Decisões dos tribunais stj conflito de competencia: cc 14953 sc 1995/0043559-4



Baixar 69.67 Kb.
Encontro03.11.2017
Tamanho69.67 Kb.



DECISÕES DOS TRIBUNAIS

STJ - CONFLITO DE COMPETENCIA: CC 14953 SC 1995/0043559-4


Dados Gerais

Processo:

CC 14953 SC 1995/0043559-4

Relator(a):

Ministro VICENTE LEAL

Julgamento:

12/03/1997

Órgão Julgador:

S3 - TERCEIRA SEÇÃO

Publicação:

DJ 05.05.1997 p. 17003

Ementa

CONFLITO DE COMPETENCIA. Carta Precatória. Interrogatório de testemunhas. - é vedado ao juízo deprecado recusar cumprimento a precatória ao entendimento de que competente seria um outro juízo. Por outro lado, e facultado a testemunha depor fora de seu domicilio, porém, não poderá ser obrigada a se deslocar do local onde reside para prestar depoimento em outra cidade. - a teor do art. 410, II, do CPC, a testemunha que reside fora da cidade em que o juízo tem sede não esta obrigada a comparecer a audiência, devendo ser ouvida mediante precatória. "in casu", verifica-se que as testemunhas residem na cidade de Gaspar e o processo tramita na vara federal de Joinville. - conflito de competência conhecido. Competência do juízo de direito deprecado.





TJ-SC - Agravo de Instrumento: AI 91467 SC 1996.009146-7


Processo:

AI 91467 SC 1996.009146-7

Relator(a):

Eder Graf

Julgamento:

05/11/1996

Órgão Julgador:

Primeira Câmara de Direito Comercial

Publicação:

Agravo de instrumento n. 96.009146-7, de Blumenau.

Parte(s):

Agravante: Emilia Aliski
Agravado: Espolio de Mario Catta-pretta

Ementa

PROVA - TESTEMUNHA RESIDENTE EM OUTRA COMARCA - direito a ser inquirida por carta precatória - art. 410, II, do CPC. A testemunha que reside em local fora dos limites territoriais da comarca em que houve o ajuizamento da demanda tem direito a ser inquirida no lugar do seu domicílio, através de carta precatória, não podendo ser compelida a deslocar-se para depor perante o juiz da causa. Se a parte não se comprometeu a levar à audiência, independentemente de intimação, a testemunha arrolada, não se há falar na presunção de desistência de ouvi-la a que se refere o art. 412, § 1º, in fine, do CPC.


STF - RECURSO ORDINÁRIO EM HABEAS CORPUS RHC 115288 DF (STF)


Data de publicação: 16/04/2013

Ementa: Ementa: Processual Penal. Recurso Ordinário em Habeas Corpus. Tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes – arts. 33 e 35 da Lei de Drogas. Excesso de prazo da instrução criminal. Razoabilidade: complexidade da ação penal e elevado número de réus. Necessidade da oitiva de testemunhas e outras comarcas. Expedição de cartas precatórias. Ausência de constrangimento ilegal. 1. A complexidade da ação penal e o elevado número de réus, somadas à necessidade de expedição cartas precatórias para a oitivas de testemunhas da defesa e da acusação no juízo deprecado, são circunstâncias que tornam razoável a dilação do prazo para o término da instrução criminal ( HC 104845/SP , Rel. Min. Joaquim Barbosa, 2ª Turma, DJ de 10/8/2010; HC 101110/CE, Rel. Min. Eros Grau, 2ª Turma, DJ de 12/2/2010; HC 96775/PA, red. p/ acórdão Min. Dias Toffoli, 1ª Turma, DJ de 28/5/2010. 2. In casu, as informações prestadas pelo Juízo de Primeiro Grau revelam ação penal complexa envolvendo 9 (nove) réus acusados da prática dos crimes de tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes, além do arrolamento de testemunhas da defesa e da acusação residentes em comarcas diversas, sendo, por isso, necessária a expedição de cartas precatórias para suas oitivas nos juízos deprecados, sendo certo que 6 (seis) dessas precatórias foram cumpridas no curto espaço temporal entre junho e setembro de 2011, circunstâncias que afastam a responsabilidade estatal pela demora e tornam razoável a dilação do prazo para o término da instrução criminal. 3. Deveras, mercê de o prazo de duração do processo não se revelar irrazoável, a custódia cautelar tem forte supedâneo na prova de que a liberdade do paciente atenta contra a ordem pública. É que: a) A Ação Penal acima informada, originou-se de investigação preliminar, iniciada no ano de 2010 (Processo nº 059/2.10.0005064-1), onde se apurou a conduta de indivíduos, inclusive o paciente, envolvidos com o comércio de narcotráfico no Litoral Norte do Estado...

STF - RECURSO ORDINÁRIO EM HABEAS CORPUS RHC 115288 DF (STF)


Data de publicação: 16/04/2013

Ementa: Ementa: Processual Penal. Recurso Ordinário em Habeas Corpus. Tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes – arts. 33 e 35 da Lei de Drogas. Excesso de prazo da instrução criminal. Razoabilidade: complexidade da ação penal e elevado número de réus. Necessidade da oitiva de testemunhas e outras comarcas. Expedição de cartas precatórias. Ausência de constrangimento ilegal. 1. A complexidade da ação penal e o elevado número de réus, somadas à necessidade de expedição cartas precatórias para a oitivas de testemunhas da defesa e da acusação no juízo deprecado, são circunstâncias que tornam razoável a dilação do prazo para o término da instrução criminal ( HC 104845/SP , Rel. Min. Joaquim Barbosa, 2ª Turma, DJ de 10/8/2010; HC 101110/CE, Rel. Min. Eros Grau, 2ª Turma, DJ de 12/2/2010; HC 96775/PA, red. p/ acórdão Min. Dias Toffoli, 1ª Turma, DJ de 28/5/2010. 2. In casu, as informações prestadas pelo Juízo de Primeiro Grau revelam ação penal complexa envolvendo 9 (nove) réus acusados da prática dos crimes de tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes, além do arrolamento de testemunhas da defesa e da acusação residentes em comarcas diversas, sendo, por isso, necessária a expedição de cartas precatórias para suas oitivas nos juízos deprecados, sendo certo que 6 (seis) dessas precatórias foram cumpridas no curto espaço temporal entre junho e setembro de 2011, circunstâncias que afastam a responsabilidade estatal pela demora e tornam razoável a dilação do prazo para o término da instrução criminal. 3. Deveras, mercê de o prazo de duração do processo não se revelar irrazoável, a custódia cautelar tem forte supedâneo na prova de que a liberdade do paciente atenta contra a ordem pública. É que: a) A Ação Penal acima informada, originou-se de investigação preliminar, iniciada no ano de 2010 (Processo nº 059/2.10.0005064-1), onde se apurou a conduta de indivíduos, inclusive o paciente, envolvidos com o comércio de narcotráfico no Litoral Norte do Estado...

Rua da Aurora, 325, apto. 319, Edifício Ébano

Boa Vista, Recife/PE – CEP 50050-915 www.egitoramalho.adv.br

Fone: 81 3011-4041 contato@egitoramalho.adv.br




Baixar 69.67 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar