Título: em letra minúscula. Letra Verdana 14. Seguido de uma linha de intervalo. Autores



Baixar 228,93 Kb.
Encontro21.05.2018
Tamanho228,93 Kb.


Título: em letra minúscula. Letra Verdana 14. Seguido de uma linha de intervalo.

Autores: em letra minúscula, exceto a primeira letra dos Nomes. Letra Verdana 10. A referência ao Autor deve ser feita através do Apelido, seguido das iniciais dos Nomes Próprios. A separação entre os diferentes autores é feita por vírgulas.

Endereços dos autores: em letra minúscula. Letra Verdana 8. Deve ser apresentada a morada completa. Caso exista mais que um autor e diferentes moradas das respectivas instituições, deverá ser apresentada uma referência, através de um número, para todas as moradas. O endereço para correspondência deverá constar em linha abaixo. Seguida de uma linha de intervalo.

Resumo: em letra minúscula. Letra Verdana 10, com 3 pontos de distanciamento entre cada parágrafo. O resumo do documento deve ter entre 10 e 15 linhas. Não pode conter imagens, gráficos ou tabelas.

Nota1: na página seguinte é apresentada a aplicação das regras de submissão de resumos, sob a forma de exemplo. Recomenda-se a visualização do exemplo referido.

Nota2: a terceira página do presente documento poderá usada para a construção e submissão do resumo.

Nota3: a submissão do resumo deverá ser feita em documento no formato word (.doc ou .docx) no formulário de inscrição (https://goo.gl/forms/3xErcr6LK0dLKwni1).

Influência espacial da invasora leguminosa Acacia longifolia (Andrews) Willd. num ecossistema dunar Português
Marques, D.1, Antunes, C.1, Hellmann, C.2, Sutter, R.2, Rascher, K.2, Werner, C.2, Correia, O.1, Máguas, C.1

1 Centro de Biologia Ambiental, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Edifício C2, 5º Piso, Sala 2.5.46, Campo Grande 1749-016 Lisboa, Portugal

2 Experimentelle Ökologie und Ökosystembiologie Universität Bielefeld, Universitätsstraße 25 (W4-107) D - 33615 Bielefeld, Alemanha

Endereço de e-mail para correspondência: cmhanson@fc.ul.pt

A espécie invasora de sistemas dunares Acacia longifolia promove a redução da diversidade biológica e a alteração da estrutura das plantas nativas, resultando na diminuição da riqueza específica da comunidade invadida e no aumento da disponibilidade de azoto e carbono. A elevada taxa de crescimento, a capacidade de fixar azoto atmosférico e a alta eficiência na utilização de recursos permite o sucesso invasor desta espécie em ambientes pobres em recursos. Contudo, ainda não é claro em que medida o fornecimento e a disponibilização do azoto adicional por parte da espécie invasora influencia directamente o conteúdo de azoto nas espécies nativas, e consequentemente a funcionalidade do ecossistema. Foi realizado um estudo num ecossistema dunar estabilizado, localizado no sul de Portugal (Pinheiro da Cruz), cujo objectivo é a avaliação do impacte do acréscimo da disponibilidade de azoto nos sistemas dunares.


Título
Apelido (1º autor), iniciais dos nomes próprios.1, Apelido (restantes autores), iniciais dos nomes próprios.Número de afiliação, etc.

1 Instituição, código-postal cidade, país

2 Instituição, código-postal cidade, país

Etc.


Endereço de e-mail para correspondência:

Resumo.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal