3 tragédias recentes da civilização humana: na Síria, nos eua e no Brasil



Baixar 0.66 Mb.
Página7/7
Encontro03.11.2017
Tamanho0.66 Mb.
1   2   3   4   5   6   7
Ludwig von Mises de 1949 magnum opus, Ação humana

Russ Roberts e John Papola são os responsáveis por estes instrutivos vídeos (vide abaixo) - debate Keynes x Hayek - excelente trabalho que mostra, como queria Mises, que a ciência econômica não deve se restringir a salas de aula, mas pode ser estudada por todos, usando tecnologia disponível de comunicação. Por terem compilado e produzido este fantástico trabalho de comunicação, permitindo realçar a teoria econômica austríaca, meu sincero reconhecimento.

Sugiro fortemente assistir estes debates simulados entre Keynes e Hayek -

 https://www.youtube.com/watch?v=O5jeXrKvJXU#t=21 - um rap mostrando suas argumentações distintas e muitas vezes antagônicas

https://www.youtube.com/watch?v=ELVbEG5qjVI - Fight of the Century:

Keynes vs. Hayek Round Two (legendado em português)


Estes 2 gigantes do pensamento econômico

modelaram a civilização  e nosso estilo de vida. Hayek é consistente e voltado para as próximas gerações. Keynes não viveu o suficiente para assistir o inferno que vivemos hoje com sua inconsequente teoria - a médio prazo estamos todos mortos!!!!

Lembre-se que ambos F.A. Hayek e Keynes previram o crash em 1929: Hayek porque as taxas de juros eram demasiado baixas, Keynes porque elas eram muito altas!

Ilustrativo também, o debate simulado de Smith e Marx – veja em:


https://www.youtube.com/watch?v=QOmFyRpTvFM - Adam Smith e Karl Marx: Liberalismo e Socialismo - bem elaborada produção do Globo Ciência.


https://www.youtube.com/watch?v=WnZs9xrDM0k Encontro do século - Smith e

Marx (EJA)- excelente produção da Fundação Vanzolini – USP/SP



 

Evidencias de água fluindo em Marte – isto abre a possibilidade de vida; das maravilhas não podemos começar a imaginar. Sua descoberta é um feito surpreendente. Enquanto isso, os cientistas marcianos continuam sua busca por vida inteligente na terra. George Monbiot, publicado no Guardian, 30 de setembro de 2015


Ainda no departamento de tragédias humanas, não podemos nos esquecer que a natureza deu ao homem um pênis e um cérebro, mas insuficiente sangue para fazê-los funcionar simultaneamente.


Para relaxar, após estressante tema, assista esta magistral apresentação pela conclusão do décimo aniversário da peça "Les Miserables." de Victor Hugo.
https://www.youtube.com/watch?v=YnmA-8IMVWw&feature=em-subs_digest - Do You Hear the People Sing - Publicado em 21 de jan de 2015

Gratidão por este mundo maravilhoso, assista:

 https://www.youtube.com/watch_popup?v=KgZSrO7dzeo&feature=youtu.beimagem e texto que me traz paz, exalta os mais nobres sentimentos humanos, acalma nos momentos de aflição, estimula a reflexão e alimenta o espirito. Que esta paz de espirito acompanhe você e família neste ano que se inicia.

Celebremos este próximo ano com muita esperança e fé nas infinitas possibilidades do ser humano de encontrar, pelas gerações que se sucedem, a solução para nossos problemas. Cada criança que desembarca neste mundo é uma chama de esperança e renovação

Cordialmente,



 

Ronaldo Campos Carneiro – out/2015

        rcarneiro4@gmail.com
        http://ronaldocarneiro.wordpress.com 
        http://rcarneiro4.blogspot.com.br

​---------------------------------------------------------------------



Comentários
De: Ives Gandra Martins 
Data: 9 de outubro de 2015 13:14
Assunto: RES: “Reconciliação com a Realidade”
Para: Ronaldo campos carneiro
Caro Ronaldo,

 

Rico em citações e diagnosticando o momento presente.



Vale a pena que conheçam suas ideias.

 

Abraços,




De: Geraldo Vilhena 
Data: 11 de outubro de 2015 11:50
Assunto: Re: “Reconciliação com a Realidade” (Versöhnung mit der Wirklichkeit)
Para: Ronaldo campos carneiro
Meu caríssimo Ronaldo,
foi um grande prazer ter falado, ontem, com você, pelo telefone; obrigado. Acabei de ler seu texto e, logo no início, sua referência ao pequeno garoto sírio, uma imagem que, dificilmente, sairá de nossa memória. Já tentei e, ainda, estou fazer reflexões, sobre o Estado Islâmico e as Cruzadas; somos todos cristãos. Está faltando, em meu entendimento, um diálogo de paz e união, prevalecendo o respeito a todos e o reconhecimento às tradições, cultura e religiosidade de toda a humanidade. O princípio primeiro do próprio Universo que moveu o movimento que é permanente e a cada momento, há mudanças, esse primeiro princípio é um SER criado por si próprio, é DEUS, portanto, não temos dois DEUSES, mas temos um só DEUS, ou acreditamos nesse DEUS, com a certeza de Sua existência ou permanecemos, cada um de nós, aceitando verdades, que não são certezas, todas as verdades podem ser alteradas a cada instante, uma idéia nova pode nos levar a um novo juízo e a ter uma nova verdade. Assim, são as ciências, suas teorias. 

Quanto a KEYNES, devemos entendê-lo em seu momento; a teoria primeira de Keynes jamais pode ser alicerce à política econômica que estamos vivendo em nosso Brasil; Eduardo Suplicy, há vários anos, utilizou Keynes, para a implementação de um plano de assistência aos desempregados, à pobreza, vítimas de crises em um pós-guerra, por exemplo. Hoje, o que assistimos (para muitos, um keynesianismo, o que não é), é uma política populista utilizando os recursos do Estado (frutos de nossas contribuições, através dos diferentes processos de recolhimentos de cada setor, primário, secundário e terciário), para formar um imenso contingente eleitoral, mantido a custa dos mais diversos tipos das chamadas "bolsas". Só há portas de entrada, mas nenhuma porta de saída e, assim, já chegamos a alcançar, aproximadamente, hoje, mais de quarenta milhões de pessoas dependentes dessas bolsas, mantidas pela parcela dos tributos dos três setores. A corrupção, jamais vista em nosso País, fica com bilhões, enquanto, outros bilhões, vão para as bolsas, e não há nenhum retorno de seus resultados para a Economia do País, hoje, com uma dívida superior a três trilhões e quinhentos bilhões de dólares. Não há fiscalização no sistema de "bolsas", não há devolução dos recursos financeiros, "verdadeiras bolsas" destinadas aos partidos políticos, a deputados e senadores, governadores e secretários, prefeitos, secretários e vereadores, temos aí, um grande deficit, e nós, acabamos tendo de cobrí-lo. Não é Keynes, são nossos homens públicos. O capital para se manter e crescer, cada vez mais, só encontra um caminho, pagar propinas para continuar existindo e crescendo. Essa é a mudança a ser feita, hoje e agora, caso contrário, teremos pela frente, longos anos de sofrimento que iremos deixar para nossos filhos e netos...).

Um abraço, com amizade sincera, Geraldo Vilhena



De: Geraldo Vilhena 


Data: 26 de outubro de 2015 15:06
Assunto: Re: “Reconciliação com a Realidade” (Versöhnung mit der Wirklichkeit)
Para: Ronaldo campos carneiro
Meu caríssimo Ronaldo,

Com relação a meu e-mail anterior em resposta a sua mensagem, com um ótimo texto, tecí alguns comentários, inclusive sobre o que, hoje, falam em keynesianismo e eu escreví dizendo que Keynes está muito distante do que se propala. Hoje, coincidentemente, fls. A3 da Folha de São Paulo, tem um ótimo artigo do ex-Ministro Bresser Pereira "Não saia, caro Levy" em que, logo em seu primeiro parágrafo, ele o conclui com a frase: " Sei, porém, que esse keynesianismo vulgar nada tem a ver com Keynes"...

Pela colocação do Bresser, verifiquei que não estou só nessa reflexão sobre a nossa política econômica e financeira; infelizmente, estou acreditando que será muito difícil a permanência do Ministro Levy, ante a pressão do Lula, do Presidente do PT e da bancada petista, responsáveis pela atual situação do Brasil, a não ser (o que será muito difícil) a Presidente Dilma romper, publicamente, com o PT e com o populismo eleitoreiro que foi implantado em nosso País.

Não temos outro caminho, agora, a não ser, nós assumirmos as responsabilidades (os inocentes pagando pelos criminosos) para tentarmos, em, no mínimo, cinco anos, recolocar nosso País, em um processo de desenvolvimento integral (social e econômico); mensalão, petrolão... falta muito: BNDS, Eletrobrás, Correios, CEF, Banco do Brasil, Ministério das Cidades, Ministério do Transporte, etc. etc.

Um abraço, Geraldo Vilhena 



De: Schubert OISS-BR 


Data: 29 de outubro de 2015 12:11
Assunto: RES: Mudança através de boas ideias
Para: Ronaldo campos carneiro
Amigo Ronaldo: excelente tuas reflexões! Estas em boa companhia.....Abraços, Schubert





De: Paulo Timm 

Data: 30 de outubro de 2015 06:27
Assunto: Mudança através de boas ideias
Para: Ronaldo campos carneiro
Estimado e diligente amigo,

Cumprimentos pela sua constante atenção aos problemas que tanto nos afligem, sejam os internacionais, como os internos. 

Não concordo com sua visão de mundo. Sou um empedernido defensor do Estado como mecanismo de regulação da sociedade, na esteira de vários reformadores sociais, alguns citados por V., no século XX.  Ruim com ele, o Estado, muito pior sem ele. Aliás, basta retornar um pouco aos dias mais difíceis da Crise de 2008 nos USA, da qual TRABALHO INTERNO, documentário, é testemunho, para se ver o papel decisivo que teve o Estado na recuperação da economia daquele país. Não existe "mão invisível" do Mercado, como creem os liberais (neo) . Existe, sim a "mão de gato" dos grandes monopólios no seu afã irrefreável de lucros cada vez maiores, agora sob a hegemonia financeira que sufocou os melhores dias do capitalismo produtivo... Mas, enfim, ideias não são metais que se fundem. E estamos condenados, como dizia Sartre, a sermos livres e, por isso mesmo, a conviver com nossas diferenças. 

A propósito, deixo-lhe  a recomendação de leitura de um livro recente , SAPIENS, de um historiador israelense: Uma visão de longo alcance sobre a aventura humana.

Um abraço,

PAULO TIMM



De: Amaury Lanna 
Data: 31 de outubro de 2015 09:20
Assunto: Mudança através de boas ideias
Para: Ronaldo campos carneiro
Ronaldo,

 

Lí e gostei muito !!! Está bem consistente e realista !!!



Tomei a liberdade de enviar para alguns parentes e amigos aos quais vc conhece como minha irmã Maria Elisa , meu cunhado Anuar Kalil e nosso amigo Sabbag , e outros amigos , tb Engenheiros , mas com boa cabeça e cultura geral.

O Anuar me pediu para eu passar o seu email para ele e eu enviei , pois ele quer trocar idéias com vc , pois tb gostou muito do seu texto.

Espero que vc não se incomode com minha iniciativa.

Abraços.


 

Amaury



De: Paulo Timm 

Data: 1 de novembro de 2015 08:48
Assunto: Re: Mudança através de boas ideias
Para: Ronaldo campos carneiro
Caríssimo Ronaldo,

Dou-me conta de uma coisa: É impossível um verdadeiro "diálogo" na idade a que chegamos. V. me diz coisas que não me dizem nada e reciprocamente.:

 Ronaldo -Meritocracia, competição, livre mercado, redução do poder econômico do Estado, enfim dignidade e liberdade para produzir e consumir.Humanismo?  

 Timm - Estado como criação ética suprema do Homem?   


Palavras e expressões vazias. Religião, talvez. Pura superstição, certamente.
Claro que cultivamos dúvidas sobre nossas idéias, mas estas são dúvidas metódicas, pouco propensas a abalar verdadeiramente nossas opções. Por isso já nem fazem sentido novas leituras. É como se já tivéssemos lido tudo e delas retirado as convicções que nos animam - ou desanimam.  Digo DES-ANIMAM porque já não  tenho muito ânimo para mudar o mundo. Contemplo-o. E me confesso pouco otimista quanto ao futuro da humanidade. E sem saúde, tempo, alma enfim, para tentar salvá-lo. Mesmo assim, continuo escrevendo, montando minhas edições, mais como um entretenimento lúdico, que me toma tempo, atenção e um mínimo de inteligência, do que uma grande mensagem de salvação. Não por acaso me retirei da cidade, das instituições, do mundo das relações. Sou um ermitão cibernético. Ligo-me ao mundo e, sobretudo aos velhos amigos, como Você, pela INTERNET e é só...Nem por isso, porém, me deprimo psicologicamente. Ao contrário, sou um Titanic de excitação mental e moral interna. Poucas coisas me abalam. Nem icebergs no meio do Atlântico...E sigo meu curso com serenidade.

Bom Domingo para o amigo e família! Estou seguro de que tomará minhas observações como reconhecimento da nossa amizade e não como repto às suas ideias. 

Abraço

PAULO TIMM



-------------------------------------------------



De: Amaury Lanna 


Data: 2 de novembro de 2015 15:58
Assunto: Mudança através de boas ideias
Para: Ronaldo campos carneiro
Ronaldo,

 

Veja abaixo um comentário de outro engenheiro , amigo comum meu e do Sabbag :



 

Muito bom, nosso amigo esta no caminho certo, abordou temas pertinentes, comentou e trouxe artigos de pessoas competentes, como a que associa o déficit de hoje com o imposto de amanhã. Parabéns.

Abs

Amaury
De: Ibs Tecnologia Web Site7Dias 


Data: 3 de novembro de 2015 11:14
Assunto: Re: Mudança através de boas ideias
Para: Ronaldo campos carneiro
Prezado Sr Ronaldo,
Obrigado por entrar em contato com o nosso Instituto.

Seu texto é impactante e informo que também me sensibilizei muito com a cena do menininho na praia, "rosto colado na areia, bum bum empinado, vestido pra viagem, cabelo de anjo, sapatos sem meias."
Sua descrição é brilhante, também me peguei pensando que aquele menino poderia ser um um revolucionário, como artista, empresário, alguém que por insensibilidade de nós humanos não permitirá mais saber.
Rodrigo Studart .·.  

- (61) 8175-2841 Oi


Diretor

http://www.site7dias.com.br
Brasília: (61) 3366-2570 OI

              (61) 3543-2841 NET

 (61) 9976-0418 Vivo


De: Francisco das Chagas Leite Filho 
Data: 2 de novembro de 2015 08:19
Assunto: Re: Mudança através de boas ideias
Para: Ronaldo campos carneiro
Caro Ronaldo,

muito obrigado pelo envio de seu excelente texto. Gostaria de saber se posso publicá-lo no meu blog Café na Política. Sem mais, e muito honrado pela atenção, envio-lhe minhas fraternas saudações.

------------------------------------------------------



De: Raul Pereira 


Data: 3 de novembro de 2015 14:38
Assunto: Re: “Reconciliação com a Realidade”
Para: Ronaldo campos carneiro
Olá, Ronaldo:
Apreciei ler seus texto mas, não vejo porque V. se interessar pelos meus comentários, sempre desprovidos de qualquer caráter intelectual.
Não conheço os autores citados, apenas creio que os fatores e recursos atuais deveriam ser mais bem avaliados e melhor aproveitados.
Nenhum deles conheceu a força das redes sociais, mal e mal somente a imprensa escrita e falada, talvez alguns, nem a "televisada".
Como dizia Roberto Campos, "não existe opinião pública e sim, opinião publicada". Na minha opinião, isso é que move o mundo atual.
Excesso de intelectualidade, nos dias de hoje, não leva a nada, se não houver comunicação e, consequente ação.
Com a força da imprensa, não é necessário ser intelectual para saber que essas ondas de refugiados, principalmente na Europa  nada mais são do que situações orquestradas pela cúpula muçulmana que quer, a qualquer custo, retomar o território que, segundo falam, era deles.
Vide a taxa de natalidade deles (mais de 6) em relação à dos demais países do ocidente (não chegam a 2, quando o índice ideal para se manter uma civilização é de 2,11).
Voltando ao BR, a força da TV é inda maior, haja visto o que se fala do regime militar de 21 anos, hoje erroneamente taxado como ditadura militar.
Vide o que Luis Inácio fez e faz, para ver que "neste país", o que vale é a imprensa televisada, para criar mitos como o dele.
Meu caro Ronaldo, sinto-me excessivamente velho e cansado para continuar lutando contra nossa atual realidade.
Definitivamente, não consigo entender como (cerca de) 25% dos eleitores brasileiros, incluindo significativa gama de intelectuais, ainda acreditam nessa "mentira ambulante"....
Limito-me às minhas ações sociais e pontuais no ROTARY, com as quais sinto-me relativamente reconfortado e, só.....
Parabéns por suas colocações.
Abs,
Raul Pereira.



De: Ricardo Bergamini 


Data: 4 de novembro de 2015 17:55
Assunto: Reconciliação com a Realidade
Para: Ronaldo campos carneiro
Amigo Ronaldo

Li e gostei muito, porém com as suas colocações fica evidente que estamos numa rota de colisão mundial, porque não dizer numa clara fase pré - apocalíptica. Não consigo visualizar nenhuma luz no final do túnel no contexto humano. Creio que vamos viver, em breve, uma grande transformação no contexto mundial por forças exógenas ao planeta terra. Enfim, algo tem que ocorrer e nós, seres humanos, perdermos a nossa capacidade de resolução. Pode ser uma bobagem, mas é assim que eu penso com sinceridade.

 

Um forte abraço do amigo.

 

Ricardo Bergamini



(48) 9636-7322

(48) 9976-6974

ricardobergamini@ricardobergamini.com.br

www.ricardobergamini.com.br



---------------------------------------

Baixar 0.66 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
reunião ordinária
Dispõe sobre
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Universidade estadual
Relatório técnico
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
Curriculum vitae
espírito santo
Sequência didática
Quarta feira
conselho municipal
prefeito municipal
distrito federal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
Pregão presencial
segunda feira
recursos humanos
educaçÃO ciência
Terça feira
agricultura familiar