Universidade federal de santa catarina programa de pós-graduaçÃo em literatura



Baixar 17,98 Kb.
Encontro23.08.2017
Tamanho17,98 Kb.
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LITERATURA

CENTRO DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO
Semestre 2017/1

Linha de Pesquisa: Subjetividade, Memória e História.

Disciplina: PGL 510111 – Tópicos Especiais em Subjetividade, Memória e História

Curso: Achille Mbembe e as políticas da inimizade

Profa. Dra. Susan de Oliveira

Ementa:

Neste curso examinaremos os pressupostos teóricos do último ensaio de Achille Mbembe, “Politique de L'inimitié”(2016), onde se encontra um aprofundamento das linhas do seu pensamento desenvolvidas em obras anteriores e no qual se destaca também a reafirmação dos vínculos com o pensamento de Frantz Fanon, Édouard Glissant e Paul Gilroy, entre outros. Neste ensaio, Mbembe aprofunda a crítica da democracia neoliberal, do nacionalismo, do racismo e da xenofobia e questiona os vínculos comunitários identitários num mundo onde cada vez mais a identidade é posta como elemento de poder e fator de inimizade, mas perde importância enquanto aspecto fundante de um mundo pós-humanista do qual o Negro é prenúncio. Nesse sentido, a identidade negra se constitui como elemento chave da construção e desconstrução do humanismo ocidental agonizante e do enfrentamento daquilo que Mbembe chama de políticas da inimizade como sua herança contemporânea. A análise do tema da inimizade e seu lastro político e necropolítico bem como as condições subjetivas que desencadeiam as fobias depende que sejam discutidos pontos fulcrais no seu percurso teórico ao que Mbembe chama no seu ensaio de “Farmácia de Fanon”.



Avaliações: Apresentação de seminário e trabalho escrito.

Bibliografia:

DU BOIS, W.E. B. As almas da gente negra. São Paulo: Ed. Lacerda, 1999.

FANON, Frantz. Em defesa da revolução africana. Lisboa: Sá da Costa Ed., 1980.

______Os condenados da terra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

______Pele Negra, Máscaras Brancas. Porto: A. Ferreira, s/d.

GILROY, Paul. O Atlântico Negro. Modernidade e dupla consciência. São Paulo, Rio de Janeiro: Ed.34/Universidade Cândido Mendes – Centro de Estudos Afro-Asiáticos, 2001.



______Entre campos. Nações, culturas e o fascínio da raça. São Paulo: Annablume, 2007.

GLISSANT, Édouard. El Discurso Antillano. Cuba: Fondo Editorial Casa de las Américas, 2010.

________ Introdução a uma poética da diversidade. Juiz de Fora: EdUFJF, 2005.

________ Poética da Relação. Lisboa: Ed. Sextante, 2011.

MBEMBE, Achille. África insubmissa. Cristianismo, poder e Estado na sociedade pós-colonial. Luanda: Pedago/Mulemba, 2013.

______“As formas africanas de auto-inscrição”. Estudos Afro-Asiáticos, Ano 23, nº 1, 2001, p. 171-209.



______ Crítica da Razão Negra. Lisboa: Antígona: Lisboa, 2014.

______ Necropolítica. Seguido de El Gobierno Privado Indirecto. Barcelona: Melusina, 2011.

______ Politique de L'inimitié. Paris: Éditions La Découverte, 2016.


______ Sair da Grande Noite. Ensaio sobre a África descolonizada. Luanda: Pedago/Mulemba, 2014.



Obs: A bibliografia poderá ser alterada. O cronograma e os temas dos seminários serão definidos no início das aulas. Não é imprescindível conhecimento da língua francesa.

Fevereiro de 2017


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal