Arte egípcia (Egito 3000 A. C.) – Resumo a religião invadiu toda a vida egípcia, interpretando o universo, justificando sua organização social e política, determinando o papel de cada classe social e, conseqüentemente



Baixar 19.61 Kb.
Encontro03.11.2017
Tamanho19.61 Kb.
ARTE EGÍPCIA (Egito - 3000 A. C.) – Resumo

- A religião invadiu toda a vida egípcia, interpretando o universo, justificando sua organização social e política, determinando o papel de cada classe social e, conseqüentemente, orientando toda a produção artística desse povo. Acreditavam também numa vida após a morte, sendo que o fundamento ideológico da arte egípcia é a glorificação dos deuses e do rei defunto divinizado.



- ARQUITETURA: caracterizada pela, solidez, durabilidade e precisão; sentimento de eternidade; aspecto misterioso e impenetrável.

- Tipos de construção: Pirâmide - túmulo real, destinado ao faraó; Mastaba - túmulo para a nobreza; Hipogeu - túmulo destinado à gente do povo. Ex: Pirâmides do deserto de Gizé, construídas por importantes reis do Antigo Império: Quéops, Quéfren e Miquerinos - pai, filho e neto (2550 a. C.); Templos de Carnac e Luxor, ambos dedicados ao deus Amon; Esfinge, representa corpo de leão (força) e cabeça humana (sabedoria). Eram colocadas na alameda de entrada do templo para afastar os maus espíritos; Obelisco: eram colocados à frente dos templos para materializar a luz solar.

- Os tipos de colunas dos templos egípcios são divididas conforme seu capitel: Palmiforme - flores de palmeira; Papiriforme - flores de papiro; e Lotiforme - flor de lótus.

- ESCULTURA: Os escultores egípcios representavam os faraós e os deuses em posição serena e solene, quase sempre de frente (Lei da Frontalidade para relevos), sem demonstrar nenhuma emoção. Pretendiam com isso traduzir, na pedra, uma ilusão de imortalidade.



- PINTURA: caracterizada pela ausência de três dimensões; sem profundidade; colorido a tinta lisa, sem claro-escuro e sem indicação do relevo; Lei da Frontalidade que determinava que o tronco da pessoa fosse representado sempre de frente, enquanto sua cabeça, suas pernas e seus pés eram vistos de perfil. Pintavam cenas diversas preenchendo paredes.

- MÚSICA: Tanto na música religiosa, quanto na de guerra e mesmo na recreativa, os egípcios davam preferência às expressões elevadas e serenas, dando-lhes destaque no culto aos deuses, nos banquetes e cerimônias. ). A Música era praticada em coletividade, inclusive com a participação feminina. Instrumentos: Palmeado; CROTALO (tipo de clava), SISTRO (tipo de chocalho), Derbak (Tambor), SAIBIT (Flauta), MAIT (Flauta dupla), CÍTARA, HARPA, TRÍGONO (pequena harpa).

- ESCRITA: Hieróglifos - considerados a escrita sagrada; Hierática - uma escrita mais simples, utilizada pela nobreza e pelos sacerdotes; Demótica - a escrita popular. Champolion (egiptólogo francês), descobriu o seu significado em 1822, ela se deu na Pedra de Rosetta.

- LIVRO DOS MORTOS: um rolo de papiro com rituais funerários que era posto no sarcófago do faraó morto, era ilustrado com cenas muito vivas, que acompanham o texto com singular eficácia. Formado de tramas de fibras do tronco de papiro, as quais eram batidas e prensadas transformando-se em folhas.

- MUMIFICAÇÃO: a) eram retirados o cérebro, os intestinos e outros órgãos vitais, e colocados num vaso de pedra chamado Canopo. b) nas cavidades do corpo eram colocadas resinas aromáticas e perfumes. c) as incisões eram costuradas e o corpo mergulhado num tanque com Nitrato de Potássio. d) Após 70 dias o corpo era lavado e enrolado numa bandagem de algodão, embebida em betume, que servia como impermeabilização.

- DEUSES EGÍPCIOS: A antiga religião egípcia, diferente do que muitos pensam, cultua apenas um único Deus. Mas este Deus aparece de várias formas e aspectos, os Neteru (plural de Neter no masculino e Netert no feminino). Neteru mais conhecidos: Nun (origem do universo), Atum (gerou os corpos celestes do universo), Amon (força criadora de vida), Rá (deus do Sol), Nut (mãe dos deuses), Osíris (vida no Além), Ísis (maternidade e fertilidade), Seth (espírito do mal), Hórus (deus dos céus), Tot (deus da sabedoria), Anúbis (deus dos mortos), Anuket (sexualidade). Bastet (Deusa solar e protetora das mulheres grávidas).

Baixar 19.61 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar