Revindicações dos Surdos em reunião na feneis, em 21/11/2007



Baixar 10,78 Kb.
Encontro07.07.2017
Tamanho10,78 Kb.
               Revindicações dos Surdos em reunião na FENEIS, em 21/11/2007.

 

       Queixas:



      - falta de intérpretes nos hospitais, delegacias e Detran.

      - No mercado de trabalho só querem surdos oralizados

      - Na escola inclusiva o aluno surdo fica segregado entre os ouvintes.

      - Nas faculdades muitos dos interpretes são acadêmicamente fracos e não            conseguem passar o conteúdo.

       Demandas;

     - Placas em LIBRAS em locais públicos.

     - contratação de intérpretes pelas faculdades e serviço público que tenham cursos de LIBRAS na FENEIS e/ou APADA.

     - Nas provas para  professores surdos ,nos concursos públicos,usar modelo Pró- LIBRAS e/ ou contratar os surdos que já possuem carteira do MEC.As  provas devem levar em conta a cultura Surda.As provas devem ser elaboradas por professores surdos, intérpretes e pesquisadores da área.

     - Salas de aula para surdos com porfessores surdos, pedagogia surda nas escolas públicas.

     - Faculdade específica para surdos.

     - Querem concursos públicos e não contratos.Os surdos precisam de estabilidade.

     - Querem o teste da orelinha que é Lei distrital mas não vigóra na SES_DF.

     - Querem os AASI que desde 2005 esperam da SES_DF.

     - Inclusão dos surdos nos projetos de Esportes do GDF.

     - Colocar sinais luminosos nas portas dos vagões do metrô, indicando:Porta aberta e porta fechando.

     - Letreiros luminosos indicando a estação do metrô que se aproxima.

     - Mapear em todos os orgãos do GDF, onde estão ,quem são, horário e dia em que trabalham, os servidores públicos com curso de LIBRAS para que possam ser chamados para atender os surdos quando estão no local público.

     - Fornecer aos servidores públicos que já teêm curso em LIBRAS , outro mais aprofudado ministrado pela FENEIS e/ou APADA.

     - Assegurar mercado de trabalho para o surdo não oralizado.

     - Criar um selo-Empresa inclusiva.

     - Criação de uma central de interpretes na segurança pública, onde o intérprete saia e vá ao encontro do surdo a qualquer tempo.

     - Intérpretes em tempo integral em todas as delegacias.


Creio que as demandas são bastante razoáveis e seu atendimento necessário. Sugiro que seja excluída a demanda no quesito comunicação que pede "legenda em filmes nacionais exibidos nos cinemas do DF, para atender pessoas com surdez".

Com uma lei distrital não se pode obrigar a isso. Os filmes são produzidos numa escala industrial e formatados para todos os países de língua portuguesa. Não é viável tecnicamente colocar legenda em português e em LIBRAS pois isso prejudicaria muito a imagem e criaria problemas para os espectadores pela "poluição" na imagem, mas os cinemas têm procurado melhorar o sistema de som para os produtos nacionais.

Essa demanda não deve ser apresentada ao Governo do DF mas à ANCINE que é a responsável pela política do audiovisual. Também deve ser apresentada ao Ministério da Cultura-Secretaria do Audiovisual e à Comissão de Cinema da Câmara Federal

Grato


Fernando Almeida


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal