Proposta de redaçÃO



Baixar 3.07 Mb.
Pdf preview
Página1/11
Encontro05.04.2020
Tamanho3.07 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11

PROPOSTA DE REDAÇÃO

Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e

nos conhecimentos construídos ao longo de sua

formação, redija texto dissertativo-argumentativo em

norma culta escrita da língua portuguesa sobre o tema O

Trabalho na Construção da Dignidade Humana,

apresentando experiência ou proposta de ação social, que

respeite os direitos humanos. Selecione, organize e

relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos

para defesa de seu ponto de vista.

O que é trabalho escravo

Escravidão contemporânea é o trabalho degradante que

envolve cerceamento da liberdade

A assinatura da Lei

Áurea, em 13 de maio de

1888, repre sentou o fim

do direito de propriedade

de uma pessoa sobre a

outra, acabando com a

possibilidade de possuir

legal 

mente um escravo



no Brasil. No entanto,

persistiram situa ções que

mantêm o trabalha 

dor


sem possibilidade de se

desligar de seus patrões.

fazendeiros que, para

realizar derrubadas de

matas nativas para formação de pastos, produzir carvão

para a indústria siderúrgica, preparar o solo para plantio

de sementes, entre outras atividades agropecuárias,

contratam mão de obra utilizando os contratadores de

empreitada, os  chamados “gatos”. Eles aliciam os

trabalhadores, servindo de fachada para que os

fazendeiros não sejam responsabilizados pelo crime. 

Trabalho escravo se configura pelo trabalho degradante

aliado ao cerceamento da liberdade. Este segundo fator

nem sempre é visível, uma vez que não mais se utilizam

correntes para prender o homem à terra, mas sim ameaças

físicas, terror psicológico ou mesmo as grandes distâncias

que separam a propriedade da cidade mais próxima.

Disponível em: http://www.reporterbrasil.org.br. 

Acesso em: 02 set. 2010 (fragmento).

O futuro do trabalho

Esqueça os escritórios, os salários fixos  e a aposenta -

doria. Em 2020, você trabalhará em casa, seu chefe terá

menos de 30 anos e será uma mulher

Felizmente, nunca houve tantas ferramentas disponíveis

E

E

N



N

E

E



M

M





N

N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

E

E

N

N

E

E

M

M

para mudar o modo como trabalhamos e,

consequentemente, como vivemos. E as transformações

estão acontecendo. A crise despedaçou companhias

gigantes tidas até então como modelos de administração.

Em vez de grandes conglomerados, o futuro será povoado

de empresas menores reunidas em torno de projetos em

comum. Os próximos anos também vão consolidar

mudanças que vêm acontecendo há algum tempo: a busca

pela qualidade de vida, a preocupação com o meio

ambiente, e a vontade de nos realizarmos como pessoas

também em nossos trabalhos. “Falamos tanto em

desperdício de recursos naturais e energia, mas e quanto

ao desperdício de talentos?”, diz o filósofo e ensaísta

suíço Alain de Botton em seu novo livro The Pleasures



and Sorrows os Works (Os prazeres e as dores do trabalho,

ainda inédito no Brasil).



Instruções:

• Seu texto tem de ser escrito à tinta, na folha própria.

• Desenvolva seu texto em prosa: não redija narração,

nem poema.

• O texto com até 7 (sete) linhas escritas será

considerado texto em branco. 

• O texto deve ter, no máximo, 30 linhas.

• O  Rascunho  da redação deve ser feito no espaço

apropriado. 

Comentário à proposta de Redação

A exemplo de provas anteriores, o Enem solicitou

a produção de um texto dissertativo-argumentativo

sobre tema de grande relevância social:  O trabalho

na construção da dignidade humana.  O candidato

contou com dois textos de apoio, além de uma imagem

de um provável  trabalhador idoso, com a roupa

esfarrapada, e uma equação  prevendo  o trabalho em

2020 como resultante da soma de meio ambiente com

qualidade de vida e inovação, multiplicados por

globalização.

Para proceder à própria análise do assunto, o

estudante poderia, tomando como base o primeiro texto

oferecido pela Banca, destacar o fato de que, embora

oficialmente abolida há mais de um século, a escravidão

persiste no país, degradando trabalhadores  que, sem

E

E



N

N

E



E

M

M





N



N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

alternativa de sobrevivência, são mantidos reféns de

fazendeiros que os submetem a condições sub-humanas

de trabalho. Caberia observar ainda a impunidade que

caracteriza essa forma de explor 

ação, já que o

aliciamento dos trabalhadores seria feito por meio dos

chamados “gatos”, a saber, empreiteiros que

responderiam pela contratação dos empregados ,

isentando os fazendeiros de eventuais responsa bili dades.

Contrapondo-se ao vergonhoso cenário descrito

inicialmente, o segundo texto traça perspectivas

bastante promissoras para o trabalhador do futuro,

habitante das metrópoles, que poderá ver seu talento

devidamente valorizado em atividades que primem

pela qualidade de vida e pelo respeito ao meio

ambiente, sem deixar de lado a possibilidade de

realização pessoal  por meio do trabalho.  Nesse

contexto, as mulheres jovens terão, enfim, suas

habilidades reconhecidas, pondo fim à discriminação

que há tanto tempo vitima o gênero feminino. 

A tarefa do candidato consistiria em buscar um

denominador comum para duas realidades tão distin -

tas. Para tanto, caberia “aproximar” tais  universos

no que diz respeito aos direitos do trabalhador,

previstos na Constituição, a fim de garantir que todos

os cidadãos brasileiros sejam favorecidos pela moder -

nização das relações trabalhistas. No que diz respeito

à “escravidão contemporânea”, caberia propor

rigorosa fiscalização dessa prática, seguida das

punições previstas pela lei, libertando dessa forma  o

trabalhador para tarefas que de fato o dignifiquem.

Cumpre destacar que a Banca abriu a possibi -

lidade de o candidato, em vez de propor uma ação

social, apresentar experiência relacionada ao tema.

Nesse caso, o estudante poderia relatar um fato que,

de algum modo, retratasse uma das situações descritas

nos textos motivadores.

E

E



N

N

E



E

M

M





N



N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

Questões de 91 a 95 (opção inglês)

91

A

A

Viva la Vida

I used to rule the world

Seas would rise when I gave the word

Now in the morning and I sleep alone

Sweep the streets I used to own

I used to roll the dice

Feel the fear in my enemy's eyes

Listen as the crowd would sing

“Now the old king is dead! Long live the king!”

One minute I held the key

Next the walls were closed on me

And I discovered that my castles stand

Upon pillars of salt and pillars of sand

[…]


MARTIN, C. Viva la vida, Coldplay. In: Viva la vida or 

Death and all his friends. Parlophone, 2008.

Letras de músicas abordam temas que, de certa forma,

podem ser reforçados pela repetição de trechos ou

palavras. O fragmento da canção Viva la vida, por

exemplo, permite conhecer o relato de alguém que

a) costumava ter o mundo aos seus pés e, de repente, se

viu sem nada.

b) almeja o título de rei e, por ele, tem enfrentado

inúmeros inimigos.

c) causa pouco temor a seus inimigos, embora tenha

muito poder.

d) limpava as ruas e, com seu esforço, tornou-se rei de

seu povo.

e) tinha a chave para todos os castelos nos quais desejava

morar.

Resolução

As informações contidas na letra da música “Viva la

Vida” permitem conhecer o relato de alguém que

costumava ter o mundo aos seus pés e, de repente, se

viu sem nada.

Lê-se no texto:

“I used to rule the world” (= Eu comandava o

mundo)/ (and now) (= e agora)/ “Sweep the streets I

used to own” = Varro as ruas que eram minhas).

“I used to roll the dice” (= Eu costumava dar as cartas,

ditar as regras)/ (and) (= e)/ “Now the old king is

dead!” (= Agora o velho rei está morto!).

“One minute I held the key” (= Em um momento eu

tinha a chave)/ “Next the walls were closed on me” (=

A seguir as paredes (portas) se fecharam para mim).

E

E



N

N

E



E

M

M





N



N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

92

D

D

THE WEATHER MAN

They say that the British love talking about the weather.

For other nationalities this can be a banal and boring

subject of conversation, something that people talk about

when they have nothing else to say to each other. And yet

the weather is a very important part of our lives. That at

least is the opinion of Barry Gromett, press officer for The

Met Office. This is located in Exeter, a pretty cathedral

city in the southwest of England. Here employees – and

computers – supply weather forecasts for much ot the

world.

Speak Up. Ano XXIII, n.º 275.

Ao conversar sobre a previsão do tempo, o texto mostra

a) aborrecimento do cidadão britânico ao falar sobre

banalidades.

b) a falta de ter o que falar em situações de avaliação de

línguas.


c) a importância de se entender sobre meteorologia para

falar inglês.

d) as diferenças e as particularidades culturais no uso de

uma língua.

e) o conflito entre diferentes ideias e opiniões ao se

comunicar em inglês.



Resolução

Ao conversar sobre a previsão do tempo, o texto

mostra as diferenças e as particularidades culturais

no uso de uma língua.

Lê-se no texto:

“… the British love talking about the weather.” (= …

os britânicos adoram falar sobre o tempo). “For other

nationalities this can be a banal and boring subject of

conversation.” (= Para outras nacionalidades isso

pode ser um assunto banal e monótono de conversa).

E

E



N

N

E



E

M

M





N



N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

93

E

E

THE DEATH OF THE PC

The days of paying for costly software upgrades are

numbered. The PC will soon be obsolete. And

BusinessWeek reports 70% of Americans are already

using the technology that will replace it. Merrill Lynch

calls it “a $160 billion tsunami”. Computing giants

including IBM, Yahoo!, and Amazon are racing to be the

first to cash in on this PC-killing revolution.

Yet, two little-known companies have a huge head

start. Get their names in a free report from The Motley

Fool called, “The Two Words Bill Gates Doesn’t Want

You to Hear…”

Click here for instant access to this FREE report!

BROUGHT TO YOU BY THE MOTLEY FOOL

Disponível em: http://www.fool.com. Acesso em: 21 jul. 2010.

Ao optar por ler a reportagem completa sobre o assunto

anunciado, tem-se acesso a duas palavras que Bill Gates

não quer que o leitor conheça e que se referem

a) aos responsáveis pela divulgação desta informação na

internet.

b) às marcas mais importantes de microcomputadores do

mercado.

c) aos nomes dos americanos que inventaram a suposta

tecnologia.

d) aos sites da internet pelos quais o produto já pode ser

conhecido.

e) às empresas que levam vantagem para serem suas

concorrentes.

Resolução

Bill Gates não quer que o leitor conheça os nomes de

duas empresas que levam vantagem para serem suas

concorrentes.

Lê-se no texto:

“Get their names in a free report from The Motley

Fool called, ‘The Two Words Bill Gates Doesn’t Want

You to Hear…’”

E

E



N

N

E



E

M

M





N



N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

94

C

C

Disponível em: http://www.chris-alexander.co.uk/1191. 

Acesso em: 28 jul. 2010 (adaptado).

Definidas pelos países membros da Organização das

Nações Unidas e por organizações internacionais, as

metas de desenvolvimento do milênio envolvem oito

objetivos a serem alcançados até 2015. Apesar da

diversidade cultural, esses objetivos, mostrados na

imagem, são comuns ao mundo todo, sendo dois deles:

a) O combate à AIDS e a melhoria do ensino univer -

sitário.

b) A redução da mortalidade adulta e a criação de

parcerias globais.

c) A promoção da igualdade de gêneros e a erradicação da

pobreza.

d) A parceria global para o desenvolvimento e a

valorização das crianças.

e) A garantia da sustentabllidade ambiental e o combate

ao trabafho infantil.

Resolução

Dois dos objetivos mostrados na imagem são: a

promoção da igualdade de gêneros e a erradicação da

pobreza.

No texto:

“Promote gender equality…” (= Promover a

igualdade de gêneros…).

“Erradicate extreme poverty…” (= Erradicar a

pobreza extrema…).

E

E



N

N

E



E

M

M





N



N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

95

D

D

Os cartões-postais costumam ser utilizados por viajantes

que desejam enviar notícias dos lugares que visitam a

parentes e amigos. Publicado no site do projeto

ANDRILL, o texto em formato de cartão-postal tem o

propósito de 

a) comunicar o endereço da nova sede do projeto nos

Estados Unidos.

b) convidar colecionadores de cartões-postais a se reuni -

rem em um evento.

c) anunciar uma nova coleção de selos para angariar

fundos para a Antártica.

d) divulgar às pessoas a possibilidade de receberem um

cartão-postal da Antártica.

e) solicitar que as pessoas visitem o site do mencionado

projeto com major frequência.



Resolução

O texto tem o propósito de divulgar às pessoas a

possibilidade de receberem um cartão-postal da

Antártica.

Lê-se no texto:

“… or a question you have about Antarctica, and we’ll

send a postcard to you from the ice!”

* postcard = cartão-postal

* ice = gelo

E

E



N

N

E



E

M

M





N



N

O

O

V

V

E

E

M

M

B

B

R

R

O

O

/

/

2

2

0

0

1

1

0

0

Questões de 91 a 95 (opção espanhol)

Texto para as questões 91 92



Bilingüismo en la Educación Media

Continuidad, no continuismo

Aun sin escuela e incluso a pesar de la escuela,

paraguayos y paraguayas se están comunicando en

guaraní. La comunidad paraguaya ha encontrado en la

lengua guaraní una funcionalidad real que asegura su

reproducción y continuidad. Esto, sin embargo, no basta.

La inclusión de la lengua guaraní en el proceso de

educación escolar fue sin duda un avance de la Reforma

Educativa.

Gracias precisamente a los programas escolares, aun

en contextos urbanos, el bilingüismo ha sido potenciado.

Los guaraníhablantes se han acercado con mayor fuerza

a la adquisición del castellano, y algunos

castellanohablantes perdieron el miedo al guaraní y

superaron los prejuicios en contra de él. Dejar fuera de la

Educación Media al guaraní seria echar por la borda tanto

trabajo realizado, tanta esperanza acumulada.

Cualquier intento de marginación del guaraní en la

educación paraguaya merece la más viva y decidida

protesta, pero esta postura ética no puede encubrir el

continuismo de una forma de enseñanza del guaraní que

ya ha causado demasiados estragos contra la lengua,

contra la cultura y aun contra la lealtad que las paraguayas

y paraguayos sienten por su querida lengua. El guaraní,

lengua de comunicación sí y mil veces sí; lengua de

imposición, no.

MELIÁ, B. Disponível em: http://staff.uni-mainz de.

Acesso em: 27 abr. 2010 (adaptado).

E

E

N



N

E

E



M

M





N

N

O

O

V

V


Baixar 3.07 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11




©bemvin.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Prefeitura municipal
santa catarina
Universidade federal
prefeitura municipal
pregão presencial
universidade federal
outras providências
processo seletivo
catarina prefeitura
minas gerais
secretaria municipal
CÂmara municipal
ensino fundamental
ensino médio
concurso público
catarina município
Dispõe sobre
reunião ordinária
Serviço público
câmara municipal
público federal
Processo seletivo
processo licitatório
educaçÃo universidade
seletivo simplificado
Secretaria municipal
sessão ordinária
ensino superior
Relatório técnico
Universidade estadual
Conselho municipal
técnico científico
direitos humanos
científico período
pregão eletrônico
espírito santo
Curriculum vitae
Sequência didática
Quarta feira
prefeito municipal
conselho municipal
distrito federal
nossa senhora
língua portuguesa
Pregão presencial
segunda feira
educaçÃo secretaria
recursos humanos
Terça feira
educaçÃO ciência
agricultura familiar