SIBILA. Disponível em http://sibila.com.br/pdfs

INIMIGO RUMOR.

CACTO.

COYOTE

MODO DE USAR &CO.

Baixar 44.03 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino médio
ensino fundamental
concurso público
catarina município
Serviço público
Dispõe sobre
reunião ordinária
câmara municipal
público federal
processo licitatório
Processo seletivo
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
técnico científico
Conselho municipal
direitos humanos
Curriculum vitae
científico período
espírito santo
língua portuguesa
pregão eletrônico
Sequência didática
distrito federal
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
educaçÃo secretaria
nossa senhora
segunda feira
Pregão presencial
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar
recursos humanos