Relembrar é inovar – Tendência retrô e o Madeirite



Baixar 1,16 Mb.
Página4/10
Encontro10.07.2017
Tamanho1,16 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10



O digital marketing de luxo


Por Luci Cobalchini, Diretora de Movement da Reali Estratégia & Marketing

Não se falou em outra coisa após o fim do Retail’s Big Show. David Lauren, filho do estilista Ralph Lauren e vice-presidente de marketing da marca, conduziu a palestra mais comentada e difundida deste ano.



“Não vendemos roupas. Criamos histórias que inspiram.”

O desafio de David era introduzir a marca, consagrada por suas camisetas de pólo tradicionais, em um mundo digital e moderno, sem perder a identidade de nobreza e a exclusividade pelos quais ela se consagrou no mundo da moda. Ele teve a perspicácia de perceber que a internet, até então um território dominado por nerds, poderia ser um dos principais canais para contar as tais “histórias que inspiram”. E foi assim, arriscando, que a Ralph Lauren tornou-se referência em ações digitais.



Enquanto a maioria das marcas de luxo contentavam-se em abrir mais um canal de vendas, eles usaram a internet para contar histórias. Merchanteinment, união de merchandising e entretenimento, foi o nome dado a isso, e eles foram pioneiros nessa história toda. Tudo isso, diz ele, fez uma conexão forte com o consumidor, além de expandir a marca como objeto de desejo para consumidores em potencial. Afinal, quem não lembra da Ralph Lauren Experience, as projeções 4D feitas pela marca em Nova Iorque que viralizaram pelo mundo inteiro?

E ele é humilde. “Não tem segredo. Trata-se de encontrar a tecnologia correta para te ajudar a contar a história”.

Para servir de inspiração, aqui vão algumas das ações pelas quais a Ralph Lauren e a palestra de David emocionaram tanto os presentes na Feira:

Style Guide

Guia de estilo online com dicas de moda, entrevistas com celebridades e estilistas.





1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal