Principais revoltas do período



Baixar 333,05 Kb.
Encontro06.09.2018
Tamanho333,05 Kb.

Principais revoltas do período:

 - Revolta da Armada: 1893-1894

 - Revolução Federalista: 1893-1895

 - Guerra de Canudos: 1893-1897

 - Revolta da Vacina: 1904

 - Revolta da Chibata: 1910

 - Guerra do Contestado: 1912-1916

 - Sedição de Juazeiro: 1914

 - Greves Operárias: 1917-1919

 - Revolta dos Dezoito do Forte: 1922

 - Revolução Libertadora: 1923

 - Revolução de 1930: 1930



A primeira Constituição Republicana foi promulgada pelo Congresso Constituinte no dia 24 de fevereiro de 1891. No dia seguinte, o congresso elegeu o Marechal Deodoro da Fonseca (1889-1891) - o primeiro presidente do Brasil e o vice Floriano Peixoto. O novo governo trazia inúmeras divergências entre civis e militares. Contra Deodoro já havia uma forte oposição no Congresso. Assim, no dia 3 de novembro, Deodoro dissolveu o Congresso, que de imediato organizou um contragolpe. Deodoro renunciou e entregou o poder ao vice-presidente Floriano Peixoto. Floriano Peixoto (1891-1894) assumiu o cargo apoiado de uma forte ala militar. A dissolução do Congresso foi suspensa. A constituição determinava que fosse convocada novas eleições, o que não ocorreu.

Com essa atitude, Deodoro teve que enfrentar as revoltas das fortalezas de Lage e a de Santa Cruz, a Revolta Federativa e a Revolta da Armada, que causou 10.000 mortos.


A República Velha, ou Primeira República, é o nome dado ao período compreendido entre a Proclamação da República, em 1889, e a eclosão da Revolução de 1930.

A República da Espada abrange os governos dos marechais Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. Foi durante a República da Espada que foi outorgada a Constituição que iria nortear as ações institucionais durante a Primeira República. Além disso, o período foi marcado por crises econômicas, como a do Encilhamento, e por conflitos entre as elites brasileiras, como a Revolução Federalista e a Revolta da Armada.




Segundo Período da República Velha (1894-1930): O segundo período da República Velha ficou conhecido como “República das Oligarquias”, por ser dominada pela aristocracia dos fazendeiros. Na sucessão presidencial alternavam-se presidentes paulistas e mineiros. Nesse período apenas três presidentes eleitos (Hermes da Fonseca, Epitácio Pessoa e Washington Luís) não procediam dos Estados de MG e de SP.
A República Oligárquica foi marcada pelo controle político exercido sobre o governo federal pela oligarquia cafeeira paulista e pela elite rural mineira, na conhecida “política do café com leite”. Foi nesse período ainda que se desenvolveu mais fortemente o coronelismo, garantindo poder político regional às diversas elites locais do país. No coronelismo, o poder político e econômico concentrado nas mãos dos coronéis (grandes latifundiários), que usavam o voto de cabresto, violência e fraudes para obter vantagens eleitorais para si e seus candidatos. O período marca também a ascensão e queda do poder econômico dos fazendeiros paulistas, baseado na produção do café para a exportação. Além disso, os capitais acumulados com a exportação do produto garantiram o início da industrialização do país, ao menos na região Sudeste.

Essa industrialização proporcionou mudanças na estrutura social brasileira, com a formação de uma classe operária e o crescimento do espaço urbano. As mudanças políticas e sociais, também conhecidas pelo termo modernização, resultaram ainda em agudos conflitos sociais, tanto no campo, como no caso da Guerra de Canudos, quanto nas cidades, como a Revolta da Vacina e as greves operárias na década de 1910. A crise das oligarquias rurais e a crise econômica mundial, atingindo profundamente a produção cafeeira, representaram a agonia da República Velha. A insatisfação com a eleição de Júlio Prestes, em 1930, deu à elite os motivos para derrubar os fazendeiros paulistas que estavam no poder, através da Revolução de 1930. Era o fim da República Velha e o início da Era Vargas.

Nome:_____________________________________________ Turma:______ Data:____/____/______

Lendo o texto acima e fazendo uso do seu livro didático, responda as questões a seguir:

1. Quem foi o primeiro presidente do Brasil? E o vice?

2. Em que ano foi promulgada a Constituição da República Brasileira?

3. Quais são os anos do período que chamamos de República Velha?

4. Por que a República da Espada é assim chamada? A que período se refere?

5. Quais os acontecimentos importantes do período chamado República da Espada?

6. O que foi a política do “café com leite” durante o Segundo Período da República?

7. O que era o coronelismo?

8. Quais foram as principais revoltas do período da Primeira República?

9. _____________________________________________________________________________

10.____________________________________________________________________________

11. ____________________________________________________________________________

12._____________________________________________________________________________

13._____________________________________________________________________________



14._____________________________________________________________________________


©bemvin.org 2016
enviar mensagem

    Página principal