Química Inorgânica Lista de exercícios I: Transformações físicas e químicas, substâncias puras e misturas, densidade de misturas



Baixar 188,2 Kb.
Página1/3
Encontro08.12.2016
Tamanho188,2 Kb.
  1   2   3
Química Inorgânica

Lista de exercícios I: Transformações físicas e químicas, substâncias puras e misturas, densidade de misturas.

Monitora: Ana Clara Boechat

1. (PUC MINAS - 2007) Considere os experimentos equacionados:

I. água → gás hidrogênio + gás oxigênio

II. gelo → água líquida

III. papel → gás carbônico + água

IV. iodo (s)→ Iodo (g)

V. vinagre → vinho

VI. barra de ferro → ferrugem

Assinale os experimentos que representam fenômenos químicos.

a) I, II, III e IV b) I, III, V e VI c) II, III, V e VI d) I, IV, V e VI

2. (UFAL - 2010) A maioria dos materiais não é nem elementos puros nem compostos puros; são misturas de substâncias mais simples. Por exemplo, um medicamento, tal como xarope expectorante, é uma mistura de vários ingredientes formulados para conseguir um efeito biológico. Um sistema constituído por açúcar dissolvido em água, limalha de ferro, vapor d’água e nitrogênio gasoso pode ser classificado como:

A) sistema heterogêneo com 4 fases e 3 componentes.

B) sistema homogêneo com 4 fases e 4 componentes.

C) sistema heterogêneo com 3 fases e 3 componentes.

D) sistema homogêneo com 3 fases e 4 componentes. E) sistema heterogêneo com 3 fases e 4 componentes.



3. (UNESP – SP) A elevação da temperatura de um sistema produz, geralmente, alterações que podem ser interpretadas como sendo devidas a processos físicos ou químicos.

Medicamentos, em especial na forma de soluções, devem ser mantidos em recipientes fechados e protegidos do calor para que se evite:

I. a evaporação de um ou mais de seus componentes;

II. a decomposição e consequente diminuição da quantidade de composto que constitui o princípio ativo;

III. a formação de compostos indesejáveis ou potencialmente prejudiciais à saúde.

Cada um desses processos – I, II, III – corresponde a um tipo de transformação classificada, respectivamente, como:

a) física, física e química b) física, química e química c) química, física e física

d) química, física e química e) química, química e física



4. (Fuvest - SP) Ácido acético e bromo, sob pressão de 1atm, estão em recipientes imersos em banhos, como mostrado na figura adiante. Nessas condições, qual é o estado físico preponderante de cada uma dessas substâncias?

Dados: o ácido acético apresenta temperatura de fusão igual a 17°C e temperatura de ebulição a 1 atm igual a 118°C. O bromo apresenta temperatura de fusão igual a - 7°C e temperatura de ebulição a 1 atm igual a 59°C.



Ácido acético Bromo

a) sólido líquido

b) líquido gasoso

c) gasoso sólido

d) gasoso líquido

5. (PUC MINAS) Quando se borrifa água numa chapa superaquecida, as gotículas do líquido ficam "dançando" na superfície da chapa. Nesse caso, observa-se o fenômeno de

a) liquefação b) sublimação c) calefação d) fusão e) evaporação

6. Qual das seguintes afirmações é falsa no que diz respeito à evaporação do éter etílico?

a) A evaporação é endotérmica.

b) No gás as moléculas são maiores.

c) Na mesma temperatura, a densidade do líquido é maior do que a do gás.

d) Durante a evaporação, aumenta a distância entre as moléculas.

e) A composição química das moléculas é igual tanto no líquido como no vapor.

(Enem 1999) Texto para as questões 7 e 8


A panela de pressão permite que os alimentos sejam cozidos em água muito mais rapidamente do que em panelas convencionais. Sua tampa possui uma borracha de vedação que não deixa o vapor escapar, a não ser através de um orifício central sobre o qual assenta um peso que controla a pressão. Quando em uso, desenvolve-se uma pressão elevada no seu interior. Para a sua operação segura, é necessário observar a limpeza do orifício central e a existência de uma válvula de segurança, normalmente situada na tampa.

O esquema da panela de pressão e um diagrama de fase da água são apresentados abaixo.




7. A vantagem do uso de panela de pressão é a rapidez para o cozimento de alimentos e isto se deve
(A) à pressão no seu interior, que é igual à pressão externa.

(B) à temperatura de seu interior, que está acima da temperatura de ebulição da água no local.

(C) à quantidade de calor adicional que é transferida à panela.

(D) à quantidade de vapor que está sendo liberada pela válvula.

(E) à espessura da sua parede, que é maior que a das panelas comuns.
8. Se, por economia, abaixarmos o fogo sob uma panela de pressão logo que se inicia a saída de vapor pela válvula, de forma simplesmente a manter a fervura, o tempo de cozimento
(A) será maior porque a panela “esfria”.

(B) será menor, pois diminui a perda de água.

(C) será maior, pois a pressão diminui.

(D) será maior, pois a evaporação diminui.

(E) não será alterado, pois a temperatura não varia.
9. (Enem 2000) Ainda hoje, é muito comum as pessoas utilizarem vasilhames de barro (moringas ou potes de cerâmica não esmaltada) para conservar água a uma temperatura menor do que a do ambiente. Isso ocorre porque:
(A) o barro isola a água do ambiente, mantendo-a sempre a uma temperatura menor que a dele, como se fosse isopor.

(B) o barro tem poder de “gelar” a água pela sua composição química. Na reação, a água perde calor.

(C) o barro é poroso, permitindo que a água passe através dele. Parte dessa água evapora, tomando calor da moringa e do restante da água, que são assim resfriadas.

(D) o barro é poroso, permitindo que a água se deposite na parte de fora da moringa. A água de fora sempre está a uma temperatura maior que a de dentro.

(E) a moringa é uma espécie de geladeira natural, liberando substâncias higroscópicas que diminuem naturalmente a temperatura da água.
10. (Enem 2010) Sob pressão normal (ao nível do mar), a água entra em ebulição à temperatura de 100 ºC. Tendo por base essa informação, um garoto residente em uma cidade litorânea faz a seguinte experiência:


  • Colocou uma caneca metálica contendo água no fogareiro do fogão de sua casa.

  • Quando a água começou a ferver, encostou cuidadosamente a extremidade mais estreita de uma seringa de injeção, desprovida de agulha, na superfície do líquido e, erguendo o êmbolo da seringa, aspirou certa quantidade de água para o seu interior, tapando-a em seguida.

  • Verificando após alguns instantes que a água da seringa havia parado de ferver, ele ergueu o êmbolo da seringa, constatando, intrigado, que a água voltou a ferver após um pequeno deslocamento do êmbolo.

Considerando esse procedimento anterior, a água volta a ferver porque esse deslocamento


(A) permite a entrada de calor do ambiente externo para o interior da seringa.

(B) provoca, por atrito, um aquecimento da água contida na seringa.

(C) produz um aumento de volume que aumenta o ponto de ebulição da água.

(D) proporciona uma queda de pressão no interior da seringa que diminui o ponto de ebulição da água.

(E) possibilita uma diminuição da densidade da água que facilita sua ebulição
11. (UFMG) Uma coroa contém 579g de ouro (densidade igual a 19,3g/cm3) 105g de prata (densidade igual a 10,5g/cm3), e 90g de cobre (densidade igual a 9,0g/cm3). Se o volume final desta coroa corresponder à soma dos volumes de seus três componentes, a densidade dela, em g/cm3, será: A) 10,5 B) 12,9 C) 15,5 D) 19,3 E) 38,8
12. (Enem 1999) A gasolina é vendida por litro, mas em sua utilização como combustível, a massa é o que importa. Um aumento da temperatura do ambiente leva a um aumento no volume da gasolina. Para diminuir os efeitos práticos dessa variação, os tanques dos postos de gasolina são subterrâneos. Se os tanques não fossem subterrâneos:

  1   2   3


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal