Prêmio Exportação rs celebra a competitividade da cadeia de internacionalização



Baixar 34,28 Kb.
Encontro03.07.2017
Tamanho34,28 Kb.
09.07.2013

 

Prêmio Exportação RS celebra a competitividade da cadeia de internacionalização

 

A maior premiação aos exportadores, promovida por 16 entidades representativas do setor, foi realizada na segunda-feira (8 de julho), no Teatro do Bourbon Country. Presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, foi homenageada e o diretor-presidente da Gerdau, André Gerdau Johannpeter, recebeu a distinção Personalidade Competitividade Internacional.

 

Embora operando com um dólar mais favorável, ainda são muitos os obstáculos a serem eliminados por quem escolheu abrir ou expandir os caminhos no exterior. Logística, carga tributária e a inexistência de reformas estruturantes são velhos conhecidos das indústrias, que, em um discurso uníssono, atribuem a esses problemas à falta de competitividade e de produtividade no chão de fábrica. Mesmo com a persistência das dificuldades, um grupo seleto de produtores, da manufatura ao beneficiamento de grãos, mostrou que é possível fazer a diferença. Chamados de bravos, de heróis, presidentes e diretores de empresas receberam na noite de segunda-feira (8) a mais alta outorga a seus esforços no mercado externo, o Prêmio Exportação RS, que nesta 41ª edição teve o tema Valorização da Competitividade da Cadeia na Internacionalização, Desenvolvimento e Resultado das Empresas no Mercado Exportador. A cerimônia no Teatro do Bourbon Country, em Porto Alegre, contou com a presidente da Petrobras, Maria da Graças Foster, que foi homenageada, com o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ricardo Schaefer, e com o secretário de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, Mauro Knijnik, que representou o governador Tarso Genro e o governador em exercício, Beto Grill, além de diversas autoridades, lideranças e empresários.



 

Ao abrir oficialmente a cerimônia, o presidente da ADVB/RS, Telmo Costa, enfatizou que a noite de celebração ganhou um novo significado. Segundo ele, as manifestações nas ruas fará de 2013 um ano  lembrado na história do nosso país como um tempo de profunda transformação. “Temos uma importante reflexão a fazer:  seremos protagonistas, ou expectadores deste momento”, disse, lembrando que a capacidade de realizar é o que tem em comum as empresas vencedoras do 41º Prêmio Exportação. “Está em nosso DNA a persistência, o empreendedorismo e a força para desbravar novos territórios, de trabalhar para aumentar nossa competitividade e ajudar a qualificar a pauta estratégica do Estado e do país”, ressaltou.

Renato Malcon, presidente do Conselho do Prêmio Exportação RS – formado pelos 16 entidades regionais e nacionais, responsável pela avaliação e validação das empresas vencedoras – frisou que, embora haja um crescimento econômico moderado no Brasil e incertezas no cenário econômico externo, a ousadia empresarial prevalece, com a ampliação de fábricas, conquista de novos mercados, celebração de acordos e negócios externos, geração de empregos, inovações tecnológicas. “O Rio Grande do Sul ainda ostenta uma leve baixa de seus embarques em relação a igual período do ano passado, mas  acreditamos na evolução, que acontecerá com o esforço de nosso empresariado”, afirmou, observando que projeções da Fiergs indicam que as exportações gaúchas deverão crescer ao redor de 7% neste ano, quando em 2012 houve uma queda de 7,4%.

IMPORTÂNCIA DESTACADA - O reconhecimento da importância destacada e da capacidade do Rio Grande do Sul para o Brasil também foi reforçada pela homenageada Maria das Graças Silva Foster, presidente da Petrobras (7ª maior empresa de energia do mundo) e, segundo a revista Forbes, a 18ª mulher mais influente do planeta. Segundo ela a Petrobras tem um negócio gigante pela frente: um plano de gestão de US$ 236,5 bilhões, programados no período de 2013 e 2017. Anunciou que o desafio é a recuperação da indústria naval e de offshore e que o Rio Grande do Sul vem buscando seu espaço, razão pela qual o governo vê o Estado como referência nesta área. Reconhecimento que será reforçado com a grande possibilidade que se acena para a produção de mais duas plataformas. “Em poucos dias, será batido o martelo para a fabricação de mais duas plataformas. E o Rio Grande tem todas as condições de receber essas encomendas, que são obras de 35 a 37 meses”, comunicou. 

 

Também o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ricardo Schaefer, levou boas novas para os empresários do Rio Grande do Sul. Disse que o governo está trabalhando uma série de medidas para estimular o comércio internacional, principalmente na área de defesa comercial em que pretende dar uma resposta rápida para o mundo, que vem mudando constantemente. “Estamos atuando fortemente na ampliação de garantias, fundamental para o comércio exterior, e na aprovação de um novo projeto de antidumping, além de ações para aumentar a competitividade das empresas”, avisou. Ainda conforme ele, outra estratégia ousada que está sendo elaborada é a Lei Única do Comércio Exterior, que visa desburocratizar e a simplificação da legislação, assim como o governo passará a se focar nos acordos comerciais.



 

PERSONALIDADE - A competitividade, alvo principal do Prêmio Exportação RS, foi bem traduzida com a distinção Personalidade Competitividade Internacional, entregue para o diretor-presidente da Gerdau, André Gerdau Johannpeter. “Quem consegue exportar hoje, diante de tantos fatores adversos, é um verdadeiro herói. O Brasil deveria se focar em  infraestrutura e logística, que demanda mais de R$ 600 bilhões em investimentos necessários, a carga tributária complexa e mais investimentos de longo prazo na educação, ponto fundamental para transformar a competitividade do Brasil”, disse. O título foi concedido por sua expressiva liderança à frente do Grupo Gerdau, líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços longos especiais do mundo. A companhia possui operações industriais em 14 países – nas Américas, na Europa e na Ásia e está  listada nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madri, somando mais de 140 mil acionistas.

 

Empresas vencedoras do 41º Prêmio Exportação RS



CATEGORIA QUANTITATIVA

Destaque Exportador

Empresa que se destacou em 2012 como a maior exportadora (em valor monetário) do RS.

  BRASKEM, de Porto Alegre

Trajetória Exportadora Master

Empresas que apresentaram trajetória exportadora muito expressiva, situando-se entre as maiores exportadoras do RS por um período longo (3 anos) e com taxa de crescimento significativa.

  Marcopolo, de Caxias do Sul

  Souza Cruz, do Rio de Janeiro

  Forjas Taurus, de Porto Alegre

  STIHL Ferramentas Motorizadas Ltda, de São Leopoldo



Diversificação de Mercados

Empresas que se destacaram pela diversificação de mercados em 2012.

  EPCOS do Brasil, de Gravataí

  Paquetá, de Sapiranga

  NOVUS Automação, de Porto Alegre

  Werner Calçados LTDA, de Três Coroas

  Borrachas Vipal, de Porto Alegre

  Fras-le, de Caxias do Sul

  JBS Aves, de Montenegro

  Tramontina, de Carlos Barbosa

  Consevas Oderich, de Porto Alegre

Destaque Inovação Tecnológica

Empresa que implementou inovações na área de tecnologia para a exportação.

  Artecola, de Campo Bom

Dinamismo Exportador

Empresas que se destacaram pela elevada taxa de crescimento no valor das exportações totais, entre as 40 maiores empresas exportadoras.

  Prisma Brazil, de Caxias do Sul

  Medabil Sistemas Construtivos, de Porto Alegre

  Marasca Comércio de Cereais, de Cruz Alta

  Petrobras Distribuidora, do Rio de Janeiro

 

CATEGORIA QUALITATIVA

Destaque Mercadológico

Empresas que se destacaram na consolidação da marca, gestão dos canais de distribuição e comercialização.

  Expodireto Cotrijal, de Não-Me-Toque

Destaque Setorial

Empresas que se destacaram como exportadoras no seu setor de atividades, adotando soluções criativas e inovadoras e constituindo-se em referência para outras empresas, bem como acarretando efeitos benéficos para a microrregião onde está instalada.

  Alimentos: Olfar S/A – Alimento e Energia, de Erechim; PECCIN, de Erechim

  Autopeças: Keko, de Flores da Cunha; Dana, de Gravataí

  Eletroeletrônicos: AEL SISTEMAS, de Porto Alegre

  Madeira/Derivados: Celulose Riograndense, de Guaíba

  Máquinas/Equipamentos: STEMAC S.A. Grupos Geradores, de Porto Alegre

  Máquinas/Implementos Agrícolas: Stara, de Não-Me-Toque

  Metalúrgico: Jackwal, de Gravataí; Randon, de Caxias do Sul

  Móveis: MADESA Móveis, de Bom Princípio



Destaque Avanço Global

Empresas que se destacaram pela implantação de estratégias de internacionalização de suas operações, seja como parte de um objetivo de crescimento internacional, seja como forma criativa de contornar as restrições à competitividade das exportações.

  BSBIOS, de Passo Fundo

Pequeno Desbravador Internacional

Categoria em reconhecimento a micro e pequenas empresas que se destacaram no setor exportador.

  REAL ESQUADRIAS, de Riozinho

  Cachaçaria Weber Haus, de Ivoti



Destaque Serviços de Suporte à Exportação

Empresas que se destacaram como prestadora de serviços e suporte à exportação

  Tecon Riogrande, de Rio Grande

  LOGSUL Logística, de Porto Alegre

  Softway, agora parte da Thomson Reuters, de Porto Alegre

 

CONSELHO DO PRÊMIO EXPORTAÇÃO RS (Colegiado responsável pela avaliação e validação das empresas vencedoras do Prêmio Exportação RS)

- Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil – ADVB/RS

- Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil

- Badesul

- Banco do Brasil

- Banco do Estado do Rio Grande do Sul – Banrisul

- Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul – FARSUL

- Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul – Federasul

- Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul – Fecomércio-RS

- Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul – FIERGS

- Fundação de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul – FEE

- Movimento Brasil Competitivo – MBC

- Porto de Rio Grande

- PricewaterhouseCoopers

- Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade – PGQP 



- Secretaria do Desenvolvimento e Promoção do Investimento do Rio Grande do Sul – SDPI

- Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal