Quebra-gelo: Qual a minha escolha?



Baixar 38,29 Kb.
Encontro14.09.2017
Tamanho38,29 Kb.





QUEBRA-GELO: Qual a minha escolha?
Pegue duas caixas de igual formato e tamanho, enfeite-as, uma arrumada e outra desajeitada com uma entrada para as mãos onde se possa apanhar o seu conteúdo, nomeias de “escolhas” dentro da arrumada coloque um recipiente com tinta guache preta e na caixa desajeitada coloque bombons de chocolate.
Peça para todos fazerem as “suas escolhas” e ficarem com as suas consequências.

Obs; Não esqueça uma toalhinha úmida para limpar as mãos dos que fizeram a escolha errada!


LOUVOR



Eu Quero é Deus

Comunidade de Nilópolis


Eu, eu, eu, eu quero é Deus!
Eu, eu, eu, eu quero é Deus!
Não importa o que vão pensar de mim
Eu quero é Deus

Eu, eu, eu, eu quero é Deus!


Eu, eu, eu, eu quero é Deus!
Não importa o que vão pensar de mim
Eu quero é Deus

Ninguém morreria assim em meu lugar


Foi uma morte terrível pra me salvar
Por isso eu declaro eu amo esse Deus!

Eu, eu, eu, eu quero é Deus!


Eu, eu, eu, eu quero é Deus!
Não importa o que vão pensar de mim
Eu quero é Deus

Ele é o pão vivo que desceu do céu


Ele é o Cordeiro de Deus
O Príncipe da Paz
Ele é a raiz de Davi
Ele é o Leão de Judá!

ESTUDO 1

Tema: A propaganda enganosa do pecado Genesis 3:1-6

Introdução: Satanás foi o primeiro comerciante desonesto (Ez. 28.16). Ele ofereceu o fruto proibido, anunciando vantagens inexistentes.
1- Ele usou a palavra de Deus para conduzir ao pecado (3.1). Da mesma forma como muitos usam a Bíblia para conduzir ao erro.

2- Apresentou-se “amigavelmente” para uma conversa “inocente” (1 Co. 15.33). Muitas pessoas se apresentam como amigas, mas querem nos levar para o mau caminho.

3- Mentiu quando disse que o pecado faria com que Adão e Eva fossem iguais a Deus. O erro nos promete vantagens inexistentes e, às vezes, impossíveis.

4- Mentiu quando disse que o pecado não teria conseqüências negativas: “É certo que não morrereis”.
Ilustração: As novelas, filmes e livros mostram pessoas que vivem de modo imoral ou criminoso e no fim saem vitoriosas (Pv 14.12).

5- A árvore era “boa, agradável e desejável” (3.6). Este é o lado real e mais ameaçador dessa trama. O pecado tem aspecto atraente e proporciona, de fato, alguma medida de prazer. Esta é a isca que esconde o anzol.
Conclusão: Cuidado com as artimanhas do inimigo. Ainda hoje, ele anuncia prazeres imediatos e temporários, enquanto oculta prejuízos futuros e eternos. Sua mercadoria é interessante para a carne, mas o seu preço é muito alto: a alma humana.


Aplicação: Resista às ofertas do Diabo, pois o caminho de Deus nos reserva prazeres incomparáveis, acompanhados da paz e da presença do Senhor (Is 26.3). Sua vontade para nós, além de ser boa e agradável, também é perfeita (Rm. 12.1-2).

Frase para o Líder

Reconhecer: Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. (Pv 3:6)
Para Refletir – Minhas Escolhas – Pv 16:25

Talvez o mais desafiador dos atributos de nossas vidas no planeta seja o Livre-arbítrio.
-O atributo de escolher, de decidir, de fazer ou não, de simplificar ou complicar, de “ser” ou “não ser” seu melhor, tudo é uma questão de escolha pessoal.

Escolher, decidir ou optar por uma atitude representam atitudes vitalizadoras para o ser – mesmo que, por vezes, o processo seja um pouco desgastante; mas o fato é que o exercício do poder de escolher, de decidir ajuda a alimentar o nível de harmonização num mundo caracterizado pelas ações.

Cada escolha é, por si só, um desafio, por apresentar a chance do “novo” ser criado a cada momento, e não “assassinado” por simples falta de consciência.
A aprendizagem passa por estas escolhas e decisões – passa pelo exercício do ‘poder’ de escolher e decidir.

Há um caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte. Pv 16:25




Pág.
s


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal