Release a produção audiovisual francesa chega ao Brasil



Baixar 493,62 Kb.
Página2/2
Encontro30.10.2016
Tamanho493,62 Kb.
1   2

RELEASE
a produção audiovisual francesa chega ao Brasil

após o CARNAVAL
oS MAIORES PRODUTORES DA INDÚSTRIA audiovisual FRANCESA PARTICIPARÃO Do

RIOCONTENTMARKET2013 NO RIO DE JANEIRO (Hotel windsor Barra)

DE 20 A 22 DE FEVEREIRO DE 2013 – sala aranjuez (FRança)
Neste ano de 2013, uma delegação francesa organizada pela UBIFRANCE (Serviço Comercial da Embaixada da França) em parceria da TV France International (TVFI) participará do RioContentMarket. Este evento, realizado pela Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão (ABPITV) - que acontece de 20 a 22 de fevereiro no Rio de Janeiro, no Hotel Windsor Barra, RJ, visa incentivar a troca de informações e ideias sobre a indústria audiovisual mundial e promover novas oportunidades de negócios, apresentando inovações e tendências do setor. O objetivo do evento é consolidar o Rio de Janeiro como o maior mercado de conteúdo audiovisual multiplataforma da América Latina ! Isso coloca o Brasil na rota dos circuitos dos eventos audiovisuais internacionais.

A França foi representada em edições passadas do RioContentMarket, com inúmeras histórias de sucesso, dentre elas, a Movioca, que assinou contrato de coprodução da série de animação Brazoocup com a Planet Nemo, no valor de R$ 6 milhões. Este foi o primeiro acordo de coprodução nacional de animação infantil com a França.



Estarão presentes no evento deste ano as seguintes produtoras francesas:
AB International Distribution

ARTE France

Doc en Stock

Film & Picture

Gaumont

Gedeon Programmes

Ina

Java Films

kwanza

Mediatoon Distribution

System TV

Only Lifestyle - TV Only

Upside Télévision

Wide

Zodia Rights

Zorn

Presença audiovisual francesa no Brasil em 2012:

Em 2012, 37 filmes franceses e coproduções foram exibidos nas telas brasileiras. O cinema francês contabilizou 3,5 milhões de espectadores em 2012. Os Intocáveis, um estrondoso sucesso de bilheteria em 2012, bateu o recorde com 1 059 218 espectadores.

Este ano, a presença francesa destaca-se em 20 festivais em todo o Brasil: Mostra de São Paulo, Festival do Rio, In-Edit, É tudo Verdade, FICI, Anima Mundi, Festival de curtas-metragens de São Paulo, entre outros.

Eventos importantes do Cinema francês aconteceram em 2012: Festival Varilux com cerca de 70 mil espectadores em 32 cidades e My French Film Festival, festival de cinema francês online, gratuito e legendado, com 86 mil visitantes, atrás apenas da China. Foram 1,3 milhões de espectadores no mundo (em 174 países), um número trinta vezes superior ao da primeira edição.



Em 2013, O My French Film Festival foi apresentado em 12 idiomas e 170 países, chegando à sua terceira edição (de 17 de janeiro a 17 de fevereiro) e mostrou o melhor da criação cinematográfica francesa contemporânea.

No ano de 2012, mais de 15 mostras foram realizadas no circuito cultural brasileiro, em parceira com centros culturais e instituições (SESC, Cinesesc, Cinemateca, M.I.S, Caixa Cultural ,CCBB e IMS), além de participação expressiva nos encontros profissionais importantes de 2012: RioContentMarket, ABTA e Forum Brasil.


Além da produção cinematográfica francesa, o Brasil também compra da França conteúdo para televisão como desenhos animados, programas diversificados, documentários, mini-séries. Entre os principais clientes brasileiros encontram-se Chefe TV, Globosat, Globosat HD e TV Brasil. ( vide press kit anexo).
Participação de mercado: Crescimento e diversificação das exportações de programas audiovisuais franceses.
O Centro Nacional de Cinema e Imagem Animada (CNC) e a TV France International divulgaram em Biarritz, por ocasião do décimo oitavo Rendez-Vous, estatísticas sobre as exportações de programas audiovisuais franceses.
Em 2011, as vendas de programas audiovisuais franceses para o estrangeiro cresceram 4,8%, atingindo 110,6 M€. No total, as exportações (vendas e pré-vendas) apresentaram alta de 12,9%, com 153,6 M€. Este resultado confirma o aumento das vendas registradas em 2010 (+ 5,1%). Em um contexto que permanece difícil, os programas franceses encontram novas oportunidades na exportação, em termos de clientes e mercados. A crise econômica ainda tem impacto nas receitas publicitárias das redes estrangeiras. Estas últimas permanecem prudentes em sua política de compra de programas de todos os gêneros e privilegiam suas produções nacionais. A fragmentação dos mercados continua com a multiplicação de contratos comerciais.
As pré-vendas e coproduções de programas audiovisuais franceses no exterior estão em franca expansão. As pré-vendas passaram de 40,9% para 43,0 M€, ou seja, atingiram o patamar mais elevado desde 2002. As coproduções continuam crescendo (+23,3 %) com 77,4 M€, ou seja, atingiram o patamar mais elevado desde 2004.
Exportação de programas audiovisuais franceses (M€)
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 evol. 11/10 (%)


Vendas

106,1

104,3

108,2

112,5

115,0

118,8

110,0

100,4

105,6 110,6

+4,8

Pré-vendas²

48,6

32,3

38,6

38,1

42,0

34,0

40,4

35,1

30,5 43,0

+40,9

Total vendas e pré-vendas

154,7

136,6

146,8

150,6

157,0

152,8

150,4

135,5

136,1 153,6

+12,9

Subsídios em coprodução²

103,6

111,5

86,5

67,7

61,3

63,7

53,6

58,6

62,8 77,4

+23,3

Fonte: CNC-TV France International.
Todos os gêneros estão sendo mais vendidos a clientes mais numerosos e diversificados. Em 2011, a evolução das vendas de programas audiovisuais franceses caracteriza-se por uma alta em todos os gêneros. Em 2011, o crescimento das vendas de programas franceses para o exterior continua sendo encabeçado pelas animações com 35,3 M€ (+ 1,6% em relação a 2010). As vendas de documentários estão em alta, com 27,1 M€ em 2011 (+ 2,6%). As vendas de ficção para o exterior também estão em alta (+ 4,5% com 20,0 M€), bem como as vendas dos formatos ficção, jogos e variedades que passaram de 17,2 M€ em 2010 a 19,8 M€ em 2011 (+ 15,4%).
A maior parte das receitas com exportações tem origem nas redes de televisão. Enquanto que o acesso a grandes redes hertzianas nacionais é sempre mais complexo, a multiplicação das redes temáticas oferecem oportunidades cada vez maiores. Estas operadoras preferem compras em pacotes e praticam tarifas ainda relativamente baixas, mas o crescimento acelerado das redes da TNT na Europa consegue inverter as tendências para baixo dos últimos anos. As rendas das novas mídias ainda permanecem marginais, mas 2011 confirma altas significativas nos setores VAD e IPTV.




Diversificação crescente dos mercados

Em 2011, a geografia das exportações de programas audiovisuais franceses apresenta crescimento nas vendas em praticamente todos os mercados. O Oeste da Europa continua sendo a principal zona compradora de produções francesas com 61,3 M€ (- 1,4%), mas representa apenas cerca de 55% das exportações contra os dois terços de 5 anos atrás. As produções francesas souberam conquistar novos territórios e tirar partido do dinamismo econômico de determinadas regiões. Nesse sentido, Ásia/Oceania apresenta uma elevadíssima progressão (+ 40,6%) e ultrapassa pela primeira vez desde 2006 a Europa Central e Oriental, também em crescimento (+ 12,6%). A América Latina e o Oriente Médio também estão voltados para a alta (respectivamente + 12,2% e + 2,2%). A América do Norte mantém o nível de suas compras (+ 0,1%). Inversamente, a África perde terreno com queda de -15,8%.


Vendas de programas audiovisuais franceses por zona geográfica (M)





2002

2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

2011

evol. 11/10 (%)

Oeste da Europa

69,7

59,1

65,9

66,8

72,0

77,7

72,1

62,9

62,2

61,3

-1,4

Ásia / Oceania

9,3

9,3

8,1

10,9

9,3

6,4

5,6

8,6

10,2

14,3

+40,6

Europa central e oriental

5,3

7,9

8,6

7,9

9,6

11,8

10,7

10,5

12,3

13,8

+12,6

América do Norte

9,3

15,0

16,9

16,8

14,2

10,3

8,4

9,5

12,2

12,2

+0,1

América Latina

4,7

5,1

2,0

2,4

2,3

2,0

3,1

2,3

3,7

4,1

+12,2

Oriente Médio

3,6

3,2

3,5

4,8

3,9

4,6

5,0

4,6

3,4

3,4

+2,2

África

4,2

4,7

3,2

2,9

3,7

5,9

5,2

2,1

1,8

1,5

-15,8

Total 106,1 104,3 108,2 112,5 115,0 118,8 110,0 100,4 105,6 110,6 +4,8

Fonte: CNC-TV France International.


Crescimento dos investimentos estrangeiros na produção audiovisual francesa

Em 2011, os investimentos estrangeiros em produções audiovisuais francesas (subsídios em coprodução e pré-vendas) estiveram em alta com 120,4 M€ (+ 29,1% em relação a 2010). Este aumento deve-se a uma evolução em duas frentes com, por um lado, uma nova alta dos subsídios em coprodução (+ 23,3% com 77,4 M€) e, por outro, as pré-vendas para o exterior que atingiram 43,0 M€ em 2011 (+ 40,9% em relação a 2010).
Mercado Cinematográfico
A França é o mais forte mercado cinematográfico da Europa e um dos poucos que gera uma renda anual de cerca de US$ 1 bilhão. São produzidos cerca de duzentos longas por ano, muitos deles coproduzidos pela televisão francesa.

De acordo com o CNC (Centro Nacional do Cinema e da Imagem Animada), a produção cinematográfica francesa atingiu, com 272 filmes em 2011, seu índice mais elevado.


Se a produção e o volume de financiamentos dos filmes de iniciativa francesa permanecem globalmente estáveis (207 filmes, correspondentes a 1,128 bilhão de euros), o número das coproduções (120 filmes em 2011, contra 118 em 2010) atinge, para filmes majoritariamente estrangeiros, um nível histórico: 65 filmes, contra 58 em 2010, sendo a Alemanha, Bélgica e Itália os principais países na coprodução.
Desta forma, o cinema francês confirma sua capacidade de atrair parceiros estrangeiros. Dentre as produções estrangeiras rodadas na França em 2011 estão «Sherlock Holmes 2» (Estados Unidos), «Chinese Zodiac» (China), as séries «Death in Paradise» e «Merlin- 4ª Temporada» (Reino Unido), ou os filmes recentemente dirigidos por Clint Eastwood («Além da Vida»), Martin Scorsese («Hugo Cabret») e Woody Allen («Meia Noite em Paris»).
O segmento «animação e efeitos visuais digitais» permanece bastante ativo, com projetos de amplitude internacional, como «O Lorax» (recorde de receitas nos Estados Unidos) ou o próximo filme de Wong Kar-Wai, «The Grandmasters». A França adquiriu uma reputação mundial em efeitos especiais e 3D. São exemplos empresas como Mac Guff, Buf Compagnie ou Mikros image.
Recebendo a cada ano o festival de Cannes e o Festival do Filme Americano de Deauville, a França é um destino privilegiado na Europa para produções cinematográficas e audiovisuais. Os Oscars recebidos pelo filme «O Artista» ou o sucesso do filme «Intouchables» confirmam a abrangência internacional e o dinamismo do cinema francês. A presença na França da Fox Searchlight Pictures, filial da Twentieth Century Fox, da Walt Disney Studios Motion Pictures France, da NBC Universal Global networks France, ou da Sony Pictures France comprova a atratividade do mercado francês.
Esta última reforçou-se em 2009 com a implantação do «crédito do imposto internacional» (C2I), dispositivo que auxilia as empresas estrangeiras cujos projetos são total ou parcialmente realizados na França. A verba, que respeita determinado limite, cobre 20% das despesas realizadas na França. Ajudas fornecidas por municípios também auxiliam a criação cinematográfica e audiovisual.
A associação «Film France» indica aos produtores estrangeiros empresas francesas de produção, enquanto que a estada na França é facilitada pela existência de uma rede de escritórios que recepcionam filmagens localmente. Os estúdios da região Ile-de-France ou da região PACA, como os de Lille e Lyon, principalmente, estão aptos a atender produções de âmbito internacional. A Gaumont – produtora cinematográfica, estará conosco na edição 2013 da RioContentMarket.
Para David Appia, Presidente da Agência Francesa para os Investimentos Internacionais (AFII) « A coprodução de filmes majoritariamente estrangeira atingiu em 2011 um nível recorde. A qualidade dos profissionais, técnicos e engenheiros franceses da imagem e do som, bem como a do patrimônio natural, histórico e cultural explicam em grande parte este resultado.
Sobre a Ubifrance e a TVFrance Internacional
A TV France International é uma Associação de Exportadores de programas audiovisuais franceses, cujo objetivo é promover a oferta de programas franceses no mercado internacional, facilitar as coproduções, informar seus membros e federar sobre suas ações.
A UbifranceAgência Francesa para a Internacionalização das empresas é uma agência pública francesa que se encontra sob a autoridade do Ministério do Comércio exterior, cuja principal missão é promover o desenvolvimento internacional das empresas francesas, desde o diagnóstico de exportação feito em escala regional até a implantação dos projetos nos mercados internacionais.
Vinculada à Embaixada da França, a Ubifrance conta no Brasil, com uma equipe de consultores franceses e brasileiros organizados em dois escritórios – um em São Paulo e outro no Rio de Janeiro - que aliam competência e experiência para informar as empresas francesas sobre os aspectos econômicos, jurídicos, normativo e competitivo para sua implantação no mercado brasileiro, oferecer apoio às exportações e investimentos; assessorar as empresas em seus processos de aproximação com o mercado através da ajuda na definição de estratégias comerciais e busca de parcerias comerciais e industriais (prospecção); orientar os empresários acerca dos financiamentos públicos para empresas francesas; garantir a promoção da tecnologia e dos produtos franceses junto a instituições e profissionais brasileiros através da participação coletiva em salões profissionais, encontros B2B, fóruns de negócios multisetoriais, apresentações de produtos franceses, comunicação com a imprensa especializada.


Informações à imprensa
Vera Dos Anjos - mtb : 14.534

Responsável Comunicação e Assessoria de Imprensa

Ubifrance – Brasil

Embaixada da França no Brasil

Tel direto : (55 11) 3087 3122

vera.dosanjos@ubifrance.fr



Visite nosso blog: www.ubifrance.com/br
Site : www.ubifrance.fr
Siga-nos pelo Twitter:  @UbifranceBr
Windsor Barra Hotel

Av. Lúcio Costa, 2630 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ, 22620-172



(21) 2195-5000


1   2


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal