Quem proclamou a república no Brasil e quando?



Baixar 17,53 Kb.
Encontro23.01.2017
Tamanho17,53 Kb.
Roteiro de estudos 9º ano – avaliação mensal

Conteúdos: aulas 1 a 6 *Além do roteiro estude as aulas do livro



  1. Quem proclamou a república no Brasil e quando?

O Marechal Deodoro da Fonseca, em 15 de novembro de 1889.

  1. De acordo com a Constituição de 1891, qual foi o sistema de governo adotado pelo Brasil? Explique.

Presidencialismo, em que o Poder Executivo federal é exercido por um presidente, eleito para um mandato de 4 anos, auxiliado por ministros.

  1. Como era o sistema de voto de acordo com a Constituição de 1891?

Voto universal (aberto) e masculino para maiores de 21 anos. Excluíam-se os analfabetos, as mulheres, alguns militares (soldados, cabos e sargentos) e os religiosos.

  1. Quais foram as consequências da crise do encilhamento?

A crise aumentou a impopularidade do governo de Deodoro e a política voltada à indústria revoltou os cafeicultores. Diante das pressões, Rui Barbosa renunciou ao cargo em janeiro

de 1891.


  1. Quais foram os líderes escolhidos na eleição constitucional de 1891?

A Assembleia Constituinte elegeu em 1891 para presidente da república o marechal Deodoro da Fonseca e, para vice-presidente o marechal Floriano Peixoto. Floriano era o vice da chapa do candidato derrotado Prudente de Morais, ligado aos cafeicultores paulistas.

  1. O que foi a República da Espada?

Foi o período entre 1889 e 1894, quando o Brasil teve dois militares presidentes.

  1. Quais medidas foram tomadas por Floriano para conter a crise econômica?

Floriano proibiu os bancos particulares de emitir papel-moeda. A emissão do dinheiro passou a ser responsabilidade do governo federal.

  1. Por que Floriano era chamado de “Marechal de Ferro”?

Em razão de suas atitudes enérgicas e autoritárias, muito evidentes principalmente ao reprimir os que se revoltavam contra seu governo.

  1. O que foi a Revolução Federalista?

Em fevereiro de 1893, teve início no Rio Grande do Sul, uma revolta liderada por políticos contrários ao governo de Floriano com o objetivo de tirá-lo do poder. Essa revolta se transformou em um conflito armado que só terminou em 1895, após o fim do mandato de Floriano Peixoto.

  1. Qual foi o período denominado de República Oligárquica e por que recebeu este nome?

O período entre 1894 e 1930 corresponde à fase em que o Brasil foi governado por civis ligados à oligarquia rural, principalmente de São Paulo e Minas Gerais.

  1. Por que o período entre 1894 e 1930 ficou conhecido como Política do Café com Leite?

Durante esse período cabia aos oligarcas paulistas (paulistas) e mineiros (pecuaristas) fazer acertos e alianças para escolher quem venceria as eleições. Devido à atividade econômica de cada grupo, a política deste período ficou conhecida como “café com leite”.

  1. Como funcionava o voto de cabresto?

O voto de cabresto era garantido pela figura do coronel, que era o chefe político. Cabia a ele a tarefa de pressionar os eleitores da região sob seu domínio para que votassem em seu candidato. Havia troca de favores; violência de capangas ou jagunços do coronel. O voto aberto facilitava o controle em seus currais eleitorais.

  1. O que é coronelismo e qual foi sua importância no esquema político da República Oligárquica?

Forma de domínio político exercido principalmente no meio rural brasileiro, mas também em áreas urbanas. O coronel garantia a permanência do situacionismo político por meio da manipulação das eleições.

  1. Como funcionava a política dos governadores?

Era uma troca de favores entre o presidente e os governantes dos estados. Em troca de recursos financeiros e outros auxílios aos estados, o Presidente da República garantia o apoio dos governos estaduais para a eleição dos membros do Congresso Nacional que apoiariam o Presidente da República.

  1. No que consistia a economia do Brasil no período da República Oligárquica?

Nesse período o Brasil continuou a ser um país exportador de produtos agrícolas. O café era seu principal produto de exportação, porém outras atividades econômicas se destacaram como a exploração de látex, na região amazônica e o cultivo do cacau, no sul da Bahia.

  1. Qual foi a causa da primeira crise do café?

O crescimento exagerado da produção, sem controle governamental, acabou gerando uma crise de superprodução de café.

  1. Quem participou do Convênio de Taubaté e o que nele foi decidido?

Participaram os presidentes dos maiores estados produtores de café (RJ, SP e MG), juntamente com os representantes dos cafeicultores. Foi decidido que os governos estaduais comprariam parte da produção do café para estocá-lo, dimuindo assim a oferta desse produto no mercado. Os cafeicultores se comprometiam a estimular consumo interno e a não aumentar a área de plantio.

  1. Qual foi o efeito da Crise de 1929?

O preço do café caiu muito e, na tentativa de manter os preços, milhares de sacas de café foram queimadas. Esse grande desastre econômico afetou, inclusive, a política e tirou os oligarcas do poder.

  1. Quando e onde ocorreu o surto industrial brasileiro?

Durante as primeiras décadas do século XX, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

  1. Qual alteração do poder político é atribuída principalmente à industrialização do Brasil?

A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) foi determinante para a ampliação da classe média urbana e, principalmente, da classe operária, que organizada passou a pressionar a oligarquia cafeeira, que comandava a política no Brasil.

  1. Qual foi a resposta comum dada às manifestações operárias?

As reivindicações dos operários, na maioria das vezes, não eram atendidas, porque os patrões contavam com o apoio do governo, que tratava o movimento como um problema para a polícia. Sendo assim, a repressão era severa, as prisões eram constantes e os agitadores eram expulsos do país ( no caso de estrangeiros).

  1. Quais foram as conquistas obtidas por essas manifestações?

Na década de 1920, algumas normas e leis foram sendo estabelecidas para regulamentar e garantir benefícios aos trabalhadores, por ex.: a Lei de Férias de 1925 (garantia 15 dias de descanso anual remunerado), o Código de Menores de 1927 (proibia o trabalho de menores de 14 anos e ainda determinava jornada de 6 horas para trabalhadores menores de 18 anos).

  1. Que medidas do presidente Rodrigues Alves geraram descontentamento na população?

Ele implementou uma política de reforma urbana no Rio de Janeiro. Para isso, precisou alargar ruas e demolir casarões velhos justamente onde moravam muitos pobres. Essas pessoas foram transferidas para a periferia da cidade, longe de seus locais de trabalho e lazer. Ele também autorizou o higienista Dr. Oswaldo Cruz a vacinar em massa a população carioca contra a varíola e o Congresso Nacional tornou a vacinação obrigatória.

A vacina dera excelentes resultados em outros lugares, porém os brasileiros a viam com ressalvas, pois desconheciam seus benefícios, além disso, desconfiavam do governo após serem expulsos de suas casas.



  1. Qual foi o estopim da Revolta da Vacina e em que ela consistiu?

A vacinação foi aplicada de forma agressiva, sem uma campanha de conscientização da população. Em 10 de novembro de 1904, bondes foram quebrados; lojas saqueadas; postes depredados. A população foi às ruas para protestar e muitas pessoas morreram nos dez primeiros dias que duraram os confrontos com as tropas do governo.

  1. Qual foi o estopim da Revolta da Chibata?

O marinheiro Marcelino Rodrigues levou para o navio bebida alcoólica, e como castigo deveria receber 250 chibatadas e, diante de todos desmaiou e continuou a ser açoitado.

  1. Quais foram as exigências feitas na Revolta da Chibata?

Eles pediam o fim dos castigos físicos, o reajuste de seus salários, reclamavam da má alimentação e queriam o fim do regime da chibata e a anistia aos rebeldes.

  1. Como acabou a Revolta da Chibata?

A solicitação foi atendida, e os marinheiros desembarcaram pacificamente dos navios. Porém a promessa não foi cumprida. Assim, vários marinheiros morreram em circunstâncias suspeitas e 17 foram presos. Desses apenas dois sobreviveram. Um deles, o líder afrodescendente João Cândido, foi internado num hospital para doentes mentais, onde permaneceu por dois anos.

BOM ESTUDO!!!!!


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal