A singularidade de cristo



Baixar 9.78 Kb.
Encontro28.10.2017
Tamanho9.78 Kb.
A SINGULARIDADE DE CRISTO

Col.1:15-23

Pr. Hamilton Rocha

INTRODUÇÃO

Em um mundo repleto de pluralismo, convém sempre ressaltar a singularidade de Jesus, o Cristo. Aos colossenses o apóstolo Paulo proclamou Cristo como Senhor.

Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação (não um ser criado, mas com direitos de primogênito). Senhor e cabeça de toda a criação; cabeça do corpo que é a Igreja; primogênito dentre os mortos; tem a primazia, a preeminência.

Cristo é Senhor da criação (por meio dele todas as coisas foram feitas). Ele é Senhor da Igreja (por meio dele todas as coisas foram reconciliadas).

Por causa de quem ele é (imagem e plenitude de Deus), por causa do que ele faz (aquele que nos reconciliou com o Pai), Cristo tem dupla supremacia: Ele é o cabeça do universo e da Igreja. Ele é Senhor de ambas as criações.

Diante dessa descrição, onde e como deveríamos estar senão com os rostos em terra diante dele?

Jesus é singular:

I - EM SUA ENCARNAÇÃO

Único Deus homem. Único de nascimento sobrenatural.

II - EM SUA EXPIAÇÃO

Somente ele morreu pelos pecados do mundo inteiro (At.4:12)

III - EM SUA RESSURREIÇÃO

Somente ele venceu a morte, sendo ele as primícias dos que dormem.

IV - EM SUA ASCENÇÃO

Somente ele subiu aos céus e está assentado à direita de Deus (Jo.3:13).

Alexandre foi grande; Napoleão foi grande; Simão Bolívar foi grande; mas Jesus não é grande. Ele é único. Não há ninguém como ele. Ele não tem rival nem sucessor.

Afastemos de nós o Jesus insignificante, fraco, pigmeu, sem poder, que não inspira segurança ou respeito, o filósofo, o psicólogo, o médico, o político e reacionário. Eles são caricaturas de Jesus. O Jesus autêntico encontra-se nas páginas das Sagradas Escrituras (Jo.5:39).

Jerônimo, um dos mais proeminentes pais da Igreja afirmou que "(...) a ignorância da Escritura é ignorância de Cristo". Também podemos declarar que conhecer a Escritura é conhecer a Cristo.

CONCLUSÃO

O governador Pilatos perguntou à multidão qual dos dois Jesus ele deveria soltar. A Jesus Barrabás (Yeshua Bar Abba) ou a Jesus chamado o Cristo? (Mt.27:16,17).

O nome Jesus era muito comum (Col.4:11)

O futuro de nossa alma depende disso.

Para refletirmos:



  1. O que de mais relevante para mim eu posso extrair dessa mensagem? Há algo novo ou desconhecido para mim?

  2. À luz da Palavra de Deus como eu posso declarar a singularidade de Jesus?

  3. Há muitos “Jesus” na História (inclusive bíblica). Em qual Jesus você crê?


Baixar 9.78 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar