Troquemos as vestes por cinzas; Choremos perante o Senhor. Imensa é a bondade de Deus, nosso Pai



Baixar 55,47 Kb.
Encontro13.01.2018
Tamanho55,47 Kb.



Quarta-Feira de Cinzas

Ano A| Cor: roxo | 1 de março de 2017



1. refrão meditativo

Cm Fm Cm Fm Bb G Fm Bb Cm

Troquemos as vestes por cinzas; Choremos perante o Senhor. Imensa é a bondade de Deus, nosso Pai,

Fm A Fm G Cm

Disposto a nos perdoar.
2. entrada

D Bm A D F#m A D G Em F#m D Bm

Eis o tempo de conversão. Eis o dia da salvação. Ao pai voltemos, juntos andemos. Eis o tempo de

A D

conversão!
D B Em Gm A D

1. Os caminhos do Senhor, São verdade, são amor: Dirigi os passos meus: Em vós espero, ó Senhor! Ele

B Em Gm A7 D

guia ao bom caminho, quem errou e quer voltar. Ele é bom, fiel e justo, Ele busca e vem salvar.


2. Viverei com Senhor, Ele é o meu sustento. Eu confio, mesmo quando, minha dor não mais aguento. Tem
valor aos olhos seus. Meu sofrer e meu morrer. Libertai o vosso servo, e fazei-o reviver!
3. A palavra do Senhor, é a luz do meu caminho. Ela é vida, é alegria. Vou guardá-la com carinho. Sua lei, seu
mandamento. É viver a caridade. Caminhemos todos juntos, construindo a unidade!
5. Salmo50(51)

Gm G Cm Gm D7 Gm

Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos,pois pecamos ó Senhor!

Gm D Cm D Gm G Cm

1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! * / Na imensidão de vosso amor, purificai-me! / Lavai-me todo

Gm A A7 D D7

inteiro do pecado, * / e apagai completamente a minha culpa!

2. Eu reconheço toda a minha iniquidade,* / o meu pecado está sempre à minha frente. / Foi contra vós, só

contra vós, que eu pequei,* / pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

3. Criai em mim um coração que seja puro,* / dai-me de novo um espírito decidido. / Ó Senhor, não me

afasteis de vossa face,* / nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

4. Dai-me de novo a alegria de ser salvo* / e confirmai-me com espírito generoso! / Abri meus lábios, ó

Senhor, para cantar,* / e minha boca anunciará vosso louvor!

7. canto de aclamação
E A E B A G# C#m A B E B

Glória a vós, ó Cristo, verbo de Deus! Glória a vós, ó Cristo, verbo de Deus! (bis)

C#m G#m A G# B

1. Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba.



10.distribuição das cinzas

Dm F Bb Dm Gm E A d

1. Converter ao Evangelho, / Na palavra acreditar, / Caridade e penitência, / Quem as cinzas abraçar.



Gm A Bb A Dm

/: Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.:/

2. Não as vestes, mas o peito / O Senhor manda rasgar. / “Jejuai, mudai de vida... / Em sua face a chorar”.



/: Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.:/

3.Quão bondoso é nosso Deus, /Inclinado a perdoar.Quem dos males se arrepende, /Compaixão vai

encontrar.

/: Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.:/

4. Chora e diz o sacerdote / Entre a porta e o altar: “Pela vida do meu povo / Vão meus lábios suplicar”.



/: Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.:/

5. Convertei-vos, povo meu, / Do Senhor vamos lembrar. / Eis o tempo prometido, / As ovelhas vem salvar.



/: Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.:/

11. Pecador agora É tempo.

F Dm Am C Gm Am Bb

1. Pecador, agora é tempo de pesar e de temor / :serve a Deus, despreza ao mundo, já não sejas

C F

pecador!
2. Neste tempo sacrossanto o pecado faz horror, / :contemplando a cruz de Cristo, já não sejas pecador!
3. Vais pecando, vais pecando, vais de horror em mais horror: / : Filho, acorda dessa morte, já não sejas
pecador!
4. Passam meses, passam anos, sem que busques teu Senhor: / :como um dia para o outro, assim morre
o pecador.
5. Pecador arrependido, pobrezinho pecador, / :vem, abraça-te contrito / com teu Pai, teu Criador.
6. Compaixão, misericórdia vos pedimos, Redentor / :Pela Virgem Mãe das dores, perdoai-nos, Deus de
Amor.

13. canto das ofertas

C Bb C Gm Bb C

Aceita, Senhor, com prazer/: O que vimos te oferecer.:/

Am Dm G C Am Em D7 G F Em Dm

1. Que te ouça o Eterno em tua aflição./ Proteja-te o nome do Deus da Nação! Do seu santuário te mande

Am Bb F Bb C

um auxílio. E, desde Sião, te seja um arrimo! 2. Sim, tudo o que estás a lhe oferecer. Receba ele agora com

todo prazer!/ Atenda aos desejos do teu coração,/ conceda a teus sonhos realização.



3. Possamos, assim, cantar tua vitória / e alçar, em seu Nome, bandeiras de glória! / Agora eu sei: o Eterno liberta!

/ E o seu Consagrado quem salva é sua destra!

4. Confiam nos carros ou então nos cavalos,/ mas nós no Eterno é que confiamos!/ Enquanto uns

fracassam, nós firmes estamos!/ Ao Cristo, a vitória! E ouvidos sejamos.

16. comunhão i

F Dm Bb D7 Gm C BB A7

1. Vem, meu povo, ao banquete da vida; / nesta mesa eu irei te ensinar: / o jejum que me agrada é a

Dm Bb Dm G C

partilha, / a oração que prefiro é amar.



F Gm Am Bb C Dm G7 C Gm Dm Am

Ó Senhor, como é bom ser teu povo! / Ser Igreja e viver como irmãos! / Pelo amor que nos tens eu te

Bb Bbm F C F

louvo, / por te dares a nós neste pão!

2. Se desejas sentir já bem perto / Nova Páscoa da libertação, / vem primeiro comigo ao deserto / do silêncio

e da contemplação.

3. Se o pecado e o mal desfiguram, / se te assustam a dor e a cruz; / minha graça e perdão transfiguram, /

na palavra terás nova luz.

4. Se o cansaço da vida te invade, / quando a sede de amor te atingir, / eu serei aconchego e amizade, /

junto à fonte, esperando por ti.

5. Sou Pastor que te dá segurança, / que teus tímidos passos conduz. / Abre os olhos, desperta! Levanta! /

Persevera nas obras da luz!

6. Toda a morte eu transformo em semente, / das amarras eu vim libertar. / Junto a mim viverás plenamente

/ e feliz poderás caminhar.

17. comunhão iI
E F#m C#m B F#m B F#m

Agora, o tempo se cumpriu, / o reino já chegou, / irmãos, convertam-se / e creiam firmes no

B7 E

Evangelho!

C#m F#m A F#m B B7

1. Feliz aquele homem que não anda conforme os conselhos dos perversos.

2. Que não entra no caminho dos malvados nem junto aos zombadores vai sentar-se.

3. Mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.

4. Eis que ele é semelhante a uma árvore que a beira da torrente está plantada.

5. Ela sempre dá seus frutos a seu tempo jamais as suas folhas vão murchar.

6. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.


18. canto final ( tom de f )
C7 F C F C7 F C A Gm

1. Louvado sejas, ó Senhor, pela mãe terra, que nos acolhe, nos alegra e dá o pão. Queremos ser os teus

C F A Bb G C C7

parceiros na tarefa de “cultivar o bem guardar a criação.”
F A7 Dm Bb G C Gm C7 F Dm G C7 F

Da Amazônia até os Pampas, do Cerrado aos Manguezais, chegue a ti o nosso canto pela vida e pela paz bis

2 . Vendo a riqueza dos biomas que criaste, feliz disseste: tudo é belo, tudo é bom! E pra cuidar a tua obra nos
chamaste a preservar e cultivar tão grande dom.
3 . Por toda a costa do país espalhas vida; São muitos rostos – da Caatinga ao Pantanal: Negros e índios,
camponeses: gente linda,lutando juntos por um mundo mais igual.
4 .Senhor, agora nos conduzes ao deserto e, então nos falas, com carinho, ao coração, pra nos mostrar que
somos povos tão diversos, mas um só Deus nos faz pulsar o coração.


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal