Brasília 2017 ministério da educação



Baixar 11.35 Mb.
Pdf preview
Página3/12
Encontro09.04.2020
Tamanho11.35 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12

22
Há também que se ressaltar o avanço de outras linguagens do e no livro didático. A incorporação de 
Histórias em Quadrinhos (HQ), charges, poemas, músicas e filmes nas coleções enriquece o olhar e o 
entendimento do estudante e do próprio professor. Toda essa gama rica de linguagens está disponí-
vel para ‘apoiar’ o ensino de Geografia, pois carregam a beleza e a proposição de distintas formas de 
expressão humana, com suas inevitáveis discussões éticas e estéticas. 
Outra face fascinante do mundo, com cada vez mais importância, que se abre e ramifica: o dos sites 
e do próprio mundo virtual, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Como trazer tais TIC 
para dentro da sala de aula? Como usar os muitos sites –  que os livros trazem – para fins educativos?
Fique atento, professor, aos sites que sua coleção indica. Alguns podem já não estar mais ativos. 
Alguns estão em língua estrangeira. Acesse-os antes, a fim de melhor explorar suas potencialidades. 
Uma imagem num site já pode por si dar impulso a sua aula. 
O que você percebe, professor, com relação aos exercícios e atividades que sua coleção propõe? 
Avançam, cada vez mais, atividades que pedem sínteses autorais do estudante evitando a mera re-
produção do livro texto. No entanto, ainda há muitos exercícios em que a dimensão da memorização, 
mera reprodução, está presente. 
Os estudantes trazem um sem número de curiosidades e fatos isolados. O desafio seria, portanto, o 
de ajudar o estudante a selecionar, no meio de tanto material que chega, o que é relevante e crível. 
Fato é que ignorar as informações, comumente confusas, falsas ou erradas, que chegam através da 
tela dos computadores ou celulares, é desperdiçar situações educativas que trabalham na perspecti-
va de um estudante capaz de selecionar e interpretar o que circula em seu entorno. 
Queremos pedir a você, professor, que veja como aparecem nas coleções, mulheres, negros, índios, 
trabalhadores braçais, crianças. Atores historicamente secundarizados em nossa vida política têm 
crescido em visualização nos livros. Como estão retratados estes sujeitos na sua coleção? Estão ali 
como elementos importantes ou mais como figurantes? 
Muitas vezes a homogeneidade de pensar e dizer se dá justamente pela homogeneidade das fontes de 
informação e a escola, muitas vezes, colabora para esta homogeneidade. Aqui se ressalta a importância 
da literatura e da poesia no desenvolvimento, não apenas da ‘criatividade’, mas da própria riqueza de 
expressão. Poesia, literatura, cinema, justamente por não estarem compromissados com ‘a verdade’, 
com ‘a realidade’, conseguem estimular as singularidades, as particularidades, a fantasia e a imagi-
nação da alma humana. Estimulam o aparecimento da voz do Outro. Portanto, professor, explore com 
criatividade estes diferentes tipos de linguagens, técnicas e textos que os livros lhe convidam a usar.
E a transformação do livro didático num estímulo à criação e a singularidade não é tão simples, pois, 
muitas vezes, foi e é justamente o livro didático um dos formadores de opinião que padroniza as 
ideias e até a forma de ‘bem’ escrever. Daí a virada epistemológica já sugerida, do papel do professor 
e, porque não, do próprio livro didático: incluir na sala de aula os verbos duvidar e perguntar. 

23
Um ponto a ressaltar nas coleções aprovadas é uma crescente interação entre os distintos livros de cada 
ano. Repare que os livros de um ano não são estanques. Estabelecem relações, retomam discussões dos 
livros da mesma coleção, facilitando assim a retomada e o aprofundamento de algum tema já tratado. 
Com relação aos Manuais do Professor, trazem, além dos referenciais teóricos que alimentam os Livros 
do Estudante, o desejo e a proposta de propiciar o processo de formação continuada aos professores. O 
professor não estando estanque no seu fazer vai modificando a si, ao estudante e também o livro didá-
tico. Estando em movimento e em diálogo com estudante, o livro didático reflete a prática do docente. 
Por fim, não por ser menos importante, uma questão difícil: constata-se uma grande similaridade 
entre as distintas coleções. Como propor caminhos diferentes? Os percalços da Geografia Escolar na 
Educação Básica são citados há décadas. E há décadas os professores tentam renovar as práticas 
pedagógicas. Trabalho árduo e perene.
Como pode o professor, usando os livros didáticos, manter o que lhe agrada e ajuda, e, ao mesmo 
tempo, romper, mudar com o que lhe atrapalha no manual didático?
Quem se atreverá a propor outras leituras de fazer Geografia? Há espaço para outras maneiras de um 
livro didático fazer Geografia? Uma Geografia que estimule a ampliação da visão de mundo, combata 
estereótipos e preconceitos, atice a curiosidade, convide à autonomia intelectual e a autoria na for-
ma de expressar-se. 
Bom trabalho.

resenhas  
de geografia

25
A articulação pedagógica entre os livros da coleção e os seus capítulos apresenta uma sequência de 
exposição, partindo-se de uma visão mais geral dos temas geográficos para um estudo regional, em 
que se destacam os países desenvolvidos, não desenvolvidos e industrializados, finalizando com o 
estudo do Brasil e sua diversidade regional.
No Livro do Estudante do 1º ano, estuda-se a conformação e apropriação do espaço natural, a popu-
lação mundial e a configuração política da organização e produção do espaço. O foco é o estudo da 
natureza e da transformação do espaço pela sociedade que provoca problemas ambientais e gera 
conflitos políticos e territoriais. O Livro do Estudante do 2º ano tem a economia como base para o 
estudo. Prioriza-se o estudo do capitalismo, das desigualdades sociais e econômicas e das atividades 
primárias, secundárias e terciárias da economia. A ênfase é dada ao conjunto de países desenvolvi-
dos e não desenvolvidos, considerando as desigualdades sociais e econômicas. Prioriza-se, portanto, 
a compreensão do capitalismo e as relações desiguais entre os diferentes países do mundo. O Livro 
do Estudante do 3º ano concentra-se no Brasil, considerando o seu processo histórico de formação 
e inserção no capitalismo.
LÚCIA MARINA
TÉRCIO
0026P18053
EDITORA ÁTICA
3

edição - 2016
FRONTEIRAS DA GLOBALIZAÇÃO
visão geral

26
Nas páginas iniciais de cada Livro do Estudante, há uma apresentação e uma visão geral, intitulada 
Conheça seu livro que orienta o estudante e o professor sobre as partes constituintes dos livros, a sa-
ber: Abertura da unidade com imagem e texto relacionados ao tema de estudo; Abertura do capítulo
que traz uma imagem referente ao tema do capítulo. Há, também, as indicações das seções de dina-
mismo: Leitura e reflexão, direcionada ao aprofundamento do estudo; Contexto e aplicação, voltada 
ao estudo de textos e atividades que relacionem os temas com o cotidiano dos estudantes; Pesquise 
e reflita, que apresenta sugestões de pesquisa e questões que propiciam a reflexão sobre a temática 
estudada; Outra visão, composta de textos que adotam diferentes perspectivas de análise do tema 
estudado; Diálogos, seção voltada para os conteúdos de outras disciplinas que dialogam com a Ge-
ografia; Ampliando o conhecimento, seção destinada ao aprofundamento e à complementação de 
assunto tratado no capítulo. No livro do 3º ano, consta a seção Regional, que trata das características 
das regiões brasileiras. As seções de encerramento também são listadas para a composição de cada 
livro da coleção. São denominadas de Refletindo sobre o conteúdo, presentes ao final do capítulo. 
Têm a finalidade de propor questões para análise, reflexão e interpretação das temáticas estudadas. 
Por último, há a seção Concluindo a unidade, que evidencia questões do Enem e de vestibulares.
O Manual do Professor é constituído de duas partes: a primeira é idêntica ao Livro do Estudante e a 
segunda é dividida em três tópicos, a saber: A Geografia no Ensino Médio: considerações gerais, que 
diz respeito à apresentação do currículo para o Ensino Médio, baseado na LDB 9394/1996, nas Dire-
trizes Curriculares para o Ensino Médio e na Matriz de Referência do Enem, na qual são definidas as 
competências e habilidades para este nível de ensino. Há também um texto: Geografia: interdiscipli-
naridade e contextualização, caracterizando esses dois conceitos no âmbito da disciplina no Ensino 
Médio. As orientações para o trabalho interdisciplinar também são encontradas no Livro do Estudan-
te e no Manual do Professor, em textos das seções e atividades, identificadas com círculos coloridos 
interceptados. O segundo tópico, denominado Sobre Esta Coleção, explica a escolha teórico-metodo-
lógica da Educação que fundamenta a coleção e informa que a Geografia adotada considera o espaço 
geográfico como resultante da interferência humana no espaço natural. O terceiro tópico, Sobre este 
volume, é destinado à especificidade de cada livro da coleção. Ressalta-se que os conteúdos dos dois 
primeiros tópicos são comuns aos livros correspondentes aos três anos, diferindo somente na última 
seção, que se refere aos conteúdos específicos de cada livro. Assim, o terceiro tópico do Manual do 
Professor, Sobre este volume, apresenta textos que auxiliam o professor na concepção metodológica.
descrição da obra

27
análise da obra
Dentre os conceitos geográficos abordados, destacam-se os de espaço, paisagem, rede, território, 
lugar e região. O espaço geográfico é central no tratamento dos conteúdos e é concebido como resul-
tado da interferência humana sobre o espaço natural. O conceito de paisagem é utilizado no decorrer 
da coleção como suporte para o entendimento dos recortes espaciais abordados. Quando retrata os 
conceitos de rede e território, há a preocupação de relacionar estes conceitos ao fenômeno da glo-
balização, articulando com a comunicação e o comércio mundial. O conceito de região está atrelado 
à divisão do mundo e, por fim, o conceito de lugar não apresenta de forma suficiente a interlocução 
com os conceitos de território ou de região.
A relação entre os conceitos que o livro apresenta permite o entendimento dos conteúdos de forma 
significativa, no que diz respeito à abordagem das ações humanas no contexto da exploração dos 
recursos naturais e as consequências destas explorações para o ambiente.
A articulação pedagógica entre os livros da coleção e os capítulos de cada livro obedece a uma sequ-
ência de exposição, que é iniciada no livro do primeiro ano, com o estudo da natureza, da população 
mundial e da organização política, seguida de um trabalho mais particularizado por países, no livro 
do segundo ano, e do estudo do Brasil, no livro correspondente ao terceiro ano. Parte-se, portanto, 
de uma visão mais geral dos temas geográficos, para um estudo regional.
A articulação apresentada possibilita que os conteúdos e conceitos trabalhados possam ser revistos e 
analisados nos diferentes anos do Ensino Médio. O conceito de espaço geográfico é ampliado, de forma 
gradativa, durante os três anos, sendo aplicado em diferentes escalas dependendo do assunto tratado.
Ainda que sejam atendidos os critérios da Formação Cidadã, ressalva-se a importância de seu apro-
fundamento, já que nem sempre são tratados com o mesmo nível em todos os livros da coleção. A 
mulher é apresentada como atuando em cargos e profissões de relevância social, bem como em 
diferentes movimentos da sociedade organizada. Tais alusões são expressas em textos, imagens e 
informações, as quais possibilitam o debate sobre o seu empoderamento nos diferentes contextos. Já 
outros grupos, como os indígenas e afrodescendentes, são mencionados apenas nos conteúdos que 
apresentam a composição da população brasileira. Há registro sobre o trabalho e a exploração infan-
til, chamando atenção para os artigos da Constituição Federal que tratam dos direitos das crianças e 
dos adolescentes. Também há referência ao idoso, com menção ao Estatuto do Idoso.
Nos Livros do Estudante da coleção, os fenômenos geográficos são apresentados, inicialmente, na concep-
ção da natureza, com destaque para os estudos do relevo, da hidrografia, do clima e da vegetação. Na se-
quência, estão enfatizados os conteúdos relativos à sociedade, com destaque para os estudos da popula-
ção, urbanização, industrialização, globalização, questões ambientais, energia, transportes e comunicação.

28
Apesar dos conteúdos apresentados estarem numa sequência de fácil entendimento, alguns assun-
tos são abordados de forma fragmentada nos três volumes que compõem a coleção. Esse fato reforça 
a perspectiva curricular de temáticas divididas e pouco relacionadas, evidenciadas na organização 
interna dos conteúdos e das atividades.
A proposta pedagógica, expressa no Manual do Professor, é desenvolvida no Livro do Estudante, em-
bora a problematização dos temas e a participação do estudante sejam pouco estimuladas.
Os textos apresentam ideias articuladas e permitem ao estudante o entendimento dos conteúdos 
em diferentes níveis de complexidade, iniciando-se com parágrafos que introduzem o assunto e, na 
sequência, aumentam a complexidade do tratamento dado às informações. Na maioria das vezes, ao 
final de cada texto, há uma síntese do que foi tratado. Estes elementos permitem ao estudante uma 
leitura fluente e de fácil compreensão.
No que tange às atividades propostas nos três livros da coleção, há textos seguidos de perguntas ou 
questões para serem respondidas pelos estudantes. Os textos são exposições, descrição de temas, 
sem o uso de gêneros textuais variados. 
As atividades apresentadas que se referem a questões do Enem estão bem distribuídas e exigem dos 
estudantes o desenvolvimento de habilidades e competências, como análise de eventos geográficos, 
aplicabilidade de conceitos e reflexão sobre determinados temas. Vale ressaltar que muitas questões 
exigem um pensamento que articule os conceitos.
Para abordagem dos conteúdos, são utilizados mapas, gráficos, tabelas que abordam os fenômenos 
geográficos de maneira didática. A coleção, de modo geral, apresenta ilustrações, fotos e imagens 
atraentes e bem contextualizadas. As ilustrações e mapas se relacionam com os textos, permitindo a 
compreensão e problematização dos fenômenos ilustrados ou mapeados. Há o predomínio de figuras 
que ilustram as atividades produtivas, os países e os elementos da natureza.
A apresentação dos textos principais e auxiliares, bem como das imagens, é feita utilizando diferen-
tes cores, tonalidades e fontes. Esta organização permite um maior entendimento e legibilidade dos 
assuntos tratados. As imagens e os mapas, na maioria das vezes, são necessários para o entendimen-
to dos textos, permitindo uma relação constante entre os textos verbais e não verbais. As desigual-
dades econômicas e sociais são demonstradas por meio de gráficos, tabelas e mapas de diferentes 
contextos e sociedades, favorecendo a comparação entre os países, o que contribui para a reflexão 
sobre a diversidade e as diferenças dos povos e grupos sociais.
Os textos destacam a diversidade cultural, natural, política e social dos povos e dos lugares, embora 
o processo de formação econômica e social das regiões Norte e Nordeste do Brasil não seja abordado 
em profundidade.

29
O Manual do Professor apresenta textos que se referem aos conceitos, habilidades específicas, inter-
disciplinaridade, atualização docente, sugestões de atividades, filmes e leituras para formação con-
tinuada do professor. Também são indicadas propostas de projetos interdisciplinares e as respostas 
das atividades dos livros do estudante. São recomendados livros, sites, revistas e periódicos que 
dialogam com as temáticas trabalhadas.  É indicada bibliografia complementar composta por textos 
sobre avaliação, interdisciplinaridade e outros temas relevantes.
em sala de aula
Professor, a coleção apresenta diversas possibilidades de trabalho com os estudantes, levando em 
consideração o nível de desenvolvimento deles, demarcando textos e propostas que permitem uma 
dinamicidade no cotidiano da sala de aula.
Os conceitos que estruturam a Geografia são apresentados nos conteúdos dos livros. É preciso que 
você esteja atento para articular mais os conteúdos trabalhados nos livros da coleção para dar sig-
nificância para os estudantes.
No Manual do Professor há uma sequência uniforme que se inicia com o texto seguido de questões 
sendo indicados textos complementares para a formação continuada do professor e dadas orienta-
ções sobre opções da coleção, evidenciando a matriz de referência para o Enem. Também são sugeri-
dos filmes, livros e sites de pesquisa e de consulta, além de revistas e periódicos especializados em 
Educação, Geografia e Ensino de Geografia. Ainda que esses textos sejam relevantes, no Manual do 
Professor não há orientações mais aprofundadas em relação às práticas pedagógicas que privilegiem 
as vivências e experiências dos estudantes.
A coleção apresenta um vasto número de questões e atividades, muitas delas extraídas de exames de 
vestibulares e do Enem. Ressalta-se, contudo, que parte destas atividades só será respondida plena-
mente com o uso de um atlas geográfico, já que os mapas, apesar de estarem presentes em grande 
quantidade na coleção, não contemplam algumas especificidades dos exercícios. Ressalta-se que a co-
leção não explora a multiplicidade de gêneros textuais. Caso o professor opte pelo uso de gêneros tex-
tuais variados, deve buscar outros materiais e instrumentos didáticos para complementar sua atuação.

30
A coleção se estrutura a partir de unidades temáticas que, sob uma concepção teórico-metodológica 
de caráter interdisciplinar, se propõe a abordar os conteúdos numa perspectiva crítica.
Em cada livro, a unidade é iniciada com um texto-síntese que, somado a questões problematizantes, 
estimulam as manifestações de conhecimentos prévios dos estudantes. Uma imagem temática abre 
os capítulos com o conteúdo abordado. Os conceitos de espaço geográfico, paisagem, lugar, território 
e região, são desenvolvidos na introdução do primeiro livro e, articulados com os conteúdos, vão 
sendo retomados em outros livros da coleção.
É valorizada a manifestação dos diversos gêneros textuais, destacando-se o papel das imagens nesse 
processo.
A coleção atende aos preceitos legais relativos ao Ensino Médio, como os direitos humanos, a For-
mação Cidadã, a cultura e história afro-brasileiras, a educação ambiental, discussão das questões de 
gênero e igualdade. Para tal abordagem, predominam os recursos de intertextualidade em seções 
como Outras leituras, Para saber mais e Dialogando com outras disciplinas.
O Manual do Professor possui uma parte introdutória comum a cada livro, contendo a estruturação e a 
fundamentação teórico-metodológica da coleção, textos de suporte para o ensino e aprendizagem, ma-
trizes curriculares e avaliação na Geografia. Para esses temas, são sugeridas leituras complementares.
EUSTÁQUIO DE SENE
JOÃO CARLOS MOREIRA
0046P18053
EDITORA SCIPIONE
3

edição - 2016
GEOGRAFIA GERAL E DO BRASIL
visão geral

31
O Livro do Estudante do 1º ano introduz aspectos teórico-metodológicos da Geografia; elementos da 
Cartografia e temas da Geografia física. O livro está estruturado em: Introdução - Um pouco de teoria 
da Geografia; Unidade um - Fundamentos da Cartografia, com os capítulos: Planeta Terra: coordena-
das, movimentos e fusos horários; Representações cartográficas, escalas e projeções; Mapas temá-
ticos e gráficos; Tecnologias modernas utilizadas pela Cartografia. Unidade dois - Geografia física e 
meio ambiente, com os capítulos: Estrutura geológica; Estrutura e formas do relevo; Solos; Climas; Os 
fenômenos climáticos e a interferência humana; Hidrografia; Biomas e formações vegetais; As confe-
rências em defesa do meio ambiente.
O Livro do Estudante do 2º ano inicia com os estudos de economia; geopolítica e sociedade no mundo 
contemporâneo; formação do capitalismo e revolução informacional; globalização e desenvolvimento 
humano; e conflitos armados no mundo. O livro está organizado em Unidade um - Mundo contem-
porâneo: economia, geopolítica e sociedade, com os capítulos: O desenvolvimento do capitalismo; A 
globalização e seus fluxos; O desenvolvimento humano; A ordem internacional; Conflitos armados no 
mundo. Unidade dois - Indústria no mundo, com os capítulos: A geografia das indústrias; Economias 
desenvolvidas; Economias em transição; Economias emergentes. Unidade três - Comércio e serviços no 
mundo, com os capítulos: O comércio internacional e os blocos regionais; Os serviços internacionais.
O Livro do Estudante, destinado ao 3º ano, aborda a industrialização, os serviços e a política eco-
nômica no Brasil, a produção e o consumo de energia, a geografia da população, o espaço agrário e 
urbano no Brasil e no mundo. O livro está assim estruturado: Unidade um - Brasil: indústria, política 
econômica e serviços, com os capítulos: A industrialização brasileira; A economia brasileira após a 
abertura política. Unidade dois - Energia e meio ambiente, com os capítulos: Produção mundial de 
energia; Produção brasileira de energia; Unidade três – População, com os capítulos: Características 
da população mundial; Fluxos migratórios e estrutura da população; Formação e diversidade cultural 
da população brasileira; Aspectos da população brasileira; Unidade quatro - O espaço urbano e o 
processo de urbanização, com os capítulos: O espaço urbano no mundo contemporâneo; As cidades e 
a urbanização brasileira; Unidade cinco - O espaço rural e a produção agropecuária, com os capítulos: 
Organização da produção agropecuária; A agropecuária no Brasil.
Na coleção também estão presentes Infográficos, assim como a Síntese histórica; Glossário; Para sa-
ber mais e Outras leituras; Dialogando com as disciplinas. Em vários capítulos, há a seção Pensando o 
Enem. Ao término das unidades há a seção Vestibular de Norte a Sul e Caiu no Enem. Ao final de cada 
livro, há Sugestões de leiturafilmes e sites, além da Bibliografia.
O Manual do Professor é composto pelo Livro do Estudante e pela apresentação da coleção, dividi-
da em: Estrutura, Fundamentação teórico-metodológica; Ensinar e aprender Geografia; Referenciais 
curriculares para o Ensino Médio; Formas de avaliação; Bibliografia de apoio; Endereços eletrônicos 
para pesquisa; Reflexões sobre a prática pedagógica; Atividades integradoras de Ciências Humanas; 
e Metas e orientações por Unidade.
descrição da obra

Baixar 11.35 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
Curriculum vitae
pregão eletrônico
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
distrito federal
prefeito municipal
língua portuguesa
nossa senhora
segunda feira
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
agricultura familiar
educaçÃO ciência