Capitão orley o peito de açO



Baixar 16.54 Kb.
Encontro26.09.2018
Tamanho16.54 Kb.
CAPITÃO ORLEY – O PEITO DE AÇO

Símbolo, referência ou um ícone no meio esportivo das nossas cidades?

Quando se fala no nome do Capitão podemos usar todos os adjetivos acima citados. Não por ser o mais experiente locutor e narrador esportivo da nossa região, mas sim, por ser sem sombra de dúvidas, o melhor. Tantos passaram, e os poucos que ficaram, levam em sua bagagem um pouco de conhecimento aprendido com o mestre. Falo mestre, por ter tido a oportunidade de trabalhar com ele e compartilhado de todo o seu conhecimento e sua criatividade.

Dono de uma voz com timbre inigualável, juntamente com uma criatividade de fazer inveja, fazia nas suas narrações esportivas que a concorrência ficasse na rabeira. Hoje não está narrando, até porque as emissoras onde trabalha não estão transmitindo esportes, mas continua no meio radiofônico com seus programa esportivo na TOP FM 98.3 e Brik Brak da Rádio Colmeia onde são líder de audiência.

Muitas vezes fazendo o papel de mestre de cerimônias aumentava a qualidade dos eventos. Por sua competência e por ter trabalhado com galhardia em instituições de renome posso afirmar com certeza que é uma das pessoas mais conhecidas em nossa região.

Além das emissoras de rádio também desempenhou, sempre muito bem, as funções de Diretor de Esportes da Prefeitura de Porto União e Gerente do SESI de União da Vitória.

Orley do R. Maltauro conhecido pelas alcunhas de Capitão Orley Peito de Aço ou professor OROMA marcou e marca época nas cidades irmãs.

Nos idos de 1970/1980, quando a briga pela audiência em transmissões esportivas era muito acirrada, a principal concorrente chamava seu principal narrador de Comandante Garganta de Ouro. Então, para não ficar para trás, o seu colega de equipe esportiva, Waldir Zanetti, criou-lhe, com muito acerto, a alcunha Capitão Peito de Aço.

Se autodenomina professor OROMA em seu programa Brik Brak da Rádio Colmeia onde faz previsões astrológicas

Começou a narrar jogos de futebol na Rádio União substituindo o seu irmão que estava com problemas de saúde.

Narrou partidas nas piores condições possíveis e em lugares inóspitos, pressionado pelas torcidas adversárias, onde nunca se furtou de transmitir a emoção para seus ouvintes.

Trabalhou nas três emissoras de AM de nossas cidades. Chegou ao auge de sua profissão narrando o campeonato brasileiro por uma emissora de Joinville. Também fez narrações esportivas por emissoras de várias cidades como Canoinhas e São Mateus do Sul.

Segundo pessoas que fizeram parte das equipes esportivas na radiofonia local, o Orley do R. Maltauro, tamanha a sua criatividade, já fazia em suas narrações esportivas, o que hoje fazem os famosos narradores da Rádio Tupi e Globo, José Carlos Araújo (Garotinho) e Luiz Penido (O Garotão da Galera), respectivamente.

Em 25 de outubro de 1988 ao narrar a partida amistosa entre a Associação Atlética Iguaçu e Grêmio Foot-Ball Portoalegrense, foi convidado a se transferir para Porto Alegre e fazer parte da equipe esportiva da Rádio Guaíba.

Como atleta defendeu na sua juventude a equipe do São Bernardo, as vezes como goleiro e outras como zagueiro. Também defendeu em muitas peladas a equipe do extinto Bambu.

No final da década de 1970/80 a Rádio União tinha um programa de auditório chamado Alegria no Galpão, onde as pessoas se inscreviam para cantar e outras para as famosas trovas. Orley e Osmair Schroh trabalhavam na portaria vendendo ingressos e seu irmão Airton Maltauro apresentava o programa. Por serem “bon vivant" o lucro arrecadado era muitas vezes gasto nas noitadas, muitas delas no Salão São João (Poerinha) e Primavera, entre outros.

Certa vez, com sua brasília amarela, foi juntamente com sua família passar férias no litoral. Requisitado para fazer uma narração esportiva em Mafra deslocou-se do litoral até aquela cidade. Após o jogo, quando retornava para sua casa, o motor do seu carro fundiu.

Por tudo que fez pelo esporte ainda não foi reconhecido pelos órgãos públicos. Tantos aprendizes seus já foram homenageados e o mestre continua esquecido.

Não em função do esquecimento dos outros e sim pelo merecimento que presto esta simples homenagem.

Nascido em 20 de novembro de 1949 iniciou suas atividades na radiofonia local como técnico de som no final de 1964 na Rádio União.



Orley do R. Maltauro conhecido pelas alcunhas de Capitão Orley ou professor OROMA marcou e marca época nas cidades irmãs.

Baixar 16.54 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar