The landscape as historical product: na analysis of changes in the area of irrigated perimeter in pau dos ferros-rn



Baixar 4,59 Mb.
Página1/6
Encontro09.10.2017
Tamanho4,59 Mb.
  1   2   3   4   5   6

A PAISAGEM COMO PRODUTO HISTÓRICO: UMA ANÁLISE DAS TRANSFORMAÇÕES NO ESPAÇO DO PERÍMETRO IRRIGADO DE PAU DOS FERROS-RN
THE LANDSCAPE AS HISTORICAL PRODUCT: NA ANALYSIS OF CHANGES IN THE AREA OF IRRIGATED PERIMETER IN PAU DOS FERROS-RN
Stênio Maia Estevam

Mestrando do Programa de Pós Graduação em Planejamento e Dinâmicas Territoriais no Semiárido-PLANDITES/UERN



steniopinheiromaia@hotmail.com

Alcimária Fernandes da Silva

Mestranda do Programa de Pós Graduação em Planejamento e Dinâmicas Territoriais no Semiárido-PLANDITES/UERN



alcimariafernandes@hotmail.com

Cícero Nilton Moreira da Silva

Programa de Pós Graduação em Planejamento e Dinâmica Territoriais no Semiárido-PLANDITES/UERN

ciceronilton@yahoo.com.br

RESUMO

A paisagem, seja no espaço urbano ou rural, encontra-se em constantes transformações, sejam elas advindas das ações antrópicas ou até mesmo de alterações naturais.Tendo em vista estes aspectos, o artigo se propõe a buscar compreender o processo de transformação da paisagem do Perímetro Irrigado (PI) de Pau dos Ferros-RN. Pretendendo a partir disso, identificar os elementos modificadores da paisagem, descrever informações das transformações com base no depoimento dos colonos, analisar e comparar registros de imagens do perímetro irrigado desde sua criação até os dias atuais. Para tanto, foi necessário à realização de visitas ao espaço em estudo, bem como a aplicação de entrevistas com alguns colonos e com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas-DNOCS. Assim, foi possível perceberque ocorreram consideráveis transformações na paisagem do referido perímetro, sendo um exemplo a arquitetura das casas, quando se considera o período em que elas foram construídas, década de 1970 e os dias atuais, 2016.



Palavras Chaves: Paisagem; Produto histórico; Perímetro Irrigado de Pau dos Ferros-RN
ABSTRACT

The landscape, whether in urban or rural areas, is in constant transformation, whether arising from human activities or even natural changes. Considering these aspects, the article proposes to seek to understand the process of transformation of the Irrigated landscape (PI) of Pau dos Ferros, RN. Intending from that, identify the modifying elements of the landscape, information describing the transformations based on the testimony of the settlers, analyze and compare records of the irrigated perimeter images from its creation to the present day. Therefore, it was necessary to carry out visits to the area under study, and the application of interviews with some colonists and the National Department of Works Against Drought-DNOCS. Thus, it was possible to see that there have been considerable changes in the perimeter of that landscape, one example being the architecture of the houses, when considering the period in which they were built, the 1970s and the present day, in 2016.



Key words: Landscape; historical product; Irrigated Perimeter of Pau dos Ferros, RN
INTRODUÇÃO

Desde a década de 1960, as políticas agrícolas no semiárido brasileiro estão vinculadas a implantação de perímetros irrigados como estratégia de expansão da fronteira agrícola. Os perímetros irrigados são áreas demarcadas pelo Estado para implementação de ações de agricultura irrigada, postos, geralmente, em locais com solos férteis, presença hídrica, condições climáticas favoráveis e mão de obra para trabalho (BECKER e EGLER, 2003; PONTES et al., 2013).

A política de expansão da agricultura irrigada trouxe problemas sociais, econômicos, ambientais e de saúde. Entretanto, por mais que existam tantas dificuldades com os pequenos irrigantes, dentro da atividade agrícola, há exemplos de sucesso com base na agricultura familiar no semiárido. São experimentados e propagados novos métodos sustentáveis de irrigação associados à realidade regional e preocupados com a segurança alimentar(SILVA, 2010).

Com o processo de desenvolvimento histórico local, houve diversas transformações na paisagem dos perímetros irrigados. A paisagem é entendida como um resultado de forças naturais e humanas que constitui um fato físico e cultural, os quais estão interligados no espaço em um determinado período (tempo), entendendo esse resultado como o produto e não como uma imagem. Deve ser entendida também como uma estrutura morfológica determinada, que pode ser mensurada, quantificada e qualificada (BERTRAND, 1998).

A realização deste trabalho se justifica pelo fato da bibliografia sobre o perímetro irrigado de Pau dos Ferros apresentar lacunas, no que se refere ao estudo da paisagem. Além disso, trabalhos dessa natureza são de suma importância, já que podem contribuir na construção de leitura-interpretativasobre a paisagem dentro do contexto histórico. A concretizaçãodo mesmo foi possível a partir de uma aula de campo, realizada no dia 14 de junho de 2016, como requisito da disciplina Espaço Agrário e suas Múltiplas Dimensões (do Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Dinâmicas Territoriais no Semiárido-PLANDITES/UERN), com a finalidade de conhecer aspectos da realidade dos colonos, momento em que enfatizou-se também elementos da construção e história do perímetro, o que nos possibilitou a reflexão e elaboração deste artigo.

Assim, este trabalho busca compreender o processo de transformação da paisagem do Perímetro Irrigado (PI) de Pau dos Ferros-RN. Pretendendo a partir disso, trazer a identificação dos elementos modificadores da paisagem, a descriçãosobre informações que envolvam as transformações históricas da paisagem com base no depoimento dos colonos, bem como a comparação dos registros de imagens do perímetro irrigado, desde sua criação (década de 1970) até os dias atuais.

O alcance dos objetivos propostos se deu mediante a realização de algumas etapas de trabalho, inicialmente com um levantamento bibliográfico que trata da discussão referente à temática em estudo e, através desse procedimento, buscou-se um conhecimento então existente sobre a evolução dos perímetros irrigados, e a discussão sobre o conceito de paisagem. Num segundo momento, foi realizado um levantamento de informações (aplicação de questionários com alguns dos primeiros colonos que chegaram ao perímetro) e imagens do Perímetro Irrigado de Pau dos Ferros-RN, a partir de fontes cedidas pelos colonos e do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), buscando compreender as transformações da paisagem do (PI).
PERÍMETROS IRRIGADOS NO NORDESTE: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

Tendo em vista as várias discussões sobre a criação dos perímetros irrigados no Nordeste, bem como a sua possível viabilidade no desenvolvimento da atividade agrícola em clima semiárido, buscamos à luz de discussões teórica de autores comoFurtado (1964), Alves Gomes (2005), Carvalho (1982), dentre outros, fazer uma breve reflexão sobre o surgimentodos perímetros nessa região e sua importância para homem do campo.



A região Nordeste do Brasil apresenta especificidades que a diferenciam das demais regiões brasileiras. O sertão, que cobre boa parte dessa região, é marcado pelo clima semiárido, obedecendo a um regime pluviométrico escasso e mal distribuído ao longo do ano. Em 10 de março de 2005, o Ministro da Integração Nacional assinou, uma Portaria que instituiu a nova delimitação do semiárido brasileiro, tendo em vista que a delimitação em vigor desde 1989, apresentava-se inadequada, já que considerava apenas o índice de precipitação anual dos munícios dessa região. Assim, além dos 1.031 municípios já incorporados, passam a fazer parte do semiárido outros 102 novos municípios enquadrados em pelo menos um dos três critérios utilizados (precipitação média anula inferior a 800 mm, Índice de aridez de até 0,5 e risco de seca maior que 60%). Com essa atualização, a área classificada oficialmente como semiárido brasileiro aumentou de 892.309,4 km para 969.589,4 km (Figura 01).

Figura 01: Nova delimitação da região semiárida do Brasil




Catálogo: anais -> GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> Desenvolvimento
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> Quem produz comida para os brasileiros? 10 Anos do censo agropecuário 2006, feliz aniversário campesinato
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> Território e políticas públicas: Uma Análise do Proinf no Território da Cidadania da Zona da Mata Sul
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> ParticipaçÃo social como retórica e estratégia de controle1 la participación social como retórica y estrategia del control luiz Carlos Tavares de Almeida
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> The public policy of territorial development and
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> The public purchase from the family and peasant farming in a corporate food regime context
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> The demand for the land reform national program: the families encamped on the struggle for land in brazil
GT%202-%20Espaço%20agrário,%20Estado%20e%20Políticas%20Públicas -> Questão agrária no território rural do bolsãO/ms cuestión agráRIA EN TERRITOrio rural do bolsão-ms sedeval Nardoque


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6


©bemvin.org 2019
enviar mensagem

    Página principal