Teor de lactose em leites uht que declaram ser zero lactose



Baixar 0,59 Mb.
Página2/4
Encontro28.10.2017
Tamanho0,59 Mb.
1   2   3   4

Primária ou congênita: é um distúrbio raro permanente, presumivelmente transmitido por herança genética autossômica recessiva, caracterizada pela ausência de lactase no nascimento. Quando presente manifesta-se logo após o nascimento com diarreia osmótica, que cessa com a retirada da lactose da dieta.

Deficiência secundária de lactase: é reversível, contanto que a doença que a originou seja curada. Sendo resultante de condições que alteram a mucosa intestinal. Frequente em pacientes com diarreia persistente ou crônica de diversas etiologias. Podem ser decorrentes de sob crescimento bacteriano, parasitoses, ressecção do intestino delgado, ingestão crônica de álcool e fibrose cística.

Hipolactasia primária do tipo adulto: considerada característica normal da espécie humana. Condição caracterizada por um declínio da atividade da lactase, uma alta atividade no nascimento para uma baixa atividade residual durante a vida adulta. A persistência ou não dessa elevada atividade sofre influência étnica.

Segundo Varella (2014), nos casos em que há deficiência na síntese de lactose ocorre uma fermentação por bactérias colônicas no intestino do indivíduo, formando gases e ácidos orgânicos como ácido láctico que promove maior uma retenção de água, causando distensão e/ou cólicas, flatulência, podendo ocorrer diarreia, se ingerida em uma quantidade superior ao tolerado pelo organismo, conforme nota-se na Figura 3.



Figura 3- Hidrólise enzimática da lactose no intestino delgado

Fonte: Elaborada pelos autores

1   2   3   4


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal