Comunicado da antral acontecimentos do passado dia 02 de Outubro de 2015



Baixar 43.93 Kb.
Encontro03.11.2016
Tamanho43.93 Kb.
Comunicado da ANTRAL

Acontecimentos do passado dia 02 de Outubro de 2015

Sobre os acontecimentos da passada sexta-feira, dia 02 de Outubro de 2015, no decurso da manifestação de táxis que saiu do aeroporto, desceu pela cidade de Lisboa, até ao largo do Martim Moniz, contíguo à praça da Figueira, para onde estava prevista a sessão de encerramento da campanha eleitoral da coligação “Portugal À Frente”, esclarece a Antral o seguinte:



  1. Na sequência da manifestação do passado dia 08 de Setembro de 2015, a Antral declarou publicamente que se não houvesse uma resposta clara, do Governo, contra a violação da lei e decisões dos Tribunais, por parte da UBER iriam ocorrer outras manifestações, durante as semanas seguintes;

  2. Recorde-se que no referido dia 08 de Setembro de 2015, em reunião com a Senhora Ministra da Justiça foi prometido, por esta, uma acção junto do Ministério da Economia e que a ANTRAL seria informada do teor da mesma;

  3. Recorde-se, igualmente que nesse dia, no Gabinete do Sr. Ministro da Economia havia sido marcada reunião, com o mesmo, para o dia 21 de Setembro de 2015;

  4. Assim, no dia 21 de Setembro de 2015 decorreu a reunião com o Sr. Ministro da Economia não tendo nada de novo sido adiantado, mantendo-se a intenção de deixar o assunto correr até que a União Europeia o resolva;

  5. Entretanto, esperava-se pela prometida comunicação da Sra. Ministra da Justiça, o que veio a acontecer, através de um telefonema, do seu gabinete, para o Presidente da ANTRAL, no dia 22 de Setembro de 2015, a informar do envio de um ofício para o Ministério da Economia;

  6. A ANTRAL ainda tentou saber, através de envio de e mail e fax, qual o sentido e alcance desse ofício mas, em vão;

  7. Na ausência de qualquer informação, a ANTRAL comunicou que não poderia evitar previsíveis manifestações espontâneas que viessem a acontecer e que começariam a verificar-se a partir do dia 30 de Setembro de 2015.

E, assim, verificaram-se:

  1. No dia 30 de Setembro de 2015, uma manifestação junto do terminal das chegadas do aeroporto de Lisboa;

  2. No dia 01 de Outubro de 2015, uma manifestação do aeroporto para o IMT. Neste foi recebida uma delegação da ANTRAL que repetiu os argumentos e recebeu a promessa de resposta, aos seus ofícios, na semana seguinte;

  3. No dia 02 de Outubro de 2015, manifestação do aeroporto para o comício de encerramento da campanha da coligação “Portugal À Frente”, inicialmente, com intenção de chegar até ao recinto do comício;

  4. Todas as manifestações decorreram ordeiramente e com a colaboração das autoridades e taxistas;

  5. Porém, tal não foi o que sucedeu na passada sexta-feira onde, estando a manifestação já parada junto ao largo do Martim Moniz, sem a aprovação e contra o desejo da ANTRAL, uma meia dúzia de manifestantes, não Associados da mesma, certamente pelo cansaço, muito desespero e prejuízos sofridos, decidiram ir até junto do comício, para aí se manifestarem;

  6. Entretanto, representantes da ANTRAL e da Direcção de campanha PSD/CDS tinham acordado efectuar uma breve reunião, no comício, com o Presidente da ANTRAL e o candidato Pedro Passos Coelho;

  7. Provavelmente, porque a combinada reunião, estava a ser tratada com alguma reserva e o facto de se ter colocado, em frente à manifestação, um forte cordão policial para impedir a passagem dos manifestantes a pé, a acrescer ao incómodo sentido, face às declarações do Senhor Ministro da Economia à comunicação social, no principio da tarde desse dia, a reacção destes manifestantes logrou lançar alguma confusão e arrastou atrás de si mais alguns que se haviam infiltrado no cortejo, no decorrer do mesmo;

  8. Não era este o desejo da ANTRAL, depois de aberta uma porta para dialogar, e que se julgava bem transmitido a todos os manifestantes, ainda, no aeroporto, pelo que o Presidente da ANTRAL, prontamente, se afastou da tomada de posição e consequências dos actos daqueles manifestantes.

Pelo que precede, a ANTRAL lamenta o sucedido e pede desculpa, pelos acontecimentos imprevistos, a todos aqueles que se viram prejudicados com esta acção, nomeadamente à Policia e à Coligação pois, depois da palavra dada, não estava decidido, naquele momento, qualquer intervenção junto do comício que fugiu totalmente ao seu controlo e, muito menos, pretendia conotar-se como uma intervenção politica.

A ANTRAL fez saber, desde logo, do seu desagrado, perante aqueles que estiveram na origem desta acção e de que independentemente de qualquer tentativa de subversão, continuará, com a mesma determinação, a sua batalha contra a actuação ilegal da Uber e todos aqueles que a têm apoiado e promovido em Portugal, contribuindo, criminosamente, para elevar a tensão no Sector.



A Direcção da ANTRAL



Baixar 43.93 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar