1. Por que a Administração Científica foi criada? Em que ano?



Baixar 74.62 Kb.
Encontro03.11.2017
Tamanho74.62 Kb.
Questões 

1. Por que a Administração Científica foi criada? Em que ano? 


2. O que surgiu nas organizações da época, com o surgimento da Administração Científica? 
3. Nesta Teoria, como é o conceito das organizações? 
4. Faça uma síntese dos estudos de Frederick W. Taylor e de Henri Fayol e suas principais contribuições para a Teoria Clássica.

5. Como surgiu a Teoria das Relações Humanas? 


6. Qual é o principal representante da Teoria das Relações Humanas? 
7. Cite dois itens nos quais estão centradas as críticas à Teoria das Relações Humanas. 
8. O que você acha de positivo nessa Teoria?

9. Como surgiu a Teoria Neoclássica? 


10. Cite as principais características da Teoria Neoclássica. 
11. O que significa centralização e descentralização? 
12. Quais são as funções do Administrador? 
13. Que significa estrutura organizacional? 
14. Conceitue departamentalização e cite seus principais tipos.

15. Como surgiu a Teoria da Burocracia? 


16. Como são conceituadas as organizações na abordagem burocrática? 
17. Cite as características básicas da Teoria da Burocracia. 
18. O que são disfunções da Burocracia? 
19. Quais organizações que você conhece que podem ser denominadas como burocráticas? Explique.

20. Qual a origem da Teoria Estruturalista? 


21. Cite quais foram os fatos que deram origem a Teoria Estruturalista. 
22. Para onde está direcionado o principal fundamento da Teoria Estruturalista? 
23. Enumere resumidamente as características que o homem organizacional necessita para ser bem sucedido conforme a Teoria Estruturalista. 
24. Conceitua ambiente e estratégia. 
25. Defina conflito organizacional.

26. Descreva sobre as origens da Teoria Comportamental. 


27. Defina quais as características básicas da Teoria Comportamental. 
28. Conceitue as organizações dentro da Teoria Comportamental.

29. Em que se baseia a Teoria dos Sistemas? 


30. Qual a origem dessa Teoria? 
31. Cite cinco características básicas da Teoria dos Sistemas. 
32. Quais inovações a Teoria dos Sistemas trouxe para a ciência administrativa, em forma de contribuição?

33. Quais as origens da Teoria Contingencial? 


34. Qual é a ênfase da abordagem contingencial? 
35. Cite as características básicas dessa teoria. 
36. Enumere os principais representantes da Teoria Contingencial.

RESPOSTAS

1- Foi criada por um engenheiro mecânico que se chamava Frederick Winslow Taylor, no começo do século XX, que buscava obter elevada eficiência industrial eliminando o desperdício e as perdas e elevando os níveis de produtividade.

2- Surgiu a produção em massa, com o domínio dos monopólios, principalmente nos Estados Unidos, e, com uma cadeia de sucessivos acontecimentos, aumentou-se o número de assalariados nas indústrias.

3- Nesta teoria as organizações têm como objetivo o aumento da eficiência, através da eliminação de todo desperdício do esforço humano; adaptação dos trabalhadores à própria tarefa; treinamento para que respondam às exigências de seus respectivos trabalhos; melhor especialização de atividades e estabelecimento de normas bem detalhadas de atuação no trabalho, isto é, predominava a atenção para o método de trabalho, para os movimentos necessários à execução de uma tarefa, para o tempo padrão determinado de sua execução, que constituem a chamada Organização Racional do Trabalho.

4- Taylor, estabeleceu a necessidade de estudar a administração e a organização da empresa cientificamente; e de haver um planejamento do lugar da improvisação. Dos elementos para a aplicação da Administração Cientifica, podemos destacar: estudo dos tempos; supervisão funcional; sala de planejamento; padronização de ferramentas, instrumento e modos de trabalho; gratificação diferenciada e sistema de delineamento de rotina de trabalho.

5- A Teoria das Relações Humanas surgiu em decorrência de falhas nas teorias Científica e Clássica, tal como a forte tendência à desumanização do trabalho encontrada em tais teorias. Exigia-se a máxima eficiência dos empregados e isso acabava sufocando-os. Era o chamado conflito social, ou seja, os trabalhadores se preocupavam em cumprir os objetivos da empresa e deixavam de lado seus objetivos pessoais. Surgiu, então, com a Teoria das Relações Humanas, uma maior preocupação com o bem estar dos empregados. 

6-O principal representante da Teoria das Relações Humanas é Elton Mayo.

7- Essa teoria foi muito criticada porque supervalorizava o ambiente informal de trabalho, ou seja, baseava-se nas relações entre empregados, nos grupos informais que esses formavam dentro da organização, em como um bom relacionamento com colegas de trabalho influenciava na produção individual. Tudo isso fez com que os trabalhadores fossem vistos e analisados de forma muito romântica, e essa visão foi fortemente criticada. Outra crítica recaiu sobre a falta de comprovação científica para tais teorias. 

8- Com o surgimento da Teoria das Relações Humanas, as empresas passaram a observar influência e a importância das relações informais dentro das organizações, ou seja, puderam concluir que o nível de produção era resultante da integração social. Observou-se que somente a recompensa monetária não era mais suficiente e que o cargo ocupado influenciava no desempenho. Tais observações geraram mudanças no ambiente de trabalho. Talvez sua contribuição mais positiva tenha sido a criação de Leis Trabalhistas (CLT) como necessidade de estabelecer quais deveriam ser as condições mínimas de trabalho. Tais novas leis passaram a dar enfoque à proteção do trabalhador, contrastando com as teorias Científica e Clássica, que enfatizavam as empresas e a produção.

9- A Teoria Neoclássica da Administração surgiu em um momento de profundas mudanças e transformações no mundo das organizações. Surgiu da necessidade de se utilizar conceitos relevantes da Teoria Clássica, devidamente atualizados e desprovidos de exageros e generalizações, mesclados com conceitos de teorias administrativas mais recentes.

-10A escola Neoclássica é marcada pelas seguintes características: ênfase na prática da Administração; reafirmação relativa dos postulados clássicos; ênfase nos princípios gerais de Administração; ênfase nos objetivos e resultados; teoria eclética.

11- Diante o vertiginoso crescimento das organizações surgiram os conceitos de “centralização” e “descentralização” ligados à aplicação de autoridade e responsabilidade nas organizações. O primeiro conceito defende a centralização de autoridade e responsabilidades no topo hierárquico, enquanto o outro defende a descentralização dos mesmos nos diversos níveis hierárquicos. Nesse contexto o administrador deve ser capaz de utilizar ambos os processos de acordo com a situação vivenciada, já que tanto a centralização quanto a descentralizações possuem vantagens e desvantagens consideráveis.

12- Planejar, Organizar ,Dirigir,Controlar



13- é a forma pela qual as atividades desenvolvidas por uma organização são divididas, organizadas e coordenadas. Num enfoque amplo inclui a descrição dos aspectos físicos (ex.: instalações), humanos, financeiros, jurídicos, administrativos e econômicos.

14-  tem suas origens na Teoria Clássica, corrente filosófica administrativa iniciada pelo teórico francês Henri Fayol, que pregava a ênfase na Estrutura Organizacional como forma de aumentar a eficiência e aprimorar as relações entre cada segmento de uma empresa. Era uma abordagem de conceito verticalizado que segue hierarquicamente da direção para a execução das tarefas. Sob abordagem econômica, entretanto, a divisão do trabalho apregoada por Adam Smith como fundamental para a geração de riquezas, constitui-se na gênese dessa ideia.

Em Teoria da Organização, a Departamentalização tem como alternativa as chamadas Adhocracias.

 departamentalização por funções



departamentalização por clientes

Departamentalização por processos

departamentalização por produtos e serviços

departamentalização por projetos

15- A Teoria da Burocracia surgiu na década de 1940, para suprir as críticas das teorias organizacionais existentes, especialmente a Teoria Clássica (excesso de mecanicismo) e a Teoria das Relações Humanas (sociológica e utópica em demasia).

A origem da Burocracia data da antiguidade, como visto nos primórdios da administração, porém foi a partir da descoberta dos estudos de Max Weber, e com a tradução inglesa e a divulgação nos EUA desses estudos, que a administração e seus estudiosos, apropriaram-se dos conceitos da teoria weberiana adaptando-a aos pressupostos organizacionais administrativos da época.

16-são formais ou burocráticas e apresenta um sistema social como conjunto de funções oficializadas. Possuem ainda três características que as distinguem de grupos informais ou primários: formalidade – sistema de normas com autoridade definida pela lei; impessoalidade – nenhuma pessoa é subserviente à outra e a obediência é devida aos cargos; profissionalismo – significa que a burocracia é formada por funcionários com uma carreira profissional e meios de subsistência para os mesmos (MAXIMIANO, 2007)

17- A burocracia, segundo Weber (1947) apud Chiavenato (2003), tem as seguintes características: 1. Caráter legal das normas e regulamentos – é baseada em legislação própria e previamente estabelecida e possui caráter legal porque confere às pessoas nomeadas em cargos, poder de coação sobre os subordinados. 2. Caráter formal das comunicações – na burocracia, as comunicações regras e decisões, são escritas, criando a formalidade com o preenchimento de formulários e a rotina que advém desse procedimento. 45 3. Caráter racional e divisão do trabalho – a divisão do trabalho é sistemática e adequada aos objetivos pretendidos de máxima eficiência com cada funcionário e sua respectiva função, com suas atribuições e responsabilidades. 4. Impessoalidade nas relações profissionais – a distribuição das atividades é feita em termos de cargos e funções, e não pessoas envolvidas. 5. Hierarquia da autoridade – segundo o princípio da hierarquia, cada cargo inferior deve estar sob o controle e supervisão de um posto superior. 6. Rotinas e procedimentos padronizados – as regras e normas técnicas regulam a conduta do ocupante de cada cargo e suas atividades são executadas de acordo com as rotinas e procedimentos. 7. Competência técnica e por mérito – a escolha do profissional é feita por meio de méritos adquiridos e na competência técnica. São usados critérios de avaliação e classificação para toda a organização. 8. Especialização da Administração – os administradores da burocracia não são seus donos ou acionistas, assim surgiu a especialidade de gerir o negócio. 9. Profissionalização dos participantes – cada funcionário da burocracia é um profissional especializado nas atividades do cargo que ocupa. 10. Completa previsibilidade do comportamento funcional – os funcionários deverão comportar-se de acordo com as normas e regulamentos da organização e conforme o previsto.

18-Para Weber (1947) apud Chiavenato (2003, p.266): As vantagens da burocracia são: racionalidade dos objetivos, precisão na definição do cargo e na operação, rapidez nas decisões, única interpretação de informações recebidas, uniformidade derotina e procedimentos, continuidade da organização, redução dos conflitos interpessoais, decisões tomadas nas mesmas circunstâncias, confiabilidade e benefícios para as pessoas da organização. Entre conseqüências imprevistas e não desejadas, Robert K. Merton apud Chiavenato (2003), outro estudioso desta Teoria, afirma que disfunções são anomalias de funcionamento e que outros estudiosos deram muita ênfase aos resultados positivos da organização burocrática, esquecendo-se dos outros aspectos, como as tensões internas, importantes para o contexto geral da organização. Dentre as disfunções podem ser citadas: · Internalização das regras e apego aos regulamentos (passam de meios a principais objetivos). · Excesso de formalismo e de papelada. · Resistência às mudanças. · Despersonalização do relacionamento. · Categorização como base do processo decisório. · Superconformidade às rotinas e aos procedimentos. · Exibição de sinais de autoridade. · Dificuldade no atendimento a clientes e conflitos com o público.

19- POLICIA MILITAR, POIS É REGULADA POR NORMAS, ONDE TODOS POSSUEM DIREITOS E DEVERES

20-A Teoria Estruturalista surgiu por volta da década de 50, como um desdobramento dos autores voltados para a Teoria da Burocracia que tentaram conciliar as teses propostas pela Teoria Clássica e pela Teoria das Relações Humanas. Os autores estruturalistas procuram inter-relacionar as organizações com o seu ambiente externo, que é a sociedade maior, ou seja, a sociedade de organizações, caracterizada pela interdependência entre as organizações.

21- Em resumo, conciliação as teses propostas pela Teoria Clássica e pela Teoria das Relações Humanas.

Detalhadamente seria:

• A oposição surgida entre a Teoria Clássica e a Teoria das Relações Humanas – incompatíveis entre si - tornou necessária uma posição mais ampla e compreensiva que integrasse os aspectos considerados por uma e omitidos pela outra e vice-versa. A Teoria Estruturalista pretende ser uma síntese delas, inspirando-se na abordagem de Max Weber.

• A necessidade de visualizar "a organização como uma unidade social complexa na qual interagem grupos sociais" que compartilham alguns dos objetivos da organização (como a viabilidade econômica da organização), mas podem se opor a outros (como a maneira de distribuir os lucros). Seu maior diálogo foi com a Teoria das Relações Humanas.

• A influência do estruturalismo nas ciências sociais e sua repercussão no estudo das organizações. O estruturalismo influenciou a Filosofia, a Psicologia (com a Gestalt), a Antropologia (com Claude Lévi-Strauss), a Matemática (com N. Bourbaki), a Lingüística, chegando até a teoria das organizações• com Thompson, Etzioni e Blau. Na teoria administrativa, o estruturalismo se concentra nas organizações sociais.

• Novo conceito de estrutura. O conceito de estrutura é antigo. Heráclito; nos primórdios da história da Filosofia, concebia o "logos" como uma unidade estrutural que domina o fluxo ininterrupto do devir e o torna inteligível. É a estrutura que permite reconhecer o mesmo rio, embora suas águas jamais sejam as mesmas devido à contínua mudança das coisas. Estrutura é o conjunto formal de dois ou mais elementos e que permanece inalterado seja na mudança, seja na diversidade de conteúdos, isto é, a estrutura mantém-se mesmo com a alteração de um dos seus elementos ou relações. A mesma estrutura pode ser apontada em diferentes áreas, e a compreensão das estruturas fundamentais em alguns campos de atividade permite o reconhecimento das mesmas estruturas em outros campos. O estruturalismo está voltado para o todo e com o relacionamento das partes na constituição do todo. A totalidade, a interdependência das partes e o fato de o todo ser maior do que a soma das partes são as características do estruturalismo.

22- esta direcionado para uma visão de valorização tanto do ambiente interno quanto externo, vendo a organização com uma unidade social.

23-Enquanto a Teoria Clássica caracteriza o "homo economicus" e a Teoria das Relações Humanas "o homem social", a Teoria Estruturalista focaliza o "homem organizacional", a pessoa que desempenha diferentes papéis em várias organizações. Na sociedade de organizações, moderna e industrializada, avulta a figura do homem organizacional que participa de várias organizações. O homem moderno, ou seja, o homem organizacional, para ser bem-sucedido em todas as organizações, precisa ter as seguintes características de personalidade:

• Flexibilidade, em face das constantes mudanças que ocorrem na vida moderna e da diversidade de papéis desempenhados nas organizações.

• Tolerância às frustrações para evitar o desgaste emocional decorrente do conflito entre necessidades organizacionais e necessidades individuais, cuja mediação é feita através de normas racionais, escritas e exaustivas.

• Capacidade de adiar as recompensas e poder de compensar o trabalho rotineiro na organização em detrimento de preferências pessoais.

• Permanente desejo de realização para garantir cooperação e conformidade com as normas organizacionais para obter recompensas sociais e materiais.

24- O ambiente pode ser definido como o conjunto de todos os fenômenos externos à população de organizações em análise que a influenciam de forma real e/ou potencial. 

aplicação passa pela mobilização de recursos para atingir objectivos, definindo um plano para o futuro

6-25Conflito organizacional é quando há choque entre os objetivos da empresa e os objetivos pessoais de cada trabalhador.

26- De acordo com a teoria de Motta, vários autores foram importantes para o desenvolvimento da Teoria Comportamental da Administração. Acredita-se que ela, propriamente dita, inicia-se com Hebert Alexander Simon, em 1947 com o livro O Comportamento Administrativo, no qual foram apresentadas novas colocações e trazendo novos conceitos ao tratamento do processo de tomada de decisões e aos limites da racionalidade. Porém, outros autores foram importantes, a maioria deles preocupados, principalmente, com o tratamento de problemas ligados à eficiência, buscando novas variáveis, como motivação, tensão e necessidades individuais para a solução deles.

De acordo com Chiavenato, as experiências que deram base a Teoria Comportamental surgiram ainda na Teoria das Relações Humanas, com Lewin, e ainda considera alguns conceitos dessa teoria, porém a Teoria Comportamental veio como uma crítica tanto à Teoria Clássica, que dá muita ênfase nas tarefas, como às Teorias das Relações Humanas, que dão muita ênfase nas pessoas. A Teoria Comportamental mostra-se completamente oposta aos conceitos formais e à posição rígida e mecânica da Teoria Clássica. Mostra-se também completamente oposta às prescrições ingênuas e românticas da Teoria Humanística.

27- 


  1. a ênfase nas pessoas;

  2. preocupação com o comportamento organizacional (processo de trabalho);

  3. estudo do comportamento humano (motivação humana - teoria de Maslow)

28- é um sistema social cooperativo

29- estuda, de modo interdisciplinar, a organização abstrata de fenômenos, independente de sua formação e configuração presente. Investiga todos os princípios comuns a todas as entidades complexas, e modelos que podem ser utilizados para a sua descrição.

-30A teoria de sistemas, cujos primeiros enunciados datam de 1925, foi proposta em 1937 pelo biólogo Ludwig von Bertalanffy, tendo alcançado o seu auge de divulgação nadécada de 50. (ALVAREZ, 1990). Em 1956 Ross Ashby introduziu o conceito na ciência cibernética. A pesquisa de Von Bertalanffy foi baseada numa visão diferente do reducionismo científico até então aplicada pela ciência convencional. Dizem alguns que foi uma reação contra o reducionismo e uma tentativa para criar a unificação científica.

31- 


  • Quanto a sua constituição:

    • Físicos ou concretos: quando compostos de equipamento, de maquinaria e de objetos e coisas reais
      (equipamento, objetos, hardware);

    • Abstratos ou conceituais: quando compostos por conceitos, planos, hipóteses e idéias que muitas
      vezes só existem no pensamento das pessoas (conceitos, planos, idéias, software).

Na realidade, há uma complementaridade entre sistemas físicos e abstratos: os sistemas físicos precisam de um sistema abstrato para funcionar, e os sistemas abstratos somente se realizam quando aplicados a algum sistema físico.

  • Quanto a sua natureza:

    • Fechados: não apresentam intercâmbio com o meio ambiente que os circunda, sendo assim não recebem
      nenhuma influencia do ambiente e por outro lado não influenciam. Não recebem nenhum recurso externo
      e nada produzem que seja enviado para fora.
      Ex: A matemática é um sistema fechado, pois não sofrerá nenhuma influência do meio
      ambiente, sempre 1+1 será 2.

    • Abertos: são os sistemas que apresentam relações de intercâmbio com o ambiente, por meio de
      entradas e saídas.

Os sistemas abertos trocam matéria, energia e informação regularmente com o meio ambiente. São eminentemente adaptativos, isto é,
para sobreviver devem reajustar-se constantemente as condições do meio.

32- AJUDOU A DAR UMA MAIOR IMPORTANCIA PARA OS SISTEMAS ABERTOS.

33- A Teoria contingencial nasceu a partir de uma série de pesquisas feitas para verificar quais os modelos de estrutura organizacionais mais eficazes em determinados tipos de indústrias. Essas pesquisas e estudos foram contingentes na medida em que procuravam compreender e explicar o modo pelo qual as empresas funcionavam em diferentes condições. Estas condições variam de acordo com o ambiente ou contexto que as empresas escolheram como seu domínio de operações. Por outras palavras, essas condições são ditadas de acordo com o seu ambiente externo. Essas contingências externas podem ser consideradas como oportunidades ou como restrições que influenciam a estrutura e os processos internos das organizações.

- 34Ênfase no ambiente e nas necessidades do ambiente sobre a dinâmica das organizações.

DE QUE NADA É ABSOLUTO, VISANDO O ALCANCE EFICAZ DOS OBJETIVOS, COORDENAR TAREFAS, ESTRUTURAS, PESSOAS, TECNOLOGIAS, AMBIENTE.

 Na teoria da contingência as condições de ambiente é que causam transformações no interior das organizações. Ou seja, o ambiente explica o fenômeno organizacional. Há quem negue esta influência total do ambiente sobre a organização. ...

35- 


  1. A organização é de natureza sistêmica, isto é, ela é um sistema aberto.

  2. As características organizacionais apresentam uma interação entre si e com o ambiente. 

  3. As características ambientais são as variáveis independentes, enquanto as características organizacionais são variáveis dependentes daquelas.

36- Tom Burn e G. M. Stalker - Classificaram as organizações em mecanísticas e orgânicas.

Paul R. Lawrence e Jay W. Lorsch - pesquisaram sobre as organizações e o ambiente organizacional confrontando ambos, e esse estudo deu origem à Teoria da Contingência. 


Joan Woodward - classificou a tecnologia de produção em unitária ou oficina, em massa ou mecanizada e em processo ou automatizada, provando que a tecnologia vai muito além da produção, influenciando a organização por completo.
Alfred Chandler - Concluiu que a estrutura segue a estratégia organizacional e que a estrutura pode ser definida como design da organização através do qual a empresa é administrada.

 

Leia mais: http://respostas45.webnode.com/news/administra%c3%a7%c3%a3o4/

Questões 


1. Na Administração, a definição de teoria é idealizada diferentemente de outras ciências? 
2. A prática tem a ver com as teorias administrativas? 
3. Que fatos históricos importantes ocorreram no início do século XX, juntamente com o surgimento das Teorias Administrativas. Pesquise.

RESPOSTAS

1- Não. Já que toda Teoria Cientifica se baseia de um conjunto de informações relacionado de observações, para justificar um fenômeno que pode ser testado por meio de experiências, assim como Taylor desenvolveu a teoria de tempos e movimentos .

“Teoria é o conjunto de suposições inter-relacionadas para explicar o que se pretende, e depende da capacidade desta explicação para resolver problemas concretos e prover uma base para planejar (LACOMBE, 2003).”

2- Sim. Já através da observação do comportamento foram desenvolvidas as teorias administrativas.

3- Revolução Industrial, que trouxe o crescimento acelerado e desorganizado das empresas e a necessidade de aumentar a produção de bens, reduzindo a imprevisão, melhorando a eficiência e aumentando a competitividade.



Leia mais: http://respostas45.webnode.com/news/administra%c3%a7%c3%a3o3/



Questões

1 Conceitue organização, interpretando o conceito explicitado. 


2 Dentre as características básicas das organizações, cite três que você considera imprescindível. 
3 As ONGs possuem características próprias ou de outras organizações conhecidas? 
4 Cite cinco grandes organizações que você conhece e respeita, pelo que já desenvolveram. 
5 Conceitue eficiência e eficácia, ilustrando-os com um exemplo prático.

RESPOSTAS

1-Entende-se que organização é o agrupamento de pessoas, que se reuniram de forma estruturada e deliberada e em associação, traçando metas para alcançarem objetivos planejados e comuns a todos os seus membros, (LACOMBE, 2003)

2-


  • 1. Divisão do Trabalho;

  • 2. Especialização;

  • 3. Hierarquia;

3- Possuem características próprias, pois não são de natureza econômica que tem como finalidade a obtenção de lucro. As ONGs são fundamentadas na aceitação dos valores e das normas sociais, sem finalidade lucrativa sendo classificadas assim como Organizações do Terceiro Setor.

4- NU, G-7 , OTAN, INTEL, APPLE



5- Eficiência e eficácia são termos usados na administração para indicar o grau de desempenho de uma organização em relação ao objetivo alcançado. Pode-se dizer que a eficácia indica a realização dos objetivos propostos. Enquanto que, a eficiência está na otimização dos recursos aplicados para melhor atingir esses objetivos, com economia de recursos, sem detrimento da produtividade e qualidade dos produtos e serviços prestados.

Leia mais: http://respostas45.webnode.com/news/administra%c3%a7%c3%a3o2/

1. Conceitue habilidade. 
2. De quais habilidades o administrador necessita? 
3. Qual habilidade é imprescindível para o desempenho profissional do Administrador? 4. Defina competência, situando-a no campo administrativo. 
5. Qual das competências você tem certeza de possuir e quando a pôs em prática? Relate esta experiência

RESPOSTA


1- provém do termo latino habilĭtas e refere-se à capacidade e à disposição para (fazer) algo. É a capacidade que o ser humano tem de transformar os conhecimentos adquiridos em produtos ou serviços com o desempenho esperado, a partir do ensinamento 
 

2-Habilidades Técnicas são as habilidades ligadas à execução do trabalho, e ao domínio do conhecimento específico para executar seu trabalho operacional. 



Habilidades Humanas são as habilidades necessárias para um bom relacionamento. Administradores com boas habilidades humanas se desenvolvem bem em equipes e atuam de maneira eficiente e eficaz como líderes.

Habilidades Conceituais são as habilidades necessárias ao proprietário, presidente, CEO de uma empresa. São essas habilidades que mantêm a visão da organização como um todo, influenciando diretamente no direcionamento e na Administração da empresa. 

 

Planejar, Organizar ,Dirigir,Controlar

 

3- Qual habilidade é imprescindível para o desempenho profissional do administrador?

Habilidade Conceitual, devido o fato de ser a habilidade que requer maior conhecimento, pois exige visualização do conjunto organizacional com suas partes integradas, formando um conjunto harmonioso. Implica a facilidade em trabalhar com ideias e conceitos, teorias e abstrações. As habilidades conceituais estão relacionadas com o pensar, com o raciocinar, com o diagnóstico das situações e com a formulação de alternativas de solução de problemas

 

4- Competência pode ser definida como a qualidade de quem é capaz deanalisar uma situação, apresentar soluções e resolver assuntos ouproblemas (CHIAVENATO, 2003).



 

5-Quando fiz estagio na Policia Militar do TOCANTINS, precisei ser bastante proativo, avaliando os casos e tomando decisões acertadas na ausência de superiores.



Leia mais: http://respostas45.webnode.com/news/administra%c3%a7%c3%a3o1/

1. Conceitue Administração. 
2. A administração é importante como área do conhecimento? Justifique. 
3. Escreva sobre um fato que você considera interessante, que aconteceu em seu trabalho ou em qualquer outra organização à qual você pertença – residência, escola, hospital, prefeitura, etc. – em que você consiga identificar a necessidade de uso da administração. O que você teria feito para melhorar a situação?

 

RESPOSTAS



1- É o fruto da atividade organizada.A palavra administração vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência), significando aquele que realiza uma função, um serviço, sob um comando, para o outro, estando frequentemente associada à função controle Na sua origem a administração e o controle tinham como características a rigidez e coerção, com a evolução da prática e da teoria geral da administração, as formas de controle foram se transformando incorporando a flexibilidade, participação e negociação como estratégias, passando a ser compreendidas como forma de monitoramento das práticas ou ações

 

2- Com certeza. A administração serve para dar base a qualquer organização, através das premissas da eficiência e eficácia.



 

3- Um fato interessante que merece especial atenção na minha instituição e quanto a distribuição do  pessoal que faz parte do quadro de servidores, necessitando muito de um dos itens que regem a administração, ORGANIZAR.
Baixar 74.62 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
espírito santo
pregão eletrônico
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
distrito federal
conselho municipal
língua portuguesa
nossa senhora
educaçÃo secretaria
segunda feira
Pregão presencial
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar