Prof: chicó



Baixar 112,28 Kb.
Encontro24.12.2016
Tamanho112,28 Kb.



Aluno(a) :______________________________________________________________



Prof:

CHICÓ

CURSO

LISTA 4



HISTÓRIA GERAL

01 - (UFRN/2013) Os historiadores fazem distinção entre o período medieval e a modernidade na Europa Ocidental. As imagens a seguir evidenciam essa nova concepção de mundo, característica da modernidade. Essas imagens remetem a aspectos da mentalidade do mundo moderno, que era caracterizado

a) pela reafirmação da visão aristotélica do universo e do homem, afirmando um padrão de círculos perfeitos no movimento dos astros.

b) pela subordinação à visão clerical, que valorizava a iluminação divina para chegar à verdade sobre o homem, a mais perfeita realização de Deus.

c) por um esquema do universo baseado no modelo heliocêntrico e por uma exaltação das capacidades humanas para chegar à verdade.

d) por um ideal que partia da valorização do homem e, por consequência, via a Terra como centro do universo.


02 - (UFG GO/2013) Leia a citação a seguir: “Mago designa um homem que alia o saber ao poder de agir para a criação de mundos desejáveis.” - BRUNO, Giordano. Tratado da magia, 1591.
Tal como demonstra a citação de Giordano Bruno, sentenciado pela Inquisição à morte na fogueira, a magia despertava o interesse de pensadores e cientistas que estudavam as formas de intervir nas forças da natureza, no período entre os séculos XV e XVI. Com base no exposto,

a) explique como a citação de Giordano Bruno contraria os princípios que sustentaram a ação da Inquisição; b) relacione a citação de Giordano Bruno aos valores renascentistas sobre o conhecimento humano.


03 - (FPS PE/2013) O Renascimento trouxe mudanças na forma de pensar as relações sociais e foi importante para redefinir e produzir a cultura. Houve grande influência da cultura clássica nas redefinições acontecidas. Na pintura, por exemplo observa-se:

a) a prevalência do sentimento religioso, com a manutenção de princípios estéticos que afirmavam o uso de cores sombrias.

b) a ousadia na temática que divergia das formas estéticas da Idade Média com uso de histórias da mitologia grega.

c) a falta de originalidade na produção, apesar das transformações na aplicação das cores e a relação com a renovação na forma.

d) a falta de interesse por temas que tivessem articulação com a religião católica e as crenças dos tempos medievais.

e) a manutenção de padrões do mundo antigo, com quadros que ressaltavam a vida dos santos e glorificavam a burguesia de época.


04 - (UCS RS/2013) Com o renascimento comercial e urbano, o aparecimento da burguesia, classe ligada ao comércio, e a formação das monarquias nacionais, a cultura europeia também sofreu alterações. Essas transformações culturais aprofundaram-se nos séculos XIV-XVI, ficando conhecidas como Renascimento. Representavam os valores da burguesia, classe social em ascensão. Manifestaram-se na literatura, artes plásticas, filosofia e ciência.

(MELLO, Leonel I.; COSTA, Luís César. História moderna


e contemporânea
. São Paulo: Scipione, 1993. p. 31.)

Relacione os artistas renascentistas, apresentados na COLUNA A, às características que os identificam, elencadas na COLUNA B.


COLUNA A

1. Leonardo Da Vinci (1452-1519)

2. Michelangelo Buonarotti (1475-1564)

3. Sandro Botticelli (1445-1510)

4. Rafael Sanzio (1483-1520)
COLUNA B

( ) Projetou a cúpula da Basílica de São Pedro e decorou a Capela Sistina (ambas no Vaticano) com algumas das mais conhecidas pinturas renascentistas, entre elas “A Criação de Adão”.

( ) Pintor, arquiteto, botânico, cartógrafo, engenheiro, escultor, físico, geólogo, químico e inventor, era o típico humanista. Uma de suas obras mais famosas foi o “Homem Vitruviano”, retratando a beleza e precisão da simetria humana.

( ) Rompeu com a tradição medieval ao enfatizar a liberdade de movimentos do corpo, em sintonia com o dinamismo renascentista. Uma de suas telas mais famosas é “O Nascimento da Vênus”.

( ) Tornou-se o artista mais popular do Cinquecento, expressando sentimentos religiosos e transferindo para suas obras equilíbrio, doçura e piedade. Entre suas obras mais importantes estão “Escola de Atenas” e “Madona Sistina”.

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo.

a) 1 – 3 – 2 – 4

b) 2 – 1 – 4 – 3

c) 4 – 2 – 3 – 1

d) 2 – 1 – 3 – 4

e) 3 – 2 – 4 – 1
05 - (UCS RS/2013) Os rios foram extremamente importantes para a formação das primeiras civilizações, tanto na Mesopotâmia como no Egito, na China ou na Índia. Ao redor deles, as populações organizaram seu cotidiano, baseado na agricultura e na pecuária, e aprenderam a lidar com as facilidades e as dificuldades apresentadas durante as estações do ano.

(PELLEGRINI, Marco Cesar (Org.). Novo olhar história. São Paulo: FTD, 2010. p. 69.)


Considere as seguintes afirmativas sobre o uso dos recursos hídricos pelos homens desde a Antiguidade.

I. Para Heródoto, historiador grego, o Egito era uma “dádiva do Nilo”, pois foi ao longo de suas margens que se desenvolveu uma das mais brilhantes civilizações do Oriente Antigo: a egípcia.

II. As terras férteis do Nilo e do Tigre-Eufrates propiciaram a fixação de tribos nômades e impulsionaram o desenvolvimento da agricultura, baseada no sistema de irrigação.

III. O Eufrates, com seus cerca de 2.780 quilômetros de extensão, é um dos maiores rios do Oriente Médio e passa por um momento crítico, apresentando uma drástica redução no nível de suas águas, o que causa grande prejuízo à agricultura no Iraque.

Das alternativas acima, pode-se dizer que

a) apenas I está correta.

b) apenas II está correta.

c) apenas I e II estão corretas.

d) apenas II e III estão corretas.

e) I, II e III estão corretas.


06 - (UNESP SP/2013)

Texto 1


Para santo Tomás de Aquino, o poder político, por ser uma instituição divina, além dos fins temporais que justificam a ação política, visa outros fins superiores, de natureza espiritual. O Estado deve dar condições para a realização eterna e sobrenatural do homem. Ao discutir a relação Estado-Igreja, admite a supremacia desta sobre aquele. Considera a Monarquia a melhor forma de governo, por ser o governo de um só, escolhido pela sua virtude, desde que seja bloqueado o caminho da tirania.
Texto 2

Maquiavel rejeita a política normativa dos gregos, a qual, ao explicar “como o homem deve agir”, cria sistemas utópicos. A nova política, ao contrário, deve procurar a verdade efetiva, ou seja, “como o homem age de fato”. O método de Maquiavel estipula a observação dos fatos, o que denota uma tendência comum aos pensadores do Renascimento, preocupados em superar, através da experiência, os esquemas meramente dedutivos da Idade Média. Seus estudos levam à constatação de que os homens sempre agiram pelas formas da corrupção e da violência.

(Maria Lúcia Aranha e Maria Helena Martins. Filosofando, 1986. Adaptado.)


Explique as diferentes concepções de política expressadas nos dois textos.
07 - (UEM PR/2013) Leia o texto a seguir e assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

“No decurso do tempo, a humanidade teve de aguentar, das mãos da ciência, duas grandes ofensas a seu ingênuo amor-próprio. A primeira foi quando percebeu que a Terra não era o centro do universo, mas apenas um pontinho num sistema de magnitude dificilmente compreensível. A segunda quando a pesquisa biológica lhe roubou o privilégio de ter sido criada especialmente, e relegou o homem a descendente do mundo animal.” - (FREUD, S. O mal-estar na civilização. In: VICENTINO,C;


DORIGO, G. História Geral e do Brasil. São Paulo:Scipione, 2010, p. 39)
01. O texto faz referência indireta às pesquisas que, no século XIX, propuseram a teoria da evolução das espécies, segundo a qual a espécie humana evoluiu ao longo dos tempos por um processo de seleção natural.

02. Segundo o texto, os estudos científicos contribuíram para valorizar o papel atribuído a Deus na construção do Universo.

04. A ideia de que a Terra não é o centro do universo foi desenvolvida no início da modernidade por pensadores como Galileo Galilei e Copérnico.

08. O texto reafirma a teoria heliocêntrica, pois mostra que o Sol é o centro do Universo.

16. Segundo o texto, a diminuição do amor-próprio dos homens é resultado dos equívocos da ciência e, para recuperá-lo, faz-se necessária uma reaproximação da humanidade com Deus.
08 - (UEPG PR/2013) Movimento marcado por grandes mudanças culturais ocorrido na Europa Ocidental entre os séculos XIV e XVI, o Renascimento se caracteriza pela retomada de valores da cultura greco-romana. A respeito de Leonardo da Vinci, um dos expoentes do Renascimento, assinale o que for correto.

01. "Monalisa" e "A Última Ceia" figuram entre os principais quadros pintados por da Vinci.

02. Como cientista e inventor, da Vinci foi um dos primeiros a projetar uma máquina voadora e um paraquedas.

04. Florença, na Itália, foi a cidade em que mais Leonardo da Vinci realizou seus trabalhos.

08. Crítico do humanismo, da Vinci evitou ao máximo o uso de temas humanos em suas telas, optando, predominantemente, pela exposição e valorização de figuras celestiais.

16. O talento de Leonardo da Vinci foi reconhecido apenas no século XX. Em vida, nunca gozou de prestígio e reconhecimento por parte de artistas e intelectuais.


09 - (Fac. Direito de Sorocaba SP/2013) Sabe-se hoje que a visão retrospectiva da Europa medieval como uma “idade das trevas” esteve condicionada por uma perspectiva racionalista, num momento em que ser humanista significa colocar em questão os pressupostos teocêntricos defendidos pelos representantes da Igreja.

(José Rivair Macedo, Repensando a Idade Média no ensino de História. In:


Leandro Karnal (org.), História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. Adaptado)

Essa visão da Idade Média foi elaborada no contexto

a) do século XIX, em que o positivismo afirmou pela primeira vez a crença na ciência.

b) das Revoluções Burguesas, na tentativa de superar as heranças da Antiguidade.

c) do Antigo Sistema Colonial, para legitimar o colonialismo europeu.

d) da Revolução Industrial, como mecanismo de superação da economia feudal.

e) do Renascimento, como forma de ruptura com a sociedade medieval.
10 - (UFPE/2013) Sobre o movimento historicamente reconhecido como Renascimento, que se difundiu na Europa a partir do final do século XV, analise as proposições abaixo.

00. Em contraposição à teoria geocêntrica, de Ptolomeu, difundida nas universidades medievais, a teoria heliocêntrica, de Copérnico, representou uma revolução no conhecimento humano.

01. A expansão marítima europeia do século XV está diretamente relacionada aos novos conceitos de homem e de mundo que caracterizam o movimento renascentista.

02. Embora tenha sido um movimento restrito ao campo das artes plásticas, o Renascimento provocou grandes mudanças no modo de pensar de homens e mulheres da Europa.

03. Com o Renascimento, o comércio europeu via Mediterrâneo foi alargado, propiciando um maior intercâmbio de mercadorias e ideias entre Oriente e Ocidente.

04. A visão de mundo renascentista era também caracterizada pelo antropocentrismo, o que significa que o homem ocupava uma posição central nas preocupações humanas.


11 - (FUVEST SP/2013) “O senhor acredita, então”, insistiu o inquisidor, “que não se saiba qual a melhor lei?” Menocchio respondeu: “Senhor, eu penso que cada um acha que sua fé seja a melhor, mas não se sabe qual é a melhor; mas, porque meu avô, meu pai e os meus são cristãos, eu quero continuar cristão e acreditar que essa seja a melhor fé”. - Carlo Ginzburg. O queijo e os vermes. São Paulo:
Companhia das Letras, 1987, p. 113.

O texto apresenta o diálogo de um inquisidor com um homem (Menocchio) processado, em 1599, pelo Santo Ofício. A posição de Menocchio indica

a) uma percepção da variedade de crenças, passíveis de serem consideradas, pela Igreja Católica, como heréticas.

b) uma crítica à incapacidade da Igreja Católica de combater e eliminar suas dissidências internas.

c) um interesse de conhecer outras religiões e formas de culto, atitude estimulada, à época, pela Igreja Católica.

d) um apoio às iniciativas reformistas dos protestantes, que defendiam a completa liberdade de opção religiosa.

e) uma perspectiva ateísta, baseada na sua experiência familar.
12 - (FGV/2013) Leia o fragmento.

“Um famoso escândalo político foi o de Antônio Perez, que em 1571 era secretário de Estado de Felipe II, tendo alcançado um dos postos mais importantes na monarquia. Por rivalidades, viu-se envolvido em intrigas internacionais. Conhecia todos os segredos da coroa, tendo absoluto controle sobre o Tesouro. Foi acusado de vender cargos, de suborno e de trair segredos do Estado. Felipe viu um caminho para atingi-lo: a Inquisição. Tinha de ser acusado de heresia. Foi difícil encontrar provas contra seu catolicismo, mas o confessor do rei conseguiu-as. Mesmo sendo íntimo amigo do inquisidor-mor e tendo o apoio da população de Saragoça, Perez foi acusado de herege. Conseguiu fugir e morreu em Paris, e, conforme testemunhou o núncio apostólico da região, sempre viveu como fiel católico.” - (Anita Novinsky, A inquisição)

A partir do texto, é correto concluir que a Inquisição espanhola

a) ampliou as suas prerrogativas nas nações europeias menos fiéis ao poder do papado, com o intuito de ampliar o número de seguidores.

b) perdeu parte de suas atribuições e poderes a partir da Contrarreforma católica, conforme deliberação do Concílio de Trento.

c) manteve, durante a sua existência secular, vínculos essenciais com a questão religiosa, excepcionalmente confundindo-se com a questão política.

d) resumiu sua atuação a alguns poucos casos exemplares, com o intuito de evitar a propagação do islamismo e das igrejas reformadas.

e) apesar de sua fundamentação religiosa, esteve vinculada ao Estado e serviu aos interesses de grupos ligados ao poder.


13 - (UDESC SC/2013) Em 1545, o papa convocou uma reunião entre os membros mais importantes da Igreja Católica a fim de debater sobre questões doutrinárias e disciplinares. O Concílio de Trento, como ficou conhecida esta reunião, durou 18 anos e foi motivado pelos questionamentos à Igreja Católica os quais se tornaram cada vez mais frequentes no início do século XVI, e que levaram à Reforma Protestante. Analise as proposições em relação ao contexto.

I. A Reforma Protestante difundiu-se em várias regiões da Europa, entre as quais as regiões que atualmente compõem a Alemanha, Suíça, Inglaterra e Holanda.

II. Martinho Lutero foi um crítico da Igreja Católica. Após a publicação das suas críticas, conhecidas como 95 teses, que foram afixadas na porta da Igreja de Wittenberg, ele foi excomungado pelo Papa Leão X.

III. Entre as novas doutrinas que surgiram com a Reforma Protestante estão o Luteranismo, o Calvinismo e o Anglicanismo.

IV. A Reforma Protestante ocorreu juntamente com outras mudanças, como o aumento do poder dos reis e o fortalecimento dos Estados Nacionais.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
14 - (UFTM MG/2013) Podemos afirmar que um dos instrumentos da Contrarreforma, no século XVI, foi

a) o estímulo à venda de indulgências.

b) a tradução livre da Bíblia para as línguas nacionais.

c) a supressão do Tribunal do Santo Ofício.

d) a extinção da Companhia de Jesus e de outras ordens religiosas.

e) a criação de uma lista de livros proibidos.


15 - (FGV/2013) Luteranismo, anglicanismo e calvinismo são expressões religiosas ligadas à chamada Reforma Protestante, iniciada na Europa a partir do século XVI.

a) Aponte uma característica de cada uma dessas expressões religiosas. b) Por que luteranismo e calvinismo espalharam-se por diversas regiões da Europa e o anglicanismo concentrou-se sobretudo na Inglaterra? c) Quais relações podem ser estabelecidas entre o calvinismo e o desenvolvimento do capitalismo?


16 - (UEPG PR/2013) Ao pregar as 95 teses que criticavam aspectos da doutrina católica na porta da igreja de Wittenberg (Alemanha), em 1521, Martinho Lutero deu início à chamada Reforma Protestante. A reação da Igreja Católica não tardou e, assim, teve início à chamada Reforma Católica (ou Contrarreforma). A respeito da Reforma Católica, assinale o que for correto.

01. As ações da Reforma Católica foram traçadas a partir do Concílio de Trento, sendo a catequização de terras descobertas, a retomada da Inquisição e a criação de um índice de livros proibidos, as principais medidas adotadas no Concílio.

02. Juntamente com a Reforma Católica, emergiu na Europa um forte sentimento de intolerância religiosa, que resultou conflitos entre católicos e protestantes, sendo a Noite de São Bartolomeu um dos episódios exemplares desse cenário.

04. A Companhia de Jesus foi uma ordem criada com o objetivo de levar o catolicismo para regiões coloniais, como o caso da América portuguesa e espanhola.

08. A venda de indulgências (perdão parcial ou total de pecados fora dos sacramentos) foi fartamente estimulada e praticada pelo clero no contexto da Reforma Católica. O objetivo era atrair novos fiéis com a promessa do perdão divino.

16. A reafirmação da autoridade do Papa, que a partir de então passou a ter a palavra final sobre os dogmas da Igreja Católica, foi outra decisão tomada pela Reforma Católica e visava unificar todos os fiéis sob a autoridade do Pontífice, fortalecendo a identidade e a fé católicas.


17 - (UEPG PR/2013) Movimentos antagônicos e, ao mesmo tempo, complementares, a Reforma Protestante e a Contrarreforma Católica marcaram profundamente a história ocidental no século XVI. A respeito desse tema, assinale o que for correto.

01. O descompasso filosófico e ideológico entre a Igreja Católica e as mudanças generalizadas ocorridas na Europa do século XVI, ajudam a entender a deflagração do movimento da Reforma Protestante.

02. Entre as motivações religiosas que contribuíram para o processo de ruptura e ocorrência da Reforma Protestante está a venda de indulgências.

04. A defesa do princípio do preço justo e a condenação ao lucro excessivo estão entre os princípios que integraram as teses defendidas pelos promotores da Reforma Protestante.

08. Uma das principais teses defendidas pela Contrarreforma era a liberdade de interpretação bíblica. A capacidade de refletir e criticar por parte dos fiéis tornou-se uma questão de princípio para os reformistas católicos.

16. A chamada nova ética protestante, decorrente da Reforma, se assentava na crítica aos avanços da burguesia e do capitalismo, vistos pelos protestantes como elementos nocivos ao desenvolvimento humano.


18 - (Fac. de Ciências da Saúde de Barretos SP/2013) Na primeira metade do século XVI, os questionamentos sobre a atuação da Igreja Católica deram origem, na Europa, aos movimentos conhecidos pelo nome de Reforma Protestante. Em reação, o catolicismo desencadeou a Contrarreforma. Entre os princípios dos reformistas protestantes e dos contrarreformistas, podemos destacar, respectivamente:

a) são fundados seminários de teologia, para aprimorar a formação do clero; a Bíblia deve ser interpretada livremente pelos fiéis.

b) é revogado o celibato clerical; é confirmado o dogma da transubstanciação, o reconhecimento da transformação do pão e do vinho em corpo e sangue de Cristo.

c) o Tribunal do Santo Ofício é reorganizado com o fim de julgar e punir as heresias; são mantidos apenas os sacramentos do batismo e da eucaristia.

d) a salvação é consequência das obras, entendidas como as boas ações orientadas pelas autoridades eclesiásticas; são mantidos a hierarquia e o celibato do clero.

e) o papa só pode perdoar as penas que ele tenha imposto por sua vontade; a fé constitui a única e verdadeira fonte de salvação.


19 - (UPE/2013) No início da Idade Moderna, a Europa Ocidental experimentou uma profunda mudança na vivência religiosa do cristianismo. Sobre a Reforma Religiosa do século XVI, analise as afirmativas seguintes:

I. O pensamento de Jan Huss influenciou as ideias de Lutero.

II. Sobre a questão da salvação dos fiéis, Calvino e Lutero consideravam a teoria da predestinação.

III. Muitos franceses se converteram ao calvinismo, tornando-se conhecidos como huguenotes.

IV. A reforma anglicana teve início por meio das ações do monarca britânico Henrique VIII.

V. A Rússia converteu-se ao luteranismo durante o reinado de Pedro Romanov.

Estão CORRETAS

a) I, III e IV. b) I, II e V. c) I, II e III.

d) II, IV e V. e) III, IV e V.
20 - (UFRN/2012) Ao comentar a Reforma Protestante do século XVI, Márcio Ferrari afirma: “O nascimento do protestantismo teve profundas implicações sociais, econômicas e políticas. Na educação, o pensamento de Lutero produziu uma reforma global do sistema de ensino alemão, que inaugurou a escola moderna. [...] A ideia da escola pública e para todos, organizada em três grandes ciclos (fundamental, médio e superior) e voltada para o saber útil nasce do projeto educacional de Lutero”. - FERRARI, Márcio. Martinho Lutero: o criador do conceito de educação útil. Nova escola. n. 187, nov. 2005. p. 30.

A proposta educacional de Lutero, referida no comentário acima, está diretamente relacionada

a) à defesa, por parte dos reformadores, da liberdade de interpretar a Bíblia, de modo que qualquer fiel tivesse acesso às fontes da doutrina.

b) ao desejo de facilitar para os fiéis a leitura da Vulgata, tradução da Bíblia em latim, aceita como versão oficial da Igreja Luterana.

c) ao projeto de melhoria da instrução do povo para que este pudesse compreender a doutrina luterana, cujo ensino era de competência exclusiva dos sacerdotes.

d) à proposta de difusão da leitura entre o povo, para que este conhecesse os catecismos produzidos no Concílio de Trento.





©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal