Universidade federal de santa catarina centro sócio econômico



Baixar 18,71 Kb.
Encontro02.08.2017
Tamanho18,71 Kb.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA


CENTRO SÓCIO – ECONÔMICO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS
PROGRAMA DE ENSINO
EMENTA: Periodização do processo econômicos/financeiro dos anos 70 e 80. A controvérsia sobre desenvolvimento e crise dos anos 70. As contradições internacionais e nacionais. A formação do capital financeiro e dos complexos agroindustriais nos anos 70/80. O processo cíclico (crise-recuperação-crise) de l99l a l990: crise econômica. Crise da divida externa, crise financeira do Estado, inflação, Os planos de estabilização (do Plano Cruzado ao Plano Collor). Analise Conjuntural Prospectiva.
1.0. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

Código : CNM 7263

Nome: Economia Brasileira Contemporânea

Carga Horária: 60 horas/aula

Nº de Horas/Aula: 04 semanais
2.0. PRÉ-REQUISITOS – CNM 7251 Formação Econômica do Brasil II
3.0. IDENTIFICAÇÃO DA OFERTA: Curso de Graduação em Relações Internacionais
4.0. OBJETIVOS DA DISCIPLINA: Compreender o desenvolvimento recente da economia brasileira na sua interação com as modificações na dinâmica do capitalismo mundial, enfatizando as especificidades da estrutura produtiva e as características das políticas econômicas que condicionaram os processos de mudança e as possibilidades de crescimento.

5.0. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:


1. Crescimento com endividamento externo: O II PND, ajuste estrutural dos anos 70 e a evolução do processo de endividamento externo.

2. As políticas macroeconômicas e a renegociação da divida externa na década de 80.

3. O cruzado e os planos de combate a inflação inercial na segunda metade da década de 90.

4. As políticas de estabilidade monetária, privatização e abertura no início da década de 90: o plano Collor.

5. A experiência do Real: a estabilidade monetária no contexto da privatização e da abertura da economia brasileira no primeiro Governo FHC.

6. Desequilíbrio externo e ausência de crescimento: a política macroeconômica no governo FHC.

7. Continuidade das políticas macroeconômicas no governo Lula.

8. A economia brasileira no inicio do século 21: Seminários sobre problemas estruturais da economia brasileira.


6.0. BIBLIOGRAFIA


Bibliografia Básica:

BAUMANN, Renato (org.). O Brasil e a economia global. 5.ed. Rio de Janeiro: Campus: SOBEET, c1996, 1999.

BELLUZZO, Luiz Gonzaga de Mello; ALMEIDA, Júlio Gomes de. . Depois da queda: a economia brasileira da crise da dívida aos impasses do Real. Rio de Janeiro (RJ): Civilização Brasileira, 2002.

GIAMBIAGI, Fabio [et al.] (Org.). Economia brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.


Bibliografia Complementar:

ABREU, Marcelo de Paiva. A ordem do progresso: cem anos de política econômica republicana 1889-1989. Rio de Janeiro (RJ): Campus, 1990.

BACHA, E.L. Plano Real: Uma Avaliação Preliminar. Revista do BNDES n.3 v.2 p.3-26. Jun. 1995.

BAER, Monica. O rumo perdido: a crise fiscal e financeira do Estado brasileiro. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

BELLUZZO, Luiz Gonzaga de Mello. A luta pela sobrevivência da moeda nacional: ensaios em homenagem a Dilson Funaro. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

CASTRO, Antonio Barros de; SOUZA, Francisco Eduardo Pires de. A economia brasileira em marcha forçada. Rio de Janeiro (RJ): Paz e Terra, 1985.

COUTINHO, L. A terceira revolução industrial e tecnológica: as grandes tendências de mudança. Revista Economia e Sociedade. Campinas: UNICAMP, no 1, ago. 1992, p. 69-87.

CRUZ, P.R.D.C. Endividamento Externo e Transferência de Recursos Reais ao

Exterior: Os Setores Público e Privado na Crise dos Anos Oitenta. Campinas: IE/UNICAMP. Textos para Discussão, n. 24, 1993

DEDECCA, S. D e MONTAGNER, P. Flexibilidade Produtiva e das Relações de trabalho: considerações sobre o Caso Brasileiro. Campinas. IE/UNICAMP, Texto

p/ Discussão n.29, 1993.

FARO, Clovis de (org.). Plano Collor: Avaliações e Perspectivas. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1990.

FERRAZ, João Carlos; KUPFER, David S; HAGUENAUER, Lia. Made in Brazil: desafios competitivos para a indústria. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

GOLDENSTEIN, Lidia. Repensando a dependência. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

LEITE, M. P. O Mundo doTrabalho: Crise e Mudança no final do século. São Paulo: Scritta, 1994.

LESSA, Carlos; BELLUZZO, Luiz Gonzaga de Mello; COUTINHO, Renata . Desenvolvimento capitalista no Brasil: ensaios sobre a crise. São Paulo: Brasiliense, 1984.

LESSA,C. Visão crítica do II Plano Nacional de Desenvolvimento PND. Revista Tibiriçá, v. 2, n. 6, jan/mar 1977.

MALAN, P.S e BONELLI, R. Crescimento Econômico, Industrialização e Balanço de Pagamentos: O Brasil dos anos 70 aos Anos 80. RJ: IPEA. Textos para Discussão Interna n. 60, p. 1-46, 1983.

MANTEGA, Guido; MORAES, Maria. Acumulação monopolista e crises no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

REGO, José Marcio (org.). Inflação e Hiperinflação: Interpretações e Retórica. São Paulo: Bienal, 1990

SANTOS, Anselmo Luis dos; OLIVEIRA, Carlos Alonso Barbosa de; MATTOSO, Jorge Eduardo Levi. Crise e trabalho no Brasil: modernidade ou volta ao passado. São Paulo: Scritta, 1997 .

SUZIGAN, W. A indústria brasileira após uma década de estagnação: questões para a política industrial. Economia e Sociedade, IE/Unicamp, n.1, p. 89-109 ago. 1992.



VELLOSO, João Paulo dos Reis. A nova estratégia industrial e tecnológica: o Brasil e o mundo da III Revolução Industrial. Rio de Janeiro (RJ): J. Olympio, 1990.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal