Breve História do Agrupamento 554 – Olhão



Baixar 0.49 Mb.
Página1/3
Encontro04.11.2016
Tamanho0.49 Mb.
#606
  1   2   3

Breve História do Agrupamento 554 – Olhão


O Escutismo em Olhão tem já uma grande caminhada, sobretudo desde a fundação do Grupo 6 da AEP, os nossos irmãos Escoteiros de Portugal. O CNE viria mais tarde, pelas mãos de um grande escuteiro: o Rev. Cónego José Augusto Vieira Falé (1915 – 2001), que havia sido Assistente Regional do CNE desde a sua criação na Diocese. Assim surgiu o Agrupamento 339 – Olhão.

No ano de 1977, por circunstâncias diversas, teve de ser encerrado o Agrupamento 339, mas o Cónego Falé, então pároco de Olhão e grande amante do Escutismo, não quis deixar morrer o Movimento em Olhão. Por isso, moveu esforços para a reabertura do Agrupamento ou para a abertura de um novo. Com todo esse entusiasmo, o Agrupamento veio a ser fundado com o número 554, no dia 8 de Outubro de 1978, sendo o primeiro Chefe do Agrupamento João Sabino Ladeira (o Advogado Dr. Ladeira).



Oficialmente, a fundação do Agrupamento 554 de Olhão tem a data de 7 de Outubro, dia de Nossa Senhora do Rosário, Padroeira da Paróquia e do Agrupamento, data que ainda hoje festejamos como o aniversário do Agrupamento. Contudo, as primeiras Promessas realizaram-se apenas no dia 8 de Outubro.

Foi a primeira Direcção do Agrupamento:

Chefe de Agrupamento – Chefe João Sabino Ladeira;
Assistente de Agrupamento – Chefe Rev. Cónego José Augusto Vieira Falé;
Secretário de Agrupamento – Chefe Mário Augusto Dias;
Chefe de Alcateia – Chefe Carlos Alberto Gomes Cruz;
Chefe de Grupo – Chefe António José Anselmo.
O Agrupamento 554 de N.ª Sr.ª do Rosário de Olhão, através da Ordem de Serviço Nacional n.º 369, de 1 de Fevereiro 1979, filiou a Alcateia n.º 8 – Santo António e o Grupo n.º 9 – Patrão Joaquim Lopes (hoje, Expedição). Depois viria o Clã João Lúcio. Com a divisão do Grupo Escuteiro em Juniores (Exploradores) e Seniores (Pioneiros), foi filiado em 1983 o Grupo Sénior n.º 8 – São Jorge (hoje, Comunidade).

Ao longo da sua vida o Agrupamento experimentou várias vicissitudes, que levaram ao seu quase encerramento no ano 2000. Aí, o actual Assistente tomou a seu cargo a revitalização do Agrupamento, promovendo a formação de novos chefes e incutindo ao Movimento uma dinâmica muito forte e própria, mesmo no interior da Paróquia.

Na sequência das eleições realizadas no Conselho de Agrupamento de 4 de Novembro de 2009, a actual Direcção, com mandato até 4 de Novembro de 2012, é assim composta:



Chefe de Agrupamento – Chefe José Raimundo Nunes Glória;
Chefe de Agrupamento Adjunto – Chefe Rui Miguel Isca Guerreiro;
Assistente de Agrupamento – Chefe Rev. P.e Luís Gonzaga do Nascimento Nunes;
Secretário de Agrupamento – Chefe Bruno Filipe da Cruz Alexandre;
Tesoureira de Agrupamento – Chefe Tânia Patrícia Gama Viegas;
Chefe de Alcateia – Chefe Rui Miguel Isca Guerreiro;
Chefe de Expedição – Chefe Ana Paula Evaristo Fernandes Glória;
Chefe de Comunidade – Chefe Délia Sofia Pereira Diogo Guerreiro;
Chefe de Clã – Chefe José Raimundo Nunes Glória.



Baixar 0.49 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3




©bemvin.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino médio
ensino fundamental
concurso público
catarina município
Serviço público
Dispõe sobre
reunião ordinária
câmara municipal
público federal
processo licitatório
Processo seletivo
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
Universidade estadual
ensino superior
Relatório técnico
técnico científico
Conselho municipal
direitos humanos
científico período
espírito santo
Curriculum vitae
língua portuguesa
pregão eletrônico
Sequência didática
distrito federal
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
educaçÃo secretaria
nossa senhora
segunda feira
educaçÃO ciência
Pregão presencial
Terça feira
agricultura familiar
poder executivo