Toledo pr colégio estadual jardim porto alegre ensino fundamental, MÉdio e profissional projeto político pedagógico toledo – pr



Baixar 5,54 Mb.
Página1/15
Encontro19.06.2017
Tamanho5,54 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15
COLÉGIO ESTADUAL JARDIM PORTO ALEGRE



PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO




TOLEDO - PR

COLÉGIO ESTADUAL JARDIM PORTO ALEGRE
ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL


PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

TOLEDO – PR

2017

SUMÁRIO





COLÉGIO ESTADUAL JARDIM PORTO ALEGRE 1

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO 1

SUMÁRIO 3

I - INTRODUÇÃO 20

1 - Finalidade do Projeto Político Pedagógico 21

II – IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO 22

Modalidade: Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ed. Profissional. 22

E-mail: toojardimportoalegre@seed.pr.gov.br 22

Dependência Administrativa: Estadual 22

NRE: Toledo 22

Localização do Colégio: Urbano 22

III – HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO 22

IV – NÍVEIS E MODALIDADES DE ENSINO 24

V – FUNCIONAMENTO E ORGANIZAÇÃO 24

5.1 – Duração das Aulas 25

5.2 - Sala de Apoio a Aprendizagem 25

5.3 – Sala de Recursos Multifuncional 26

5.4 - CELEM 26

5.5 – Atividades de Contraturno Escolar 26

VI – Caracterização da Comunidade Escolar 27

6.1 - Perfil dos alunos 29

6.2 - Perfil dos educadores 29

6.3 - Perfil dos funcionários 30

6.4 - Vínculos Funcionais 30

Direção 31

Equipe Pedagógica 31

Agente Educacional II 31

Agente Educacional I 32

Professores Efetivos 32

6.5 - Rendimento Escolar: Período 2010 - 2015 34

Rendimento Escolar - ano 2010 34

Rendimento Escolar - ano 2011 34

Rendimento Escolar - ano 2012 34

Rendimento Escolar - ano 2013 35

Rendimento Escolar - ano 2014 35

Rendimento Escolar - ano 2015 36

Resultados IDEB 36

VII – Relação dos Recursos Físicos e Materiais 36

Laboratório de Informática, Física, Química e Biologia. 36

Laboratórios 36

Área (m²) 36

Nº de Alunos 36

Finalidade 36

Laboratório 01 36

60,00 36

50 36


Aulas práticas de Informática 36

Laboratório 02 36

48,00 36

36 36


Aulas práticas de Física, Química e Biologia 36

Biblioteca 36

Biblioteca 36

Área (m²) 36

Nº de Alunos 36

Finalidade 36

Laboratório 01 36

110,00 36

40 36

Estudo e Pesquisa 36



VIII - Objetivos, Fundamentos, Princípios e Concepções Orientadoras das Ações Educacionais 36

8.1 - Objetivos 37

8.1.1 - Objetivos Gerais da Escola 38

8.1.2 - Objetivos do Ensino Fundamental 38

8.1.4 - Objetivos do Ensino Médio 40

8.1.5 - Objetivos do Ensino Técnico 41

8.1.6 - Educação Profissional 42

8.2 – Fundamentos Teóricos (o que é esperado para cada modalidade) 43

8.3 - PRINCÍPIOS 44

8.4 - CONCEPÇÕES 46

8.4.1 - Concepção de Homem 46

8.4.2 - Concepção de Sociedade 49

8.4.3 - Concepção de Mundo 49

8.4.4 - Concepção de educação, escola, ensino e aprendizagem 50

8.4.5 - Concepção de Alfabetização e Letramento 52

8.4.6 - Concepção de formação humana integral 53

8.4.7 - Concepção de Educação Inclusiva e Diversidade 60

8.4.7.1 - Quadro de implicações do processo de alfabetização para alunos surdos 61

E como enfrentar esse desafio metodológico? 62

8.4.8 – Concepção de Gestão Escolar e Instâncias Colegiadas 64

8.4.9 - Concepção de Avaliação e Recuperação de Estudos 65

IX – Currículo 69

9.1 - Concepção de Currículo 69

9.2 – Flexibilização do Currículo 70

9.3 – Matriz Curricular 70

9.4 – Especificação das Matrizes Curriculares 70

9.4.1 - Ensino Fundamental 70

9.4.2 - Ensino Médio 71

9.4.3 - Ensino Profissionalizante 73

9.5 - Matriz Curricular - Ensino Fundamental – Séries Finais 75

Turnos de Funcionamento: Matutino e Vespertino 75

9.6 - Matriz Curricular – Ensino Médio Regular 76

Turnos de Funcionamento: Matutino e Noturno 76

9.7 - Matriz Curricular- Ensino Médio – Técnico em Administração Integrado 77

Turnos de Funcionamento: Matutino e Noturno 77

9.8 - Matriz Curricular – Técnico em Administração Subsequente 78

Turno de Funcionamento: Noturno 78

9.9 - Matriz Curricular – Técnico em Administração Subsequente 79

Turno de Funcionamento: Noturno 79

Implantação: gradativa a partir do segundo semestre de 2016. 79

9.10 - Matriz Curricular – Técnico em Contabilidade Subsequente 80

Turno de Funcionamento: Noturno 80

X – Conteúdos Obrigatórios / Desafios Educacionais Contemporâneos 81

XI – Avaliação - Critérios e Instrumentos 82

11.2 - Avaliação diagnóstica inicial 85

11.3 - Avaliação Corretiva 86

11.4 - Avaliação de pré-requisitos para etapa seguinte 86

11.5 - Auto avaliação 86

11.6 – Avaliação Participativa 86

11.7 – Avaliação Construtiva 87

11.8 - Recuperação de Estudos 87

11.9 – Critérios e Instrumentos 88

Média Anual = 1º trim.+ 2º trim.+ 3º trim. 89

Média Semestral = 1º bim.+ 2º bim. 89

11.10 – Conselho de Classe 89

11.11 – Pré-conselho de Classe 90

11.12 – Pós-conselho de Classe 90

XII – Atuação das Instâncias Colegiadas 90

12.1 - Associação de Pais e Mestres e Funcionários 91

Em caso de dissolução, seu patrimônio reverterá em benefício da escola. 91

12.2 - Conselho de Classe 91

12.3 - Conselho Escolar 92

12.4 - Grêmio Estudantil 92

XIII – Proposta de Articulação de Transição 94

13.1 - Ensino Fundamental Anos Iniciais, Anos Finais e Ensino Médio 94

XIV – Proposta de organização da Hora Atividade 94

XVI – Proposta de Articulação da Instituição com a Família e Comunidade 95

XVI – Proposta de Avaliação Institucional 96

XVII – Proposta de Inclusão Educacional 97

17.1 - Descrição 97

IV - superdotação/altas habilidades. 98

17.2 - Serviços especializados 99

17.2.1 - Classe Especial - deficiência mental 99

17.2.2 - Escola Especial - deficiência mental, deficiência física, deficiência visual, deficiências múltiplas, condutas típicas e surdez 100

17.2.3 - Sala de Recursos Multifuncional - deficiência mental, condutas típicas e superdotação/altas habilidades 100

17.2.4 - Centro de Atendimento Especializado - deficiência física, deficiência visual e surdez. 100

17.2.5 - Professor de Apoio Permanente - deficiência física 101

17.2.7- Instrutor Surdo - área da surdez 101

17.3 - Proposta Pedagógica para o Ensino de Surdos 101

17.4 - Altas Habilidades 103

17.4.1 - Características Comportamentais Gerais 103

17.4.2 - Características de Aprendizagem 104

XIX – Proposta de Avaliação do Projeto Político Pedagógico 105

XX – Proposta pedagógica de complementação de carga horária 106

XXI - Estágio Não Obrigatório 106

XXII - Plano de Ação da Escola 107

XXIII – Programas / Projetos desenvolvidos pela escola 108

23.1 – Projeto Tribos e Nações 108

23.2 – Projeto Feira de Ciências 108

23.3 – Projeto Teatro 108

23.4 – Projeto de Musicalização 110

23.5 – Projeto Esporte 110

XXIV– Ata de Aprovação do PPP pelo Conselho Escolar 112

24.1 – Ata de mudança do sistema de avaliação 113

XXV – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 114

CEB 114


116

XXVI – ANEXOS 117

Anexo 1 – Plano de Ação da Escola – Gestão 2016 - 2019 117

1 IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR 117

QUADRO DE METAS 2016-2019 118

INDICADORES 118

A ESCOLA QUE TEMOS HOJE POTENCIALIDADES E DIFICULDADES 118

A ESCOLA QUE PRETENDEMOS 118

O QUE VAMOS FAZER 118

AÇÕES 118

1 – Avaliação 118

dificuldade para interpretar corretamente os resultados obtidos (IDEB, por exemplo). 118

2 – Gestão Democrática 119

3 – Prática Pedagógica 119

4 – Acesso Permanência e sucesso na escola 121

5 – Formação e Condições de Trabalho dos Profissionais da Escola 122

6 – Ambiente Físico Escolar 122

Anexo 2 – Plano de Ação da Equipe Multidisciplinar 132

PLANO DE AÇÃO 132

Toledo, 05 de agosto de 2016 134

Assinatura da/o coordenadora/or 134

Anexo 3 – Calendário Escolar 2016 134

Anexo 4 – Ata de aprovação do sistema de avaliação trimestral 135

Anexo 5 – Plano de Abandono – Brigada Escolar 138

Anexo 6 – Plano de Ação dos Professores 146

OBJETIVO 146

Promover situações que desenvolvam a auto-educação, o aluno como sujeito do conhecimento, para que o mesmo obtenha um espírito crítico, respeito a opinião dos colegas, trabalho cooperativo, etc... 146

DETALHAMENTO DA AÇÃO 146

Trabalhar de forma diversificada, proporcionando a participação dos alunos no processo ensino-aprendizagem, através de pesquisas, debates, seminários, trabalho em grupo, pesquisa de campo, elaboração do material didático, hora cívica. 146

CONDIÇÕES/RECURSOS 146

Organização, apoio e direcionamento por parte da equipe pedagógica e direção. 146

Materiais diversos: livros, computadores, CDs, aparelhos de som, etc... 146

RESPONSÁVEIS 146

Todos os profissionais da escola. 146

CRONOGRAMA 146

Durante todo o ano letivo 146

Proposta Pedagógica – Recuperação de Estudos: Em Processo e Paralelo 147

AÇÃO 147


Leitura do P.P.P. no início do ano letivo, referente a recuperação de estudos, após a leitura combinar coletivamente a sistematização. 147

OBJETIVO 147

Desenvolver o plano de recuperação; 147

Proporcionar aos alunos uma aprendizagem significativa aos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem, em vista da melhoria de seu rendimento escolar. 147

DETALHAMENTO DA AÇÃO 147

Retomada de conteúdos utilizando metodologias diferenciadas, contando com ajuda do Pedagogo se necessário. 147

CONDIÇÕES/RECURSOS 147

Sala de aula; 147

Estagiários; 147

Sistema de monitoria; 147

Contra-turno. 147

RESPONSÁVEL 147

Professores de cada disciplina conforme necessidade. 147

CRONOGRAMA 147

Durante todo o ano letivo. 147

AÇÃO 147


Socialização de conhecimentos e informações. 147

OBJETIVO 147

Ler, estudar e analisar textos relacionados a educação, promovendo aos professores novas possibilidades de adquirir conhecimentos e compartilhar experiências afim de melhorar suas ações educativas. 148

DETALHAMENTO DA AÇÃO 148

Leitura de texto, análise e discussão dos mesmos; 148

Relatos e depoimentos; 148

Registro das informações. 148

CONDIÇÕES/RECURSOS 148

Textos, papel, caneta, retroprojetor, giz, quadro (lousa). 148

RESPONSÁVEL 148

Direção e equipe pedagógica. 148

CRONOGRAMA 148

Conforme datas previstas no calendário. 148

AÇÃO 148


Socialização de conhecimentos e informações. 148

OBJETIVO 148

Ler, estudar e analisar textos relacionados a educação; 148

Promover possibilidades de adquirir conhecimentos e compartilhar experiências a fim de melhora as ações pedagógicas. 148

DETALHAMENTO DA AÇÃO 148

Leitura, análise e discussão dos textos; 148

Relatos e depoimentos; 148

Registros das informações. 148

CONDIÇÕES/RECURSOS 149

Textos, papel, caneta, retroprojetor, giz, quadro (lousa). 149

RESPONSÁVEL 149

Direção e equipe pedagógica. 149

CRONOGRAMA 149

Conforme as datas previstas no calendário escolar. 149

AÇÃO 149

Grupo de Estudos. 149

OBJETIVO 149

Oportunizar aos docentes o aperfeiçoamento e atualização dos seus conhecimentos, levando a uma reflexão da prática educativa, buscando mais qualidade. 149

DETALHAMENTO DA AÇÃO 149

Levantamento de dados da escola quanto ao rendimento escolar e resultados finais; 149

Selecionar material de estudos, relacionados ao processo de avaliação da aprendizagem na escola; 149

Formação de grupo de estudos; 149

Organização do período estudo. 149

CONDIÇÕES/RECURSOS 149

Salas do Colégio e reprodução do material 149

RESPONSÁVEL 150

Direção e equipe pedagógica 150

CRONOGRAMA 150

Os docentes em suas horas atividades estudarão e discutirão o texto em pequenos grupos e haverá reunião bimestral para apresentação do estudo. 150

Anexo 7 – Plano de Ação: Equipe Pedagógica 151

AÇÃO 151

Reunião para apresentar aos pais e aos alunos o regimento interno do colégio; 151

Fazer um pré-conselho com os professores durante as horas atividades para levantamento de situações problema; 151

Palestras com os pais, tendo como tema, formas de ajudar os filhos a se organizar para os estudos, e aos alunos com os temas: autoestima, valores, organização nos estudos, escolha de profissões. 151

Promover reuniões com as turmas para diagnosticar se as metodologias utilizadas em sala de aula estão facilitando a aprendizagem do aluno. 151

Buscar subsídios para implementar os conteúdos programáticos dos docentes. 151

Acompanhar a execução do planejamento e as práticas avaliativas do corpo docente para que estejam de acordo com o P.P.P. 151

Encaminhar ações e metas a serem alcançados para auxiliar os alunos que não conseguem acompanhar o processo de ensino aprendizagem. 151

OBJETIVOS 151

Propiciar oportunidades para a integração da família com a escola; 151

Instrumentalizar o professor e os pais para efetuarem ações no momento em que identificarem problemas de aprendizagem e de indisciplina; 151

Buscar parcerias com os pais para buscar soluções quanto ao descomprometi mento com o aluno para com os estudos; 151

Auxiliar o aluno na sua escolha profissional; 151

Subsidiar o trabalho dos professores. 151

DETALHAMENTO DA AÇÃO 151

Reunir os pais no início do ano letivo para apresentar as normas do colégio; 151

Entregar uma ficha para os professores para que o mesmo faça um pré conselho, evitando que durante o conselho de classe se discuta problemas e não as soluções necessárias para que os problemas vividos; 151

Fazer palestras com os pais para mostrar-lhes como ajudar os filhos a se organizar para os estudos e alertá-los sobre comportamentos inadequados; 151

Fazer palestras com os alunos observando a necessidade que aquela turma está apresentando. 152

CONDIÇÕES/RECURSOS 152

Salas de aula; 152

Regimento interno; 152

Textos específicos; 152

Fichas; 152

Cartazes. 152

RESPONSÁVEL 152

Equipe pedagógica e direção 152

CRONOGRAMA 152

No decorrer do ano letivo. 152

Anexo 8 – Plano de Ação: Conselho de Classe 153

AÇÃO 153

Construir coletivamente práticas educacionais que facilitem o processo do ensino-aprendizagem; 153

OBJETIVOS 153

Identificar, diagnosticar e buscar estratégias para solucionar as dificuldades do processo de ensino-aprendizagem; 153

Oferecer um espaço para representantes de classe levar ao conhecimento do corpo docente as dificuldades vividas pelos alunos; 153

Redirecionar sempre que necessário, o trabalho do docente e da equipe pedagógica, para atingir os objetivos propostos. 153

DETALHAMENTO DA AÇÃO 153

Organização do conselho de classe através de estudos e dos instrumentos de registros; 153

Levantamento dos problemas de cada turma e registro das informações, do pré-conselho, realizado durante a hora atividade do professor; 153

Planejar as ações a serem encaminhadas para cada turma após o conselho de classe; 153

Organizar a comunicação dos resultados para os alunos e aos pais. 153

CONDIÇÕES/RECURSOS 153

Textos, relatos de experiências, regulamento interno, papel e fichas; 153

RESPONSÁVEL 153

Equipe pedagógica, direção e professores. 153

CRONOGRAMA 153

Pré-conselho durante o bimestre; 153

Datas estabelecidas para o conselho de classe. 153

Anexo 9 – Plano de Ação: Grêmio Estudantil 154

AÇÃO 154


Mobilização do Grêmio Estudantil; 154

Elaboração do jornal da escola com produções dos alunos. 154

OBJETIVO 154

Desenvolver o senso de responsabilidade nos alunos; 154

Mobilizar a comunidade escolar para a elaboração do jornal. 154

DETALHAMENTO DA AÇÃO 154

Envolvimento dos discentes da escola, trabalho de divulgação, fiscalização e conservação. 154

CONDIÇÕES/RECURSOS 154

Arrecadação de materiais junto a comunidade; 154

Promoções. 154

RESPONSÁVEL 154

Integrantes do grêmio, direção e equipe pedagógica. 154

CRONOGRAMA 154

Durante o ano letivo; 154

Nos contra turnos. 154

Anexo 10 – Plano de Ação: Conselho Escolar 155

AÇÃO 155

Tornar a escola pública um espaço de exercício do direito de cidadania; 155

Apresentação do Projeto Político Pedagógico e do Plano de Ação aos membros do conselho escolar; 155

Reuniões ordinárias para estudos, análise e reflexão, do papel do conselho escolar. 155

OBJETIVO 155

Instrumentalizar o conselho escolar afim de que exerça sua função pedagógica e possa deliberar de acordo com a realidade da comunidade escolar; 155

Dinamizar ações para atuar como instrumento da gestão democrática. 155

DETALHAMENTO DA AÇÃO 155

Participação da semana pedagógica; 155

Estudos de texto sobre as funções, atribuições e o papel do conselho escolar; 155

Definição de metas com agenda de ações a serem desenvolvidas. 155

CONDIÇÕES/RECURSOS 155

Estatuto do conselho escolar. 155

RESPONSÁVEL 155

Direção e equipe pedagógica. 155

CRONOGRAMA 155

Durante o ano letivo (quando houver necessidade). 155

Anexo 11 – Plano de Ação: APMF 156

AÇÃO 156

Colaborar no aprimoramento do processo educacional, na assistência escolar e na integração família-escola-comunidade. 156

OBJETIVO 156

Representar as aspirações da comunidade e dos pais de alunos junto à escola; 156

Mobilizar os recursos humanos, materiais e financeiros da comunidade, para auxiliar a escola; 156

Colaborar com a Direção do estabelecimento para atingir objetivos educacionais visados pela escola; 156

DETALHAMENTO DA AÇÃO 156

Agir sempre como uma entidade jurídica; 156

Cuidando da vida legal da associação, expondo seus balanços na escola, discutindo seu estatuto e buscando recursos financeiros necessários. 156

CONDIÇÕES/RECURSOS 156

Contribuição dos associados; 156

Convênios; 156

Programa dinheiro direto na escola (PDDE) 156

Promoções diversas. 156

RESPONSÁVEL 156

Membros da APMF e Direção. 156

CRONOGRAMA 156

Período no qual foi eleita. 156

Anexo 12 – Plano de Ação: Representante de Turma 157

AÇÃO 157


Formação de liderança – perfila de um líder; 157

Escolha dos representantes de turma; 157

Preparo dos alunos para o exercício de liderança; 157

Trabalho com todos os alunos nas diversas disciplinas, sobre os conceitos de representação, democracia, cidadania, liderança, e outros que contemplem gestão democrática; 157

Envolvimento e participação direta com os integrantes do grêmio estudantil. 157

OBJETIVO 157

Estudar, preparar e oportunizar o exercício da liderança; 157

Vivenciar a prática da democracia através de seu exercício, através de representante de turma, buscando desenvolver a participação, iniciativa, representatividade, mobilização, criatividade e outros componentes da prática da gestão democrática; 157

Representar a classe e todas as ações, programas ou projetos da escola; 157

Levar ao conhecimento da direção ou da equipe pedagógica dificuldades vividas pela classe; 157

Envolver toda a classe nos programas da escola; 157

Buscar e repassar informações acerca do andamento das ações da escola; 157

DETALHAMENTO DA AÇÃO 157

Além do conselheiro e vice-líder sugere-se a contribuição de dois conselheiros que discutirão com os alunos as ações a serem desenvolvidas pela turma; 157

Participar das reuniões do grêmio, dos conselhos de classe e de todos os momentos que sua presença seja solicitada para levar a opinião do seu grupo como também coletar informações atuando como ponte de ligação entre a sua turma e os outros segmentos da escola. 157

CONDIÇÕES/RECURSOS 157

Preparo do professor e pedagogo; 157

Recursos visuais para facilitar a explicitação; 157

Disposição, por parte dos professores, de tempo para poder pôr em prática seu plano de ação. 158

RESPONSÁVEL 158

O aluno eleito para esta função. 158

CRONOGRAMA 158

Durante todo o ano letivo. 158

Anexo 13 – Projeto de Treinamento Esportivo 159

BOJIKIAN, J. C. M. Ensinando Voleibol. SP: Phorte, 2005; 161

DIRETRIZEZ curriculares da educação básica. Curitiba: SEED, 2008. 161

Anexo 14 – Projeto de Teatro 162

Aproximadamente 40 alunos 162

JAPIASSU, Ricardo. Metodologia do Ensino de Teatro. São Paulo: Ed. Papirus, 2001. 164

MAGALDI, Sábado. Iniciação ao Teatro. São Paulo: Ed. Ática, 2003. 164

JANÔ, Antônio Januzelli. A Aprendizagem do Ator. São Paulo: Ed. Ática, 2003. 164

FO, Dario. Manual Mínimo do Ator. São Paulo: Ed. SENAC, 1999. (Prêmio Nobel de Literatura) 164

AZEVEDO, Sônia Machado de. O papel do Corpo no Corpo do Ator. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2004. 164

SPOLIN,Viola. O jogo teatral no livro do Diretor. São Paulo: Ed. Perspectiva, 2004. 164

SPOLIN, Viola. Improvisação para o Teatro. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1979. 164

http://articulacao-teatro-infanto-juvenil.blogspot.com/2009/06/projeto-oficina-de-teatro-para-criancas.html 164

Anexo 15 – Projeto de Musicalização 165

FISCHER, Ernst. A necessidade da arte. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002. 167

HAUSER, Arnold. História social da arte e da literatura. São Paulo: Martins Fontes, 1995. 167

http://oficinademusicalivre.com/index.php?option=com_content&view=cat egory&layout=blog&id=24&Itemid=29 167

Anexo 16 – Projeto CELEM: Língua Espanhola 168

ALVES, Adda Nari M e MELLO, Angélica. Vale 1,2,3 e 4. Ed. Moderna. 170

MARTIN, Ivan Rodrigues. Espanhol Série Brasil, volume único. Ed Ática.2004. 170

MARTIN, Ivan Rodrigues. Sintesi, volumes 1,2,4. Ed Ática.2011. 170

RAMOS e Jacira. Expansión. Español en Brasil. Volume Ùnico. Ed FTD. 170

PARANÁ, Secretaria de Estado de Educação. Língua Estrangeira Moderna – Espanhol e Inglês. Curitiba, 2008. 170

PARANÁ, Secretaria de Estado de Educação. Diretrizes Curriculares da Educação Básica – Língua Estrangeira Moderna, Curitiba, 2008. 170

Anexo 17 – Projeto Sala de Apoio a Aprendizagem 171

Anexo 18 - Projeto Sala de Recursos Multifuncional Tipo I 174

Sala de Recursos Multifuncional Tipo I 174

Anexo 19 - Projeto Sala Recursos Multifuncional Tipo I - na Área de Altas Habilidades / Superdotação 176

Sala de Recursos Multifuncional Tipo I – Na Área de Altas Habilidades/Superdotação 176

Anexo 20 - Projeto Tribos e Nações – A Arte e Vida 178

Tribos e Nações – A Arte e Vida 178

Anexo 21 - Projeto Diversiarte – Festival Cultural: música, dança, teatro, poesia, dublagem e exposição de produções artísticas. 180

Diversiarte – Festival Cultural: música, dança, teatro, poesia, dublagem e exposição de produções artísticas. 180



I - INTRODUÇÃO 9

1 - Finalidade do Projeto Político Pedagógico 10

II – IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO 11

III – HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO 11

IV – NÍVEIS E MODALIDADES DE ENSINO 13

V – FUNCIONAMENTO E ORGANIZAÇÃO 13

5.1 – Duração das Aulas 14

5.2 - Sala de Apoio a Aprendizagem 14

5.3 – Sala de Recursos Multifuncional 15

5.4 - CELEM 15

5.5 – Atividades de Contraturno Escolar 15

VI – Caracterização da Comunidade Escolar 16

6.1 - Perfil dos alunos 18

6.2 - Perfil dos educadores 19

6.3 - Perfil dos funcionários 19

6.4 - Vínculos Funcionais 20

6.5 - Rendimento Escolar: Período 2010 - 2015 23

VII – Relação dos Recursos Físicos e Materiais 25

VIII - Objetivos, Fundamentos, Princípios e Concepções Orientadoras das Ações Educacionais 26

8.1 - Objetivos 26

8.1.1 - Objetivos Gerais da Escola 27

8.1.2 - Objetivos do Ensino Fundamental 28

8.1.3 - Pontos pertinentes ao Ensino Fundamental 28

8.1.4 - Objetivos do Ensino Médio 29

8.1.5 - Objetivos do Ensino Técnico 30

8.1.6 - Educação Profissional 31

8.2 – Fundamentos Teóricos (o que é esperado para cada modalidade) 32

8.3 - PRINCÍPIOS 33

8.4 - CONCEPÇÕES 35

8.4.1 - Concepção de Homem 35

8.4.2 - Concepção de Sociedade 38

8.4.3 - Concepção de Mundo 39

8.4.4 - Concepção de educação, escola, ensino e aprendizagem 40

8.4.5 - Concepção de Alfabetização e Letramento 41

8.4.6 - Concepção de formação humana integral 43

8.4.7 - Concepção de Educação Inclusiva e Diversidade 49

8.4.7.1 - Quadro de implicações do processo de alfabetização para alunos surdos 50

8.4.8 – Concepção de Gestão Escolar e Instâncias Colegiadas 53

8.4.9 - Concepção de Avaliação e Recuperação de Estudos 54

IX – Currículo 58

9.1 - Concepção de Currículo 58

9.2 – Flexibilização do Currículo 59

9.3 – Matriz Curricular 59

9.4 – Especificação das Matrizes Curriculares 59

9.4.1 - Ensino Fundamental 59

9.4.2 - Ensino Médio 60

9.4.3 - Ensino Profissionalizante 62

9.5 - Matriz Curricular - Ensino Fundamental – Séries Finais 64

Turnos de Funcionamento: Matutino e Vespertino 64

9.6 - Matriz Curricular – Ensino Médio Regular 65

Turnos de Funcionamento: Matutino e Noturno 65

9.7 - Matriz Curricular- Ensino Médio – Técnico em Administração Integrado

Turnos de Funcionamento: Matutino e Noturno 66

9.8 - Matriz Curricular – Técnico em Administração Subsequente 67

Turno de Funcionamento: Noturno 67

9.9 - Matriz Curricular – Técnico em Administração Subsequente 68

9.10 - Matriz Curricular – Técnico em Contabilidade Subsequente 69

X – Conteúdos Obrigatórios / Desafios Educacionais Contemporâneos 70

XI – Avaliação - Critérios e Instrumentos 71

11.1 - Avaliação 75

11.2 - Avaliação diagnóstica inicial 73

11.3 - Avaliação Corretiva 74

11.4 - Avaliação de pré-requisitos para etapa seguinte 74

11.5 - Auto avaliação 75

11.6 – Avaliação Participativa 75

11.7 – Avaliação Construtiva 75

11.8 - Recuperação de Estudos 76

11.9 – Critérios e Instrumentos 77

11.10 – Conselho de Classe 78

11.11 – Pré-conselho de Classe 79

11.12 – Pós-conselho de Classe 79

XII – Atuação das Instâncias Colegiadas 79

12.1 - Associação de Pais e Mestres e Funcionários 79

12.2 - Conselho de Classe 80

12.3 - Conselho Escolar 81

12.4 - Grêmio Estudantil 81

XIII – Proposta de Articulação de Transição 83

13.1 - Ensino Fundamental Anos Iniciais, Anos Finais e Ensino Médio 83

XIV – Proposta de organização da Hora Atividade 84

XVI – Proposta de Articulação da Instituição com a Família e Comunidade 84

XVI – Proposta de Avaliação Institucional 85

XVII – Proposta de Inclusão Educacional 86

17.1 - Descrição 87

17.2 - Serviços especializados 88

17.2.1 - Classe Especial - deficiência mental 88

17.2.2 - Escola Especial - deficiência mental, deficiência física, deficiência visual, deficiências múltiplas, condutas típicas e surdez 89

17.2.3 - Sala de Recursos Multifuncional - deficiência mental, condutas típicas e superdotação/altas habilidades 89

17.2.4 - Centro de Atendimento Especializado - deficiência física, deficiência visual e surdez. 90

17.2.5 - Professor de Apoio Permanente - deficiência física 90

17.2.6 - Profissional Intérprete - área da surdez 90

17.2.7- Instrutor Surdo - área da surdez 90

17.3 - Proposta Pedagógica para o Ensino de Surdos 90

17.4 - Altas Habilidades 92

17.4.1 - Características Comportamentais Gerais 93

17.4.2 - Características de Aprendizagem 94

XVIII – Proposta de Formação Continuada 95

XIX – Proposta de Avaliação do Projeto Político Pedagógico 95

XX – Proposta pedagógica de complementação de carga horária 95

XXI - Estágio Não Obrigatório 96

XXII - Plano de Ação da Escola 97

XXIII – Programas / Projetos desenvolvidos pela escola 97

23.1 – Projeto Tribos e Nações 98

23.2 – Projeto Feira de Ciências 98

23.3 – Projeto Teatro 98

23.4 – Projeto de Musicalização 99

23.5 – Projeto Esporte 99

XXIV– Ata de Aprovação do PPP pelo Conselho Escolar 101

24.1 – Ata de mudança do sistema de avaliação 102



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15


©bemvin.org 2019
enviar mensagem

    Página principal