Referências Sugeridas



Baixar 11,47 Kb.
Encontro10.03.2017
Tamanho11,47 Kb.
ANEXOIII
Concurso para Título de Especialista em Gerontologia 2015
Referências Sugeridas
A Bibliografia Sugerida não limita nem esgota o programa. Bibliografia complementar poderá ser utilizada a critério dos consultores ad hoc e da Comissão de Titulo de Especialista em Gerontologia da SBGG.
BANCO MUNDIAL. Envelhecendo em um Brasil maisVelho: Implicações do envelhecimento populacional para o crescimento econômico, a redução da pobreza, as finanças públicas e a prestação de serviços. Sumário Executivo, Washington; Copyright©Brasil. 2011.
BRASIL. Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. (Série A. Normas e Manuais Técnicos, Cadernos de Atenção Básica, n.19).
BRASIL. Ministério da Saúde. Estatuto do Idoso. Brasília: Ministério da Saúde, 2003. (Série E. Legislação de Saúde).
BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria MS 2.528/06. Política Nacional da Saúde da Pessoa Idosa. Brasília,2006.
BRASIL. Decreto 8114. Presidencia da República. Secretaria de Direitos Humanos. Decreto no. 8.114, de 30 de setembro de 2013. Compromisso Nacional para o Envelhecimento Ativo.Brasilia, Secretaria de Direitos Humanos, 2013.
CAMARANO, AA. Cuidados de longa duração para a população idosa : um novo risco social a ser assumido? Rio de Janeiro: IPEA, 2010.

Domingues M A, Lemos N D. Gerontologia: os diversos cenários de atenção. Barueri: Manole, 2010.


Freitas EV, Py L, Cançado FAX, Do ll J, Gorzoni ML. Tratado de Geriatria e Gerontologia. 3o ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.
Moraes EN. Atenção à saúde do Idoso: Aspectos Conceituais. Brasília: Organização Pan- Americana da Saúde, 2012.
Neri AL. Palavras-chave em gerontologia. 4o ed. Campinas: Alínea, 2014.
ONU/CEPAL. Carta de São José sobre Direitos dos Idosos de América Latina e Caribe.III Conferência Intergovernamental sobre Envelhecimento na América Latina e Caribe. Tradução Secretaria Especial de Direitos Humanos. Brasília: Presidência da República. 2012. Título original emespanhol Carta de San José sobre Derechos de las Personas Mayores.
Papaléo Netto M. Tratado de Gerontologia .2a. ed. São Paulo: Atheneu, 2006. 940p.
Perracini M R, Fló C. Funcionalidade e Envelhecimento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.
Ramos LR, Cendoroglo M. S. GuiasAmbulatoriaisGeriatria e Gerontologia. 2a. ed. Barueri: Manole, 2011.
Toniolo-Neto J, Pintarelli VL, Yamatto TH. À Beirado Leito: Geriatria e Gerontologia na práticahospitalar. Barueri: Manole, 2007.
WORLD HEALTH ORGANIZATION. Envelhecimento ativo: uma política de saúde / World Health Organization; tradução Suzana Gontijo. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2005. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/envelhecimento_ativo.pdf
Academia Nacional de Cuidados Paliativos. Manual de cuidados paliativos. Rio de Janeiro : Diagraphic, 2009.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA PROVA DE GERONTOLOGIA



  • Epidemiologia do envelhecimento

  • Implicações clínicas e sociais do processo de envelhecimento

  • Bioética e finitude

  • Cuidados paliativos

  • Funcionalidade

  • Rede de suporte social

  • Síndromes geriátricas

  • Fragilidade

  • Quedas

  • Os idosos nas diversas modalidades de atenção: ILPI, Assistência Domiciliar, Hospital, Centro Dia, Centro de Reabilitação

  • Políticas públicas

  • Cuidado e cuidadores de pessoas idosas


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal