Programa de Ajuda Directa (pad) 2016-2017



Baixar 14,25 Kb.
Encontro29.10.2016
Tamanho14,25 Kb.



Programa de Ajuda Directa (PAD) 2016-2017

A Embaixada da Austrália em Lisboa convida todas as organizações elegíveis a submeterem candidaturas à concessão de subsídios no âmbito do Programa de Ajuda Directa 2016-2017 para Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau.


As candidaturas ao PAD são feitas online através do sistema Smartygrants (é necessário registar-se). Os links dos respectivos programas são:
Cabo Verde: https://dap.smartygrants.com.au/cv2016

Guiné-Bissau: https://dap.smartygrants.com.au/gb2016

São Tomé e Príncipe: https://dap.smartygrants.com.au/stp2016
Os projectos podem solicitar financiamento até ao limite máximo de € 8.000. A Embaixada da Austrália está aberta a candidaturas de projectos bem focados, para valores entre os €3.000 - €6.000.
A data limite da submissão de candidaturas é 21 de Agosto (meia-noite).
O Programa de Ajuda Directa
O principal objectivo do PAD é contribuir para um desenvolvimento sustentável e a redução da pobreza.
O PAD é um pequeno programa de subsídios destinado a ajudar indivíduos, grupos comunitários, ONGs nacionais ou internacionais, entidades governamentais, instituições académicas, museus ou outras organizações sem fins lucrativos que trabalhem em prol do desenvolvimento ao nível das comunidades e que incluam os beneficiários na identificação e implementação do projecto.
O PAD foca-se na redução da pobreza, geração de rendimento, educação, saneamento básico, saúde, direitos humanos, boa governação, desenvolvimento rural, igualdade de género, protecção do ambiente e ajuda humanitária e de emergência.
Os projectos devem ter resultados tangíveis, imediatos, directos e práticos e devem contribuir para a aquisição de competências de um determinado grupo de pessoas desfavorecidas, bem como abordar problemas das mulheres, necessidades de crianças, jovens e outros grupos carenciados. Entre as actividades seleccionáveis contam-se também aquelas que podem ser implementadas num curto período de tempo, isto é, cerca de seis/sete meses.
Os fundos PAD não podem, no geral, ser usados para:


  • Pagamento de salários ou honorários a consultores e assessores, quando estes constituam uma grande componente do orçamento;

  • Viagens internacionais;

  • Bolsas de estudo;

  • Aquisição de terrenos/imobiliário, rendas, custos de electricidade e água, despesas de funcionamento e de reparação de escritórios e/ou artigos de escritório;

  • Aquisição de veículos;

  • Programas de microcrédito, comerciais ou donativos em dinheiro.


Contactos

DAP/PAD


Embaixada da Austrália em Lisboa

Av. da Liberdade, 200 - 2


1250-147 Lisboa, Portugal

www.portugal.embassy.gov.au


Email:

Cabo Verde dap.caboverde@dfat.gov.au



Guiné-Bissau dap.guinebissau@dfat.gov.au

São Tomé e Príncipe dap.saotomeeprincipe@dfat.gov.au


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal