Tratamento das cicatrizes atróficas de acne por meio do microagulhamento com equipamento dermapen em mulheres entre 20 a 30 anos



Baixar 0,98 Mb.
Página3/3
Encontro09.05.2017
Tamanho0,98 Mb.
1   2   3
Figura 5: Voluntária 5


Fonte: elaborado pelas autoras, 2016



Em geral observou-se discreta melhora visual nas cicatrizes atróficas de acne, além da redução de ósteos dilatados, aumento da luminosidade e melhora na textura da pele. Na voluntária 4 observou-se também redução das rugas glabelares.

Após pesquisa de satisfação todas as voluntárias relataram alacridade com o resultado e recomendariam o tratamento.



DISCUSSÃO

O mecanismo de ação de indução percutânea de colágeno utilizando microagulhamento é uma das hipóteses mais aceitas pelo fato de criar uma grande quantidade de minúsculos furos através da epiderme para a derme papilar. Estas feridas criam uma zona confluente de lesão superficial, iniciando o processo normal de cura de feridas com liberação de fatores de crescimento. (BERGMANN; BERGMANN, s.d.)

De acordo com Bergmann e Bergmann (s.d.), estimula a migração e a proliferação de fibroblastos, resultando em deposição de colágeno, que se faz ininterrupto durante meses após a lesão.

As agulhas acima de 1,5mm atingem a derme e desencadeiam com o sangramento, estímulo inflamatório que resulta na produção de colágeno. (FERNANDES, 2006 apud BERGMANN; BERGMANN, s.d.)



O tratamento de cicatriz atrófica de acne promove discreto efeito nas cicatrizes de acne e a melhora geral da textura da pele. (KALIL, 2015)

As afirmações dos autores supracitados corroboram com o resultado deste experimento em que se pôde observar além de efeito moderado sobre o reparo das cicatrizes atróficas de acne, harmonização da pele com redução dos ósteos dilatados, aumento da luminosidade e turgor tecidual.

Como fator limitante houve o número reduzido de voluntárias e desistência de uma delas logo após a 3ª sessão, impedindo assim o término do tratamento.



CONCLUSÃO

Conclui-se que o microagulhamento com a modalidade dermapen em cicatrizes atróficas de acne, obteve um resultado moderado. Sugere-se para melhores resultados um número maior de sessões, associando ou não a ativos. Vale ressaltar a importância de um número maior de pesquisas sobre o tema.



REFERÊNCIAS

AYRES, N. Microagulhamento: conheça o tratamento para cicatrizes e estrias. s.d. Disponível em:.Acesso em: 16 jun. 2016.


BERGMANN, C. L. M. S.; BERGMANN, J. Melasma e rejuvenescimento facial com o uso de peeling de ácido retinóico a 5% e microagulhamento: caso clínico. s.d. Disponível em: http://clinicabergmann.com.br/wp-content/uploads/2015/01/ARTIGO-PEELING.pdf Acesso em: 16 jun. 2016.
BORGES, F. S.; SCORZA, F. A. Terapêutica em estética conceitos e técnicas. Editora Phorte, São Paulo, 2016.
CACHAFEIRO, T. H. Comparação entre laser erbium fracionado não abativo 1340 nm e microagulhamento para cicatrizes atróficas de acne: ensaio clínico randomizado. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Cirúrgicas) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/119387/000970050.pdf?sequence=1. Acesso em: 23 mai. 2016.
CANETA dermapen. Barros Imports, [s.d.]. Disponível em: . Acesso em: 8 abr. 2016.
CÔRTES, A. P. R. A acne. 2009. Monografia (Tecnólogo em cosmetologia e estética) Universidade Iguaçu – UNIG – Itaperuna, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2016.
EVANGELISTA, M. M. O Uso do microagulhamento como tratamento de cicatriz de acne. Portal Educação, Campo Grande, MS, ago. 2013. Disponível em:. Acesso em: 16 jun. 2016.
FONSECA, M. S. R. Benefício do ácido salicílico na acne grau I. s.d. Disponivel em:http://portalbiocursos.com.br/ohs/data/docs/39/10_-_BenefYcio_do_Ycido_salicYlico_na_acne_grau_I.pdf Acesso em 12 set. 2016.
GOBBO, P. C. D. Estética Facial Essencial. São Paulo: Atheneu, 2010.
KALIL, C. L. P. V. (Resp.). Tratamento das cicatrizes de acne com a técnica de microagulhamento e drug delivery. 2015. Disponível em: <http://www.surgicalcosmetic.org.br/detalhe-artigo/393/Tratamento-das-cicatrizes-de-acne-com-a-tecnica-de-microagulhamento-e-drug-delivery>. Acesso em: 16 jun. 2016.
KELLER, R. Estudo clínico e histopatológico das cicatrizes de acne em pacientes fototipo II-V após irradiação com o laser Nd: Yag 1064 nm. 2006. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-06022007.../RaquelKeller.pdf.>. Acesso em: 16 de set. de 2016.
LIMA, A. A.; SOUZA, T. H. Os benefícios do microagulhamento no tratamento das disfunções estéticas. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2016.
NEGRÃO, M. Regeneração e suas pérolas. 2015. Disponivel em:. Acesso em: 17 Set. 2016.
SUDO, E. J. S. Princípios fisiológicos da acne e a utilização de diferentes tipos de ácidos como forma de tratamento. 2014. Monografia (Pós-Graduação em Fisioterapia Dermato-Funcional) – Faculdade Cambury. Disponível em: < http://portalbiocursos.com.br/ohs/data/docs/18/88_-_PrincYpios_FisiolYgicos_da_ACNE_e_a_utilizaYYo_de_diferentes_tipos_de_Ycidos_como_forma_de_Tratamento.pdf>. Acesso em: 16 jun. 2016.
TORQUATO, G. Microagulhamento: terapia de indução de colágeno provoca microferimentos na pele para preencher marcas. 2014. Disponível em: Acesso em: 16 jun. 2016.

VIANA, S. Microagulhamento: terapia de indução de colágeno provoca microferimentos na pele para preencher marcas. 2016. Disponível em: <https://maismaismedicina.wordpress.com/2016/08/03/microagulhamento-terapia-de-inducao-de-colageno-provoca-microferimentos-na-pele-para-preencher-marcas/comment-page-1/>. Acesso em: 27 set. 2016.








Universitári@ - Revista Científica do Unisalesiano – Lins – SP, ano 7, n.15, jul-dez de 2016
1   2   3


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal