Vidas em contraste



Baixar 5,38 Kb.
Encontro04.10.2017
Tamanho5,38 Kb.
O NEGRO NA LITERATURA OEIRENSE: A PARTIR DA OBRA

“VIDAS EM CONTRASTE” (1980-1990)

Maria da Vitória Leal de Figueiredo
O presente trabalho tem por objetivo apropriar-se historicamente da obra literária do escritor oeirense José Expedito de Carvalho Rêgo Vidas em Contraste buscando pensar historicamente a representação cultural do negro na cidade de Oeiras entre o período de produção e publicação da obra 1980-1990.

A hipótese testada na pesquisa baseia-se de que esta obra mostra o cenário de como o negro realmente era tratado e que através da literatura também pode-se observar o mesmo, já que o negro é sempre menosprezado em termos de prestígio social e sociedade. Além disso a obra faz uma moldura do homem e da mulher negra na sociedade no caso os personagens Calú e Boaventura, mostrando que a mulher negra serviria apenas como diversão e o homem negro serviria apenas para a servidão. Na obra são usados os termos “negrinha”, “de cor” para enfatizar as diferenças sociais e econômicas que há entre eles.

A obra literária Vidas em Contraste aqui é usada como fonte para a história. Tomaremos como importante arcabouço empírico os relatos de memória , especialmente aqueles produzidos por meio da metodologia da História Oral, além de Revistas do Instituto Histórico de Oeiras.

Como fundamentos teóricos utilizamos (TODOROV, 1980) (FERREIRA, 2012), (CHARTIER, 1990) O ultimo especificamente com seu conceito de representação, entendendo esse conceito como um modo específico de analisar a sociedade em questão, pois cada discurso, cada fala está carregada de tendências, fazendo de um modo ou outro um discurso forjado. Tal questão se aplica na presente pesquisa, pois veremos no decorrer do trabalho as falas e o lugar social do negro nesta obra.


Palavras- Chave: Representação, Negro, Literatura, Oeiras.


Graduada em Licenciatura plena em História pela Universidade Estadual do Piauí, Pós- graduanda em História e Cultura Afro-brasileira e Africana.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal